Marco Gomes

Interneteiro, imigrante, nerd, cristão, biker. Founder da boo-box (vendida) e Mova Mais. Consigliere do JovemNerd

Usando o Twitter com produtividade, parte 1

Publicado em 2008-02-22

Twitter é uma rede social e servidor para microblogging que permite que os usuários enviem atualizações pessoais contendo apenas texto em menos de 140 caracteres via mensageiro instantâneo, SMS[bb], e-mail, site oficial ou programa especializado.

As atualizações são exibidas no perfil do usuário e também enviadas a outros usuários que tenham assinado para recebê-las.

Fonte: verbete Twitter na Wikipédia

Após alguns meses usando o Twitter, posso assegurar à frente brasileira contra-twitter: É possível usar o Twitter a favor da minha empresa e sem perder produtividade[bb].

Esse texto provavelmente não vai ter parte 2, porém, eu sempre quis escrever um título que tivesse parte 1 no final :D

Instant Messenger só para tracks

Não uso o mensageiro instantâneo (Gtalk) pra acompanhar o Twitter, minha atenção, assim como meu tempo, são sagrados. Não dá pra ficar acompanhando em tempo real tudo que fala cada uma das 300 pessoas que sigo. Porém, o track se revelou uma poderosa ferramenta de auxílio a usuários das ferramentas boo-box.

boo-box, boo-BOX, BOO-BOX!

Já ouvi dizer por lá que eu sou o Beetlejuice da twittosfera: Basta dizer boo-box 3 vezes que eu apareço perguntando como posso ajudar.

Isso só é possível porque eu configurei o Twitter pra me avisar, no GTalk, sempre que alguém disser boo-box, marcogomes, parkour e nerdsonbeer. Quando qualquer usuário, brasileiro ou não, usa um dos termos por mim definidos, meu GTalk apita.

Com isso a boo-box está conseguindo um estado inédito de suporte em tempo real, público, para usuários do Twitter. Tem dado muito certo, já evitei vários e-mails de suporte ajudando pessoas diretamente no GTalk, suporte em tempo real é muito mais eficiente pro usuário.

Se pintar uma dúvida, boo-box tem um dos melhores suportes que já presenciei: basta gritar ‘boo-box!’ no Twitter que o Marco Gomes, CTO do time boo-box, aparece de onde estiver para te dar uma ajuda. Lógico, você ainda pode usar os métodos tradicionais para entrar em contato, mas não tem a mesma graça.

Fonte: GuraveHaato desu ka?: Abrindo a caixinha de dinheiro – Minha experiência com boo-box

Nas raras vezes que não estou conectado (normalmente no trajeto boo-land – casa), alguém vê o pedido de suporte e ajuda, mesmo não sendo diretamente envolvido com a empresa. GraveHeart (@graveheart), nosso maior evangelista, sempre ajuda as pessoas que postam dúvidas sobre boo-box no Twitter, além disso os dois ninjas @mauricio @wendelyleal estão sempre com seus tracks ativos e respondem o usuário quando eu não posso.

Acompanhar somente pela página Web

Não uso Twitterific, TwitterFox ou qualquer outra interfaces cômodas pra uso constante da ferramenta. A interface prática só vai tirar seu foco e te convencer a parar só um pouquinho pra ver o que está rolando.

Limites de checagens no stream

Estabeleça um limite de diário de checagens na sua página pessoal, leia apenas a primeira página e eventualmente comente algo que alguém disse ou poste algo interessante, tudo que passou antes, se não caiu nos seus tracks, não merece sua atenção.

Organizando eventos

Sem os convites públicas no nanoblog o NerdsOnBeer seria um evento bem menos conhecido. Sempre que postamos um convite público aparecem interessados, inclusive gente de outros estados que esteja de pasagem por São Paulo fica sabendo e pode aparecer.

E não é só o NerdsOnBeer, hoje sou amigo da Ematoma (@ematoma) por conta de uma reclamação postada: ela não queria almoçar sozinha, e eu me ofereci pra acompanhá-la e chegando lá conheci a Lalai (@lalai) e mais dois amigos que também apareceram por conta da postagem.

Algumas semanas atrás conheci a Fanta Uva (@FANTAUVAcom), @felds, Gabriel Pires (@gabrielpires) e um terceiro cara. Um deles postou um convite público no meio da tarde, nos econtramos no início da noite no Starbucks da al. Santos e rimos um bocado do excesso de burocracia[bb] das grandes corporaçoes e cargos públicos.

Pesquisas rápidas e despretenciosas

Uso muito o Twitter para perguntar coisas, qualquer um responde e eu tenho uma amostra de 3 ou 4 respostas razoáveis pra tomar uma decisão, por exemplo comprar fones de ouvido, ir a restaurantes, assistir filmes, comprar livros. Além disso eu costumo sempre responder às perguntas públicas de outros usuários, pelo prazer de ajudar.

Veja meus twitts favoritos pra entender um pouco no espírito da ferramenta e ver coisas engraçadas[bb] e interessantes que rolam no dia-a-dia da comunidade. Se você chegou até aqui lendo e ainda não me segue, comece a seguir agora, sou @marcogomes por lá.

Além das dicas acima, nunca esqueça que o Twitter é o mais próximo que a Web conseguiu chegar de uma mesa de buteco, com humores oscilantes, brigas, amores, paqueras, loucuras… Reforce o lado social, pergunte, responda, discorde, concorde, socialize-se!

Textos relacionados:

Deixe sua opinião

26 comentários

  1. Grande MarcoGomes… excelente seu post sobre o twitter. esta semana mesmo, com a minha demanda gigantesca de trabalho tive que parar de seguir em run time todas as pessoas do twitter, cheguei a pensar em usar o track mas nao coloquei em pratica.
    Depois desse seu comentario realmente acho que vai ser util eu conseguir filtrar as informações por importancia e demanda.

    Concordo plenamente com o lance de que o twitter foi o que chegou perto de uma mesa de boteco, e digo mais creio que hoje o melhor modelo de rede social seja o aplicado pelo o twitter e alguns outros similares.

    Novamente parabens e bora la twittar.

    eu sou Gabriel Pires (Gael)(@gabrielpires).

    that all folks!

  2. he..
    eu uso o twitter para publicidade, quando posto algo novo já vou twittar(aproveitando o jargão do Gabriel Pires ai em cima). além de ser meu desabafo digital sem edições(igual acontece nos blogs), chego la e vomito tudo que me apurrinha.
    valeu Zumbi, vou colocar em pratica o tal do Track.
    força e honra!

  3. Walmar Andrade comentou:

    Pode ser, pode ser… mas eu ainda sou muito reticente, não vejo como o twitter pode simplificar minha vida, então prefiro não entrar.

  4. Sérgio F. Lima comentou:

    Opa Marco!

    Com exceção do track (que pode ser implementado pelo google, mas usando o twitter) achei que todas as outras coisas ainda não me motivam a usá-lo (e parece que não sou só eu não né Walmar!)

    Aliás, o lance do track é mais uma das grandes sacadas da boo-box, uma vez que uma grande parte dos seus clientes usam a ferramenta e, em se tratando de negócios, você deve ouvir os seus clientes de todas as formas possíveis!

    Filtrando a minha rabujice com a ferramenta, é óbvio que pode-se sempre buscar algo útil para a mesma, como você mostrou com o track…

    Puxa, mas mandar um e-mail é tão simples… e tem o campo bcc que faz o mesmo que o twitter para organizar eventos!

    É isso!

    abraços

  5. Micox comentou:

    Eu já chamei boo-box 3 vezes hehahe

  6. Liu comentou:

    oi beetlejuice! =D
    O rapaz que não se lembra o nome é o @keto antigo @diegosm, foi ele mesmo quem fez o start do #starbucksday perguntando se alguém o queria acompanhar na Fnac!
    Ontem mesmo perdi o #girlsonbeer porque eu tinha aula importante na faculdade.. :S humpf

    Beijinho menino ^^

  7. Tagliati comentou:

    Preciso Aprender sobre Produtividade+twitter. A minha despenca com o uso(mesmo as vezes aprendendo algo…).

  8. Walter Cruz comentou:

    Me rendi ao twitter essa semana, como você já sabe! Estou gostando.

  9. Bruno comentou:

    Só uma curiosidade de quem está chegando hoje nesse mundo. Como a Boo-Box ganha dinheiro se a comissão das vendas é direcionada apenas para quem indicou os produtos?

  10. Cesar Cardoso comentou:

    O conjunto RSS dos amigos + Twittermail é a salvação da lavoura quando tudo está bloqueado :D Fica aí a dica. Olhem com carinho o RSS dos amigos. Você vai precisar dele. Eu preciso :P

    [zoação]
    Sérgio, vamos combinar uma coisa? Você apostou contra o hype e perdeu. ANTITWITTER EPIC FAILURE. Huahahahaha. O que você está conseguindo é virar um Cardoso do antitwittering. Huahahahaha.
    [/zoação]

  11. Sérgio F. Lima comentou:

    Opa Cesar!

    Por isso eu diminui um pouco a carga anti-twitter… o sensor de antipatia estava com a luz vermelha piscando :-)

    ANTITWITTER EPIC FAILURE foi ótimo :-)

  12. Angélica comentou:

    Oieee descobrir eesse site e achei muito maneiro … mais tem um probleminha preciso de ajuda naum sei como faço pra participar … \Será que vc poderia mim Ajudar? iria adorar poder compartilhar minhas coisinhas com outars péssoas e ao mesmo tempo deixa-las compatilhar comigo tbm…

  13. Jessé Nascimento comentou:

    Caro Marcos sou novato nesse ramos de rede social….acho que vou gostar

  14. Jessé Nascimento comentou:

    como crio um twiter meu? diga meu caro marcos

  15. Bruno Marques comentou:

    Uma dica de site, para encurtar alguma url para poder postar no twitter sem usar muitos caracteres, acesse http://www.okm.me

  16. Joao comentou:

    Eu acho o Twitter uma perda de tempo.

    Ja tenho Facebook e blog que me ajudam a divulgar meu trabalho (sou fotografo).

    Entao porque perder meu tempo precioso com mais um aplicativo ?

    Além disso sua vida fica muito exposta no Twitter, as pessoas podem saber quem você esta seguindo, acompanhar tudo o que vc faz, etc…

    Prefiro aproveitar a vida no mundo real (viajar, namorar e encontar meus amigos num boteco de verdade e nao através da tela de um computador).

    A vida é curta, aproveitem !