Marco Gomes

Geek, imigrante, nerd, cristão, biker. Founder da boo-box (vendida) e do Heartbit. Consigliere do JovemNerd

Raphael Vasconcellos, Criação na Propaganda Interativa, Intercon 2007 (anotações)

Publicado em 2007-10-26

Raphael começa falando da “regionalização” das agencias do grupo Isobar. Onde cada agencia local preserva sua cultura local mesmo depois de comprada pelo grupo.

Passa o video de Gil Scott-Heron, de 1970, com a frase célebre The revolution will not be televised. (A revolução não será televisionada), lembra que fui eu quem enviei pra ele assistir alguns anos atrás =) Dá destaque para outra frase: The revolution will put you in the driver’s seat (A revolução vai de colocar no assento do motorista)

As coisas não precisam ser mais complicadas. A propaganda na Web não pode se vender mais como o Guru da história.

Creating Time, o conceito Isobar de criar tempo. O objetivo é criar uma experiência tão atraente e tão pertinente pro consumidor, que ele escolha usar o tempo dele consumindo a mensagem da marca.

Cita o Casa do Seu Sonho como case de projeto “criando tempo”, em que o site tem apenas áudio. E olha que a falta de layout não foi só por conta do prazo =D Olhando de cima do palco eu notei que várias pessoas realmente fecharam os olhos durante a apresentação do áudio, muito legal.

Existe uma dificuldade pra quem trabalha com comunicação em entender que o que é óbvio pra nós dessa área, pode ser muito inovador para quem realmente interessa a comunicação.

La prigunta?

A pergunta que eu fiz pra ele:

O que você acha de conteúdo “publicitário” que não se mostra como tal? Como no caso do videoclipe de uma banda que na verdade era uma propaganda de cigarro. O caso brasileiros da banda The Uncles, em que lançaram a “volta” de uma banda fake como parte da campanha de lançamento de um carro na Nissan. Tem também o caso do blog do pimentel, da Nextel…

A resposta:

É mais um artifício, eu prefiro não usar. Uma paródia descarada é muito melhor, pode ser muito mais autêntico e não há problema nenhum com a paródia. Não fazer o consumidor de idiota é o melhor caminho, porque hoje os consumidores têm ferramentas para “acabar com essa mentirinha”.

Textos relacionados:

Deixe sua opinião

8 comentários

  1. Alexandre Fugita comentou:

    Ae, levando pito do ex-chefe (acertei)?

    Live blogging é muito legal!

  2. Eduardo Shiota comentou:

    O Ikwa está no iMasters! Eu e a Larissa (designers do Ikwa) estamos aqui na platéia assistindo à palestra (e demos risada da “bronca” do Raphael =D)

  3. Wendely Leal comentou:

    E a multidão pergunta (a que não foi na palestra, claro)

    Afinal, qual foi a bronca que você levou do Rapha?

  4. Rafael Rinaldi comentou:

    “Olha pra mim quando eu to falando ****!

    Hahaha, engraçado.

    Palestra muito boa por sinal!

  5. Leandro Ferreira comentou:

    yay, ele parou e ficou mostrando que fui eu que fiz =]

  6. anaregaleotti comentou:

    Adorei “o olha pra mim que tô falando”!Muito íntimo mesmo.
    Adoraria trabalhar com esse cara!Direto ao ponto.Boa palestra, e excelente sua cara fofa qdo tomo a bronca.