Marco Gomes

Geek, imigrante, nerd, cristão, biker. Founder da boo-box (vendida) e do Heartbit. Consigliere do JovemNerd

7 dicas para ter hospedagem barata no Airbnb, com segurança e conforto

Publicado em 2015-08-08

Após 20 experiências no Airbnb, desenvolvi algumas dicas para quem quer se hospedar economizando, vivendo como um local e mantendo o conforto, privacidade e segurança.

Marco e Talita em frente a um trailer transformado em quarto, dentro de um galpão reformado como moradia

Um dos locais mais excêntricos e fofos que já nos hospedamos, um trailer transformado em quarto, dentro de um galpão reformado como moradia, Los Angeles (via Airbnb)

Eu costumo viajar bastante, a trabalho e a lazer. Ano passado estive em 12 países (em 12 meses, dá 1 país por mês), incluindo Liechtenstein e Estado da Palestina. Quando você passa a viajar tanto, cria táticas para economizar enquanto viaja bem, aumentando assim o número de viagens possíveis dentro do orçamento disponível.

Talita e o grafite do famoso Banksy, que tem um manifestante de máscara atirando um buque de flores em vez de um coquetel molotov

Talita e um dos graffitis mais famosos do mundo, do Banksy, no Estado Palestino.

Um dos custos mais altos (às vezes, o custo mais alto) em uma viagem é a hospedagem. Se hospedar em hotéis muitas vezes é caro e nem sempre confortável, além de quase sempre te isolar da vida real no local visitado. O hotel tem suas vantagens, como muita comodidade e alguma padronização, mas uma das boas alternativas aos hotéis é alugar apartamentos ou quartos em moradias típicas do local que você vai visitar. A melhor plataforma tecnológica para alugar moradias para turistas é o Airbnb, onde você pode alugar apartamentos inteiros ou quartos de hóspede em residências de quem vive na cidade que você pretende visitar.

Usar o Airbnb é uma excelente oportunidade para facilitar a convivência com os locais, sejam os proprietários ou vizinhos. Ao se hospedar no Airbnb você também tem a chance de ficar em uma vizinhança mais residencial (apesar de não ser a regra, há anúncios em áreas bastante turísticas), além de poder experimentar moradias excêntricas, como castelosaviões e moinhos de vento transformados em apartamentos.

Um avião transformado em apartamento, no Airbnb

Um avião transformado em apartamento, no Airbnb

O Airbnb é um marketplace, ele não tem a posse dos quartos ou apartamentos, é apenas um facilitador de anúncios e negociação. Por mais que eles se preocupem com a qualidade geral dos anúncios e tenham ferramentas para que os contratantes tenham a melhor experiência possível, podem aparecer anúncios ruins ou enganosos na plataforma. Não é incomum ver relatos de experiências negativas, algumas vezes o hóspede chega no local combinado e o anúncio era impreciso ou a casa sequer existe.

Desde maio de 2012 eu já me hospedei 20 vezes em locais alugados pelo Airbnb, incluindo um quarto-trailer dentro de um galpão em Los Angeles e um flat medieval em Florença. Após tantas experiências, muita gente me pede ajuda para escolher o melhor local, então, decidi escrever algumas dicas que eu sempre uso para ter a melhor experiência.

1. Fotos boas, de nível profissional

Se o proprietário for sério sobre seu anúncio, vai se preocupar em tratá-lo da maneira mais profissional possível, começando pelas fotos. Eu só alugo locais com fotos excelentes, bem iluminadas.

Nas grandes cidades, o próprio Airbnb se encarrega de enviar fotógrafos para registrar profissionalmente os locais, então, só não tem fotos profissionais o proprietário que realmente não se importa em prestar o melhor serviço. Se o proprietário não se preocupou sequer em mostrar profissionalmente seu anúncio, não vai se preocupar com você.

2. Foto da cama e do banheiro

Cabine de piloto de avião com um vaso sanitário no lugar da poltrona, com manche logo à frente tudo mais original da cabine do comandante

No Avião transformado em apt, o vaso sanitário fica na cabine do piloto (achei muito divertido).

A cama e o banheiro são os locais que considero mais sensíveis para este tipo de hospedagem, portanto, devem ser confortáveis, limpos e de boa qualidade. Eu só alugo locais que tenham fotos muito claras de como é o banheiro e a cama que vou dormir.

3. Reviews positivos

O Airbnb é uma comunidade, os hóspedes podem deixar avaliações em texto nos locais que alugam. Sendo assim, eu só fico em locais que já tenham sido alugados antes por pelo menos algumas pessoas, e cujas experiências tenham sido positivas.

4. Sem reviews negativos repetidos

É aceitável que o local tenha um ou outro ponto negativo, mas não muitos e de maneira repetitiva. Alguns usuários reclamam “não estava limpo quando eu cheguei”, e o proprietário responde imediatamente pedindo desculpas e prometendo ter mais cuidado dali pra frente; outros dizem “é barulhento nas noites de final de semana, por causa da rua movimentada em frente”. Aí vai da sua escolha de pesar o custo/benefício de cada defeito do lugar.

5. Localização e acesso a transporte público

Em viagens é ainda mais chato ficar 2h por dia se deslocando, ou precisar caminhar 30 minutos com mochilas e sacolas do metrô até o apartamento alugado. Eu considero que os locais que me hospedo precisam ficar a no máximo 10 minutos de caminhada do transporte público e a no máximo 30 minutos de transporte público das principais atrações da cidade. Em viagens, algumas vezes você vai fazer casa–centro da cidade 2x por dia, só aí já se vão 4 viagens (ou 2 viagens ida-e-volta); se for muito distante, você vai perder uma parte preciosa do seu dia em deslocamento.

6. Faça uma lista com suas melhores opções

O Airbnb tem um recurso de wishlist que eu uso muito. Após fazer uma busca eu vou avaliando cada local segundo localização, decoração e preço; e colocando em uma wishlist com notas, mais ou menos assim:

  • Local 1: localização 8; decoração 9; preço 7.
  • Local 2: localização 8; decoração 8; preço 7.
  • Local 3: localização 10; decoração 7; preço 7.

Depois olho minha lista e decido pelo melhor local segundo minhas notas. Tem funcionado muito bem.

7. Faça perguntas ao proprietário antes de fazer a reserva

Após ter uma lista com os melhores locais, eu envio mensagem aos proprietários com 3 linhas contendo informações sobre mim e sobre minha viagem, e uma pergunta qualquer. Informações sobre quem você é e os detalhes da viagem são importantes para você se apresentar, ser simpático com a pessoa que vai te hospedar. Quanto à pergunta, se você não tem uma dúvida relevante, envie qualquer coisa (se o local está disponível, se a energia é 220V, se a rua é calma à noite); a mensagem é somente uma maneira de saber o quanto o proprietário é ativo no Airbnb e quanto tempo ele leva para responder suas comunicações.

Boa viagem!

Para pesquisar preços e pegar o voo mais barato eu uso o Voopter*; para hospedagem eu uso o Airbnb; para usar internet no celular eu compro um chip prepago local com plano de dados; para navegar pela cidade eu uso o Google Maps; para descobrir onde comer eu uso o Foursquare verificando as notas dos locais. Com esta listinha simples eu tenho viajado bastante gastando muito menos do que as pessoas que ainda estão presas nos anos 1990, comprando pacotes fechados em agências de viagem.

Gostou das dicas para o melhor uso do Airbnb? Cadastre-se clicando aqui e eu ganharei créditos quando você fizer sua primeira reserva :) Me ajude a te ajudar!

Moinho de vento num campo de trigo

Dentro deste moinho de vento há um apartamento espetacular

Um moinho de vento transformado em apartamento, no Airbnb

Um moinho de vento transformado em apartamento, no Airbnb

* Talita Ribeiro, com quem sou casado, é Diretora de Comunicação no Voopter.

Textos relacionados:

Responda o comentário de Marco Gomes

28 comentários

  1. Fabio comentou:

    Excelente post Marco. Depois conheça nosso site http://www.quantocustaviajar.com, estamos trabalhando pra “automatizar” todo o processo de planejamento e compra em viagens, integrando o máximo de players do mercado (inclusive somos parceiros do Voopter). Seria um prazer ter seu feedback. Abraços!

    • Marco Gomes comentou:

      Opa, beleza? Que honra ter você por aqui :)

      Conheço o projeto desde o lançamento e gosto muito ! Minha esposa (do Voopter) adora e recomenda sempre p/ os usuários que têm dúvidas. Continuem com o bom trabalho!

      • Fabio comentou:

        Que legal que já conhecia! Estamos sempre lançando novos recursos por lá. Se precisarem de alguma coisa, têm meu e-mail :)

        Estou sempre por aqui no blog acompanhando seus posts e podcasts pelo itunes (que são bem úteis). Nos falamos, abraços!

  2. Ricardo Cunha comentou:

    Gostei das dicas Marco , já viajo pelo Airbnb á 3 anos e acho muito bacana este site , valeu pelas dicas , abraço e boa viagem !!!!

  3. Não seria nada mal sair deste Brasil. rsrs

    Tenho pensado nisso fortemente, e artigos como este, certamente inspiram pessoas que por isso estão buscando.

  4. Renato comentou:

    Airbnb é bom quando da tudo certo. Qualquer dificuldade eles são péssimos em resolver. Nem email para comunicação VC encontra na página deles. É um péssimo programa, um lixo.

  5. marli comentou:

    pretendo viajar para grecia-atenas em julho 2016…obg!

  6. Luciana comentou:

    Ola! Boa tarde voce teria para me indicar um local da Airbnb a londres?

  7. Roberto comentou:

    Obrigado pelas suas valiosas dicas. Foram muito esclarecedoras e me tiraram o medo de fazer uma reserva neste incrível site. Desculpe mas primeiro me cadastrei e depois entrei para ver os comentários das pessoas, e o seu blog foi super enriquecedor.

    Muito obrigado por dividir o seu conhecimento conosco!

    Um abraço.

  8. Luis Cesar comentou:

    Muito bom post Marco.
    Usei o Airbnb em dezembro achei fantástico.
    Gostei tanto que me tornei anfitrião na Bahia em Salvador no bairro de Ondina, já vou usar os comentários para aprimorar meu anúncio.
    A dica nº 3 que considero bastante relevante mas depende de tempo. Sou anfitrião desde Janeiro de 2016.
    Aqui está o link da minha acomodação, já vi que terei que caprichar mais nas fotos:
    https://www.airbnb.com.br/rooms/10514175?checkin=01%2F03%2F2016&checkout=06%2F03%2F2016&guests=2&s=H0WELMDG.
    Ficaria muito feliz se dispusesse um pouco do seu tempo para ver e comentar o meu anúncio.
    grato, Luis César

  9. Emilia E. Kikuti comentou:

    Estou me preparando p/viajar p/Europa.durante no máximo três meses. Gostaria de dicas e algumas orientações. Vou sozinha.Hospedagem, passagem, meios de transportes. etc.

  10. Sonia Fonseca comentou:

    Mto didático. Legal!!!!
    Estou viajando p Croácia. Dicas de local p ficar?
    Zagreb, Belgrado, Medjugorge.

  11. Vania G. Rodrigues comentou:

    Sou marinheira de primeira vigem (airbnb) e vou usar as suas dicas para selecionar uma boa acomodação. Obg.

  12. Francisco Costa comentou:

    Bom pra vc. Eu dancei com esse Airbnb. Fiz uma reserva, paguei e o hospedeiro disse depois que eu teria que pagar ainda 55euros, porque o bnb “esqueceu” de colocar no preço, a taxa de limpeza. Cancelei a reserva no dia seguinte nas o bnb não devolve a taxa de administração deles.

  13. Fernando comentou:

    Olá, para quem não sabe, o Airbnb dá cupons de desconto para quem é indicado por alguém, hoje esse cupom é de 35 dólares, para ser usado na sua primeira reserva. Caso alguém se interesse me manda um email, fernandinho01_ @ hotmail . com (junta tudo)

  14. Paulo comentou:

    Como me hospedar no parque nacional do itatiaia

  15. adelino comentou:

    é inspirador e importante que pessoas possam ajudar pessoas; vivemos para isso. parabéns por procurar ajudar.

    • Celeste França comentou:

      PASSEI 15 DIAS AGORA NO RIO DE JANEIRO,SENDO QUE 05 DIAS FOI NA CIDADE DO RIO, 05 EM PETROPÓLIS E 05 EM PARATI E USEI OS SERVIÇOS DO airbnb , estou satisfeitíssima ,ja utilizei sete vezes e recomendo, é bacana , interativo e economico

  16. Luciana comentou:

    Olá, Marco, muito bom! Obrigada pelas dicas. Alguém tem alguma indicação de hospedagem em Niterói?

  17. Ricardo Almeida comentou:

    Marcos, bom dia! Aqui é Ricardo Almeida de Salvador. Tudo bem com você? Eu estou com uma dúvida de como entrar em contato com o pessoal do AIRBNB. Você tem algum canal de contato com eles?Desde já agradeço pela sua atenção. Um grande abraço.
    PS :suas dicas são muito importantes. Continue nos brindando com novas dicas e informações.

  18. Luciane Nascimento comentou:

    Quero alugar uma casa. Seremos em 4 pessoas. Gostaria de saber se o valor pago é por pessoa ou por diária independente do numero de pessoas?

  19. Dione comentou:

    Obrigada pelas suas dicas!!! Fica o convite para conhecer a Pousada dos Tucanos em Sao Thome das Letras MG…

  20. Ricardo comentou:

    Ótimo post, me ajudou bastante! Valeu!

  21. Show de bola o post, acho ótimo compartilhar o potencial do AirBnb. Para quem quiser mais dicas, fiz um post bem explicativo, principalmente como conseguir descontos nas hospedagens: https://eborges.org/10-dicas-como-usar-airbnb-melhor/