Marco Gomes

Interneteiro, imigrante, nerd, cristão, biker. Founder da boo-box (vendida) e do Heartbit. Consigliere do JovemNerd

Deixa eu te falar uma coisa sobre os evangélicos…

Publicado em 2014-08-19

Existem evangélicos que aceitam o casamento gay, evolução das espécies, vida extraterrestre, aborto, uso de drogas? Leia este texto e você vai se surpreender :)

Flying Spaghetti Monster

Eu sou evangélico desde os 8 anos de idade, me converti antes dos meus pais. Meus avós são evangélicos desde que nasci, mas houve um gap de gerações e meus pais não tinham religião até eu fazer 12 anos de idade. Se você quiser saber por que me converti, a história pode ser lida aqui.

Sendo orgulhosamente evangélico por escolha e iniciativa próprias há 20 anos, já sofri muitos preconceitos, quero tentar esclarecer aos não evangélicos alguns conceitos sobre os praticantes desta religião que é amplamente exposta na mídia mas, paradoxalmente, é desconhecida da maior parte dos brasileiros.

Não tratem com desprezo as escrituras, mas ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom. (Tessalonicenses 5:20-21)

Muitos evangélicos acreditam que a Terra foi criada há 6.500 anos, que Deus fez Adão usando barro e que Eva foi criada a partir de sua costela. Mas nem todos. Há evangélicos que lêem as escrituras como um registro (inspirado por Deus) do conhecimento e cultura de uma época, e neste caso específico da criação, como a síntese histórica de uma cultura oral criada antes mesmo da invenção da escrita. Para muitos evangélicos, os capítulos iniciais do Gênesis são uma explicação, para o homem de 4 mil anos atrás, de algo que ele não entenderia se exposto como entendemos hoje.

Os fatos da evolução das espécies existem, as múltiplas galáxias existem, os diferentes sóis e planetas existem, e muitos evangélicos aceitam isso perfeitamente bem. A criação e evolução da ciência nos últimos 500 anos não questionam a fé destes crentes, pelo contrário, reforçam sua crença em um Deus incrível e perfeito que gerou um ser humano com capacidade de entender o universo à sua volta.

Cosmos Eye Wallpaper

Muitos evangélicos querem cuidar das genitálias dos gays, e querem que a “família” seja definida por 1 homem, 1 mulher e seus filhos. Mas nem todos. Há evangélicos que não querem se intrometer no uso que cada um faz de seu próprio corpo, e que se importam apenas em seguir as instruções que Jesus deixou de amar ao próximo independente de suas diferenças (ou precisamente por causa delas).

O interessante de ser um adolescente evangélico é que todos à sua volta querem cuidar de suas sexualidade. Desde minha adolescência, muitas pessoas já propagavam o corretíssimo discurso de que os gays devem ter total controle sobre o próprio corpo, mas estas mesmas pessoas não deixam a sexualidade dos evangélicos em paz. Acho curioso e patético ao mesmo tempo.

Muitos evangélicos querem introjetar seus dogmas e crenças na sociedade como um todo, tornando o Brasil “uma nação cujo Deus é o Senhor”, à revelia da preferência dos não-praticantes do cristianismo. Mas nem todos. Há evangélicos que defendem o estado laico, com separação total entre igreja e estado, e com liberdade de cultos e crenças independente de qual seja a sua escolha individual, dentro dos parâmetros democráticos de uma Constituição sólida e isenta.

Muitos evangélicos consideram qualquer outra manifestação cultural ou religiosa como algo demoníaco, em especial as religiões africanas, tão comuns no Brasil. Mas nem todos. Há evangélicos que valorizam e respeitam as culturas afro como uma preciosa e legítima manifestação cultural e importante componente da sociedade brasileira.

Muitos evangélicos crêem que a vida começa na fecundação, e que a vida do embrião é tão importante quanto da mãe que o carrega (ou mais importante). Mas nem todos. Há evangélicos que priorizam a vida e a vontade da mulher sobre o desenvolvimento do embrião, e que preferem preservar a liberdade da pessoa adulta de tomar decisões em relação ao seu corpo.

Há também os evangélicos que preferem não julgar religiosamente o gay, a mulher que abortou, o usuário de entorpecentes. Há os evangélicos que enxergam na história e nos ensinamentos de Jesus o caminho para aceitar e amar a pessoa independente do que ela fez ou faz.

Há evangélicos que não perdem tempo em discutir religiosamente a sexualidade, o aborto, as drogas; estes evangélicos estão mais preocupados em aceitar a pessoa com dúvidas sobre sua sexualidade, a mulher que abortou, o dependente de drogas.

Se vocês quiserem construir uma sociedade que apedreja pecadores, nós vamos nos apedrejar uns aos outros. O último apedreja a si mesmo e morre. Não se constrói uma sociedade que discute pecado e penaliza pecado. (Pr. Ed René Kivitz)

Nós evangélicos não somos um corpo homogêneo. Diferente da Igreja Católica, na religião evangélica não há um líder central nem uma carta unificada de regras e dogmas. O pastor fundamentalista não é a totalidade dos evangélicos. A celebridade polêmica da TV não é a totalidade dos evangélicos. O jogador de futebol que escolheu esperar não é a totalidade dos evangélicos. E a bancada evangélica no Congresso, meus amigos, graças a Deus, não é a totalidade dos evangélicos.

Textos relacionados:

Deixe sua opinião

553 comentários

  1. Daniel Moscardo comentou:

    Marco, você escreveu o texto que eu sempre quis escrever. Parabéns!

  2. Marcos. comentou:

    Cada um pode criar o seu mundinho, mas não chame isso de ser evangelico. Ser “evangélico” ou frequentar uma igreja evangélica agora é moda. Nesse mundo moderno onde todo mundo quer fazer parte de uma “tribo”, ser evangélico é fazer parte de uma tribo

    • Felippe Katan comentou:

      Cada um pode criar o seu mundinho, mas não chame isso de ser evangelico. Ser “evangélico” ou frequentar uma igreja evangélica agora é moda. Nesse mundo moderno onde todo mundo quer fazer parte de uma “tribo”, ser evangélico é fazer parte de uma tribo

    • rosana comentou:

      Dizer que é evangélico, não significar ser. E outra, o nome da sua religião não tem nada a ver com a fato de obedecer o que a Bíblia diz. Hoje se dizer evangélico é legal, modinha, mas ser realmente é outra coisa. Porém, eu não acho que as pessoas contradizem de propósito, mas por falta de conhecimento. Ou seja, os evangélicos de hoje em dia nem sabem direito em que devem acreditar, mas isso não quer dizer que eles não amam a Deus de todo o coração. Só quer dizer que eles não têm alguém que os guie no caminho certo e que os ensine que posição tomar quanto a gays, aborto, pena de morte, sexo antes do casamento ou sobre qualquer postura e posição diante das coisas mais simples do dia a dia. O povo de deus perece por falta de conhecimento, e eu não acho que a igreja se preocupa, a igreja não está nem ai pro povo. Infelizmente, hoje em dia, quem realmente quiser aprender as coisas de Deus, tem que sentar o bumbum e ler a Bíblia, correr atrás, porque ninguém vai pegar na sua maozinha e ensinar a doutrina mastigada pra vc. é uma questão de se interessar de verdade por Deus e não de frequentar uma igreja ou outra.

      • Eci Meira comentou:

        Concordo contigo, se não tivermos um relacionamento com Deus dia após dia através de sua palavra e colocarmos em prática não adianta. Mesmo que não sejamos perfeitos temos que apresentar mudanças.Deus abençoe a todos!

      • Francis comentou:

        Por isso q na igreja católica se faz q comunhão e crisma pra vc aprender tudo sobre a religião em si, sobre a Bíblia sobre jesus

      • Raquel comentou:

        Concordo com vc,temos que olhar para o alvo,a nossa inspiração que é Jesus Cristo nosso Senhor e permanecer firmes e sempre confiantes.Os dias são difíceis e ficarão pior poucos permanecerão de pé.

      • Maria de Fatima pereira Jorge comentou:

        Eu gostei muito da sua explicação e realmente é isso que a contece com muito protestantes, eu sou católica amo meu Jesus e sua família, “Jesus Maria e José Minha família vossa é “.

      • Lu comentou:

        Dizer que hoje as igrejas evangélicas não se importam com as pessoas e quem quiser realmente saber tem que sentar o “bumbum e ler a Bíblia ” eu discordo de você, a igreja em si somos nós, mas se em uma igreja evangélica existem “cultos” é para ensinamento também, mas além dos cultos e existem a oportunidade para aqueles que realmente querem aprender a palavra de Deus que se Chama Escola Bíblica dominical ! Mas é claro que tudo depende da vontade de cada um ! (Só depende de nós)

      • Cláudia Renata comentou:

        Concordo 100% com tudo que disse.
        Jesus te abençoe…

      • Wagner comentou:

        Vc mesma tem que ler a Biblia Rosana. Olhe bem em seu testo o que vc mesma disse: o povo de Deus perecem por falta de informacao.quando vc afirma que nao tem alguem que nos guia se existem lideres com o nome de pastores para ministrar as palavras das sagradas escrituras. Frequente uma igreja evangelica primeiro antes de tirar conclusoes equivocadas. As pessoas sao diferentes mesmo. Umas praticam de verdade o modo de viver segundo o espirito e nao o contrario como alguns falsos pastores da midia. Nao generalize todos.

    • Everton comentou:

      E eu que pensava que ser evangélico era seguir os ensinamentos de cristo…

    • Casé Soares comentou:

      A Opção pelo preconceito é asquerosa. Em um mundinho, vivem os Evangélicos fundamentalistas. Que usam Deus, para justificar as nojeiras dos seus preconceitos ridículos e asquerosos… Ser Evangélico é entender, amar, perdoar, unir e não separar… Ser Evangélico é amar ao próximo, independente de quem seja ou como seja… Ser Evangélico é Amar a Deus sobre todas as coisas. E, é impossível se amar a Deus, sem amar incondicionalmente ao próximo. Quem é preconceituoso não tem amor. E, se não há amor. Não há Deus Graças a Deus, o nosso irmão está certo. O que achariam certos os Fundamentalistas? A pregação do ódio? A introdução de uma Nova Inquisição… E, depois, quem se acha no direito de julgar e condenar, se o próprio Jesus, mandou que não fizessem tal barbárie. Mas, enfim, o mundo continua podre. Por isso, eu prefiro, então, os tais “mundinhos”… Eles são bem mais Cristãos, que esses Evangélicos que batem no peito, com orgulho de sua Fé, com a mesma facilidade que apontam uma arma, nem que seja psicológica, para o seu semelhante. Não se mistura Deus com Política. Não é possível ter preocupação como o outro usa suas genitálias.. Sinceramente! Parece um bando de tarados, em busca de como o outro desenvolve o seu prazer. Na minha casa, manda Deus… E, na minha cama, mando eu. No meu coração, está o amor que estiver, porque eu sei que Deus me sonda, e me conhece como nenhum ser humano, que se diz ou não Evangélico, é capaz de conhecer. Eu creio em um Deus de amor, liberdade, respeito e direitos… Até porque se eu pago os meus impostos, e como Cidadão, tenho milhares de deveres… Eu tenho, então, da mesma forma o direito de levar para minha vida, e para a minha cama, quem eu bem quiser e entender. Se cada um cuidar da sua vida, fica ótimo! Se sou eu que tenho que trabalhar para pagar o meu “aluguel”, por exemplo… Sou eu que tenho que escolher com quem me casar. Simples assim! E, quanto a diversidade religiosa, tem que ser respeitada sim! Porque mesmo na Religião Evangélica, existem várias Igrejas… Não fosse assim, não haveria tantas interpretações sobre a Bíblia… Tantas Teologias, enfim! E, o mais interessante… É que cada um se acha o mais certo, o mais perfeito, e vai por aí… Eu entro e saio de qualquer Templo, Igreja… Porque sou Livre, como Filho de Deus, o Altíssimo!

      Casé Soares.
      http://www.facebook.com/casesoares

      • Andre Luis comentou:

        Acredito no amor ,quem ama não pode discriminar as pessoas pela suas opções,cada um é responsavel pelo que planta e o que colhe,Existi uma verdade ,sem santidade ninguem vera a deus ,muito se dizem Cristão,evangélicos são aqueles que proclamam a boa Nova ,ou sejam pregam o amor de Deus,que envio seu filho ao mundo para salvar o pecado ,se é evangélico parabenizo ,pois precisarmos de pessoas pregando o amor de Jesus ao mundo ,e aqueles que amam as pessoas ,querem mostrar que Cristo se manisfestou para que não vivamos na mentira e sim na verdade.Sem santidade ninguém vera ao senhor ,como Cristão genuíno sabe disso ,existem pessoas que são como Jó ,so ouviram falar ,mais nunca virao a Deus ,por isso tem uma atitude agressiva com outras pessoas ,não sabem o que é amar ,pois so aqueles que tem vida com Deus,não religião,tem as caracteristica de Deus ,ou sejam quer amar as pessoas como ela são e não querem que elas se percam neste mundo.jesus te ama e na hora que precisar se deixar ele vai continuar sendo o seu Pastor.

      • Felipe Galiotto comentou:

        na bíblia não está escrito em que religião devemos seguir e sim que haverá varias iluminações, mas que o espirito de deus que a reedifica e nessas igrejas deveram conter milagres, cura, batismo com espirito santo, salvação de almas etc. e isso e oque vemos pouco pq o povo está querendo lucrar com a palavra de deus que é de graça, e não fazem com amor a obra de deus, como minha família faz, as pessoas estão achando que é fácil seguir a deus é de qualquer maneira que chega ao céu muito pelo contrario o caminho na terra tem espinhos é estreito mas viverá uma eternidade lá no céu, e a questão de colocar deus sobre todas as coisas eu já coloquei pq ele foi o único amigo fiel que quando eu mais precisei ele me atendeu tudo oque pedi em pensamento ele me respondeu, vi muitos milagres mas n é o homem que cura é deus pois o homem é só um instrumento, deus dá os dons de cura de profecia de graça unica coisa que devemos fazer é buscar a ele de todo o nosso coração e reconhecer que ele é digno de toda a honra e toda a gloria, deus disse que vai vim buscar a sua igreja mas dentro das igrejas ele vai ver quem foi sincero, dependente, fiel, adorador, e se nao enterrou os dons ai ele vai para o céu limpo sem pecados pois nós somos pecadores, mas temos que buscar a perfeição enquanto a tempo, principalmente juventude que morre por falta de deus, nas bebidas, drogas etc. Quer mais informações me chame no Facebook Felipe galiotto ou na pagina assembléia de Deus, capinzal, barra do leão, lugar de gente feliz. deus te ama.

    • Rubinaldo Jinkings Cunha comentou:

      Ser Evangélico é Seguir Todas as Ordens de Deus

    • Harley Quinn comentou:

      Eu ñ gostaria q falassem mal de minha religião, então ñ falo mal da religião dos outros, se vc ñ quer q falem mal de sua religião faça o mesmo q eu… É só uma dica… ✌

  3. Thiago Ermindo comentou:

    Ainda bem que não são todos iguais, e você deixou muito claro suas convicções. O seu evangelicalismo pós-moderno não me representa, e mais, não representa o próprio Evangelho. Se você optou por ser evangélico, opte por não ser mais, já que pra você isso é uma questão de escolha!

    • Felippe Katan comentou:

      O Marco foi predestinado a achar que escolheu ser evangélico. Você não deveria estar reclamando disso, mas acho que foi predestinado a fazê-lo e eu a comentar seu comentário. =S

    • Cristina comentou:

      Mas Thiago se a religião não é escolha o q é então?

      • Hosanna comentou:

        A religião é uma escolha, porém eu não posso ficar escolhendo o que fazer ou não fazer dentro da religião só porque me convém.Não posso apontar o dedo na cara de Deus e dizer o que eu acho certo ou errado. Estou ali por que então? Não faz sentido! Obs: não concordo com esse negócio de pré-destinação que o rapaz ali de cima falou! O livre arbítrio existe, sim! Impôr a religião a força também é errado!

    • Fernando comentou:

      Ora, quem diria. Temos um autentico representante da palavra de Deus aqui pra fiscalizar. Parabéns, meu querido. Onde emitem o certificado de fiscal da vontade de Deus?

      • Deni comentou:

        Na Bíblia meu irmão, na Bíblia!!!!
        2 Timóteo 4:3
        Porquanto, chegará o tempo em que não suportarão o santo ensino; ao contrário, sentindo coceira nos ouvidos, reunirão mestres para si mesmos, de acordo com suas próprias vontades.

        Romanos 16:17
        Rogo-vos, queridos irmãos, que tomem muito cuidado com aqueles que causam divisões e levantam obstáculos à doutrina que aprendestes. Afastai-vos deles!

        1 Timóteo 1:10
        para os que vivem na prática de imoralidades sexuais e os homossexuais em geral, para os sequestradores, para os mentirosos e os que fazem juramentos falsos; e para todo aquele que se revolta contra a sã doutrina.
        …e em várias outras passagens, se a Bíblia não for a sua regra de fé então não se denomine cristão!!

        e domine a sua língua irmão:
        Tiago 3:1
        Meus irmãos, não vos torneis, muitos de vós, mestres, sabendo que havemos de receber maior juízo.

        O juízo não meu nem seu, é da Palavra de Deus, no que está escrito na Bíblia, não a distorça segundo as suas vontades carnais!!!

        • marianarte comentou:

          Hahahahahaha! Quanta gente tonta. Sinto muito por vc, Deni!

          • Rubens comentou:

            Marianarte
            Sinta pena de si mesma, da sua cegueira espiritual, eu tenho muita pena de voce que imagina ser o que não é, parece ser feliz, mas não é, que Deus tenha misericordia de voce, afinal voce não sabe o que escreve.

          • Carlos comentou:

            A minha querida Eu creio na Biblia e não vi nada de errado no que ele falou se vc acha é porque não cre na Biblia é seu direito . Cremos naquilo que achamos certo

        • marianarte comentou:

          Hahahahahaha! Quanta gente tonta.
          Só posso sentir muito por vc, Deni!

          • Brum comentou:

            Eu gosto muito das críticas aos verdadeiros Cristãos, pelo seguinte fato: Pessoas como você “Marionete”, acham que o seu mundinho como foi falado acima é o que prevalece, mas tem o porém: Nós cristãos afirmamos segundo a Bíblia que todo aquele que não seguir a Palavra de Deus e não crer no Senhor Jesus irá para o inferno, já vocês os donos de todo o conhecimento e razão dizem que isso é fanatismo e radicalismo e concluo da seguinte forma: Se vocês estiverem certos, está todo mundo numa boa, PORÉM se a Bíblia estiver correta (como está), fico triste pois o lugar de vocês já estão determinado. ARREPENDAM-SE ENQUANTO HÁ TEMPO.

        • roger comentou:

          A carta de Paulo a Timóteo é a mais precisa para responder a esse artigo. Esse pessoal está mais preocupado em agradar a maioria, o politicamente correto. Mesmo que para isso tenham que distorcer e inventar “verdades bíblicas”. Abs.

          • Ivanildo comentou:

            Show.. as referências bíblicas foram ótimas.. tem q haver um equilíbrio nesses posicionamentos, pq se todas as segundas opções forem a correta para alguém, esse alguém é tdo menos cristão

          • Larissa Keyser comentou:

            Condordo Plenamente, Ivanildo. Não entendi nada, cara.. sério que o que ele acredita são as segundas opções?

    • Fernanda Simões comentou:

      Aceitar as pessoas como são faz parte sim do Evangelho da paz. Não significa compactuar com o erro.

      • fernando comentou:

        O que significa precisamente aceitar as pessoas como são? O que significa, para você, não compactuar com o erro? Porque, dependendo do sentido, é impossível aceitar as pessoas como são e não compactuar com o erro.

        • Oscar comentou:

          Sim, o Fernando parcial razão no que questiona… as vezes é impossível aceitar alguém sem compactuar com o seu erro, a questão é… Deus nos aceita da maneira que viermos, mas isso não quer dizer que devamos seguir do mesmo jeito; Mas sim, existe o livre arbítrio e por isso quem nos julga é Deus, porém podemos escolher se fechar os olhos e aceitar algo ou abrir os olhos e não aceitar… isso é complexo pra muitos, mas ninguém disse que é fácil, é preciso ler, falar, meditar e viver com Deus para conseguir ser cristão;

        • Marcela comentou:

          Jesus compactuava com o erro de seus seguidores?
          Não
          Segundo a bíblia, Jesus só andava com os considerados escória da sociedade, prostitutas, cobradores de impostos, doentes…

          • Thaiana comentou:

            Porém Marcela, esses mesmos escórias da sociedade, depois de conhecerem a Cristo, deixaram tudo o que tinham e seguiram Jesus até o fim de suas vidas, a maioria foi morto por não o negarem.
            É impossível ter um encontro com Jesus, e continuar sendo o mesmo.

          • Elton comentou:

            Jesus nao andava com tais pecadores, ele andava com seus discípulos. Ele costumava estar com tais pecadores porque o objectivo dele era chamar os pecadores ao arrependimento. Por isso, voce quando ver um erro em seu irmao nao julga-o mas sim o repreenda tal como Jesus fazia aos fariseus devido a seus actos iniquos.

        • Pereira silva comentou:

          Quem não tem pecado atira a primeira pedra, os falços (cristo juga to mundo)
          O verdadeiro quer so que amemos uns ao outros 2″mandamento

      • Uhulll Isso ae, pena que alguns pensam que são convertidos quando na verdade são convencidos. O mundo ainda não saiu de suas mentes. Aff!

    • Heitor comentou:

      Rapaz, mas é realmente uma questão de escolha, ou você foi obrigado a aceitar Cristo como seu Senhor e Salvador?

    • Lilian comentou:

      Faço minhas as tuas palavras Thiago! E digo mais, a quem infelizmente não tem tido um bom estudo sobre a Palavra de Deus: me sinto muito bem orientada e cuidada por minha igreja na escola Bíblica. Não somos evangélicos porque é “um rótulo” moderno. Somos cristãos que vivem a fé em Cristo Jesus e nela, e por ela sentimos o grande amor que Deus tem por Seus filhos. Todos nós!

    • Thamata comentou:

      Obrigada pela sua resposta! É o que eu penso também!

    • Jana comentou:

      Vc se considera um? Então compare sua resposta que uma possível resposta que Jesus daria.

    • Luiz Pereira comentou:

      Devemos respeitar as opiniões alheias e isto porque, se você é um verdadeiro PROTESTANTE, sabe que não devemos julgar. O que ele relata nada mais é do que o entendimento de que existem mais coisas no universo do aquilo que você se faz acreditar meu irmão. A terra tem bilhões de anos e não 6500. A Geologia nos permite dizer que existem fósseis humanos com alguns milhões de anos, é só estudar que vai descobrir.e você me diz que Adão foi o primeiro homem criado por Deus?
      Sabemos que nosso sistema solar é um entre bilhões em nosso galáxia, eu disse nossa galáxia, pois existem trilhões de galáxias entendeu? Faça as contas e descubra, para seu espanto, quantos planetas em média podem ter vida como a nossa, eu disse como a nossa, humanoide,pois a vida se manifesta até nas entranhas de uma célula. E por aí vai.
      Não devemos deixar de acreditar que existe um Deus mas acharmos que somente nós fazemos parte de uma criação tão estupenda e que somos o centro das atenções é burrice e ignorância de conhecimentos. Deus proporcionou ao homem o conhecimento e é isto que vem se fazendo aos longos anos da raça humana na face da terra, sempre evoluindo e aprendendo. Vocês, que tem uma visão egoísta, se acham muito importantes. Se olhe no espelho e veja a nossa insignificância. Somos, no universo, talvez uma partícula menor que um QUARK.
      Para com isso rapaz, estude, creia em Deus tenha fé mas não subestime o estudo e a sabedoria que foi dada ao homem com o intuito de nos conhecermos, de conhecermos a criação.
      Paz e luz

    • Casé Soares comentou:

      Não te representa? Que pena! Que tal você se converter a Deus… Ao Deus do Amor, claro!
      Abraços.

  4. João comentou:

    Olá Marco.
    Sou Ateu, mas não tenho preconceito com com quem tem qualquer espécie de fé.
    Acho que temos todos mais é nos preocupar em fazer as coisas certas, agirmos de boa vontade com todos, independente de cor, credo, time etc.

    O problema é que apesar de ser liberal, estou me tornando intolerante e eu assumo isso.
    Na cidade em que resido de dez pessoas, umas sete devem ser evangélicas.

    E a franca maioria parece que tem uma meta, de converter e levar mais uma ovelha para o pastor. Jamais fui mal educado, mas não me interesso e o fato de eu não me interessar torna isso INACEITÁVEL.

    Tenho que escutar qualquer tipo de absurdo calado (estou errado em não ser evangélico, aparentemente, para eles) e eles automaticamente se tornam surdos e agressivos para qualquer tipo de dialogo.

    Entenda, não tenho absolutamente nada contro a fé de nenhuma pessoa.
    Gostariam apenas que todos convivessem, mas está se tornando errado eu ter independência intelectual. E isso, não aceito.

    • Ana comentou:

      Sou como você, João. Não tenho crença ou religião alguma, porém respeito os credos alheios. Felizmente, não sofro tanta pressão como você sofre, talvez porque eu não dê muito papo para questões religiosas. No entanto, entendo o que você sente, pois tenho amigos ateus também. Não mude a sua independência intelectual para agradar ninguém, se é isso que você é, as pessoas precisam respeitar. Força, João!

    • FERNANDO DE ALMEIDA MARTINS comentou:

      João,
      Você sabe por que estes evangélicos são tão chatos, querendo ter converter a todo momento? Por que eles, por amor a você, têm uma consciência que você não tem: a de que, se não houver uma conversão de sua parte, você irá morrer e ir para o inferno. É só por isso que eles são tão chatos.

      • Pedro Luiz comentou:

        Prezados João e Ana.

        O ateísmo no qual vocês e alguns milhões pelo mundo crêem,implodiu junto com o regime comunista no inicio dos anos 90,portanto é um conceito em desuso e fora de moda,digo isso não por defender correntes ideológicas contrárias,mas simplesmente por sermos cada um,seres únicos no mundo,e por sermos assim foi que Deus nos dotou de uma consciência e de um livre arbítreo,para em primeiro lugar,acreditarmos Nele ou não(pois o mesmo não nos obriga a isso)e depois,caso acreditemos,o de colocar a nossa vida nas Mãos Dele.

      • Thaiana comentou:

        Fernando, é exatamente isso. Nós queremos a todo custo compartilhar do amor de Cristo, queremos que todos sejam salvos, e muitas vezes não sabemos exatamente como falar ou agir, ou pior temos medo da rejeição e nos calamos. Quando sabemos do nosso chamado: Ide e pregai. É grande a responsabilidade. Mas precisamos continuar pregando de todas as formas, o Espírito é quem convence, mas como ouvirão se não há quem pregue? Se um no meio de mil converter o coração a Ele, vai ter muito valido a pena.

      • Aline comentou:

        Não julguei para não seres julgados,lembra te sempre disso.
        Ninguém pode dizer quem vai ou não para o inferno,não temos esse dom,ou VC prevê futuro??Só cabe a Deus julgar. e quanto a misericórdia de Deus??duvidas disso??nunca diga quem ira ou nao para o inferno,pois se julgares demais quem pode descer sera VC hein.preste mais atenção a palavra de Deus e ame seu próximo como a ti mesmo,pois pecado todos tem.

      • Leo Natura comentou:

        Ah, não se preocupe! Se eu for pro Inferno eu não vou me assustar com o demônio, porque eu já conheci o Silas Malafaia.

      • Mairin comentou:

        Sinto muito.. Mas a minha opinião é a seguinte: entendo que têm as melhores das intenções, que a principal seria “ir para o céu”, ser salvo, e que acreditam que isto só será possível seguindo as palavras de Deus na bíblia.. Pelo menos da maneira que interpretam e crêem ser correto.. Mas tenho a impressão que isto é meio “imposto”, e não realmente compreendido.. Como algo assim: vc não será salvo pq não segue estas regras, então siga-as para ir ao céu!! Ou se arrependerá !! Eu já considero mais sensato e amoroso, amarmos os outros, sermos corretos procurando não prejudicar ninguém, ajudar o próximo.. E garanto que estaria bem comigo mesma e com Deus na hora da partida.. Dizer que só seguindo as palavras pregadas por esta ou aquela religião vc poderá ser salvo?.. Mesmo tendo pensamentos de egoísmo do tipo: se vc não fizer assim vc se ferra, mas eu vou para o céu pq aceitei Jesus mesmo que eu tenha matado, roubado, estrupado, mentido etc.. Que contraditório não? Querem tanto ir para o céu.. Para mim isso é medo de ser punido por seus próprios atos e egoísmo de achar que só ele tem o direito de ir para o céu.. Os outros não, mesmo que só emanem amor a todo o Universo, mesmo que orem, mesmo que tenham compaixão pelo próximo e os ajudem? Sei que não são todos assim.. E que muita coisa pregada é verdadeira.. Mas as próprias atitudes de julgar, ameaçar, gritar, para mim não são atitudes aprovadas por Deus.. Oque já experienciei é que Deus é misericordioso e amoroso.. E ele ama a todos por igual, não fica “escolhendo” religião, e sim, atitudes e pensamentos.. E os “castigos” ou “punições” de Deus , na verdade são de nossa própria consciência “pesada”.. Pois somos nada mais que parte de Deus.. Aqui deixo minha opinião.. E não imposição de palavras ditas automaticamente .. Sua preocupação é somente ir para o céu e não para o inferno? Ou vc se preocupa em amar ao próximo ou a si? Que Deus realmente os abençoe.. Independentemente de religião.. E sim por ser simplesmente filho de Deus.. Eternamente aprendiz.. Amém

    • Hosanna comentou:

      Sabe, eu sou até liberal em alguns aspectos, mas as vezes as pessoas passam dos limites. Aqueles que julgam alguém pela sua religião, opção sexual ou qualquer outra coisa, não pode ser chamado de evangélico! Deus mandou amar e ponto final. Eu me envergonho quando escuto ou leio uma coisa dessas, em que as pessoas chegam a ser chatas de tanto que impõem a religião. Eu não posso convencer ninguém de nada, apesar que querer que pelo menos ouçam o que eu tenho a dizer. Mas isso é um direito de escolha!

    • Leo Natura comentou:

      João, esse é o problema principalmente dos pentecostais e neo-pentecostais (e mais especificamente dos de classes sociais mais baixas): eles não se contentam em dar a opinião deles; eles acham que quem está ouvindo tem o dever e a obrigação de concordar com tudo o que eles estão falando ali.

  5. Felippe Katan comentou:

    Sou evangélico e tenho preconceito com evangélicos, mas você me lembrou que ainda tem bastante gente de boas por aí. Obrigado. =D

  6. Hugo Saraiva comentou:

    Parabéns pelo seu posionamento, Marco. Opiniões, baseadas ou não em religião, todos temos. Só precisamos reservar a liberdade aos outros de discordar.
    Acho que o problema do cristianismo é esquecer que, apesar da bíblia ser a palavra de Deus, somente Jesus Cristo é Deus e somente Ele tem autoridade para julgar e condenar. O retante são palavras de homens, por mais santos que fossem.
    Sabe quem, nas palavras de Jesus, serão chamados filhos de Deus? Mateus 5:9
    “Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus”

  7. Erick Allison comentou:

    Cara, que texto legal!
    Só acho que devemos ter cuidado com algumas afirmações…
    Líder central? Há sim! Jesus Cristo. A gente trata Jesus como um ser distante e muitas vezes não o enxergamos mais como líder supremo, absoluto, vivo e atuante!
    Carta unificada? A bíblia sagrada. Sei que foi escrita há séculos e que as várias traduções às vezes abrem vieses, porém o Espírito Santo está aí como nosso auxiliador para nos ajudar na leitura com sabedoria, a qual Deus disse que nos daria deliberadamente se assim desejássemos.

    Fiquei com uma interrogação quando você fala sobre não discutir sexualidade, aborto e drogas e na sentença posterior fala em aceitar as pessoas com dúvidas. Como vamos acabar com os pontos de interrogação se não estivermos abertos à discussão?

    Temos que tomar muito cuidado com os extremos, com os religiosos demais e com os flexíveis demais. Jesus era aberto para todas as pessoas, mas nunca foi da vontade dEle que elas permanecessem as mesmas. Venham gays, venham drogadictos, venham mulheres que já praticaram aborto, venham assassinos, venham pastores, venham políticos, venham leigos, venham intelectuais, religiosos, ateus, pobres, feios, deficientes, perfeitos… Venham todos, experimentar a Vida que há em Jesus, venham viver segundo os princípios dEle. O convite é para todos, mas a permanência é para os que querem mudança.

    Sobre corpo homogêneo, realmente não somos; porém acredito que deveríamos buscar um pensamento homogêneo. Não baseado em tradicionalismo, nem em liberalismo, mas um pensamento único baseado no evangelho de Cristo Jesus. Na minha opinião, o que quebra a “moral dos evangélicos”, se assim posso chamar, é que em cada esquina tem uma igreja diferente com um jesus diferente… O Jesus da bíblia é um só.

    Só existem dois senhores. Ou você é de Deus, ou não pertence a Ele. Radical, mas verdadeiro. Só há um caminho, Jesus Cristo, o resto é beco sem saída. Sou contra toda forma de preconceito! Mas hoje as pessoas confundem o não preconceito com a aceitação incondicional…

    Desculpa aí por eu ter me estendido no comentário… Não sou dono da verdade, sou só um carinha que gosta de discutir esses assuntos. Não por polêmica, mas por vontade de aprender… Afinal Jesus é lindo!

    • Pr. Eliézer Pacheco comentou:

      Erick boa tarde e paz de Cristo!!
      Muito boa sua síntese, existem valores que são inegociáveis!!

      Paz!!!

      • Hugo Saraiva comentou:

        Olá Pastor,

        E quem decide quais são esses valores?
        Para mim, deveria ser o CRISTO, que é o ÚNICO caminho, verdade e vida para os CRISTãos.
        Concorda?

        • Daniel comentou:

          Poxa… Mais descrições claras do que aquelas impressas na Bíblia não há!

          – “Ah, mas o que é claro pra você, pode não ser para mim.”

          Bom.. É aí que entra a interpretação de cada um segundo sua própria consciência e à luz do Espírito Santo. Se Ele de fato existe, também creiamos que Ele pode iluminar o “confuso” se este realmente procura uma resposta, e é firme em seu coração, uma interpretação clara.

          Isso, aquilo outro, é pecado? Ora, há coisas que claramente são pecado aos olhos de Deus. Aos olhos de Deus! E eu com isso? Quem somos nós para julgar algo ou alguém? Somos ninguém! Basta à nós pregar/recitar a palavra e amarmos a todos… Incondicionalmente, como Ele nos amou!

          • Hugo Saraiva comentou:

            Daniel,

            Já reparou quantos ramos diferentes há no cristianismo? Se basta pedir entendimento a Deus e a verdade vem a tona, porque a divisão? Humanos são apenas humanos, por isso o julgamento não pode ficar a nosso cargo.

            É preciso guardar o sábado? (Êxodo 20:4)
            Mulheres devem ser submissas? (I Timóteo 2:11-12)

            Essas questões que esbarram nas liberdades individuais não devem ser impostas na sociedade. Jesus nos deixou dois mandamentos (Mateus 22:36-40). Para mim, aos cristãos isso deveria bastar.

          • William comentou:

            Hugo, não esqueça que os dois mandamentos que Jesus nos deixou são citações do Antigo Testamento (ex: Dt 6.5; Lv 18.19) e resumem os Dez Mandamentos (Mt 22.40)! Aliás, se amarmos a Deus, não teremos outros deuses antes dEle, não faremos ídolos, não tomaremos o nome dEle em vão, etc. Se amarmos nosso próximo como a nós mesmos, não o mataremos, não o trairemos, não vamos roubar dele, não mentiremos para ele e nem cobiçaremos suas coisas. Está vendo a ligação entre as leis de Jesus e de Moisés agora?

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            E o sábado? Faz parte dos dez mandamentos, certo?

          • PECADO é tudo aquilo que te distancia de Deus e pode ser até “coisas santas”.

    • Greicy comentou:

      Erick Allison, vc falou exatamente tudo!!! Meus Parabéns….

    • Fernando comentou:

      Muito bom seu comentário! DEUS ABENÇOE VOCÊ!

    • Sol Monteiro comentou:

      Parabéns Érick
      Sem comentários vc falou e disse.
      Jesus Cristo nossa “Carta Magna”
      Jesus Cristo nosso “Lider Mor”

    • FÁTIMA DE OLIVEIRA comentou:

      – Venham todos, experimentar a Vida que há em Jesus, venham viver segundo os princípios dele. O convite é para todos, mas a permanência é para os que querem mudança.
      No Trecho acima você bem sintetizou a vida cristã. Uma vida de santidade requerida por Deus: Ao lembrar que Jesus falou para Maria Madalena: “Vais e não peques mais”. Entre outras citações bíblicas,onde nos evangélicos repassamos e passamos a ser considerados homofobicos e preconceituosos. Não estamos falando de nos mesmos e sim das palavras de Deus, escritas por homens com inspiração do Espírito Santo.

  8. Giovani Iemini comentou:

    sinto muito, mas esse texto não justifica nada.
    se um muçulmano é bacaninha mas tb é conivente com homens-bomba jihadistas de merda, ele está desculpado por não explodir os outros? ele está desculpado por aceitar a amputação dos clitóris? NÃO MESMO! aliar-se a grupos te torna tão culpado quanto o menos racional dos membros. um supremacista branco da KKK que ACEITA negros é menos babaca que os outros? oras…
    ademais, é curioso o caso dos evangélicos, creem em jesuiz mas não em sua msg de igualdade e amor.
    sou ateu, vc bem sabe, não por falta de ética ou blablablá, mas por não precisar de uma religião para me dizer o que é certo ou errado, afinal, o ERRADO é impor aos OUTROS que acreditem no que acredito. tenha paciência…
    zé finí.

    • Hugo Saraiva comentou:

      Não concordo com você. A diferença entre a Kkk e o cristianismo é que o segundo não pressupõe a intolerância. Isso é interpretação de alguns. O mesmo acontece com os ateus. Alguns são babacas outros não. Simples assim.

      • William comentou:

        “…o cristianismo… não pressupõe a intolerância”? Hugo, Deus vai ser tolerante do adúltero, efeminado, homossexual, beberrão, idólatra, ladrão, mentiroso, etc. no Dia do Grande Juízo? Que tal ler 1 Coríntios 6.9-10 e Apocalipse 21.8 antes de responder?

        • Hugo Saraiva comentou:

          Olá William,

          Seguinte: Cristianismo refere-se a Cristo, sendo esse Jesus. Sendo assim, baseia-se (em teoria) no que ele disse e fez. Você citou um texto de Paulo, um apóstulo, logo não é dar crédito a ele para ser cristão. Além disso, nesta passagem, Paulo diz que estes não serão salvos, no entanto não diz estes devem ser hostilizados ou qualquer coisa parecida. Se alguém decide hostilizar ou desmerecer alguém por suas práticas, isso refere-se a suas opiniões, não ao cristianismo. Concorda?

          • William comentou:

            Ser “intolerante” não necessariamente significa hostilizar, né? Sobre o apóstolo Paulo, as palavras dele foram tão inspiradas como qualquer outra parte da Bíblia. Deus será intolerante do pecado, sem falar daqueles que o praticam, no Dia do Grande Juízo. Nós cristãos devemos amar o pecador (especialmente através do evangelismo), mas tal amor não significa não falar a verdade a respeito do seu pecado e as consequências eternas dele.

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Sim, as palavras de Paulo forma inspiradas, mas ele não era o Salvador, e as palavras do único que pode julgar os homens está sim acima de qualquer outro homem. Toda interpretação de textos bíblicos tem que ser feita à luz do evangelho de Jesus Cristo, que é o salvador dos CRISTão. Literalmente, who’s your daddy?

          • William comentou:

            Se as palavras de Paulo foram inspiradas por Deus, foram inspiradas por Jesus porque Jesus é Deus, certo? Então, não vejo diferença alguma entre as palavras dos dois. Paulo zelava para o evangelho, até se condenando se anunciasse outra coisa a não ser o evangelho (Gálatas 1.8-9).

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Inspiração é diferente de perfeição. O espírito santo inspira os homens, mas estes estão condicionados a errar por terem a natureza falha.

          • William comentou:

            Todos os autores dos livros da Bíblia podiam errar. Porém, errar no que escreveram? Você acha que a Bíblia contem erros, então?

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Eu penso assim: A fé deve ser em Jesus, pois ele era o Cristo e o motivo da fé cristã. Pense comigo: Se não houvesse nenhum livro da bíblia além dos quatro evangelhos, você continuaria cristão? E se fosse o contrário? Tire os evangelhos de Cristo e mantenha apenas o resto.
            Os primeiros cristão tinham apenas as palavras de Jesus e isso lhes bastava, o restante foi acrescido por homens. Não deixe que a verdade se perca. É preciso definir a quem se segue, pois só há um que salva e que é juiz justo. Eu confio em Jesus e a palavra dele me basta. Ele é o único caminho, verdade e vida. Ninguém mais.
            Discorda?

        • Hugo Saraiva comentou:

          William,

          Só para lembrar que Jesus é um “beberrão”.
          Mateus 11:15-19
          “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.
          Mas, a quem assemelharei esta geração? É semelhante aos meninos que se assentam nas praças, e clamam aos seus companheiros,
          E dizem: Tocamo-vos flauta, e não dançastes; cantamo-vos lamentações, e não chorastes.
          Porquanto veio João, não comendo nem bebendo, e dizem: Tem demônio.
          Veio o Filho do homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um homem comilão e beberrão, amigo dos publicanos e pecadores. Mas a sabedoria é justificada por seus filhos.”

          • William comentou:

            Jesus foi acusado de ser beberrão, mas não significa que se embriagava, né? Há uma grande diferença entre ser acusado e ser.

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            O que eu quis dizer é justamente isso. Os fariseus acreditavam que Jesus não era o Cristo e o criticavam por ser “beberrão”, entre outras coisas. Quem julga alguém hoje incorre no mesmo erro. Na minha modesta(SQN) opinião, Paulo errava nisso, mas ele era só um homem, igual a mim ou a você. Afinal, quem é o caminho, a verdade e avida? (João 14:6).
            Jesus nos orientou a não julgar (Mateus 7:1). Ele confraternizava com pecadores e era criticado por isso (Mateus 11:19). Ele nos ensinou que pecar ou ensinar os outros a pecar não nos faz perder a salvação (Mateus 5:19).
            Estou mentindo? Entende o meu ponto de vista?

          • William comentou:

            Hugo, Paulo “errava”? Não esqueçamos o que Pedro (em 2 Pedro 3:14-16) escreveu sobre as cartas de Paulo: “Pelo que, amados, como estais aguardando estas coisas, procurai diligentemente que por ele sejais achados imaculados e irrepreensível em paz; e tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; como faz também em todas as suas epístolas, nelas falando acerca destas coisas, mas quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, como o fazem também com as outras Escrituras, para sua própria perdição”. Aliás, Pedro coloca as epístolas, inclusive 1 Coríntios, no mesmo patamar do Antigo Testamento (as “Escrituras” daquela época). E agora? E se as epístolas de Paulo são considerados “Escrituras”, então se encaixam em 2 Tm 3:16: “Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça.” Então, não há como dizer que Paulo não escreveu sob a inspiração do Espírito Santo; não há como dizer que ele errou de alguma forma naquilo que ele escreveu. Concorda?

            Sobre Mt 7.1, esse versículo não está dizendo que o cristão jamais deveria julgar. Primeiramente, não só cristãos estavam ouvindo esse Sermão do Monte (veja 7.28-29). Aliás, Jesus condenava o “julgamento hipócrita, de censura, de justiça própria e outros tipos de julgamentos injustos…” (John MacArthur). Além do julgamento exigido em 7.6, de fato, 7.16 encoraja o julgamento baseado nos frutos dos falsos profetas. Além do mais, Jesus mandou o crente julgar pela reta justiça (João 7.24 – ou ter discernimento moral e teológico).

            Sim, Jesus “confraternizava” com pecadores, mas por que eles queriam estar com Ele? Porque Ele enchia a cara? Não. Foi porque eles eram pecadores arrependidos que sabiam que mereciam a morte (a morte física, como a adúltera flagrada, e a morte eterna). Lc 5.32 diz: “Eu não vim chamar justos, mas pecadores, ao arrependimento”. Eles olhavam para Jesus como o Salvador deles. Eles queriam ouvir suas palavras de sabedoria e aceitação (deles como pecadores arrependidos). Eles se viam como “doentes”, enquanto os fariseus se julgavam “sãos e salvos”.

            “Ele nos ensinou que pecar ou ensinar os outros a pecar não nos faz perder a salvação (Mateus 5:19).” Para o cristão verdadeiro, pecar não traz condenação (Rm 8.1). Mas temos que ter cuidado com a leviandade, questionando nossa conversão se “praticarmos o pecado” (1 Jo 3.6: “Todo o que permanece nEle não vive pecando; todo o que vive pecando não o viu nem o conhece.”).

    • Marco Gomes comentou:

      Onde você me viu ser conivente com os fundamentalistas religiosos?

      Pelo contrário, eu discordo deles e os combato frequentemente :) Não só eu como minha esposa, e isso pode ser visto no texto que ela escreveu sobre aborto e sobre valorização das culturas afro.

      • William comentou:

        Se você se considera “evangélico”, eu visto a camisa de “fundamentalista” com orgulho! Porém, uma definição de “evangélico” que eu achei online diz o seguinte: “Evangélico significa: Evangélica de, relativo a, ou ser uma igreja cristã acreditando na única autoridade e inerrância da Bíblia, na salvação somente através da regeneração, e numa vida espiritualmente transformada.” De repente eu sou mais “evangélico” do que você, Marco. Eu sei que você não acredita na inerrância da Bíblia, porque suas posições anti-bíblicas revelam isto.

    • Hugo Saraiva comentou:

      William,

      Vamos por partes:

      1) Paulo errava? Eu não gosto de ir por esse caminha. O que eu SEI é o seguinte. Só existe um salvador e a palavra dele tem que ser considerada. O restante, incluindo Paulo e Pedro, são palavras de homens. Quantas vezes Pedro errou na bíblia? E quantas Jesus?
      Além disso, seu argumento para validar as palavras usa a palavra do próprio Paulo(2 Tm 3:16). Meio fraco não?
      Eu considero as palavras de Paulo mais válidas que o velho testamento, mas não são de maneira as palavras ditas por Jesus, que é o motivo da fé cristã. Toda escritura é válida, mas apenas o evangelho de Jesus Cristo é a boa nova.

      2) Por assim dizer, não havia cristãos no sermão da montanha. Eram todos judeus, assim como Jesus e seus discípulos. Não se sabia (Jesus, deveria saber) que os judeus não o aceitariam.
      Na passagem citada (João 7.24) Jesus se dirigia aos judeus que os estavam julgando. Eles os estava repreendendo por julgarem injustamente e não os instruindo a julgar.
      Também acho que Jesus não enchia a cara, mas o fato é que era chamado de beberrão. Você disse que todos se viam como doentes, o que eu concordo, mas o correto seria que todos nós nos víssemos como doentes, não acha? Ou você é perfeito? Você teria jogado pedras na adúltera?
      Por fim, o que você cita (embora seja válido) novamente é palavra de um homem, João, que como Paulo e Pedro, são apenas homens.
      Não foi Jesus que montou a bíblia. O que ele nos deixou foi sua história e suas palavras. Jesus é o único caminho, verdade e vida para um Cristão. Não concorda?

      • William comentou:

        Hugo, sua visão da Bíblia vai te levar a apostatar a fé. A onde a pessoa que acha que há erros pára? Se 100% da Bíblia não é inerrante, é melhor jogá-la fora. Você nunca poderá saber que a parte de que você mais gosta também não esteja errada. Até os 4 Evangelhos… foram escritas por homens falhos, não por Jesus. Como você pode garantir que eles se lembraram direitinho de tudo que Jesus fez e falou? Está vendo o problema que você tem uma vez que você abra a porta para “erro” na Palavra?

        • Mirian comentou:

          Como o Diabo cita a BIBLIA, nestes textos!!! Quando voce vem ao mundo, é aceitocomo estava no útero. DEpois vai aprendendo a ser uma pessoa. E, quando aprende amar a DEUS, nasce de novo , atraido pela CRUz, que representa AS BOAS NOVAS,isto é, o EVANGELHO. Todo o velho testamento aponta para JESUS, para o seu evangelho de salvação. ISAIAS ( 53 de 1 a 12 ). VAMOS À CRUZ QUEBRANTADOS POR SEU AMOR, NÂO OBRIGADOS.

      • William comentou:

        Sobre Jo 7.24, concordo com tudo que você falou. Mas aparentemente há como fazer um “julgamento justo”, ou Jesus não teria o mencionado, né? Concordo que todos nós, sem Cristo, deveríamos nos enxergar como Deus nos vê… como doentes, injustos, inúteis, depravados, etc. Não, eu não teria apedrejado aquela mulher, porque sou chamado a “amá-la” por tentar conduzí-la a Cristo.

        É claro que Jesus é primordial na Bíblia, que gira em torno dEle em ambos os testamentos. Porém, eu levo muito a sério a “inspiração” (soprado por Deus), que acaba significando “inerrância” nos manuscritos originais. Por isso não tenho problema com Paulo escrevendo que “toda Escritura é inspirada…”, porque ele escreveu isto sob a inspiração de Deus. Você tem uma visão que, ao ser ver, parece mais nobre do que a minha, mas você acaba denigrindo as Sagradas Escrituras que esse Jesus citava e considerava “Palavra de Deus”.

        • Hugo Saraiva comentou:

          Jesus menciona muita coisa que ele não condena, embora não opoie. Jejum, dízimo do cominho e do orégano… Você faz essas coisas? Não são ordens dele, embora não façam mal. Porém, ele nos dá orientações diretas e essas devem ser respeitadas. Discorda?

          Inspiração não significa “inerrância” de forma alguma. Se for assim, significa que se acharmos um erro na Bíblia, significa que o todo se perdeu. E se eu te apontar um “erro” agora? Você deixaria de acreditar em Jesus? Eu não!

          Mas segue o erro:
          Gênesis 1:11-13 – Deus cria as plantas, terceiro dia.
          Gênesis 1:26 – Deus cria o homem, sexto dia.
          Até aí, nada de mais, certo? Seguimos:
          Gênesis 2:5 – Não havia planta na terra.
          Gênesis 2:7 – Deus cria o homem.
          Gênesis 2:8 – Deus planta um jardim para o homem que ele havia formado!

          Ué? Quem foi criado primeiro, o homem ou as plantas.
          Eu sei que é uma falha boba de cronologia, mas não deixa de ser uma falha. Além disso, também ocorre com os animais e, principalmente, com a Eva.
          E agora? Acabou sua fé?

    • fernando comentou:

      Milagre, um ateu que não é fã do Marco.

  9. Satan Goss comentou:

    Aquele momento quando a doença tenta se maquiar de cura…

  10. Edigeny comentou:

    Aí sim! Me senti representada por você. Obrigada!

  11. Rony comentou:

    O que me incomoda no texto, é o fato dele falar que existem evangelicos que “aceitam” coisas que sabemos pela bíblia que desagradam a Deus.

    Eu, como uma pessoa que crê em Jesus e o tenho como senhor e mestre, não posso “aceitar” o pecado, muito menos em minha vida.

    Eu posso e devo, no entanto, me lembrar que meus pecados foram perdoados na cruz, e ativamente e sacrificialmente amar a todos que também tem seus pecados, justamente para mostrar este amor de Deus por nós àqueles que ainda não reconhecem esta verdade.

    Agora, mesmo tendo sido perdoado de minhas falhas e amando as pessoas que também pecam como eu, eu devo andar em uma vida misericordiosa onde eu lute contra o pecado na minha esfera pessoal e na esfera social. Eu aceito o ser humano, mas não posso aceitar que ele opte por continuar a pecar. Jesus disse a mulher adultera “Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado” (João 8:11), deixando claro o tipo de posicionamento que temos que ter: amar a pessoa contra a acusação, mas mostrá-la o caminho correto.

    Do contrário, estes Evangélicos que o texto cita, são pessoas que creem em Jesus e seu evangelho, mas vivem uma vida à sua própria maneira, aceitando o pecado em suas vida e nas dos outros, seguindo o conceito pós-modernista em que “o que eu sei e sinto é a verdade”. Para uma pessoa verdadeiramente em Cristo, a verdade deve sempre ser Jesus e a Palavra de Deus, e isso vai custar o preço de que pessoas não irão se agradar de nossa posição firme em Jesus e sua Palavra.

    Se for para embasar o que a Bíblia diz, em Mateus capítulo 7, Jesus repete em várias parábolas este conceito claro de que devemos ter uma posição firme e corretamente embasada da Verdade: Ir “pela porta estreita” é duro, e muitos seguem pela “porta larga” para a perdição; Ele lembra que existirão “lobos em pele de cordeiros” falando ideias que não condizem com as de Deus; Também que a “árvore boa” gera bons frutos, mas a “árvore ruim” será lançada ao fogo; e por fim, que muitos que falam “Senhor, senhor” para Jesus não usufruirão da presença dele na eternidade. Acho que Jesus deixou bem frisado como devemos ter nosso posicionamento neste assunto.

    Paulo diz em Romanos 6 nos apela para que não continuemos a viver no pecado simplesmente porque Jesus nos perdoa. Ele nos instiga para que ativamente sejamos instrumentos da justiça de Deus, em amor para com todos ao nosso redor, para uma nova vida onde o pecado não mais nos escraviza.

    Eu entendo plenamente que o mundo nos imagina como eles vêem em programas de igrejas televisivas, escandalos nos noticiários, e padrões instaurados por familiares e conhecidos que são preconceituoso e radicais em sua forma de expor sua crença, no entanto, dizer que aceitamos o que é pecado, para mim, me parece medo da opinião dos homens, e isso, é tolice.

    “O temor do Senhor é o princípio do conhecimento; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução.”
    ~ Provérbios 1:7

    “O temor do homem armará laços, mas o que confia no Senhor será posto em alto retiro.”
    ~ Provérbios 29:25

    Por fim, embora não somos todos iguais, devemos, como novas criaturas em Cristo Jesus, termos um parecer único. E isto é o que a Bíblia nos apela:

    “Irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo suplico a todos vocês que concordem uns com os outros no que falam, para que não haja divisões entre vocês, e, sim, que todos estejam unidos num só pensamento e num só parecer.”
    ~ 1 Coríntios 1:10

    Abraços meu irmão! Fica na paz em Jesus!

    • Marco Gomes comentou:

      “O que me incomoda no texto, é o fato dele falar que existem evangelicos que “aceitam” coisas que sabemos pela bíblia que desagradam a Deus.”

      Onde você me viu “aceitar” o pecado?

      O único lugar em que afirmo que há evangélicos que “aceitam” algo, é na parte de evolução/criação. E aí, amigo, você vai precisar concordar comigo que, há, sim, evangélicos que aceitam a evolução das espécies e isso não é pecado condenado em lugar algum da bíblia.

      Será que isso não é só você interpretando o meu texto da maneira que mais lhe convém, com o único objetivo de discordar?

    • Hugo Saraiva comentou:

      Rony,

      Você realmente leu Mateus 7? Não é possível. Começa assim:
      “Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.” Mateus 7:1-2

      Se você se preocupa demais em julgar e condenar, naturalmente receberá a mesma justiça.

      Além disso, um pouco antes, Jesus diz que os cristão são a luz do mundo e que eles devem ser exemplo:
      “Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”

      Como se vê, Jesus não pede que os cristãos sejam juízes, mas referência.

      • William comentou:

        Hugo, agora você terá que ser corrigido. Sim, Mt 7.1 proibe o julgamento… hipócrita. Mas o cristão verdadeiro já tirou o argueiro (a trave) do olho quando se arrependeu do seu pecado e creu em Jesus como Salvador e Senhor. E o que Jesus manda fazer em 7.6?

        “Não deis aos cães o que é santo, nem lanceis aos porcos as vossas pérolas, para não acontecer que as calquem aos pés e, voltando-se, vos despedacem.”

        Decidir quem é cão e porco exige o quê? Um julgamento!

        • Hugo Saraiva comentou:

          William,

          Quem disse que o cristão já tirou a trave? Você? Os fariseus diriam a mesma coisa.
          E quando eu disse que os cristão devem dar pérolas aos porcos? Respeitar e não julgar nada tem a ver com dar o que é Deus a eles, certo?
          Aliás, pérolas e porcos são metáforas. Para um cristão, a palavra de Deus vale muito mais que cem reais (http://www.vivara.com.br/AN00044207_ANEL-PRATA/p), concorda? Do mesmo modo, um ser humano, independentemente de suas crenças, não é um porco e vice-e-versa. Se o fosse, a salvação também estaria acessível aos porcos. Discorda?

          • William comentou:

            Quem disse que o cristão já tirou a trave? Você? Os fariseus diriam a mesma coisa.
            E quando eu disse que os cristão devem dar pérolas aos porcos? Respeitar e não julgar nada tem a ver com dar o que é Deus a eles, certo?
            Aliás, pérolas e porcos são metáforas. Para um cristão, a palavra de Deus vale muito mais que cem reais (http://www.vivara.com.br/AN00044207_ANEL-PRATA/p), concorda? Do mesmo modo, um ser humano, independentemente de suas crenças, não é um porco e vice-e-versa. Se o fosse, a salvação também estaria acessível aos porcos. Discorda?

            É chamado hermenéutica, Hugo. É óbvio que um cristão deveria fazer julgamentos, mas nunca julgamentos hipócritas. Já que ele tem um novo coração, é nova criatura e nasceu de novo, ele estará com condições de julgar coisas… como, por exemplo, quem é “porco” ou “cão” em relação ao evangelho. Concorda comigo que decidir quem é quem é um julgamento? Eu, de propósito, não entrei na questão de quem são esses “porcos” ou “cães”, mas frisei o contexto imediato para “jogar por terra” esse mito mundano de que o cristão nunca deveria julgar ninguém.

          • Hugo Saraiva comentou:

            Willian,

            Você me desrespeita quando supõe que eu não saiba o que é hermenêutica, mas deixemos isso de lado…
            Vou ser direto na questão: Onde Jesus disse que cristãos estariam em condição de julgar? Ele disse para não fazer isso e não criou exceções. Quem julga é Ele e somente Ele. Sem mais.

          • William comentou:

            Hugo, a gente faz julgamentos o tempo todo. Julgamos se um modo de transporte seja seguro o bastante, se uma refeição em promoção num certo restaurante realmente vale o valor combrado, se uma pessoa que mentiu para nós uma vez é digo de confiança agora, etc. Se Jesus não permitia que julguemos ninguém, de novo, como poderíamos obedecer Mt 7.6, sem falar em colocar em prática 7.16?

            Por isso temos que deixar o contexto imediato interpretar 7.1 – o julgamento hipócrita. Repito que foi isso que Jesus proibia. Sua interpretação vai bem além do contexto.

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Mateus 7:6 deve ser feito como reação. Veja Lucas 10:10-11. É assim que o cristão deve ser portar, segundo Jesus. Se alguém recusar a palavra, se retire e parta para o próximo. Concorda?

            Mateus 7:16 diz que se conhece as árvores pelo fruto, ou seja, que Deus nos julgará por nossa conduta. Lendo o sermão como um todo, percebemos que Jesus nos dá claras instruções de como nos portarmos sem nos preocupar com os outros. Julgamento quem faz é Deus, os cristãos devem ser a luz do mundo e o sal da terra, para que os homens vendo as boas obras, sigam (ou não) o exemplo. Para mim, isso é claríssimo. Todo julgamento é hipócrita!

    • Nando Sousa comentou:

      Parabéns pelo texto inteligente Marco.

      Infelizmente algumas pessoas são tapadas o bastante para não exercer o debate de forma respeitosa. Elas se armam com sete pedras e atacam quem tem opiniões diferentes.

      As pessoas têm que parar de ter esse pensamento ignorante binário. Logo que aparece uma questão complexa (Casamento Gay) elas escolhem logo um lado e não se dão o benefício do pensar.

      Já fui evangélico e hoje sou muito feliz me considerando agnóstico.

      Aqui minha palavra sobre os evangélicos:

      1) Respeito se admiro muitos evangélicos pela integridade, solidariedade e respeito.

      2) Tenho pena de muitos que não possuem a capacidade de raciocinar, debater e respeitar;

      3) Acho fantástico o trabalho de Missionários (de verdade), e com muito orgulho faço doações para alguns;

      4) Não sou contra Evangélico ser político uma vez que ele guarde seus dogmas em casa e vá exercer política que beneficie a população em geral;

      • fernando comentou:

        Você está de parabéns. Você era um tapado evangélico e agora é um inteligente agnóstico. Você, com seu explêndido raciocínio, concluiu que Jesus não é o próprio Deus que se sacrificou para salvarnos de nossos pecados e do inferno eterno.
        Parabéns: só acho que sua inteligência muito acima da gentalha evangélica vai servir de nada no juízo final.

  12. Marco

    Assino em baixo. Quando eu, como teólogo, expresso o que vc disse aqui, já tem sacos de pedras preparadas pra mim, seja do povo que queria que eu me libertasse do dogmatismo reformado/evangelico/seiláoq, ou que eu permanecesse fiel à uma doutrina reformatória rigida e impessoal (a tal ortodoxia que os reformados da internet gostam muito). Gosto dessa ideia de transitar entre o povo que pensa diferente, até mesmo entre os radicais que te atiram pedras. Temos a aprender com cada um deles, as vezes aprender a não seguir seus passos de absolutismo intelecutal. Especialmente curto que vc escreve sobre assuntos relevantes do cristianismo sendo alguém do meio da tecnologia e famoso nas internet, então vc é ouvido por todo tipo de pessoas com as mais diversas crenças, enquanto que muitos teólogos que pensam como vc não teriam esse alcance. Obrigado por dar esse alcance que nós, intra-muros da igreja, não temos. Você faz o papel do que chamamos de teólogo público, aquele que se apresenta na sociedade pra dialogar em nome da fé cristã com respeito e transparencia. Siga firme nessa pegada.

    • Marco Gomes comentou:

      Muito obrigado pelo feedback e incentivo! É realmente muito difícil p/ mim escrever sobre este assunto, pois corro o risco de acabar gerando mais uma visão “generalista” do evangélico em quem me lê, que é justamente o que eu tento combater.

      Abraços!

      • É tenso mesmo! Às vezes tenho a impressão de estar jogando pérola aos porcos. Me mudo de pais, aprendo outra língua, leio filósofos políticos pra escrever uma tese de doutorado que dialogue filosofia política com ética teológica pra vir um mala “científico” dizer que argumentos vindos da fé “não valem”, ou pra vir um crente mente fechada e dizer que diálogo é coisa do “demo”.
        Mas me alegro muito em encontrar pessoas como vc, que me inspiram e animam a continuar usando a internet como meio pro diálogo. Foi por isso que outro dia eu e outros amigos “chatos” insistimos pra vc gravar um podcast conosco. Acreditamos que esse “caminho do meio” é viável e saudável.
        Abraços.

      • Sheldon comentou:

        Faço das palavras do Alexandre as minhas também! Marco, não que o mérito seja teu… mas me identifico demais com a tua história e fico orgulhoso do que você se tornou, então agradeço a Deus pela tua vida e que você continue dando bom testemunho da verdadeira fé Cristã e do verdadeiro evangelho, eu creio que Ele tem te tornado um instrumento nas mãos dEle por um propósito muito especial. Meu desejo seria falar muito mais, mas não vou me estender pois como de costume não existe tolerância quando um cristão aprendiz como eu expressa suas opiniões. Mas que o amor que Jesus nos ensina a praticar todos os dias prevaleça sobre nós. Alexandre estou curioso para ouvir teus podcasts. Abração

    • William comentou:

      Alexander, pelo comentário parece que você é somente mais um que nunca era um cristão de veradade. Sinto muito por gente assim… e me sentirei muito no Dia do Grande Juízo se vocês nunca abandonarem sua incredulidade.

  13. leonardo goncalves comentou:

    e nem todos os evangélicos ou cristãos presentes nas assembléias legislativas, no senado ou congresso nacional fazem parte da bancada evangélica. por mais q sejam. e graças ao Eterno por isso.

  14. William comentou:

    Deu para entender que você se identifica com o que é conhecido como “evangélicos progressistas”, né? É uma pena que você ainda usa esse termo – “evangélico – para se descrever. Os liberais nos EUA,por outro lado, tentam se distanciar dos evangélicos de lá. Há um movimento tentando usar outros rôtulos aqui pela mesma razão ou por outras (Ex: cristão, protestante, etc.). Marco, enquanto você se descreve como uma pessoa convertida, como você consegue explicar sua adoção de posições anti-bíblicas? Aborto é assasinato, ponto final. A prática homossexual é abominação, ponto final. A evolução acaba chamando Deus de mentiroso por dizer que criou tudo em seis dias quando, na realidade, levou bilhões de anos. As religiões afro-brasileiras promovem outros “deuses”, contrariando a clara ordem de Êxodo 20: “Não terás outros deuses antes de Mim”.

    Ficou óbvio para onde uma visão liberal da Bíblia leva um auto-denominado “evangélico”: negar a fé. Sua citação de Ed René Kivitz fala muito. Você provavelmente nem acredita num lugar de castigo eterno chamado de “lago de fogo”, né? Por isso você se acha mais amoroso do que aqueles que fazem o papel, dado pelo único Deus verdadeiro, de “atalaia” (Ezequiel 33.1-11). O que você chama de “amor” não passa de bajulação; amor de verdade adverte, custe o que custar, quando o obejeto desse amor está em perigo. Baseado na minha leitura da Palavra de Deus, já que todos pecaram e o salário do pecado é a morte – eterna (Rm 3.23; 6.23) – quem está demonstrando um amor mais “amoroso”? Aquele que encoraja a pessoa naquilo que a condena, ou aquele que a alerte para o problema e aponte para a única solução: arrependimento do pecado e fé somente em Jesus Cristo como Salvador e Senhor. Será que você realmente fez isso quando você “se converteu” com oito anos? Se não, sua cosmovisão anti-bíblica está explicada.

    Termino citando João em 1 João 2.19: “Saíram dentre nós, mas não eram dos nossos; porque, se fossem dos nossos, teriam permanecido conosco; mas todos eles saíram para que se manifestasse que não são dos nossos”. Marco, será por isso que você não permaneceu com a sã doutrina, a doutrina bíblica… porque nunca era e não é “dos nossos”?

    • Marco Gomes comentou:

      Nossa você já chega dizendo que eu não sou de Deus. Oloco meu, hehe. O próprio Deus te deu autoridade p/ me julgar, foi?

      Eu não incentivo o aborto, eu não promovo qualquer prática sexual… Só uma pessoa intelectualmente tapada (burra, mesmo) leria meu texto com este tipo de interpretação.

      Eu não vou me responsabilizar pelo que você lê, eu me responsabilizo pelo que escrevi.

      • FERNANDO DE ALMEIDA MARTINS comentou:

        Marcos,
        Seu texto induz a algumas conclusões com relação a diversos temas, mas em seus comentários você diz que o texto não afirma nada disso. Afinal de contas: você é a favor do aborto? Você acredita em céu e inferno? Você pensa que a Bíblia aprova o homossexualismo? Você acredita que as religiões africanas cultuam Deus ou demônios?
        Ou você não tem posição definida a respeito de nada?

        • William comentou:

          Falou tudo, Fernando!

        • Marco Gomes comentou:

          Para algumas pessoas é preciso desenhar, então lá vai, desenhadinho para deixar beeeeem claro:

          Você é a favor do aborto?
          Não sou a favor do aborto de fetos nem de embriões. Mas eu também não sou a favor do “circo do futebol” nem da bebida alcoólica, e mesmo assim, acho que minha preferência pessoal não deve pautar as políticas públicas do Estado, nem muito menos pautar o que outras pessoas decidem ou não decidem fazer. Aborto de fetos eu acho indiscutível, não deve poder e pronto; aborto de embriões eu aceito o que a sociedade democrática definir, assim como aceitei legalização de certas drogas (álcool, tabaco) e certos jogos.

          Você acredita em céu e inferno?
          Sim, acredito.

          Você pensa que a Bíblia aprova o homossexualismo?
          Penso que a Bíblia não aprova a prática homossexual. Mas penso também que qualquer pessoa tem direito de não acreditar na Bíblia nem seguir o que ela define, portanto, tem direito de ser homossexual se quiser. E mais importante ainda, acredito que eu não posso negar ao homossexual políticas públicas nem direitos civis por causa de sua preferência pessoal que não tem interferência direta em minha vida.

          Você acredita que as religiões africanas cultuam Deus ou demônios?
          Acredito que as religiões afro cultuam deuses que não são o que eu acredito sendo o verdadeiro Deus que criou o Universo. O que não deve ser motivo para ridicularizar, hostilizar ou desrespeitar suas culturas, muito menos devemos destruir seus objetos sagrados ou histórias e conhecimento adquirido.

          Ou você não tem posição definida a respeito de nada?
          Tenho posição definida em respeito à muitas coisas, mas não sobre tudo. E acho que nem sempre devo dar minha opinião sobre as coisas. O texto não é sobre minhas opiniões sobre os assuntos, é sobre a pluralidade dos evangélicos e sobre preconceitos que sofremos (pelo jeito, motivados por nós mesmos). Só que, como eu disse, para algumas pessoas é preciso que tudo seja desenhado.

          O que mais você precisa que eu desenhe?

          • fernando comentou:

            Mais nada. Estou satisfeito. Pode abrir sua igreja. Sugiro o nome Igreja liberou geral. Quanto a chamá-la de evangélica….

          • William comentou:

            Marco, você acha que satisfez a curiosidade de alguns com suas respostas, mas estão cheias d+ de exceções, né? Sua cosmovisão é LONGE de ser bíblica. Você não se posiciona diante da sociedade contra ou a favor de nada nEla! Posso imaginar o seguinte diálogo:

            Imprensa: “Sr. Marco, o senhor está contra ou a favor do casamento gay?”
            Marco: “Sabe, eu sei que a Bíblia não aprova a prática homossexual, mas Ela não fala nada contra casamento gay. De fato, Jesus nunca mencionou o assunto. Então, já que é um assunto mais política do que moral ou bíblico, eu vou dizer que, sim, se dois homossexuais querem se casar, por que não?”

            Brincadeira… se falar em Mt 19.4-5!

          • Marcelo comentou:

            Ola Marco, tudo bem explicado e entendido, parabens! Eu compreendo que muitos cristãos tem muito medo de parecer dúbios e, eventualmente, levar outros a incorrer em erros e com isso desagradar a Deus. É como se as pessoas estivessem na beira de um precipício, caminhando para ele, e só resta gritar para elas pararem antes que seja tarde. Pergunto: o que é melhor fazer? Gritar para elas a plenos pulmões ou caminhar ao seu lado, conversando calmamente, explicando, ensinando, respeitando seu direito de escolher a morte? Eu respondo: vamos tentar de tudo. Enquanto discutimos qual a maneira certa de agir, as pessoas continuam caindo.

          • Mairin comentou:

            Marco parabéns pelo post e pelo desenho. Rs

      • fernando comentou:

        Marco,
        Para quem quer se apresentar como o evangelico diferenciado, amigo do mundo, sugiro de cara um pouco mais de educação.

      • William comentou:

        “Pelos seus frutos os conhecereis.” – Mateus 7.16a

    • Leo Natura comentou:

      Você diz: “As religiões afro-brasileiras promovem outros “deuses”, contrariando a clara ordem de Êxodo 20: “Não terás outros deuses antes de Mim”.”
      Nesse caso, no seu entender, TODAS as religiões que não são judaico-cristãs têm que ser destruídas e os praticantes têm que ser exterminados, né? Porque, com exceção das religiões judaico-cristãs, todas (e não só as de origem africana) têm outros deuses. E não vão deixar de ter porque uma passagem da Bíblia proíbe isso.
      Esse é o problema de vocês cristãos fundamentalistas: querem que SÓ a opinião de vocês prevaleça.

  15. Ericka Rocha comentou:

    E ainda bem que ainda existem evangélicos dispostos a mostrar pro mundo que nem todos os evangélicos são iguais, reacionários, homofóbicos ou malucos! Adorei o texto, Marco! =)

    • William comentou:

      Só que esses “evangélicos” não são evangélicos no sentido correto da palavra. São teologicamente “liberais” (eles preferem “progressistas”), negando posições bíblicas, subentendendo a negação da fonte dessas posições: a Bíblia. O pastor de Marco, Ed René Kivitz, é mestre de falar besteira e depois negar/distorcer. Esse discípulo “kivitziano” segue o exemplo do seu mestre nesta postagem. Veja como ele me respondeu no 15o comentário.

      E você, Ericka? Se você concordou com Marco, está na hora de fazer o check-up espiritual de 2 Coríntios 13.5: “Examinai-vos a vós mesmos se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados”.

      • Flávia comentou:

        Esse William é EXATAMENTE o “tipo” de evangélico que faz com que eu me sinta envergonhada. Eu sou evangélica (mas lá vem ele responder que não sou, pq ele fez isso com todos que discordaram dele), minha família toda é, há mais de 20 anos.. e me entristece descobrir agora que eu sou uma “falsa” evangélica só porque não concordo com os absurdos pré conceituosos que você diz.
        Você não consegue perceber que sua própria postura ofensiva, crítica, dono da verdade absoluta, só faz com que você afaste mais ainda as pessoas do que você julga correto? Ou seja, é exatamente a postura que você apresenta aqui que ridizulariza os evangélicos e, pior de tudo, afasta a sociedade deles ao invés de conquistá-los.
        Se você quer ganhar almas, contribuir para a obra de Deus.. aprenda a OUVIR e, especialmente, a RESPEITAR a opinião de quem discorda de você. Melhor ainda, aconselho que você peça a Deus para que ele te use SABIAMENTE, para que assim você possa só falar (e escrever) coisas que agradam a Ele e que, efetivamente, conquiste as pessoas, e não as afaste de você e das suas crenças.
        Tenho certeza que quando você aprender a expor suas ideias e opiniões de modo não agressivo e com coerência, vai se surpreender com a quantidade de pessoas que vão parar para te ouvir ;)

    • fernando comentou:

      Você tem toda razão Érika. Os evangélicos são um bando de malucos aos olhos do mundo. Até você render-se aos pés de Jesus, é natural que eu seja um maluco de tacar pedras aos seus olhos. A Bíblia te respalda inteiram.te.

  16. Eduardo comentou:

    Porém os que pensam diferente de você, fazem muito para prejudicar a sociedade.
    Um fator é a ignorancia mostrada sobre a política de drogas, e se for parar pra analisar a maioria das vítimas dessa política são filho de senhoras evangélicas, que buscam na fé a solução para os problemas do filho. Falo isso pois já vi muitos casos desses…

    Existem estudos históricos que defendem que até mesmo yehoshua (cristo), utilizou a maconha para fins medicinais, e vemos que muitos evangélicos condenam esta simples planta que poderia não ser apenas usada medicinalmente como também no setor industrial devido sua potencialidade de disponibilização de recursos.

    Enfim, existem humanos. A religiosidade é um mal que nos divide. O Próprio mestre disse que a verdadeira igreja é nosso corpo e o que fazemos com ele. Qualquer tipo de doutrina religiosa vem para o mal, que é a divisão dos homens/mulheres.

    Pense nisso.

    • William comentou:

      A verdadeira igreja é o nosso corpo? Onde você tirou isso? A Bíblia compara a igreja ao corpo, mas não a iguala ao corpo. Sugiro que você gaste mas tempo lendo a Bíblia em vez de usar as páginas dela (especificamente, as páginas do Novo Testamento dos Gideões) para enrolar seu charo.

  17. Carolina comentou:

    Bom, pois eu sou católica e acredito em muita coisa que a minha religião não diz, e aposto que os católicos não são tão homogêneos quanto você aponta, então não se defenda atacando os outros ;)

    • Marco Gomes comentou:

      Vou repetir o que escrevi: “Diferente da Igreja Católica, na religião evangélica não há um líder central nem uma carta unificada de regras e dogmas.”

      Onde você vê ataque? Onde você me viu apontar que católicos romanos seriam homogêneos? Eu só disse que há um líder e uma carta unificada de regras e dogmas (definida no Vaticano). Eu não posso me responsabilizar pelo que você lê, só me responsabilizo pelo que escrevo, e o que eu escrevi está claro.

      Você está só se esforçando p/ discordar?

  18. gukato comentou:

    Esse é o problema de qualquer religão (e também dos vegetarianos, ateus e de quem gosta de discutir política). Você tem que se explicar e provar o seu ponto o tempo todo e de praxe isso passa a ser mais importante que a própia causa. Gostei do texto, conheço muitos evangélicos ‘cabeça aberta’ também, mas acho que se vc gosta de algo, se você acredita, viva a sua causa para você. Quanto menos vc se expor, menos vai causar esse preconceito que o texto está tentando, lá no fundo, corrigir.

  19. Simone Oliveira comentou:

    Faltou a palavra RESPEITO a toda manifestação de religião, não importa qual seja, inclusive o CATOLICISMO, ai seu texto falhou infelizmente.

    • Simone Oliveira comentou:

      Quem cala consente ou reflete? Isso vale p/ ambos os lados, p/ não nos tornarmos pessoas intolerantes que não aceita críticas, quando se cria um blog tem que estar preparando para qualquer tipo de comentário, pense nisso…..

  20. Jayder Roger comentou:

    Iai Marco, Belê? :)

    (Vai desculpando a ignorância, hehe)Você poderia me explicar melhor o que disse no começo sobre gênesis? “Para muitos evangélicos, os capítulos iniciais do Gênesis são uma explicação, para o homem de 4 mil anos atrás, de algo que ele não entenderia se exposto como entendemos hoje”, o que você está dizendo com isso? (Por favor, não me interprete a minha pergunta como ameaça ou algo do tipo. Eu realmente quero entender, porque nunca vi alguém apontar dessa maneira!)

    Eu gosto quando você fala de religião/cristianismo, e a sua esposa também tem ótimos textos! Eu como Adventista do 7º dia, vejo muitas semelhanças nos seus diálogos! Parabéns pelo texto!

    Um grande abraço!

    • fernando comentou:

      Marcos,
      Até agora não entendi seu posicionamento. Seu marketing te apresenta como um novo produto inovador no mercado, um evangélico star diferente dos caretas, mas você não se posiciona sobre nada. Seu texto induz a algumas conclusões com relação a diversos temas, mas em seus comentários você diz que o texto não afirma nada disso. Afinal de contas: você é a favor do aborto? Você acredita em céu e inferno? Você pensa que a Bíblia aprova o homossexualismo? Você acredita que as religiões africanas cultuam Deus ou demônios?
      Ou você não tem posição definida a respeito de nada? Neste caso, sugiro que continue apenas como visionário da tecnologia.

      Reply

    • Marco Gomes comentou:

      Olá Jayder,

      Eu não sou dono de verdade nenhuma, só acredito que esta parte da Bíblia foi registrada numa época que a escrita mal havia sido inventada, havia pouca riqueza literária e experiência humana em contar histórias de maneira permanente. Pra mim os capítulos iniciais do Genesis são como uma “poesia metafórica” inspirada por Deus, com o homem de 4 mil anos atrás (ou antes) tentando transcrever uma cultura que foi exclusivamente oral até então.

      Na minha interpretação, os sinais da Evolução das Espécies estão lá no Gênesis, o homem sendo criado com barro por exemplo. O que é o barro se não a mistura de terra com água? E o que a Evolução das Espécies descobriu? Que os animais primeiro surgiram na água, se tornando peixes, depois começaram a sentir necessidade de vir p/ a terra p/ sobreviver e se tornaram animais terrestres, culminando no primata e no humano. Junção de água com terra, entende?

      Enfim, este foi só um exemplo, em minha opinião o Gênesis é uma metáfora, inspirada por Deus, p/ explicar p/ o homem de milhares de anos atrás não sobre a “criação do Universo”, a lição do Gênesis não é sobre como surgiram animais, o planeta Terra, o homem, etc. Pra mim a lição do Gênesis é uma descrição do próprio Deus, sobre Ele ser organizado, justo, correto, e também sobre como o ser humano se afasta de Deus por escolha própria quando prefere ouvir a Serpente. Em minha opinião o pobre animal “serpente” não é um bicho malvado ou amaldiçoado, é só uma metáfora! É isso que a história inicial do Gênesis me conta. Posso estar errado, mas, com a Reforma Protestante, Lutero me resgatou o direito de interpretar as escrituras por mim mesmo :)

      • Jayder Roger comentou:

        Ótimo Marco! Não quis dizer que você era dono da verdade, longe disso, só quis realmente entender!

        Eu, acredito na interpretação mais literal, que realmente foi do barro, na criação dos animais no quinto e sexto dia etc. Mais gostei muito da sua interpretação (:

        Marco, tu já pensou em quadros para a campus party com esse assunto? Cristianismo/Religião? Só uma ideia, acho que daria um ótimo quadro!

        Grande abraço meu velho!

        Espero mais textos!

        É nois! :D

      • Malcomtux comentou:

        E esse paralelo da evolução com o Gênesis vai muito além se a gente considerar que “E disse Deus: Haja luz!” foi uma metáfora para a criação do universo, cuja teoria mais aceita atualmente é do Big Bang. Também vou nessa linha de pensamento

  21. Christopher Reid comentou:

    Caro Marco, gostei de seu artigo! Você é um free thinker! ABS.

  22. Carla comentou:

    Muito bom esse texto, representa bem o que eu penso sobre essas questões todas. Uma luz nessa briga que não devia existir e que infelizmente parece que não vai acabar tão cedo.

  23. Curioso comentou:

    Excelente texto Marco, vai na ferida dos religiosos mais fanáticos.

    Discutir com um fanático não funciona…afinal todos tem o direito de estarem errados.

    Deixem que o pratique sem maiores atritos.

    Um livro que foi escrito por homens, sempre terá inclinações a atender a algum tipo de intenção provocada por quem escreveu, assim funciona com a bíblia também.

    Precisamos das religiões para limitar as ações dos homens, sem ela o anarquismo tomaria conta, afinal porquê eu teria medo de cometer pecado se tal coisa não existe ?

    Se controlamos os desejos, receios, medos e expectativas de um homem, temos ele totalmente controlado.

    Para quem acredita em Deus, nos vemos no vosso reino…
    Para quem é espírita, nos vemos em uma outra vida….
    Para quem é Ateu, melhor nos vermos logo antes que a vida acabe.

    • FERNANDO comentou:

      Não se preocupe com os fanáticos religiosos, Curioso. O Marco conseguirá milhares de seguidores com coceira nos ouvidos, como você.
      2 Timóteo 4.3 Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; 4 e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas.

  24. Marcio Formiga comentou:

    Marco, compartilhei seu texto no FB porque achei bastante admirável, pelo grau de tolerância, sensibilidade e aceitação ao próximo. Não sigo nenhuma religião, não acho que sou menor do que ninguém por isso, e acredito que a mensagem de Cristo é extremamente positiva para o mundo, apesar de intensamente distorcida por todo o discurso de ódio e exclusão por parte dos fundamentalistas.

    Quando Fabio Porchat fez um vídeo criticando policiais corruptos e começou a ser ameaçado por policiais corruptos da vida real, chamou minha atenção a triste coincidência. É triste ver isso aqui também. Tem gente que se comporta como se tivesse uma “régua divina”, que mede “o quão evangélico você é” a partir de suas posições pessoais e humanistas. Não se dobre a isso amigo, e continue fazendo mais para o mundo do que essas pessoas fazem. Sua mensagem teve muito mais amor do que de todos os fundamentalistas assumidos que apareceram aqui.

    E amor, segundo Corintios 13:13, é maior do que a fé.

    • fernando comentou:

      Mårcio,
      Só por discordar do Marco eu sou tachado de funfamentalista por ele e por você. Onde está o discurso de odio e exclusão????

    • William comentou:

      O texto de Marco teve muito mais amor… ou bajulação, Marcio? É claro que, para um pecador no corredor de morte eterna, tal bajulação é bem vindo, né? Pelo menos você se sentirá bem por alguns anos, talvez, mas o que virá depois…

      • Marcio Formiga comentou:

        William, por que elogiar um texto que eu gosto seria bajulação? O que eu esperaria ganhar do cara “bajulando” o que ele escreveu?

        E o velho discurso “aceite a palavra (desde que seja da MINHA Bíblia evangélica) ou vai sofrer a eternidade no lago de fogo” é de uma chantagismo cruel e constrangedor que nunca funcionou comigo. Guarde essa retórica pra quem isso vá funcionar, pra quem vai se sentir ameaçado por ela.

        Vou continuar feliz com minha vida normal, crendo nos ensinamentos de amor ao próximo de Jesus e praticando o bem. Se isso não for suficiente para que eu vá para um bom lugar depois que morrer, paciência. Não vou mudar minha fé por medo disso.

        • William comentou:

          Marcio, eu não disse que seu comentário era bajulação, mas o texto de Marco, sim. Um texto que, supostamente por amor, defende a não-confrontação do pecador no seu pecado não é “amor”, mas defende a bajulação do pecador. Agora entendeu?

          O que você chama de “chantagismo cruel” era exatamente o que Jesus fazia, sabia? Jesus falou 27 vezes mais, direta ou indiretamente, sobre o inferno do que sobre o amor de Deus para com o homem. E agora?

          Não me importo se a minha retórica funcionar contigo. Seria bom se funcionasse (para você), mas eu cumpri meu papel de “atalaia” (Ezequiel 33.1-11). Agora seu sangue está nas suas próprias mãos.

  25. FERNANDO DE ALMEIDA MARTINS comentou:

    Márcio,
    Na verdade, em seu discurso o Marco afirma existirem dois grupos de evangélicos: os bons evangélicos, que aceitam o casamento gay, aborto, uso de drogas e os maus evangélicos, os fundamentalistas, que vivem apontando o pecado alheio.
    Este tipo de discurso, que aparentemente revela um amor e tolerância com todos, tem dois efeitos:
    1) solidificar a intolerância das pessoas com os evangélicos que apontam o que é pecado e o que é lícito, de acordo com a Bíblia. É muito desagradável ser confrontado por outrem com seu próprio pecado e a tendência da pessoa confrontada é de hostilizar quem apontou o erro. Com um discurso deste, as pessoas se sentem confortáveis em saber que existem ‘evangélicos’ que não querem mais dizer o que é pecado, afirmando, ademais, que os evangélicos que têm esta prática são fundamentalistas e retrógrados.
    Este é, no fundo, um discurso de ódio aos ‘fundamentalistas’ e todas as chacinas ocorridas contra os evangélicos começaram exatamente com este tipo de discurso.
    O Marco, na verdade, está, em última análise, atacando seus pais e avós, pois faz com que todos condenem seus próprios pais e avós, que se enquadram também no grupo dos fundamentalistas. Será que ele vai se sentir feliz caso presencie seus pais serem linchados por seu discurso? Espero que isso não aconteça.
    2) Não é possível dizer que a Bíblia é a palavra de Deus e não querer mais proclamar o que é pecado. João Batista e Jesus, logo no início de seu ministério, proclamaram em alta voz: ARREPENDEI-VOS, pois o reino dos céus está a porta. Arrepender de que, se não há quem diga o que a Bíblia diz ser pecado?
    Concluindo, não se deixe enganar pelas aparências. Eu peco, você peca, o Marco peca. Todos pecamos, mas devemos proclamar o erro a todos para que haja o arrependimento e a misericórdia de Deus possa se manifestar em nossas vidas.

    • Marco Gomes comentou:

      “tomara que seus pais e avós não sejam linchados”

      Oloco, parece um PM corrupto falando. Se vc tem alguma ameaça a fazer, seja corajoso e faça.

      • fernando comentou:

        Se meus pais e avos forem mortos pelo evangelho, tenha certeza que eu estarei junto. E você pode ficar tranquilo, neste momento você estará sendo aclamado pelas multidoes.

    • Carla comentou:

      Fernando, me desculpe, mas Jesus também evitou que uma mulher, acusada de adultério, fosse atacada, dizendo às pessoas em volta a jogar a primeira pedra aqueles que não tivesse pecados. E isso pq não cometerás adultério é um dos 10 mandamentos. Vc não acha que, ao apontar os erros dos outros, vc (ou qualquer pessoa) está justamente fazendo o que Jesus nos disse para NÃO fazer?

      • William comentou:

        Fernando, me desculpe, mas Jesus também evitou que uma mulher, acusada de adultério, fosse atacada, dizendo às pessoas em volta a jogar a primeira pedra aqueles que não tivesse pecados. E isso pq não cometerás adultério é um dos 10 mandamentos. Vc não acha que, ao apontar os erros dos outros, vc (ou qualquer pessoa) está justamente fazendo o que Jesus nos disse para NÃO fazer?

        Carla, não resisti oferecer minha perspectiva, por estar 100% de acordo com o que Fernando escreveu. Quando o cristão fala na Lei, no pecado, nas consequências eternas dele, etc., estamos apontando, acima de tudo, a Jesus como a solução. O que um joalheiro faz para mostrar a beleza de um diamante? Ele o coloca em cima de um pano preto/veludo. Da mesma forma, se quisermos destacar as belezas da graça, misericórdia, paciência e amor de Deus em Jesus Cristo, teremos que colocá-los diante do pano de fundo do pecado do homem e da justiça, santidade e ira de Deus.

    • Marco Gomes comentou:

      Vou repetir aqui um comentário que fiz abaixo, para ficar bem claro:

      Minha opinião é que se um homossexual/mulher que aborta/usuário de drogas/etc te perguntar sobre a conduta, você tem o direito de dizer o que quiser (e isso vale p/ qualquer ser humano, não apenas p/ você cristão). Você pode dizer que é certo, que é errado, que não importa; pode dizer a ele o que quiser, afinal, ele perguntou sua opinião.

      Mas a partir do momento que a pessoa não perguntou, não te cabe julgá-la à revelia de sua escolha, muito menos basear políticas públicas e leis na sua fé cristã, que claramente não é uma escolha unânime em nossa sociedade. Jesus nunca invadiu casas pregando à força, pelo contrário, ele só pregava p/ quem chegava até ele.

      Resumindo: Temos sim o dever de dizer “ao mundo” tudo que consideramos certo/errado, se o mundo quiser nos ouvir. Se o mundo não quiser ouvir, temos que aceitar e respeitar seu livre arbítrio, e não tentar enfiar nossa fé goela abaixo das pessoas, principalmente no que tange à Políticas Públicas e Leis.

      Ficou claro?

      • Felipe Fernandes comentou:

        APLAUSOS

      • William comentou:

        Marco, seu critério para poder se opinar sobre o pecado de alguém não é um critério bíblico, sabia? Por exemplo, o jovem rico não mencionou nada sobre seu primeiro amor, o dinheiro. Mesmo assim, Jesus confrontou esse “ídolo” na sua vida por mandá-lo vender tudo e dar-o aos pobres. Em Atos 8.18-23 ninguém pediu a opinião de Pedro:

        “Quando Simão viu que pela imposição das mãos dos apóstolos se dava o Espírito Santo, ofereceu-lhes dinheiro, dizendo: Dai-me também a mim esse poder, para que aquele sobre quem eu impuser as mãos, receba o Espírito Santo. Mas disse-lhe Pedro: Vá tua prata contigo ã perdição, pois cuidaste adquirir com dinheiro o dom de Deus. Tu não tens parte nem sorte neste ministério, porque o teu coração não é reto diante de Deus. Arrepende-te, pois, dessa tua maldade, e roga ao Senhor para que porventura te seja perdoado o pensamento do teu coração; pois vejo que estás em fel de amargura, e em laços de iniquidade.”

        Seu critério é critério “social”, condicionado pelo valor liberal de “ser politicamente correto” (o pastor liberal norte-americano Harry Emerson Fosdick foi quem o trouxe para o cristianismo). Além do mais, já que a maioria não pedirá nossa opinião sobre nada, parece que você e eu teremos que ficar calados diante dos absurdos imorais das nossas sociedades? Usando o mesmo “raciocínio”, porém, nem poderíamos falar as Boas Novas de João 3.16, porque uma má notícia está embutida nelas:

        “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

        A má notícia? Estamos “perecendo” (indo para a morte eterna) sem Jesus.

        Até o evangelho contem uma má notícia implícita: 1 Co 15.3-4 fala em “pecados” e na morte de Cristo por eles, significando que o pecado do pecador leva consequências gravíssimas.

        Segundo seu “critério”, o cristão nem poderia tomar a iniciativa de falar João 3.16 ou 1 Co 15.3-4. Não, Marco, quando Jesus nos mandou pregar o evangelho, Ele nos comissionou apontar para a necessidade que as pessoas têm dele por causa da ira de Deus e do pecado. Estude a Palavra antes de desenvolver seus “critérios”, rapaz.

        Em relação às leis, sua proposta é que o cristão fica calado e deixa a impiedade reinar? Pelo menos temos os mesmos direitos de qualquer outro cidadão, né? Mas além desses direitos, a Igreja de Cristo tem uma função “profética” na sociedade, igual ao cristão individual, que tem uma função profética diante dos pecadores individuais. Foi por causa dessa função, no nível macro, que um político cristão inglês, William Wilberforce, conseguiu abolir a escravidão naquele país, que teve repercussões nos EUA e no Brasil. Pensa sobre isso.

    • Marcio Formiga comentou:

      Fernando, não consigo deixar de achar impressionante a inversão retórica que é comumente usada nesses casos, lembrei muito do Malafaia, Feliciano e outros. O texto fez uma crítica à intolerância praticada por alguns evangélicos, e você está argumentando que o texto REFORCA a intolerência AOS evangélicos! Impressionante! Pra mim, soa algo como “ei, você não pode ser intolerante com a minha intolerância!”

  26. Maycon Serra comentou:

    Bom Texto marco. Parabéns!

    Tenho 25 anos e sou ateu a cinco. E muito feliz desde então. Minha postura ética e moral tem muita semelhança com a sua. Mas diferente de você, não consegui adequar minha fé com o conhecimento científico e as mudanças culturais e avanços sobre tolerância com o outro que os séculos nos deram. Eu não conseguia aceitar sua visão de que algumas partes da bíblia são metáforas ou eram para outra época(digo isso das partes crués do velho testamento). A história mostra que essa formatação de bíblia atual foi moldada por vários homens, políticos em geral. Na minha crença, Deus teria guiado a bíblia para sempre ter o texto que ele queria. Logo, uma parte dela era incompatível com minha moralidade pessoal, à abandonei por completo. Sem escrituras minha fé não significava nada pois tudo sobre Deus que eu sabia, estava nela. Sem a revelação do texto sagrado o que sobra são mitos muito semelhantes a vários outros, sobra a historia terrível da própria igreja católica, sobra incongruência narrativas, enfim.

    O problema é que levado pelo Dr. Richard Dawkins passei a achar que todos os ateus eram intelectualmente superiores e que qualquer pessoal minimamente inteligente veria como “quebrar o encanto”. Mas minha profunda admiração profissional por você, seus resultados como empreendedor, seu sucesso mesmo sendo tão jovem, me fizeram voltar a pensar sobre isso e perceber que existem muitas mentes brilhantes teístas e deístas.

    Hoje sei que nada tem a haver com capacidade intelectual, hoje sei que é apenas uma escolha. Você optou por ser racional, defender o laicismo e a não interferencial na vida privada do Estado e mesmo assim, estudou, refletiu e conseguiu adequar sua fé. Não faz o menor sentido para mim, meu único caminho é no ateísmo. É como sou feliz. Mas respeito suas opiniões e que bom que você as externa.

    Não sei se seu texto ajudou a diminuir o preconceito com os evangélicos, mas só de você “existir” publicamente ajudou a extirpar meu preconceito contra teístas serem inferiores intelectualmente. Pelo contrário você é genial, e eu vou ter que lutar muito ainda para alcançar seu sucesso, se é que um dia vou conseguir.

    Só é uma pena seu bom texto ter alguns comentários tão radicais e medonhos, tipo homossexualismo é abominação. Me assusta ler isso em pleno 2014.

    Um abraço, vida longa e prospera!

    • Marco Gomes comentou:

      Muito obrigado! Seu comentário me anima profundamente!

      Eu sei que você não pediu, mas vou dar minha perspectiva pessoal: Richard Dawkins é um ateu-fundamentalista. Existem muitos ateus com discursos incríveis, mas Dawkins não é um deles. Dawkins prega o preconceito e a intolerância radical contra qualquer tipo de crente. Acho isso bastante negativo.

  27. Noelio Menezes comentou:

    MARCOS entendo sua necessidade em apresentar o evangélico como um individuo. Mas gostaria de lhe dizer algumaa coisas. 1. Ser evangélico é seguir a Cristo e “falar”, com a boca ou com a vida, do que Ele nos determinou sem relativismo, Jesus frente a um gay, como se comportaria? Com respeito a ser e com respeito à vida que lhe foi dada, sem dúvida, foi por ela que Ele se deu na cruz do calvário, mas com certeza não aprovaria, pois é pecado, como é pecado contar uma mentira, aliás o que Deus não criou foi a escala usada para distinguir pecados. 2. O que nós evangélicos estamos fazendo aqui? Nós formatando o mundo ou estamos aqui para salgá-los? Sem dúvida, como sal temos que chamar a atenção nos sabores das coisas, se pouco passaremos despercebidos, se muito percebidos demasiadamente, como saber o ponto, então? Creio que imitando a Paulo que imitou a Cristo, Paulo foi perseguido, apedrejado, preso e outras coisas mais por seu comportamento em defesa da fé, mas essa é a idéia. Quanto ao que a ciência diz e a Biblia diz, como cientista (sou pesquisador e professor universitário e faço pesquisa), e digo isso para me apresentar e dar sustentação ao que vou afirmar, não há incoerência entre essas duas vertentes, há sim, a necessidade de sincronizá-las e assim teremos na ciência um ponto de afirmação de nossa fé, nisso estou 100% em acordo com você.

    • Marco Gomes comentou:

      Minha opinião é que se um homossexual/mulher que aborta/usuário de drogas/etc te perguntar sobre a conduta, você tem o direito de dizer o que quiser (e isso vale p/ qualquer ser humano, não apenas p/ você cristão). Você pode dizer que é certo, que é errado, que não importa; pode dizer a ele o que quiser, afinal, ele perguntou sua opinião.

      Mas a partir do momento que a pessoa não perguntou, não te cabe julgá-la à revelia de sua escolha, muito menos basear políticas públicas e leis na sua fé cristã, que claramente não é uma escolha unânime em nossa sociedade. Jesus nunca invadiu casas pregando à força, pelo contrário, ele só pregava p/ quem chegava até ele.

      Resumindo: Temos sim o dever de dizer “ao mundo” tudo que consideramos certo/errado, se o mundo quiser nos ouvir. Se o mundo não quiser ouvir, temos que aceitar e respeitar seu livre arbítrio, e não tentar enfiar nossa fé goela abaixo das pessoas, principalmente no que tange à Políticas Públicas e Leis.

      Ficou claro?

      • FERNANDO DE ALMEIDA MARTINS comentou:

        Marcio e Marco:
        Prestem atenção às letras garrafais do início do texto do Marco, logo no início do seu blog:
        “Deixa eu te falar alguma coisa sobre os evangélicos: Existem evangélicos que aceitam o casamento gay, evolução das espécies, vida extraterrestre, aborto, uso de drogas? Leia este texto e você vai se surpreender :)”
        Conclui-se, de cara, que o texto restante vai desenvolver-se neste sentido.
        Prestem atenção ao posicionamento do autor, quando pressionado a responder sobre sua opinião pessoal a respeito destes temas:
        Você é a favor do aborto?
        Não sou a favor do aborto de fetos nem de embriões. …Aborto de fetos eu acho indiscutível, não deve poder e pronto; aborto de embriões eu aceito o que a sociedade democrática definir (o texto dá a entender que o autor é a favor do aborto em qualquer situação. Gostaria de saber qual é a diferença entre um embrião e um feto. O embrião fecundado não é um ser humano? Ele somente se torna digno da vida após um determinado crescimento intra-útero?).
        Você pensa que a Bíblia aprova o homossexualismo?
        Penso que a Bíblia não aprova a prática homossexual. (totalmente contrário ao posicionamento do início do texto – as únicas conclusões possíveis são que, ou o autor não aceita a Bíblia ou não aprova a prática homossexual.)
        Você acredita que as religiões africanas cultuam Deus ou demônios?
        Acredito que as religiões afro cultuam deuses que não são o que eu acredito sendo o verdadeiro Deus que criou o Universo (ora, se o autor confirma que as religiões afro cultuam deuses que não são o verdadeiro Deus que criou o Universo, então sua conclusão óbvia é que as religiões afro cultuam deuses falsos).

        Você acredita em céu e inferno?
        Sim, acredito (sinceramente, gostaria de ouvir do autor quem, em sua opinião, irá para o inferno, além, é claro, dos fundamentalistas religiosos)
        Por fim, suas respostas são sempre no sentido de que, se a pessoa não perguntar seu posicionamento pessoal, não cabe a você julgá-la.
        Isto é óbvio; eu também não julgo a ninguém, mas se a pessoa me perguntar meu posicionamento pessoal a respeito de homossexualismo, drogas ou aborto, eu vou expressar-me de acordo com o posicionamento da Bíblia, que, para mim, é o livro inspirado por Deus.

      • Noelio Menezes comentou:

        Me perdoe Marcos, mas temos sim que dizer mesmo que não nos pergunte. Mas devemos fazer isso estando no mesmo nivel daquele com quem conversamos, e apresentado a ele o perdão dados por Deus diariamente tanro para mim quanto para aquele com o qual conversamos, mas mostrando que é pecado e que ele precisa se arrepender, assim como nós fizemos, fazemos e faremos até sua volta, falamos uma veze depois disso nos calamos, se houver algum fruto ele retornará e enquanto isso se tivermos que conviver com ele NUNCA mais o repreender, e continuar sendo fruto de oração.

    • FERNANDO DE ALMEIDA MARTINS comentou:

      Noélio,
      Concordo contigo. Podemos debater aqui a criação e a posição do Marco, que é válida e interessante. O fosso criado entre criacionismo e evolucionismo talvez nem exista.
      O problema é que esta posição vem embrulhada em um pacote simplesmente intragável.

  28. Eder Rabelo comentou:

    Boa, Marco. Se aprendêssemos a respeitar mais a religião e opinião alheia não teríamos tanta discórdia.

    • fernando comentou:

      O Marco foi quem começou esta discussão toda, colocando os evangélicos que não concordam com seus posicionamentos (que nem ele sabe direito quais são) como evangélicos reacionários.

  29. Will comentou:

    Amado, você não sabe o que quer da vida!
    Não irei repetir o que já falaram nos comentários, mas reveja, estude, se aprofunde urgentemente no conceito e prática do que é o Amor segundo Jesus, segundo as escrituras.
    A começar pelo sacrifício de Jesus, “E Deus amou o mundo de tal maneira….”
    Segundo seu texto, o sacrifício de Jesus foi em vão, pois já que Deus nos ama, ele simplesmente nos aceitaria, não se importaria com os pecados das pessoas. Reflita.

  30. Bruno Mocellin comentou:

    Parabéns mesmo Marco, não se miche, estamos em um país “laico” e no século XXI, e o mais legal é que tu postou um texto “neutro” e geral vem falar da tua suposta escolha de lado te mostrando o pote de ouro do outro =)

    Eu sou ateu faz um bom tempo já, até quando frequentava a catequese/crisma, pois quando perguntava algo, não recebia nenhuma resposta claramente, apenas “Quotes”, e isso, como criança não me motivou a seguir nesse caminho.

    Hoje vendo isso de fora, percebo que, isso (a pratica do “vem pra meu Jesus que é da hora”, mostrando justamente o lado ruim do Evangélico, o lado bom não falo pq é … bom =)) é uma pratica passiva/agressiva ignorante ignorada (?) pois sempre tentei, com alguns amigos meus conversar sobre isso, e é justamente como um amigo já havia dito; ficam surdos e buscam fundamentos próprios (geralmente em conversações eu acho, dá-se um ponto, é levantado positivos e negativos, e quem rebate, faz o mesmo) mas nesse caso, busca apenas positivos “nulos” em seu pensar/dizer.

    Eu realmente acho que (meio agressivo, mas acho mais simples e harmonioso, e também entendo o ponto que vão me criticar após isso xP) que, independente da religião, há valores a serem seguidos (ou não, como dito no seu texto Marco) e isso não justifica que alguém é melhor ou pior com base nisso, CONTANTO, que se apoie em alguém, no caso Jesus, Deus, etc. Isso eu acho útil na religião, a ajuda que ela proporciona, seja de onde for. Eu como ateu, me apoio/inspiro em pessoas que possam me tornar uma pessoa melhor (sou músico), mas não fico jogando na cara de ninguém que fulano tem um estilo de vida de todos deviam seguir, e fico feliz assim.

    Depois disso, vou ter que comprar uma caixa de band-aids para meus ferimentos a pedra, procurar um Otorrino para averiguar meus ouvidos, de tanta quote que vai brotar, para me fazer virar a casaca.

    E fique bem claro, sempre fui assim, de olhar os DOIS LADOS DA MOEDA, então realmente mente eu entendo o que forem dizer, e até aceito esticar uma “conversação” e não um “quote to quote”.

    OBS.:Se realmente pareci agressivo, peço desculpas, mas italiano é barulhento assim mesmo, enfim.

    Valeu Falou e inté.

    • FERNANDO comentou:

      Bruno,
      Por que não há nenhum ateu apoiando os religiosos fundamentalistas? Todos estão a favor do Marco? Além disso, gostaria de saber de você, como ateu, qual é o lado bom do evangelho.

      • Bruno Mocellin comentou:

        Esse é o ponto. Esse novo “lado do Marco” foi criado após o texto, que tenta ser imparcial dizendo que tem A e B e ambos fazem parte do alfabeto, mas por o cara postar um texto que seja “contrário” em alguns aspectos, sem deixar de ser, vira coisa de outro mundo. Sacou?

        O Lado bom é, ser evangélico, curtir sua bíblia/vida, fazer as coisas que acha certo. Ponto. Simples assim. Agora começa a ficar chato quando, é fanatismo (o lado ruim, não o que é desviado sem deixar de ser evangélico, tal qual tenho amigos bem evangélicos, que é a favor do sexo após o casamento mas nivela certas coisas, mantendo-as “certas” (bíblia), mas um pouco mais humanas e de acordo com a personalidade dele). O Ruim Ruim mesmo, é aquele chato, só ele esta certo, ou quando tu diz “bah me matei estudando 3 noites sem durmir e tal e passei (se sentindo bem consigo mesmo pelo esforço) dai vem o kra e diz, “não cara, foi Deus que fez isso, Amém (tudo bem pode estar até feliz com o amigo,mas isso o derruba de certa forma, ou pior deixam de falar contigo quanto mais o conhecem, indo de encontro com o que aceitam, te deixando de lado.

        Isso é o MEU ver de BOM e RUIM.

        O texto só diz que existem (analogia, calma) Macacos e Gorilas, ambos são primatas e não vão deixar de ser. =)

  31. William comentou:

    Hugo, é claro que eu continuaria cristão se tivesse somente os 4 evangelhos, mas não teria o cristianismo sem eles. Os outros livros do NT, aliás, não teriam sido escritos. No entanto, os primeiros cristãos tinham, além das palavras (e ações) de Jesus, “as Escrituras” – o Antigo Testamento. Acho que vamos ter que “concordar em discordar” daí em diante, Hugo, porque TODA Escritura é inspirada – soprada por Deus – e, portanto “proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça.” Quer dizer, o AT inteiro, os evangelhos do NT, Atos, todas as epístolas e Apocalipse. TUDO é “Palavra de Deus”, independentemente do autor e/ou do assunto tratado ou relatado.

    Enquanto eu concordo contigo sobre Jesus sendo único, TUDO na Bíblia gira em torno dEle. Estava estudando sobre Ezequias recentemente, o rei que reclamou porque Deus ia encurtar sua vida. Deus lhe deu mais 15 anos, e durante essa prorrogação nasceu seu sucessor ao trono Manassés. Manassés acabou sendo um rei mau, idólatra. Eu pensava: “Porque Deus permitiu isto, sabendo que assumiria um rei mau como Manassés?” Minha resposta veio no relato da linhagem de Jesus em Mateus 1.10. Até um rei corrupto fazia parte do plano de Deus para enviar Seu Filho unigênito. Falando em GRAÇA!!!

    Mas meu ponto é que Jesus está na Bíblia inteira! Por isso alguém como você deveria valorizá-la, por inteira, mais, Hugo.

    Sou curioso. Você é de qual igreja/denominação/religião mesmo?

    • Hugo Saraiva comentou:

      William,

      Exato! Tudo gira em torno dele e deve ser validado por suas palavras. Não cristianismo sem o Cristo e não há juiz senão Ele. Concorda!
      Eu valorizo toda a escritura e por isso consulto, leio, me informo. A inspiração existe, mas nem tudo é perfeito. Perfeito só há um. Eu respeito e admiro Paulo, se não dei essa impressão. Só rejeito essa suposta infalibilidade que se atribui a ele. Mas era um homem de Deus e merece todo o respeito.
      Sobre mim, resumo dizendo que sou cristão. Não pertenço a nenhuma denominação há mais de 15 anos, mas frequento várias. Vejo erros e acertos em todas, pois são coisas de homens. Se quiser mais informações, posso te passar meu histórico pessoal, mas te adianto o seguinte: Sou de formação católica (batizado e crismado) e já frequentei a Batista e Assembléia de Deus. Conheço e já visitei várias vezes o Cardecismo. Sou um ecumenista. Se quiser saber mais, posto todo o meu histórico.

      • William comentou:

        Agora está explicado, Hugo! Obrigado pela sinceridade. Você, se querer, já falou tudo com “Sou um ecumenista”, sabia? Cara, Jesus não era “ecumenista”. Ele afirmou ser o único caminho (Jo 14.6), né? Em outras palavras, o catolicismo e o kardecismo são outros caminhos, e a gente sabe, segundo a Bíblia, para onde esses caminhos levarão seus adeptos.

        Por isso você só se foca em Jesus (sem levar em conta as afirmações exclusivas dEle como em Jo 14.6, é claro). Paulo fala especificamente em tipos de pecados e pecadores que irão pro inferno. João, em Apocalipse, também.

        Todo esse tempo eu imaginava que estava debatendo um cristão com uma formação bíblica fraca. Agora descubro que estou debatendo um “ímpio religioso” caminhando no mesmo caminho do ímpio comum: pro inferno. Ai.

        Mais um “incrédulo” apoiando o texto do Marco, na companhia de ateus, agnósticos e outros descontentes na períferia do evangelicalismo.

        • Hugo Saraiva comentou:

          William,

          Desculpe se não deixei clara minha posição desde o início. Sinceramente, achei que poderíamos discutir independentemente de minhas posições. Mas, cara, podemos encerrar a discussão aqui sem problemas. Abraços.

          PS.: Eu vinha citando João 14:6 desde o início. Você é que insiste em se basear em outras pessoas. Sinceramente, não sei como encarar como lei apenas as palavras de Jesus pode contrariar essas palavras.

          • William comentou:

            Hugo, não é uma questão de não querer debater essas coisas, mas para quê? Você obviamente tem uma mente fechada para os aspectos da Bíblia que contrariam sua cosmovisão. Por exemplo, como você pode dizer que acredita em Jo 14.6 e, da mesma boca, dizer que é “ecumenista”? Ou tem alguma coisa errada com sua capacidade de raciocinar, ou você consegue redefinir os significados de “o” caminho. Sobre essas “outras pessoas”, você subestima Deus. Sim, Deus estava entre nós como homem, e cada palavra que saía da boca de Jesus era a Palavra de Deus. Porém, por causa do processo de inspiração, cada palavra escrita por Paulo, Tiago, Pedro, Judas, etc. (sem falar nos autores dos 4 evangelhos) também era a Palavra de Deus. Mas um cego espiritual, parece, não consegue entender e, portanto, aceitar essa explicação. Acho bom parar por aqui então. Você está ainda sob o domínio das trevas, enquanto eu já fui transferido para o reino do Seu Filho amado (Cl 1.13). Eu tenho a mente de Cristo (1 Co 2.14-16); por ser “homem natural”, você não a tem… pelo menos, ainda. Abraço.

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Sabe por que é difícil para mim?
            Por causa das palavras de Jesus. Minha fé nele não se baseia em imposição ou tradição, mas em exame das escrituras. Muitos se dizem filhos de Deus, mas segundo Jesus os chamados assim deveriam ser os pacificadores (Mateus 5:9). Muitos se dizem herdeiros de Deus, mas Jesus disse que esses seriam os mansos (Mateus 5:5). Alem disso, em (Mateus 25:31-46) Jesus diz que no juízo a caridade será definitiva na salvação. Isso precisa de interpretação espiritual?

  32. William comentou:

    Hugo, se um livro do NT foi “inspirado” (soprado por Deus), é claro que, como ele foi escrito originalmente (sem possibilidade de entrar outras palavras pelos copistas) teria sido sem erro. Concorda agora?

    Você não pode me apontar um erro na Bíblia, porque não há. Kkkkk! Dificuldades têm, mas erro, nunca… de novo, nos manuscritos originais.

    Agora para seus supostos “erros”. Na realidade não há contradição no idioma orignal dessas passagens. Gn 1.11 fala em “relva”, uma grama selvagem, ervas que dêem semente (ex: ervas daninhas) e árvores frutíferas. Gn 2 usa um outro termo em hebraico para “planta”, um termo específico para plantas de cultivo. Aliás, Gn 1 fala em plantas e árvores que crescem sem nenhuma ajuda humana; Gn 2 fala em plantas que precisam da ajuda do homem, plantas para a alimentação. Percebeu a diferença agora? Como falei, “dificuldades” não significam, necessariamente, “erros”.

    Na realidade, Gn 2 é um relato da criação do homem no 6o dia – com mais detalhes. Se ler capítulo 2 dessa forma, os outros “erros” se tornam, no máximo, “dificuldades”.

    De novo, qual é sua linha mesma? A qual igreja você pertence?

    • Hugo Saraiva comentou:

      William,

      Sobre Gênesis, não é essa a questão. Genesis 2:4-5 deixa claro que não havia nem plantas, nem arbustos nem nada, porque não havia água nem homem para cultivar. Depois do homem, Deus cria um jardim. Você pode dizer que o problema é de tradução (o que discordo, mas é assunto longo e fora do contexto. Não é meu intuito desmerecer a bíblia), mas isso só faria a bíblia em português estar errada, o que não invalida o que eu falei. Concorda?

      • William comentou:

        Hugo, entendendo que estou dialogando com um “ímpio religioso”, que faz de você um cego espiritual, eu sei que minhas explicações jamais farão sentido. Aliás, por isso você não aceita NENHUMA explicação minha, mas agora entendo por quê.

        Porém, vamos lá. Gn 2.6 diz: “Um vapor, porém, subia da terra, e regava toda a face da terra”, possibilitando a existência de plantas selvagens criados no 3o dia.

        • Hugo Saraiva comentou:

          William,

          Sobre discutir com um ímpio, tenho dois pontos: 1) O primeiro é que a decisão é sua de discutir comigo ou não, pois os meus argumentos não vão te convencer. 2) Quem decide quem é ímpio e quem é cristão? Você?

          A respeito de genesis 2:6, poderia, se não fosse o versículo anterior que diz: “E toda a planta do campo que ainda não estava na terra, e toda a erva do campo que ainda não brotava”.
          Você não pode negar as escrituras, meu amigo.

          • William comentou:

            Quem decide quem é ímpio e quem é cristão? Você mesmo, digamos, “decidiu” com suas próprias palavras! Você disse que é “ecumenista”, certo? Tal afirmação nega as palavras claras em Jo 14.6 do único Caminho para o Pai, Jesus Cristo. E quem nega o que Ele disse acaba chamando Ele de “mentiroso”, que é blasfêmia. Arrependa-se e creia, Hugo, porque se você morresse hoje, você iria pro inferno… mesmo afirmando valorizar as palavras de Jesus.

            Sobre Gn 2.6, já diferenciei as plantas sem necessidade de cultivo (cap. 1) daquelas que precisam dos cuidados do lavrador. Mas um “cético bíblico” (outro sinal da impiedade, de não ser nova criatura em Cristo) vai enxergar somente os “erros” x “dificuldades” na Bíblia, né?

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Vamos lá:

            Vê-se que você não sabe o que é um ecumenista. O ecumenismo busca aproximar as pessoas, sem precisar convertê-las. Imagine uma família grande. É possível que todos concordem? Não. Isso quer dizer que eles não possam confraternizar. Isso é ser ímpio?

            Gênesis, você está se apoiando neste termo “do campo” e ignorando a citação “TODA A FACE DA TERRA”.
            Permita-me contrariar sua opinião com 4 argumentos (Spoiler: O último é o melhor):
            1) GÊNESIS 2 OCORRE NO DIA DA CRIAÇÃO (OU SERIAM SEIS?).
            “Estas são as origens dos céus e da terra, quando foram criados; no dia em que o Senhor Deus fez a terra e os céus” – Gênesis 2:4
            2) TODA A FACE DA TERRA ESTAVA IGUAL
            “Um vapor, porém, subia da terra, e regava TODA A FACE DA TERRA.” – Gênesis 2:6
            3) A TERRA ESTAVA SECA, POIS DEUS FEZ ADÃO A PARTIR DO PÓ.
            “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.” – Gênesis 2:7
            4) AS AVES FORAM CRIADAS DEPOIS DE ADÃO EM GÊNESIS 2.
            Gênesis 1:21-23
            “E Deus criou as grandes baleias, e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram conforme as suas espécies; e TODA A AVE DE ASAS conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.
            E Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas nos mares; e as aves se multipliquem na terra.
            E foi a tarde e a manhã, o dia quinto.”

            Gênesis 2:19
            “Havendo, pois, o Senhor Deus formado da terra todo o animal do campo, e TODA A AVE DOS CÉUS, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome.”

            A menos que exista aves no céu que não tenha asas, há uma falha cronológica aqui.
            Dica, os estudiosos sérios da Bíblia tem uma explicação muito simples para isso.
            Se quiser, eu te conto!

          • William comentou:

            Hugo,

            Segundo meu dicionário, um “ecumenista” promove a unidade entre igrejas/denominações ligadas ao cristianismo. O problema é que ele tenta unir igrejas de linhas teológicas, em alguns caso, radicalmente diferentes. Ex: ligar católicos e igrejas teologicamente liberais (ou “emergentes”) com igrejas teologicamente ortodoxas. Por pregarem “receitas salvíficas” diferentes, não há como uní-las, ao ver das igrejas ortodoxas (teologicamente conservadoras). Portanto, não estamos falando numa “família grande”. As igrejas teologicamente ortodoxas nem consideram aqueles desses outros ramos “irmãos em Cristo”, sabia? Já que eles não pregam a necessidade do novo nascimento (Jo 3), seus adeptos raramente nascerão de novo, assim tornando filhos de Deus e, portanto, nossos irmãos. Normalmente aqueles que promovem tal “unidade” revelam sua ignorância desses caminhos diferentes, mostrando que nem nascidos de novo são. Sim, isto implica em “impiedade” – ao nosso ver.

            1) “No dia em que…” quer dizer “quando”. Não fica preso às palavras “no dia”. É simplesmente uma expressão idiomática que é sinônima com “quando”.

            2) “Um vapor, porém, subia da terra, e regava TODA A FACE DA TERRA.” – Gênesis 2:6… E daí? Não entendi sua reclamação. Porém, esse vapor “regava” o quê? Poderia ser a terra relva, as ervas e árvores frutíferas criados no 3o dia? No entanto, não há conflito entre esses tipos de planta, que já existiam desde o 3o dia, e o tipo mencionado em 2.5.

            3) Você é mais “literalista” do que eu imaginava! “Pó da terra” é uma expressão idiomática também, Hugo. Esse pó não podia ser molhado ao ponto de ser lama? Por que não? “Pó da terra” quer dizer “pó” (ou poeira) no sentido literal da palavra ou “terra” (barro)? De novo, é uma expressão que não, necessariamente, exige uma terra “seca”.

            4) Gn 2.19 não diz que Deus formou essas coisas (terra, animal do campo e ave dos céus) DEPOIS que criou Adão, mas que “havendo… o Senhor formado…” Quando? Nos dias anteriores à Sua criação de Adão e Eva. Kkkkk!

            Para você essas aparentes inconsistências são “erros”. Para mim nem chegam a ser “dificuldades”, porque são facilmente explicados. Tem algum outro argumento contra a inerrância da Bíblia (enquanto você confirma sua impiedade)?

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Sobre ecumenista, só quis dizer que não é o mesmo que ímpio. Só isso. Você acha que eu não sei o que cada ramo do cristianismo pensa do outro? Cara, eu já levei um pastor da Assembléia de Deus para visitar uma igreja católica e o cara teve um acesso de fúria do tipo daquele pastor da Universal que chutou a imagem da santa. Não foi legal, não.

            Já sobre Gênesis, gostei do que você disse: Para você, a palavra dia em Gênesis 2 não é literal, certo? Maravilha! Então as palavras do Marco sobre isso estão validadas. Foi um dia? Mas dia não quer dizer dia, certo? É só figura de linguagem, certo? Então pode ser que o Marco tenha razão, certo?

  33. Pedro Luiz comentou:

    Concordo com algumas coisas e discordo de outras,com relação ao ponto fundamental do texto que discorre sobre o amor que temos que ter uns pelos outros,concordo em número,gênero e grau,afinal esse foi o ensinamento do próprio Cristo quando esteve por aqui,agora,amar as pessoas como almas é uma coisa,mas concordar com certos comportamentos é outra,totalmente diferente. É evidente que como cidadãos temos que respeitar o que cada um pensa como filosofia de vida,mas para aqueles que dentro de sí,tem suas convicções sobre a vida que Deus quer para seus filhos aqui neste plano,jamais irá concordar com comportamentos que vão contra tudo aquilo que a nossa própria consciência diz que não é correto,pois o próprio Deus não quer que sejamos um bando de religiosos,o que Ele mais deseja é que sejamos fiéis para com a nossa consciência,justamente para que não tenhamos uma dívida impagável para nós mesmos.Concordo também quando foi colocado o criacionismo e o evolucionismo como as causas principais do surgimento do homem na face da terra,e sou um dos que acredita que tanto por um,quanto por outro,o mesmo Deus teve e tem o poder de trazer a vida,seja por evolução ou pela criação.

  34. Luiz Eduardo M comentou:

    mas onde estão esses evangélicos que não julgam ninguém, e são a favor do aborto, e do casamento gay?, nunca vi nenhum, se vc for assim, será o único que já vi, deve esta em extinção evangélico assim, pq a maioria é o clichê “fanático e ignorante” infelizmente, realmente não entendo como uma pessoa inteligente como vc, consegue ser evangelico, e ainda acreditar na evolução.

  35. Fabio Sampaio comentou:

    Muito boas as suas palavras !!!!
    Alem de Ed René Kivitz temos tambem Ricardo Gondin, graças a Deus !!!!
    Dois grandes pensadores do evangelho moderno, vale a pena conhece-los pessoalmente.
    Igreja Batista da Agua Branca e Igreja Betesda.

    • William comentou:

      Se seguir as linhas de Ed René Kivitz e Ricardo Gondim, você provavelmente nem cristão de verdade é, Fábio! Esses dois são hereges! Um prega a “Teologia Aberta/Relacional” (Gondim e, pelo menos, por parte, Kivitz); o outro prega a heresia do universalismo. Portanto, ambos são hereges, sem falar nos seus seguidores – como você. Boa sorte tentando explicar suas heresias diante de Deus no Dia do Grande Juízo.

    • fernando comentou:

      Eles são da linha do Marco?

  36. Fernando comentou:

    Cristo orou por seus discípulos pedindo ao Pai que fossem UM!
    Independente de ser católico ou evangélico nós cristãos ou melhor discípulos de Cristo temos a obrigação de sermos homogenios .
    Devemos utilizar o manual (bíblia) para aprendermos como sermos UM!
    Como no antigo testamento só havia conquistas quando as 12 tribos andavam em unidade;se de fato somos o povo de Deus, temos este compromisso de unidade para que o mundo creia que Jesus é o filho de Deus!!!

    • William comentou:

      Fernando, católico praticante e evangélico de verdade são imcompatíveis. Um, o católico, prega salvação pela fé + obras de justiça, contrariando Ef 2.8-9. O outro prega a justificação pela fé… só (Sola Fide). Por isso seu desejo de que a gente seja um é impossível. Um prega o caminho das religiões, que levará seus adeptos ao inferno. O outro prega o único caminho onde seus adeptos acharão a vida eterna.

      Já ouviu falar na Reforma Protestante. Sugiro que você estudasse o porquê dela antes de oferecer suas opiniões mal-informadas.

      • Fernando comentou:

        Cara, seguinte conheço sim sobre “Reforma” e não foi e nem meu objetivo aqui discutir linhas de pensamentos teológicos.Apenas citei oque a bíblia menciona sobre a unidade do povo de Deus.Não sou católico e nem disse em momento algum que ambos católicos e evangélicos pregam a mesma coisa!Apenas falei que a mesma a palavra sobre unidade ficou escrita para todos nós independente de religião.Também não pedi sua opinião sobre ser ou não possível a unidade no meio do povo de Deus!Já possuo uma bussola que me guia (Bíblia) e não preciso de sua opinião ou pontos de vista.Aliás meu comentário foi em relação ao texto do Marco;ok.

        Olhando outras intromissões suas nos comentários alheios percebo que você tem toda uma roupagem de “FARISEU” mas, posso estar enganado ou melhor mau informado.

        Passe bem.

        • William comentou:

          Olha, Fernando, eu sei que você não pediu minha opinião, mas pelo fato que você publicou seu comentário para todos verem (com direito de “responder”), eu aproveitei. “Unidade” de duas coisas opostas? Como? Quando a Bíblia fala em unidade, Ela não fala em unidade a qualquer custo, tá? Você percebeu que quase todas as cartas do NT foram escritas para combater heresias e hereges infiltrando as igrejas (os destinatários das cartas)?

          Já fui rotulado “fariseu” no passado, mas a questão é por quê? Normalmente recebo tal rôtulo por falar coisas que as pessoas não gostem de ouvir. Seria esse seu caso?

          Só para te lembrar: Eu sou cristão “de verdade”. Os fariseus, por outro lado, perseguiam Cristo e os cristãos de verdade. Hummmm… Está vendo alguma incoerência na sua lógica agora?

    • fernando comentou:

      Xará, neste ponto vou discordar do William. Sou evangélico mas vejo que a verdade, a bíblia, está em ambas as religiões. Esta discussão sobre fé mais obras ou só fé é riquissima para teólogos e matemáticios, mas é muito pobre para explicar como a rendição a Jesus deve ocorrer. Na verdade, não tem muito a ver com o que se passa no momento da conversão do cristão. Minha crítica aos católicos é que a devoção, veneração ou adoração deve ser somente a Jesus, de acordo com a Biblia, e não a centenas de santos, pois, na verdade, biblicamente falando, se você é cristão, você é santo.

  37. Cleiton Germano comentou:

    Seria fantástico saber que debatemos todo dia uma religião cristã e ela não fosse a “verdadeira”. É muita pretensão acreditar que algum grupo de pessoas tem o monopólio do que é , ou não é Divino.

    O texto é bom, mas não passa de mais um texto de justificativas de evangelização e uma provocação de debates infindáveis sobre a Bíblia, um livro!

  38. William comentou:

    Concordo com as passagens citadas, mas o que é um “pacificador” para você? É uma pessoa que promove a paz entre pessoas ou entre as pessoas e Deus? Pode ser que tenha um aspecto “horizontal” também, porque 5.44-45 falam da necessidade do crente amar seus inimigos “para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste”.

    E “manso”? Significa concordar com todos e nunca exibir opiniões contra? Ou significa o que a maioria dos eruditos dizem: exibir autocontrole, uma parte do fruto do Espírito de Gálatas 5.23)?

    A “caridade” que você menciona em Mt 25.31-46 era direcionada aos “meus pequeninos irmãos” (v. 40), né? Quem são essas pessoas? Eram os evangelistas presos, e o que faziam para esses irmãos (presos pelo evangelho) faziam a Jesus. Aliás, uma prova da fé verdadeira de uma pessoa será seu tratamento daqueles presos pelo evangelho. Se ajudavam esses irmãos, corriam risco de serem identificados com eles, presos e até mortos. Somente um “crente de verdade” correria esse risco (as ovelhas); os falsos irmãos jamais se colocariam em risco, revelando sua falsa conversão e, portanto, condenação (cabritos/bodes).

    É difícil não te debater, Hugo! Kkkkkk! Mas você tem razão. Eu não vou mudar porque eu tenho certeza que eu pertenço ao Jesus da Bíblia… inteira! Se Deus, na Sua misericórdia e graça, não abrir seus olhos, você continuará cego, pobre e nu, espiritualmente falando… e acabará boiando no Lago de Fogo. Arrependa-se e creia!

    • fernando comentou:

      Quem tem um encontro verdadeiro com Jesus Cristo, não volta para mais para o mundo. Isso é muito irritante para as pessoas.

      • William comentou:

        Exatemente, Fernando. Aproveitando o gancho, não diminuamos a importância da “justificação pela fé”, hein. Foi ela que motivou Martinho Lutero se levantar contra a venda de indulgências na ICAR, né? Concordo que a idolatria na ICAR é repugnante, mas as heresias dela vão bem além. Assumir que algo que Deus chamou de “trapos de imundícia” (atualizado: “absorventes usados”) tem algo a ver com sua aceitação por Deus é a deificação do “Eu”, o epítome de idolatria.

    • Hugo Saraiva comentou:

      William,

      1) Pacificar é quem faz a paz e quanto a isso não há dúvidas. Paz só pode ser entre homens, porque Deus não está em guerra conosco, certo? Ainda bem que você reconheceu que essa paz é com todos. Estamos indo bem

      2) Manso é aquele que não ataca. Discordar não é o problema, mas e quando se atacado?
      Mateus 3:39 – “Eu, porém, vos digo que não resistais ao mau; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra;”
      Ficou alguma dúvida?

      3) Quem são esses pequeninos irmãos? Apenas os cristãos? Jesus recompensa apenas aos que fizerem bem as cristãos… Agora você está usando malabarismo demais. O bom samaritano não te diz nada? Deixa para lá!

      4) O fato de que é difícil não debater comigo, vou encarar como um elogio, pois um bom debate é feito com bons debatedores que tenham opiniões divergentes. Obrigado!
      PS: Jesus dá Bíblia inteira? Ok. Eu fico só com o VERDADEIRO!

      • William comentou:

        1) Deus não está em guerra conosco, mas Rm 1.30 diz que somos em guerra com Ele. Por isso sugeri esse aspecto de “pacificador”.

        2) Sua definição de “manso” parece coerente, mas talvez seja melhor colocar, em vez de “não ataca”, “não contra-ataca”. Por causa do domínio próprio do Espírito Santo nela, essa pessoa recusa reagir à provocação. Concordamos, sim.

        3) Os “irmãos” de Cristo têm que ser cristãos, porque só eles são “filhos de Deus” (Jo 1.12). Além do mais, são “evangelistas/pregadores” do Reino, presos e necessitados. João escreve sobre a necessidade de receber esses evangelistas/pregadores em 3 João 5-10. Fica óbvio quem é Diótrefes, né? Bode! Eu não estou dizendo que o cristão não deveria ajudar qualquer pessoa, mas o contexto de Mt 25 se refere ao tratamento do evangelista/pregador pelas ovelhas x bodes, sem falar nas consequências de tal tratamento.

        4) Você é cego mesmo, Hugo. Você vê o que sua natureza pecaminosa quer enxergar. Se eu quiser te “debater”, meu intuíto será que você nasça de novo na família de Deus. Só isso.

        • Hugo Saraiva comentou:

          William,

          1) Não concordo que Paulo tenha dito estamos em guerra com Deus, mas… Concordamos. Deixemos assim.
          2) Minha definição de manso vem do dicionário. Manso não ataca, mas Jesus nos instrui a não contra-atacar também. De qualquer forma, mais um item onde concordamos.
          3) E lá vamos nós:
          O que diz Jesus em Mateus 5:7? “Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;”
          E o que ele diz do bom samaritano. “Que teve misericórdia.” (Aliás, estavam falando de salvação.)
          É Claro que ele também diz que é preciso amar (e crer) a Deus, mas se fizessem mal a este que fez a vontade de Jesus mas não cria no Deus dos Judeus não haveria problema?
          Jesus sempre valorizou aquele que faz a vontade do pai.

          Examinemos Mateus 5:23-24
          “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,
          Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta.”
          Na sua opinião esse termo irmão se referia apenas aos cristãos? Ou seja, caso o cristão tivesse ofendido um judeu não haveria nenhum problema? Hum… Isso explica muita coisa…

          Só para não deixar de comentar:
          João 1:12
          “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;”
          O que ele diz aqui é que a boa-nova se estende a todos os seres humanos, embora a princípio tivesse sido ofericido apenas aos Judeus.

          • William comentou:

            Hugo,

            1) Não concordar com Paulo signfica não concordar com Deus à luz de 2 Tm 3:16.

            2) Nem toda definição de dicionário bate com o sentido da palavra traduzida assim no idioma original.

            3)Parece que você prega uma salvação pelas boas obras, que a Bíblia claramente nega (Ef 2.8-9). Sobre o uso de “irmão”, Mt 5 usa “seu irmão” (contexto: Israel, irmandade judaica) e Mt 25 usa “meus irmãos” (os irmãos de Jesus – filhos de Deus – veja Jo 1.12). Concordo que Jo 1.12 comunica que a oferta de ser filho de Deus se estende a toda humanidade, mas é claro que nem todo o mundo é filho de Deus à luz de 1 Jo 3.10.

          • Hugo Saraiva comentou:

            Vamos lá,

            1) O que eu quis é que eu não concordo que a passagem queira dizer que o homem está em guerra com Deus. Não que eu não concorde com Paulo, entende?

            2) Eu só esclareci que a definição não é minha.

            3) Se você não gostava de mim, agora você vai me odiar, mas vou te explicar minha opinião sobre a salvação: Não me importa! (Desculpa!) Meu objetivo não é não é salvação e sim seguir os ensinamentos do Cristo, Jesus. Eu confio no julgamento dele.
            Salvação é assunto para teólogos. Meu compromisso é com as palavras de Jesus. Veja Lucas 10:25 em diante. Ainda em Lucas, temos
            Alem disso, temos Mateus 7:21.
            Mais uma vez, desculpa, pois eu sei o efeito que minhas palavras causam. Até minha mãe se horroriza!

          • William comentou:

            3) Se você não gostava de mim, agora você vai me odiar, mas vou te explicar minha opinião sobre a salvação: Não me importa! (Desculpa!) Meu objetivo não é não é salvação e sim seguir os ensinamentos do Cristo, Jesus. Eu confio no julgamento dele.
            Salvação é assunto para teólogos. Meu compromisso é com as palavras de Jesus. Veja Lucas 10:25 em diante. Ainda em Lucas, temos
            Alem disso, temos Mateus 7:21.
            Mais uma vez, desculpa, pois eu sei o efeito que minhas palavras causam. Até minha mãe se horroriza!

            Hugo,

            1) A palavra no grego, traduzida “inimigos” de Deus na NVI e “aborrecedores/aborrecidos” de Deus na Almeida Atualizada, é “theostygeis” (odiosos para com Deus). Obviamente, uma pessoa que odeia a Deus é Seu inimigo e, portanto, em guerra com Ele.

            2) Tudo bem.

            3) Você não se preocupa com a sua salvação? Isto não é muito inteligente da sua parte, Hugo! É por isso que Jesus veio. Sem se humilhar pelo arrependimento e confissão do pecado, sem depositar sua fé em Cristo como o ÚNICO Salvador e Senhor, você continuará perdido, filho do diabo e destinado a uma eternidade no Lago de Fogo. Além do mais, na realidade ninguém consegue “seguir os ensinamentos de Jesus” sem ser “salvo”.

            [Li os trechos recomendados, mas sem experimentar a realidade das promessas de Ezequiel 36.25-27 na sua vida, a tentativa de colocar em prática essas coisas não valerá nada diante de Deus.]

            Veja bem: Baseado na passagem em Ezequiel, para você “seguir os ensinamentos de Jesus”, Deus terá que te dar um novo coração (significa “nascer de novo” na família de Deus, tornar-se nova criatura e receber, junto com esse novo coração, novos desejos, prioridades, valores, etc.), uma “ficha limpa” quando, como resultado do novo coração, você arrepender-se e crer em Jesus como Salvador e Senhor (Neste momento você será “salvo” por ser declarado “inocente” e “justo”.) e Seu Espírito Santo para habitar em você. Somente com o Espírito Santo em você que você conseguirá andar em santidade, assim colocando em prática os ensinamentos de Jesus! Pensa sobre isso, Hugo! Hoje é o dia da salvação!

            Suas palavras não me chocam. Seja você mesmo!

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            1) Que malabarismo de palavras, hein? Aborrecedor é ser inimigo e inimigo é com quem se está em guerra; Logo, estamos em guerra com Deus e, baseado em tudo isso, aventa-se a possibilidade de Jesus ter dito que temos que fazer paz com homens, não com Deus. E tudo isso baseando-se na palavra de um homem, não na de Jesus. Que trabalho!
            Não era mais fácil aceitar o óbvio, ou seja, ser um pacificador? Pense nisso!

            3) Inteligente ou não, é indiferente para você, certo? Quem é o juiz justo que pode julgar? E outra? Quem te disse que eu já não tenho um coração novo?
            Você presume muita coisa, meu amigo.

          • William comentou:

            3) Inteligente ou não, é indiferente para você, certo? Quem é o juiz justo que pode julgar? E outra? Quem te disse que eu já não tenho um coração novo?
            Você presume muita coisa, meu amigo.

            Hugo,
            1) Malabarismo de palavras? Estava só mostrando a possível ligação entre as duas traduções da mesma palavra, “inimigos” e “aborreçadores” de Deus. De qualquer forma, a palavra usada por Paulo, sob a inspiração de Deus, não significa nada de bom, concorda? Sobre “pacificador”, tudo bem. Podemos deixar isto puramente no nível “horizontal”, mas a mera “força humana” de tentar reconciliar duas pessoas com atrito não vai ajudar o pacificador em relação a sua aceitação por Deus. Boas obras e caridade, por si só, são trapos de imundícia diante de Deus (Is 64.6).

            2) Olhando para seus “frutos” (Mt 7.15-20), eu não consigo chegar a outra conclusão. Já mencionei dois deles: seu “ecumenismo” e sua incapacidade de ou entender ou aceitar as interpretações claras… pelo menos, para aqueles com a mente de Cristo (1 Co 2.14-16). Além do mais, você continua atacando Paulo e os demais autores dos 66 livros, sem lembrar-se que Jesus não escreveu nada. Até Ele teve biógrafo e, sem inspiração da parte dos 4 autores dos Evangelhos (por eles serem meros homens… como Paulo), você não tem base firme para garantir que Jesus realmente disse e fez aquilo que eles relatam, né?

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Sobre malabarismo:
            Mas você teve que fazer três considerações para chegar ao sentido que desejava. Sendo que para entender que é literal, não é preciso fazer considerações. Acho isso temerário, porque não há segurança no debate. Eu te mostro uma afirmação clara de Jesus que pode não lhe ser conveniente, então você retruca com uma nova interpretação. Fica complicado.

            Sobre o termo ímpio:
            No sentido literal, ecumenista nada tem a ver com ímpio, certo?

            Sobre Paulo:
            Onde eu o ataquei. Eu só falei a verdade: ele não é Deus e muito menos o caminho, a verdade e a vida. Alguém pode chegar a Deus por Paulo? Não. Paulo não escreveu nenhum evangelho de Jesus. Ele escreveu suas orientações para seus seguidores, mas isso de forma alguma são as palavras de Jesus. Inspiradas por Deus, sim! Mas não é a mesma coisa.

            Sobre minha salvação, já falei, não me preocupo com isso.

  39. Juliana comentou:

    Fantástico!

  40. Dilon comentou:

    Sou ateu a mais de 40 anos e continuo sendo, esse texto não mudará minhas convicções mas você ganhou o meu respeito. Pena não existirem tantos evangélicos que pensam por si só como você.

  41. R.Cleyton comentou:

    Idealizações! Puras idealizações! Nenhuma religião é caminho para Deus!

  42. Samuel comentou:

    Pelo que me consta, quem ultimamente vem tentando criminalizar opinião é o movimento gay. A intolerância e a arrogância de achar que não podem ser criticados ou confrontados é muito maior no movimento gay do que em qualquer outro movimento no mundo. Para os evangélicos, a simpatia com a causa gay leva ao inferno (que é algo subjetivo). Para o ativismo gay, a não simpatia com eles, deve levar a prisão. O movimento gay não tem nada de sexual e sim de ideológico. Assim, o autor troca as bolas e inverte o quadro e muitos cristão, para se tornarem cool, modernos e antenados caem nessa armadilha. Os evangélicos tem o direito de serem alienados sim, se é isso que os gays chamam de alienação, tanto quanto tem o direito de terem suas próprias convicções sobre a vida e a sexualidade, sem que haja uma lei que prendam os pastores que pensam o contrário e sem que os psicólogos tenham seus registros caçados. Essa é a verdade!

  43. William comentou:

    Hugo, eu não disse que a palavra “dia” era simbólica, mas que a expressão “no dia em que” é uma forma de dizer “quando”. Não, esses “dias” de Gn 1 e 2 significam 6 dias de períodos de 24 horas, cada um. Nada mudou. Tem “evangélicos” que entendem de outra forma, mas são errados. Se os destinatários do livro de Gênesis, os israelitas, não entenderam 6 dias no sentido literal, porque organizam sua semana assim – com um dia de descanso no 7o dia?

    • Hugo Saraiva comentou:

      William,

      Fica difícil debater sem ter uma base clara de quando é literal e quando não, mas vamos tentar. Faz parecer que só não é literal na frase que invalidaria o seu argumento! Mas vamos tentar mais um pouco:

      A criação narrada no versículo 19 de Gênesis 2 foi por causa do 18, o que pode nos dar uma ideia de tempo:
      “E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.”
      Veja que ele diz que fará, não que já havia feito. Então, terminado o trabalho que ele disse que faria, vem o próximo versículo:
      “Havendo, pois, o Senhor Deus formado da terra todo o animal do campo, e toda a ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome.”

      Você sabe que (pelo menos para vários povos) a semana é assim por causa das fases da Lua, certo? Inclusive, os romanos (herança dos gregos) usavam dias nomeados segundo os “planetas” conhecidos pelos egípcios: Saturno, Júpiter, Marte, Sol, Vênus, Mercúrio e Lua. Astros relacionados com Deuses, aliás. E o domingo (Sunday, em inglês) era o dia de culto ao sol, por isso não se trabalhava. Unificando as crenças, os cristãos decidiram cultuar a Deus no domingo (não no sábado, como no mandamento judeu) por causa da ressurreição de Jesus (Ou foi o que eles disseram).

      • William comentou:

        Hugo,

        Primeiramente, minha intenção não é escolher o significado literal ou simbólico, dependendo de como anda meu argumento! Deus me livre! A Palavra de Deus fala por si só, e minha responsabilidade é definir o que Deus quer comunicar. Para mim a diferença entre uma “expressão idiomática” e o sentido literal é óbvia… até nem precisa de ter a mente de Cristo para enxergar! Kkkkk!

        Agora, não entendi o que você quer dizer com a formação da mulher e os bichos. Eu entendo que Deus criou Adão com a necessidade de uma esposa, e usou os animais já criados para despertar essa necessidade em Adão – por delegar para ele a responsabilidade de dar nomes a eles. Enquanto fazia isto (e, com certeza, percebia a existência de macho e fêmea), ele percebeu que faltava uma fêmea para ele. Agora, qual é seu ponto mesmo?

        Finalmente, concordo com o que você disse sobre as fases da lua, mas não esqueçamos que Moisés, o provavel autor de Gênesis, viveu bem antes dos impérios romano e grego. De qualquer maneira, os judeus guardam o sábado como exigência de Deus na Lei de Moisés, os Dez Mandamentos, onde a razão dada, sob revelação, é a criação de tudo no universo em 6 dias, no sentido literal da palavra (de Êxodo 20.8-11):

        “Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho; mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo dia descansou; por isso o Senhor abençoou o dia do sábado, e o santificou.”

        • Hugo Saraiva comentou:

          Para um homem de fé você critica muito os tradutores da bíblia. Você acha que a expressão quisesse dizer quando ou invés de no dia, eles não teriam escrito assim? Vou colocar duas versões em inglês para comprovar que em todas a citação é “no dia”.

          King James:
          4 ¶ These are the generations of the heavens and of the earth when they were created, in the day that the LORD God made the earth and the heavens,

          English Standart Version
          These are the generations of the heavens and the earth when they were created, in the day that the Lord God made the earth and the heavens.

          Veja que ambas citam “in the day”. Se o tradutor escreveu assim, quem somos nós para discutir?

          Sobre o versículo 18, não tem mistério nenhum. É só ler os versículo 18, 19 e 20 em sequencia. Deus queria um(uma) ajudante para o homem e criou os animais, porem não encontraram ajudadora para o homem.

          18 E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.
          19 Havendo, pois, o Senhor Deus formado da terra todo o animal do campo, e toda a ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome.
          20 E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo o animal do campo; mas para o homem não se achava ajudadora idônea.

          Para ajudar na compreensão, compare com a versão em inglês:

          King james
          18 ¶ And the LORD God said, It is not good that the man should be alone; I will make him a help meet for him.
          19 And out of the ground the LORD God formed every beast of the field, and every fowl of the air; and brought them unto Adam to see what he would call them: and whatsoever Adam called every living creature, that was the name thereof.
          20 And Adam gave names to all cattle, and to the fowl of the air, and to every beast of the field; but for Adam there was not found a help meet for him.

          18 Then the Lord God said, “It is not good that the man should be alone; I will make him a helper fit for[e] him.” 19 Now out of the ground the Lord God had formed[f] every beast of the field and every bird of the heavens and brought them to the man to see what he would call them. And whatever the man called every living creature, that was its name. 20 The man gave names to all livestock and to the birds of the heavens and to every beast of the field. But for Adam[g] there was not found a helper fit for him.

          Ficou alguma dúvida?

          • FERNANDO MARTINS comentou:

            William e Hugo,
            Vão discutindo enquanto é tempo. O dono do blog já está calado a muito tempo. Daqui a pouco ele deleta este espaço, pois não saiu do jeito que ele queria.

          • Hugo Saraiva comentou:

            Fernando,

            A discussão terá valido a pena. Discutir, desde que em alto nível, é sempre enriquecedor. Muitas vezes a gente começa a discutindo para provar um ponto, mas no processo acabamos aprendendo e ensinando. Para responder uma pergunta, precisamos pensar e refletir sobre nossas bases e isso nos modifica.

          • William comentou:

            Pela última vez, Hugo, “no dia que” em Gn 2.4 é uma expressão idiomática para “quando”. Somente um i….. não conseguiria ver isso. Por isso os tradutores da NVI (português) e da NIV (inglês) traduziram o versículo assim:

            “This is the account of the heavens and the earth when they were created, when the Lord God made the earth and the heavens.”
            “Esta é a história das origens[a] dos céus e da terra, no tempo em que foram criados: Quando o Senhor Deus fez a terra e os céus,”

            Até a versão João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada, que eu normalmente uso, mostra isso: “Esta é a gênese dos ceus e da terra quando foram criados, quando o SENHOR Deus os criou.”

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Duas respostas:

            Primeira:

            Por que pela última vez? Isso é uma ameaça?

            Voltando ao assunto, você não disse que a versão “correta” da bíblia era NVI. Agora que eu sei que “somente ela está valendo”, fica mais fácil debater. Como sempre digo: o importante é ter regras claras.

            De qualquer forma, isso não invalida nenhum dos meus quatro argumentos, pois, se você reparar bem, verá que essa dúvida dos dias eu coloquei apenas como um questionamento entre parênteses, já prevendo essa diferença de tradução.

            Segunda resposta:

            Ok. MacArthur disse isso, mas o que você me diz? No texto que você postou não há argumentos que possamos discorrer sobre, então são só palavras soltas.

            Eu argumentei que o versículo 18 diz claramente que criará a “alguém que o auxilie e lhe corresponda”(agora estou usando a NVI); O dezenove cita que “depois que formou” (que ele disse que faria no 18), Deus os apresentou a Adão; No vinte percebe-se que não há ali “alguém que o auxilie e lhe corresponda”. A sequência de eventos é a mesma, então a dúvida persiste.

            Gostaria que você argumentasse, porque a única coisa que você fez até agora foi negar essa possibilidade pelo fato de “não pode ser”. Aliás, não falei nada, mas ficou claro que você nem tinha a ciência de que Deus havia tentando oferecer os animais ao homem (que fique claro que para mim não há sentido sexual aqui) antes da mulher.

            Por fim, pela citação que você fez, presumo que você tenha pesquisado o assunto (o que eu acho muito positivo) e por isso espero argumentos substanciais. Não me decepcione!

          • William comentou:

            Hugo,
            1) “Pela última vez” = Eu não vou comentar mais sobre Gn 2.4.
            2) Eu não prefiro a NVI/NIV. Só os citei para mostrar como os tradutores entenderam essa expressão idiomática… juntos com a Almeida Revista e Atualizada. Mas, como ponto no. 01 é minha política, não vou comentar mais sobre esse assunto.

            3) Sobre 2.18-19, seu ponto é que Deus só criou os animais depois de criar Adão, assim sustendando sua tese de que há conflitos entre os relatos em cap. 1 e 2? Hugo, este discussão está ficando entediante, ao meu ver. Mas vamos lá. Segundo minha pesquisa, o verbo “yatsar” pode ser traduzido “formou” ou “formara”/”tinha formado”. Além da NVI, de novo a Almeida Revista e Atualizada diz: “Havendo, pois, o SENHOR Deus formado da terra todos os animais do campo e todas as aves dos céus, trouxe-os ao homem, para ver como este lhes chamaria; e o nome que o homem desse a todos os seres viventes, esse seria o nome deles”. Aliás, a ênfase não está tanto na ordem da criação, mas traduzindo o verbo nesse tempo deixa mais claro que os animais provavelmente foram criados antes de Adão, como Cap. 1 diz. Eu não vejo tanto problema porque, de qualquer maneira, os animais do campo foram criados no mesmo dia que Adão foi criado (6o) e as aves do céu um dia antes. Se estamos lidando com períodos de 24 horas, a diferença de tempo entre essas criações era uma questão de algumas horas, né? Mesmo mantendo “formou” (x “formara”) não é problemático quando se leva em consideração o propósito de cap. 2 sendo elaborar nos detalhes da criação do homem, de completar os detalhes faltando no relato do cap. 1

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Eu também não vejo grande problema nisso. Aliás, não vejo problema algum. Eu só comecei essa linha de discussão para te mostrar que existem sim pequenos erros na bíblia, que não desmerecem o conteúdo, mas derrubam o dogma da inerrância. Para mim, um Cristão deve se guiar pela bíblia, mas ter como regra somente a palavra de Jesus.
            Sobre a expressão “havendo feito alguma”, veja o uso dela em Mateus 26:1 (Almeida Atualizada). Lá é usado no sentido de algo que acabou de ocorrer.

          • William comentou:

            Hugo,

            Como eu disse antes, se a Bíblia contem UM erro (nor original), já era. Você confia nas palavras de Jesus por quê? Segundo seus critérios, podem ter erros, né?

            A Revista e Atualizada diz: “Tendo Jesus acabado todos estes ensinamentos, disse a seus discípulos:”

            A NVI: “Tendo dito essas coisas, disse Jesus aos seus discípulos:”

            Sim, a Almeida Atualizada diz: “E havendo Jesus concluído todas estas palavras, disse aos seus discípulos:”

            Parece que você está deixando o uso da palavra “havendo”/”tendo” influenciar sua interpretação, especialmente à luz do fato que, no contexto de Mt 26.1, Jesus realmente acabou de ensinar. E, como eu disse em relação ao texto de Gn 2.19, a criação dos animais e aves foi realmente uma coisa recente… que aconteceu algumas horas antes.

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Como disse Aécio Neves na entrevista do Jornal Nacional, fico feliz que você tenha perguntado isso. Por que eu creio em Jesus? Só há uma razão: A mensagem. Para mim, é lógico que um Deus justo diria aquilo. Faz sentido! Eu não sigo Jesus pelo poder que ele possa ter, pelos milagres que ele realizou ou vai realizar, por medo das conseqüências de não fazê-lo nem nada do tipo. Até porque, se eu fosse barganhar, eu seguiria o Islã (72 virgens, riquezas, palácio).
            Eu acredito na mensagem de Jesus:
            Ame o próximo como a si mesmo;(Marcos 12:31)
            Seu julgamento será na medida em que julgares; (Mateus 7:2)
            Ofereça outra face;(Mateus 5:39)
            Quem empunhar a espada, morrerá pela espada;(Mateus 26:52)
            Quem quiser ser o maior, seja o menor;(Lucas 22:26)
            E por aí vai…

            Sobre a citação a Mateus, eu só estava exemplificando que a expressão é usada na bíblia no contexto que eu te mostrei, entende? A razão de configurar uma falha cronológica não é esse verbo, mas o fato de que no versículo anterior(Gênesis 2:18) fica claro que Deus ainda iria criar o(a) ajudante. Isso não há como negar, independentemente da tradução.

          • William comentou:

            Hugo,

            Como um “bom” liberal você prioriza as palavras de Jesus sobre quem Ele era/é e o que Ele fez/faz. Já que você valoriza tanto as palavras de Jesus, não esqueça que Ele disse: “Pelos seus frutos os conhecereis” (Mt 7.16a). Seu liberalismo infernal já ficou óbvio.

            Sobre Gn 2.18, concordo. Deus criou Eva da costela de Adão… depois de criá-lo e os animais e aves (criados antes dos dois).

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Cara, é muito engraçado imaginar por que você me ataca tanto. Eu só discordo de você. Isso é tão inaceitável assim? Por seus frutos se conhece a árvore, certo. Quais eram os frutos de Jesus? Amar o próximo era o mandamento dele. Que eu saiba, os únicos com quem ele era intolerante era com os sacerdotes e fariseus. Será que os seus frutos são parecidos com os de Jesus? Ou você está se parecendo com um fariseu, que obedeciam a lei acima do Cristo que se apresentava diante deles? Jesus foi morto por atentar contra a palavra de Deus, sabia? Seu crime foi a blasfêmia. Mataram a Deus em nome da lei de Deus. Irônico, né?

            Sobre Gênesis 2:18 você ainda tenta argumentar que Deus se referia a Eva? Na boa, o que é mais importante? O que você acredita que deveria estar escrito ou o que está de fato escrito? Você compreende o perigo de colocar suas crenças pessoais acima da bíblia?

            Responda essas questões:
            Por que Gênesis 2:20 diz que “Todavia não se encontrou para o homem alguém que o auxiliasse e lhe correspondesse”?
            E por que Deus leva os animais a Adão depois de ter dito que faria “alguém que lhe auxiliasse”?
            Por que em Gênesis 2:23 Adão diz: “Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada”. Se não houve outras, por que “Esta, sim”?

            Examine com serenidade, por favor.

          • William comentou:

            Hugo,
            Eu não considero minhas palavras tanto “ataque” como “dose de realidade”. Eu não quero que você pense por um minuto que é, à luz da sua visão liberal/católica , que você seja cristão de verdade. A melhor coisa, a coisa mais amorosa, que eu possa fazer para você é te mostrar sua falência espiritual na esperança que você, um dia, se arrependa e crer no Cristo verdadeiro… da Bíblia. Eis um dos grandes problemas dos católicos. O “Jesus” da ICAR é um “Jesus” fraco (sempre exibido como nenê nos braços da sua mãe ou como um morto numa cruz ou num caixão de vidro) cuja crucificação não foi/é suficiente para “quitar nossa dívida com Deus Pai (por isso precisamos das boas obras).

            Sim, Jesus detonou os fariseus, mas também não era tolerante do jovem rico. Ele deixou um montão de gente ir embora em João 6 sem adaptar seu discurso para mantê-los com Ele. E Jesus não foi morto por atentar contra a Palavra de Deus, mas contra a interpretação equivocada dos fariseus daquela Palavra.

            Gn 2.18 se refere à “ajudadora” que Deus criaria para Adão, que ele chamou de “Eva: em 3.20, né? Você não acredita nisso?

            Respondendo suas perguntas:
            1) Porque não existia outro ser humano.
            2) Porque Deus queria “despertar” a sua necessidade (de v. 18) desse “outro ser humano” por mostrar-lhe que nunhum animal serviria esse propósito.
            3) Porque Adão a comparava aos animais aos quais ele tinha dado nomes.

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Você ofende uma pessoa por amor? OK, então. Você poderia dialogar comigo sem usar de xingamentos ou condenações. Sobre o meu falso cristianismo, acho interessante que eu baseio todos os meus argumentos em palavras de Jesus, diferentemente de você. Curioso, né? O jesus da igreja católica é da católica, não o meu. Eu não sou católico. Eu já fui, mas cansei de ser disciplinado em dogmas, e isso se estende as outras denominações cristãs.

            Eu conheço as palavras dele e as valorizo. Simples assim. Porém, não preciso te ofender, menosprezar suas crenças e muito menos te condenar ao inferno por discordar de mim. Jesus me proibiu de fazê-lo. Eu não sou Deus para julgar.

            A pergunta não foi por que a resposta foi essa. A pergunta é por que se informar isso se essa possibilidade não existia. Não esperava que houvesse ali “alguém que lhe auxiliasse”, mas o texto diz “Todavia”? Por que “Todavia”? Se é todavia, é porque era de se esperar que houvesse, logo, havia uma expectativa para isso.

            Onde você leu essa informação de que Deus queria criar um sentimento em Adão? Não bíblia que não foi, certo?

            E por que Adão as comparava com os animais? Não seria por que, como está escrito na bíblia, Deus os apresentou a Adão primeiro para que ele encontrasse “alguém que lhe auxiliasse”?

            Interpretação de texto é uma dificuldade do brasileiro, realmente, mas no seu caso acho que o problema não é falta de instrução, mas de coragem de contrariar seus conceitos pré-estabelecidos.

          • William comentou:

            Hugo,
            Se eu tivesse te ofendido, você teria parado com sua participação nessa discussão faz tempo, né? Para respaldar minha filosofia evangelística, cito Pv 26.28 (“A língua falsa odeia aqueles a quem ela tenha ferido; e a boca lisonjeira opera a ruína.”) e Pv 28.23 (“O que repreende a um homem achará depois mais favor do que aquele que lisonjeia com a língua.”). Tendo dito isso, sua basamento nas palavras de Jesus nem sempre respeita o que Jesus estava dizendo naquele contexto, né? Eu, por outro lado, consider TODA a Bíblia “as palavras de Jesus”, porque Jesus é Deus e toda a Escritura é inspirada por Deus. Portanto, eu posso usar muito mais para respaldar minhas consclusões, né?

            Quando eu te condenei ao inferno? Deus já te condenou. Eu só te “iluminei” a respeito. E você não vai para lá por discordar de mim, não, mas por discordar de Deus… e viver em rebeldia por recusar arrepender-se e depositar sua confiança somente no sangue de Jesus para eliminar seus pecados (x seus esforços próprios).

            Agora, eu uso como base para minha interpretação (Deus “despertando” a necessidade de uma auxiliadora em Adão) em v. 18 (“Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea.”), or fato que a próxima ação de Deus é mandar Adão dar nomes a cada um e, por fime, a reação de Adão à criação de Eva em v. 23 (“ESTA é AGORA osso dos meus ossos, e carne da minha carne; ela será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada.” – ênfase minha). Aparentemente, porém, alguém sem a mente de Cristo jamais conseguirá enxergar isto. Você realmente acha que há um animal, na mente de Deus, capaz de ser “auxiliador(a)” do homem? Suas limitações espirituais te levam a essa conclusão tão absurda? Hugo, você é mais cego do que eu imaginava, presumindo que eu esteja entendendo seu raciocínio mesmo!

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Agora fiquei curioso: filho do diabo não é ofensa para você?
            A minha língua é falsa? Quais das minhas palavras não se baseiam literalmente na bíblia. Você pode até não concordar, mas eu me baseio literalmente no que está escrito. Você é que cria suas próprias interpretações…
            Falando em literalidade, esse conceito de que a bíblia toda é palavra de Jesus é um dogma seu. Jesus não deixou uma bíblia para os cristãos. Ela foi compilada no decorrer dos séculos pelo seus “irmãos” católicos. A menos que você os considere “infalíveis”, deve considerar que a bíblia é obra de homens e considerar não considerar toda ela “palavra de Jesus”.
            Sobre você usar para respaldar suas conclusões, eu não tenho nenhuma objeção. Só é preciso ser sincero e admitir que isso é um dogma seu.

            Quando Deus falou que eu iria para o inferno por ser ecumenista? Me passe aí a lista de requisitos para eu ver se me encaixo ou não. Lembro da exigência de Crer em Deus, ser justo, ser batizado, o que mais?

            Sobre sua interpretação, eu não tenho que analisar a “mente” de Deus. Se eu fosse, pensaria qual a lógica de criar um homem curioso e deixar a árvore do conhecimento no centro do jardim e sendo a árvore mais bonita. Por que alagar o mundo e matar praticamente todos os animais, quando o pecado era dos homens? Ele poderia matar os homens em um estalar de dedos (se é que ele tem dedos). Principalmente, por que deixar que as pessoas tenham várias interpretações das palavras dele, quando diversas de várias religiões estão buscando a ele de verdade.

            Deus tem seus próprios desígnios e eu jamais serei capaz de entendê-lo. É por isso que Jesus é importante. Os atos e palavras dele fazem sentido e torna mais fácil segui-lo. Eu sou Cristão e, sem Jesus, para mim não haveria motivo para seguir a Deus.

          • William comentou:

            Hugo,
            Humanamente falando, eu entendo como ser considerado “filho do diabo” ofenderia, mas “espiritualmente”, não. Se o Espírito Santo estivesse te convencendo do pecado, da justiça e do juízo, entendendo e aceitando esse rôtulo (que descreve 95% das pessoas na face da terra) resultaria em arrependimento e fé, sem falar numa mudança na paternidade (Jo 1.12; 3.3-5).

            Sobre ser “literalista”, Hugo, uma hermenéutica boa sempre leva em conta expressões idiomáticas. Por exemplo, tem críticos que dizem que a Bíblia ensina que a terra é plana, por usar a expressão “os quatro cantos da terra” (Ap 7.1; 20.8). Que absurdo! É uma expressão, gente!!

            Agora, você se revelou como o ímpio que você é, Hugo! Sua visão liberal da Bíblia é fruto de seu coração incrédulo. Além do mais, os católicos não são meus irmãos. Como poderiam ser, quando o pai deles é, como no seu caso, o diabo? “Dogma meu?” Que tal “dogma bíblica”, à luz de 2 Tm 3.16? Pelo menos eu tenho um respaldo bíblico pela inspiração (e, portanto, a inerrância) da Bíblia. O que você tem? Você tem um ou mais versículos afirmando que a Bíblia é produto humano só?

            Ecumenismo é a filosofia de que as diferenças doutrinárias não deveriam separar as várias vertentes da cristandade, mas a Bíblia deixa claro que: “Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? ou que comunhão tem a luz com as trevas? Que harmonia há entre Cristo e Belial? ou que parte tem o crente com o incrédulo? E que consenso tem o santuário de Deus com ídolos? Pois nós somos santuário de Deus vivo, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Pelo que, saí vós do meio deles e separai-vos, diz o Senhor…” (2 Co 6.14-17a). Alguém com uma visão ecumênica tem uma visão anti-bíblica, que revela sua verdadeira natureza: pecaminosa. E, por causa da aplicação dessa natureza – o pecado, que é a transgressão da Lei (1 Jo 3.4) – a pessoa (neste caso, você) está condenada, sim.

            Sobre a lista de prerequisitos, você mencionou: “crer em Deus, ser justo, ser batizado”. NÃO!!! Primeiramente, até os demônios crêem em Deus (Tg 2.19); ser justo – Is 64.6 chama sua justiça de “trapos de imundícia” e Rm 3.10 diz que “Não há justo, nem sequer um”; “ser batizado” não salva ninguém. Como eu já falei, você precisa de “arrependimento” (do pecado, onde você odeia seu pecado e ama o Deus revelado na Bíblia) e “fé” (em Cristo como seu único Salvador e Senhor). Só que tem um detalhe: esse arrependimento (At 11.18) e essa fé (Ef 2.8-9; Fp 1.29) têm que ser “concedidos” por Deus. Aliás, ninguém consegue, naturalmente, geral tal arrependimento e fé em si mesmo.

            Perguntas, perguntas. Sua última no penúltimo parágrafo não fala a verdade, de novo, segundo a Bíblia. Rm 3.11 diz: “Não há quem entenda; não há quem busque a Deus”. Aliás, se o homem está buscando algo, com certeza não é o Deus da Bíblia. Pode ser algum falso “deus” ou um “deus” criado na sua mente, que é muito comum, mas ninguém quer o Deus verdadeiro, por que esse Deus julga, condena, etc… e sim, salva aqueles realmente quebrantados e que chegam ao fim de si, clamando: “Deus, tenha misericórdia de mim, um pobre pecador”.

            Seu último parágrafo parece legal, e enganaria muitos evangélicos, mas um crente em Jesus, de verdade, não desprezaria Sua Palavra (a Bíblia inteira), não acresentaria nada à “receita salvífica” dEle, não se acharia melhor do que realmente é (leia Rm 3.10-18), etc. Um crente de verdade aceitaria sua falência moral e espiritual, aceitaria que o Deus do AT é o mesmo do NT, reconheceria que Jesus será o Justo Juíz no fim dos tempos e que, potanto, não será todo “amoroso e perdoador” naquela época, etc. Não, Hugo, você não gosta DESSE Jesus. Você não gosta de livros como Apocalipse, porque eles revelam um lado preocupante de Jesus… um que mostra sua língua como espada (Ap 1.16; 2.16; 19.15).

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Amigo, vou te falar uma coisa, você é um cara bem confuso. Eu lhe mostro as coisas, você percebe, mas não assume. Isso é triste e perigoso, especialmente por você deseja fazer guerra em nome de um homem que só pregou a paz e nos proibiu de sequer ofender um irmão (Mateus 5:22). Eu sei que você contorna isso alegando que eu não sou seu irmão, por isso eu reitero minha tristeza.

            Vamos por partes:
            1) Humanamente… OK! Se eu te chamasse de filho do diabo você aceitaria na boa se fosse “espiritualmente”?
            Se pensar bem, essa sua frase nem faz sentido, porque ser filho do diabo é algo essencialmente espiritual e qualquer cristão se ofenderia, sendo ele de qualquer ramificação.

            2) Hermenêutica não pode distorcer as palavras. Deus diz que vai fazer algo, faz e sua hermenêutica diz que não foi nada disso? Isso se chama negar a palavra!
            Se formos seguir essa linha, qualquer informação pode ser subjetivada, até a divindade de Cristo poderia ser relativizada, certo? Os muçulmanos e as testemunhas de Jeová que o digam.

            3) Eu sou ímpio porque falei que a bíblia foi definida pelos católicos? Estou curioso para saber como você acha que ela foi concebida… Você usa hermenêutica na história também?
            Sobre a passagem citada, lembre-se que Paulo não se referia as “escrituras” dele próprio, e que as pessoas que perseguiam os cristãos, que foram as mesmas que mataram Jesus, o faziam em obediência a essas mesmas escrituras. Para completar, Paulo diz que as escrituras são “inspirada por Deus” e que servem para “repreensão, correção, instrução…”, mas em nenhum momento diz que é “inerrante”, certo? Isso é dogma seu.
            Se ela é inerrante, por que Jesus diria em Mateus 19:8-9 que Moisés permitiu o divórcio “por causa da dureza do coração de vocês” e desfizesse essa ordem. Ou em Mateus 5:38-39 ele rejeitaria a lei do talião de Êxodo 21:24.
            Aliás, essas escrituras foram feitas diretamente ao povo de Israel, não para gentios, como eu e você. Será que dizer isso também me torna ímpio?

            Aproveitando, gostaria também de saber quais os critérios que fazem os católicos serem filhos do diabo… Mas, se possível, gostaria de critérios claros.
            Para finalizar esse bloco, onde eu disse que a bíblia era produto exclusivamente humano? O que eu digo e repito é que quem elegeu os livros que constam nela foram os católicos. (Você reparou que eu coloquei a palavra irmãos entre aspas, né?)

            3) O ecumenismo não busca proximidade com descrentes, mas com crentes divergentes. Coisas bem diferentes, certo?

            4) Quando escrevi essas sugestões eu não estava dizendo que seriam esses os meus requisitos, mas que eram as coisas que já li (Pode ler para tirar a dúvida). Como já te falei, a salvação não é minha preocupação.
            No entanto, vale ressaltar que:
            A exigência do batismo está me Marcos 16:16 (“Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.”) e que a justiça está em Mateus 5:20 (“se a justiça de vocês não for muito superior à dos fariseus e mestres da lei, de modo nenhum entrarão no Reino dos céus”).
            Essas são palavras de quem vai julgar, então eu acharia mais prudente da sua parte levá-las em conta. Quanto a mim, como já disse, não me importo com isso.

            5) Veja que eu afirmo que não me faço essas perguntas porque não tenho a pretensão de compreender a mente de Deus. Porém, é interessante que você queira julgar a intenção das pessoas quando buscam a Deus. Você crê que todas as pessoas, exceto as pensam como você, não buscam a Deus? Que pretensão, hein meu amigo? Falando em pretensão, seria bom que você ouvisse suas palavras: Deus julga e condena. Mas quem tem autoridade para fazer isso é ele, não você, certo?

            6) Eu não acrescentei nada a “receita salvítica”, porque o que citei são palavras que já li de Jesus enquanto homem. Além disso, como eu sempre afirmo, eu não tenho nenhuma receita de salvação.
            Quando eu disse que o Deus do velho testamento não é o mesmo do novo? Peço o favor de que converse comigo sobre coisas que eu disse sem desviar o assunto para divergências hipotéticas. Eu já te disse que gosto de Jesus como ele se apresentou, não como o pintam. Você que parece não gostar dele, já que vive citando Paulo, João, Pedro, Isaías, Ezequiel, mas raramente cita o próprio Jesus. Você acha que os outros os descrevem melhor do que ele próprio?

            Fiquem em paz, meu irmão!
            Lembre-se: Temos o mesmo pai!

          • William comentou:

            Sobre Gn 2.18-20, cito John MacArthur: “Essa não foi uma nova criação de animais. Estes haviam sido criados antes do homem, no quinto e sexto dias (1.20-25). Aqui o Senhor Deus chamou a atenção para o fato de que ele os havia criado “da terra”, assim como havia criado o homem, e este, que era uma alma vivente à imagem de Deus, deveria dar nome aos animais, desse modo expressando o seu governo sobre eles.”

        • Hugo Saraiva comentou:

          William,

          Você não me respondeu, mas eu pretendia explicar o porquê desta aparente incoerência. Segundo estudiosos, são duas narrativas diferentes escritas por dois povos diferentes! Tan-Tan-Tan—-TAAAAN!

          E isso não é nenhuma teoria secreta, não. É a opinião oficial da igreja católica e é ensinada (ou deveria ser) na catequese católica. Quem possuir um exemplar da versão pastoral da “Bíblia Sagrada” (Paulus Editora), poderá verificar essa informação. Ela possui notas de rodapé que explicam a versão da “Santa Sé” sobre os eventos.

          Segundo ela, o capítulo um de Gênesis (que possui os seis dias da criação) foi escrito por sacerdotes babilônicos (entre os anos 586 a 538 a.C.) e a outra foi escrita no templo de Salomão (no século X a.C.), mas veio de tribos nômades do deserto. Vejam imagem as abaixo que tirei do meu exemplar que atestam minhas palavras!

          Texto: http://goo.gl/GrtuEW
          Contra Capa: http://goo.gl/k3VurP
          Ficha técnica: http://goo.gl/u5yfEa

  44. Manuel A.C,. Rocha comentou:

    Todas. Essas opiniões são validades,para quem e’ humanista , e se julga evangélica ,mas não se consegue encaixarna lei do Deus, que desconhece completamente , basta ir aos primeiros livros da Bíblia que Moisés Nos Legou.

  45. Luan Gomes comentou:

    Marco, vc deveria pesquisar um pouco sobre a diferença entre EVANGELHO, RELIGIÃO e FANATISMO RELIGIOSO. Se vc soubesse o que é o EVANGELHO DE JESUS CRISTO, vc teria a responsabilidade de ao menos dizer, que os que apedrejam o próximo não vivem o Evangelho de Cristo, portanto NÃO SÃO evangélicos. Segundo, que discordar de um ato, não é um ato condenatório, por isso, faltou novamente a responsabilidade de sua parte em fazer essa observação. Eu poderia odiar algum ato cometido por alguém, e mesmo assim ama-lo esta pessoa. Aliás, Jesus cristo deixou bem claro no seu evangelho. Ele nunca aceitou o pecado, mais tbm nunca desprezou o pecador. Eu posso sim, ser contra o aborta, contra a prática homossexual, e mesmo assim continuar amando quem os pratica, da mesma forma. A bíblia é bem clara ao dizer: Amai o próximo como a ti mesmo, mais tbm é clara ao dizer: Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente. Portanto pra que eu aceite o pecador como meu irmão, não é necessário que eu aceite o pecado. Abraço.

  46. Esdras Caleb Oliveira Silva comentou:

    Belo post Marco, cuidado com os trolls

  47. Leandro Alves comentou:

    Marco, eu discordo da maioria das suas posições. Mas acho ótimo trazer essas questões ao diálogo. A igreja que frequento (Igreja de Cristo) tem um lema: “No essencial, unanimidade. No não essencial, liberdade. Mas sobre todas as coisas, o amor”.
    Parabéns pela iniciativa e continue dando sua opinião, independente dos trolls.

  48. Marco, primeiro parabéns pelo texto e pela coragem.

    Eu particularmente participo dessa generalização dos evangélicos, tenho a tendencia de julgar a todas as pessoas como ignorantes e intolerantes, obrigado por essa nova perspectiva.

    Mas deixo aqui a minha visão que estamos construindo um cenário perigoso com Templo de Salomão, Bancada Evangélica, Cura Gay e etc. Sei que nada disso tem haver com a pratica religiosa em si, mas tem um apelo muito popular.

    A falta de um líder único ajuda a pluralidade dos evangélicos, mas não pode virar uma desculpa para se defender dos atos mais extremos.

    Para constar, tenho formação católica, mas repudio religião como instituição, qualquer que seja ela.

  49. josue comentou:

    falou falou falou e não disse nada, confuso seus argumentos, defina sua posição e siga completamente sem ficar em cima do muro.É mas bonito, seja coerente

  50. josue comentou:

    falou, falou, falou e não disse nada, seja menos confuso e mais directo. se defina como qualquer outra coisa menos como evangélico, que pelo visto não sabe o significado do termo em questão. alias seja cristão que deriva de Cristo é bem mais interessante.

  51. Luiz Felipe comentou:

    Marco, sou católico e minha namorada é evangélica. Temos muitos pensamentos em comum com você, somos filhos das ciências, entendemos a diversidade da sociedade e a importância de respeitá-la.

    Só um adendo: mesmo os católicos sendo mais “unificados” por uma organização central, estamos longe de ter uma homogeneidade. Há muitas interpretações diferentes sobre a bíblia, os dogmas centrais, postulados e outros entendimentos. Pode parecer contraditório para um lado do cristianismo que prega a “infalibilidade papal” dentre outras coisas, mas muitos de nós questionam e debatem os entendimentos da instituição.

    Também temos nossa “bancada evangélica” (inclusive, costumo mais me referir à bancada como conservadora religiosa, porque reúne alguns católicos além dos membros de várias denominações evangélicas e protestantes, especialmente membros da renovação carismática, que é um lado mais extremista nosso, infelizmente).

    É sempre muito bom ver alguém como você expressar este lado do cristianismo, especialmente alguém tão jovem e com visibilidade. Obrigado por compartilhar conosco suas idéias.

  52. William comentou:

    Hugo,

    Tudo bem. Te ofendi… com a verdade. Eu não posso retratar a minha afirmação, porque eu creio que é verdadeira. Você não concorda? Tudo bem. Vamos ter que “concordar em discordar”. Mas, se eu fosse você, eu realmente faria o “check-up espiritual” de 2 Co 13.5, porque será horrível chegar diante de Jesus e ouví-lo dizendo: “Afasta-te de Mim; eu nunca te conheci”.

    Sobre sua “aula” de hermenéutica, cara, uma interpretação literal leva em conta as expressões idiomáticas, sim. A gente aprende interpretar versículos dentro do seu “gênero” literário. Por exemplo, um livro didático procura ensinar, que facilita sua interpretação em termos de princípios ensinados para serem colocados em prática. Mas uma narrativa histórica procura relatar o que aconteceu, não necessariamente ensinar princípios para serem obedecidos. A mesma coisa com os livros poéticos. Uma hermenéutica “literal” leva em conta os diferentes gêneros, tanto como expressões idiomáticas, contexto histórico/cultural, o propóstio do livro, etc. Esses fatores têm que ser levados em conta para poder aproximar-se ao sentido original do texto. O pregador da Palavra tem que lidar com tudo isso no seu estudo da Palavra para evitar transmitir erradamente o que Deus quer dizer com aquilo que foi escrito séculos atrás. Hugo, você fala daquilo que você não entende bem. Mas, faz sentido.

    Os católicos da ICAR) não defininiram a Bíblia. Foi a Igreja Católica Antiga, que precedeu a ICAR, que fez isso. A ICAR não tem direito de assumir esse papel para si quando ela negou a doutrina da ICA em 590 d.C. Naquele momento (e desde então) nasceu a apóstata ICAR, que faz questão de negar doutrinas bíblicas como a justificação pela fé, a obra completa de Jesus Cristo, etc. Os critérios usados para formalmente escolher os livros do NT (todos os escolhidos já eram considerados inspirados e estavam sendo usados, copiados, disseminados pelas igrejas durante os primeiros 3 séculos da sua existência) foram uma autoria conhecida e confiável, a ausência de erros históricos ou teológicos, etc.

    Paulo talvez não se referia às cartas dele como “Escritura” em 2 Tm 3.16 mas, como eu já te disse, Pedro as igualou à Escritura em 2 Pe 3.15-16. Sobre a inerrância, pois é. É “dogma minha” porque algo “soprado por Deus” vai sair sem erro, né? É lógico!

    Ah, seus “exemplos” de erros estão ficando engraçados! Hugo, em Mt 19 Jesus reafirmava o plano original de Deus, e que Ele odéia o divórcio (Malaquias 2.16)… o que Moisés distorceu por permitir divórcio. Onde na Bíblia é dito que Deus ordenou tal distorção do plano original? Sobre “olho por olho…”, Jesus estava esclarecendo como deveríamos tratar nosso próximo como indivíduo. No contexto de Êx 21, “olho por olho…” foi dado como uma reação justa da parte das autoridades; aliás, Deus nunca pretendeu que se aplicasse essa política no contexto interpessoal. Êx 21.23 deixa claro essa distinção, Hugo.

    Você pediu “critérios” que fazem os católicos “filhos do diabo”, né? Na realidade, já que todo o mundo nasce filho do diabo (pq filho de Deus alguém se torna – Jo 1.12), a questão deveria ser por que eu digo que não são filhos de Deus. Eu digo isso porque a ICAR prega uma “receita salvífica” deficiente, que não salvará ninguém, quanto menos seus adeptos. Já esclareci várias vezes a receita bíblica; por isso não vou repetí-la aqui.

    3) Ecumenismo busca unidade entre, por exemplo, a ICAR e os protestantes que, para os protestantes “nascidos de novo”, não existe. Seria como juntar luz e trevas, filhos de Deus com filhos do diabo. Ser “cristão” nominal e cristão “nascido de novo” são coisas opostas, mesmo envolvendo a religiosidade.

    4) Mc 16.16 parece exigir batismo, mas o que condena o homem? A falta de crer, não a falta de crer + a falta de se batizar. Mt 5.20 usa a “justiça superior à dos fariseus” como espelho. Aliás, Jesus estava se referindo à Lei Moral, os Dez Mandamentos. Se não guardar perfeitamente essa Lei, se tropeçar em apenas um ponto, se torna culpado de transgredir toda Ela (Tg 2.10). Jesus estava, como com o jovem rico, usando a Lei para mostrar seu padrão altíssimo de santidade/perfeição. Por isso, em 5.21-22 e 27-28 Jesus esclarece que Deus até cobrará os pensamentos pecaminosos que transgridem Sua Lei. Então, voltando ao v. 20, a gente pode entender que 5.21-48 quer esclarecer o que Jesus dizia em v. 20. Por isso Ele termina em v. 48 dizendo: “Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial”. É possível? Humanamente falando, nunca. Por isso precisamos da justiça de Jesus creditada à nossa ficha (2 Co 5.21), justamente a única justiça que excede a dos fariseus. Nossa justiça própria nunca excederá a justiça dos escribas e fariseus, porque a nossa justiça própria é como trapos de imundícia (Is 64.6). De novo, Deus fala que ninguém O busca em Rm 3. Eu aceito o diagnóstico dEle. Se ninguém O (“O” sendo o Deus verdadeiro, o Deus que se revelou na Bíblia) busca, eu só posso concluir que essa “busca de Deus” que você mencionou é uma busca por um falso Deus. Entendeu? Sim, Deus julga e condena… eu só anuncio essas “más notícias” para pessoas como você na esperança de que elas se arrependam e creiam no Deus verdadeiro (que inclui crer no Jesus verdadeiro).

    6) Ah, tá. Acho que eu vou interpretar suas palavras nesta parte como “Tchau”. Enfim! Eu realmente disse tudo que eu pretendo dizer, e qualquer continuação desta discussão significará uma repetição. Agora, parece que chegamos ao ponto de defender nossas respostas, que significa que nada novo será tratado. Eu não sou seu “irmão”, Hugo, e não temos o mesmo Pai/pai, a não ser que você ache que meu pai também é o diabo. Nós dois não podemos ter razão. Ou um está errado ou nós dois estamos errados mas, com certeza, nós dois não temos o mesmo Pai/pai. Nossas interpretações são bem diferentes das mesmas passagens. Não tem como ser “irmãos do mesmo Pai”! Então, minha oração é que Deus tenha misericórdia de você ao ponto de abrir seus olhos… continua lendo, meditando no que lê, pensando, pedindo que Deus te mostre a verdade, mesmo sendo a mesma coisa que esse “maldito” William disse! Kkkkk! Abraço!

    • Hugo Saraiva comentou:

      William,

      Percebi um padrão na sua resposta: usar um monte de palavras sem argumento, como se houvesse um. Não está funcionando, irmão.

      1) Que bom que reconheceu que me ofendeu.
      2) Se você precisa distorcer o sentido das palavras para provar seu ponto, o seu o ponto está errado.
      3) A igreja católica é a mesma e ela já nasceu romana e nos domínios de Roma, assim como o cristianismo. (Israel era domínio romano)
      Você pode alegar que ela se subverteu, como outros podem elevar queo protestantismo é a subversão. No final, é palavra contra palavra.
      4) Se você acha que inspirado por Deus é sem erro, isso é opinião sua. Não jogue com as palavras. Eu pedi base bíblica. Sem isso, é dogma.
      5) Se Moisés distorceu, a escritura ficou errada e Jesus a corrigiu. Eu não disse que Deus queria o divórcio, disse que a escritura foi retificada por Jesus. Sobre Exodo 21:23 é simples: se houver dano grave, pagará com a vida. Não tem meias palavras. Veja:
      23 Mas, se houver danos graves, a pena será vida por vida,
      24 olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé,
      25 queimadura por queimadura, ferida por ferida, contusão por contusão.
      E Jesus revogou isso.

      6) Não mostrou os critérios. Só fez suposições dogmáticas. Quais os critérios que fazem os católicos não serem filhos de Deus? E onde você leu quem não é filho Deus é filho do diabo? Jesus te disse isso? Duvido!

      7) Ecumenismo Blá-blá-blá. Sem base bíblica que te apóie, são só palavras suas.

      8) Marcos 16:16 não parece dizer nada; diz. Você novamente está querendo negar as palavras de Jesus. Ele disse: “Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.” Se ele colocou o batismo, ele não pode ser considerado “inventado”. Jesus colocou lá porque quis. Sobre Mateus 5:20 você está interpretando errado, porque no versículo anterior ele diz: 19 Todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, ainda que dos menores, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será chamado menor no Reino dos céus; mas todo aquele que praticar e ensinar estes mandamentos será chamado grande no Reino dos céus.
      Logo, não teria como ele dizer guardar mandamentos, se ele acabou de dizer que isso não condena ninguém. Você quer discordar de Jesus de todo jeito né? To começando a achar que você também o crucificaria se tivesse a chance.

      9) Quando eu quiser dizer algo, eu digo. Já te pedi para não usar sua hermenêutica nas minhas palavras. Eu jamais te chamaria de maldito. Não vejo motivos para te odiar e não tenho a menor intenção de te “converter” nem nada disso. Só estou exercendo o meu direito de discordar.
      Fique em paz, meu irmão!

  53. Bruno comentou:

    Os crentes são os donos da verdade, e os descrentes é que estão errados em não ter amigos imaginários!

  54. Lucas Gabriel comentou:

    Existem evangélicos que aceitam o casamento gay, evolução das espécies, vida extraterrestre, aborto, uso de drogas?

    Não , não existem , se você acha isso você não eh evangélico !

    Não vejo problema em crer em Deus ou frequentar a igreja evangélica , também acho que a igreja evangélica pode falar e fazer o que ela quiser , a escolha de segui-la ou não vai ser sempre sua , portanto não seguir os preceitos evangélicos te faz não ser evangélico , somente um crente.

    Tentei ser o mais claro possível.

  55. Fabio Tirelo comentou:

    “E a bancada evangélica no Congresso, meus amigos, graças a Deus, não é a totalidade dos evangélicos.”

    Mas, infelizmente, é feroz, ataca consistentemente os direitos das minorias e tem uma influência gigante sobre os muitos evangélicos que acreditam piamente no que pastores dizem, sem análise crítica do conteúdo. E, apesar da imensa injustiça contra os esclarecidos, são exatamente alguns pastores (fundamentalistas, sim) que estão cada vez mais ousados em seu projeto de transformar o Brasil em uma teocracia.

    • William comentou:

      Fabio, você escreveu: “Mas, infelizmente, é feroz, ataca consistentemente os direitos das minorias e tem uma influência gigante sobre os muitos evangélicos que acreditam piamente no que pastores dizem, sem análise crítica do conteúdo.” Parece que, porque esses pastores não concordam com sua cosmovisão, aqueles que aceitam o que eles dizem são, automaticamente, “ignorantes” e “ingênuos”? Você não acha possível que exista gente que concorda com a cosmovisão do pastor por “livre e espontânea vontade”… porque ela é bíblica? Oh, Fabio, você tem muito a aprender!

  56. Riddle comentou:

    Nunca conheci nenhum evangélico que pense como você, meu caro, infelizmente.

  57. Legal… é bom pra desmistificar a generalização e a rotulação… é difícil ver alguém que se diga “orgulhosamente evangélico” como ele diz, no mundo em q vivemos… rsrs

    Acho q vc peca só nesse ponto: “Há evangélicos que não perdem tempo em discutir religiosamente a sexualidade, o aborto, as drogas; estes evangélicos estão mais preocupados em aceitar… ”

    É claro, tem coisas q n da pra gnt impor, q acontecem e q vão piorar mais ainda. Mas mesmo que não tenhamos a liberdade de interferir na liberdade do outro, nós precisamos exigir pelo menos a nossa liberdade de discordar – e manter essa postura de quem não concorda, mas tolera.

    “Discutir religiosamente” não é perda de tempo, nunca! Só, claro, quando vem a interferir na vida em sociedade – estado laico (nesse caso, além de perda de tempo, não tem nada a ver!)

    Fora isso, religião tem q ser discutida, sim, nos nossos relacionamentos com os outros (principalmente!), pq pra o cristão a fé norteia tudo, e faz parte da sua própria identidade. Se não podemos falar do que acreditamos e do que somos, pra q essa liberdade então?
    Se querem afirmação das identidades hoje em dia, pois bem! Sou cristã, preocupe-se em me aceitar como sou, e não em discutir “secularmente” minha religião/estilo de vida!

  58. Wesley Figueira comentou:

    Marco, também sou evangélico e repudio 50%, pero menos, do que você escreveu, como um desserviço à pregação do evangelho. Contudo, você tem todo o direito de dize-lo, num estado ouve e laico. Não espere que isso continue a acontecer quando as minorias vociferantes com agenda escondida de desestabilização da família e da igreja levar a melhor nesse embate. Aí então nós, os que (ainda) temos o direito de crer no criacionismo, ou design inteligente, teremos nossos direitos negados como o são na totalidade dos estados totalitários (desculpe a redundância).

  59. Alex F S comentou:

    Parabéns, obrigado, e que este texto seja lido.

  60. Leonardo Ramos Pereira comentou:

    Se esses evangélicos escreverem mais, colocando suas opiniões da maneira que você fez e justificando-as (utilizando talvez um ponto de vista mais acessível aos outros evangélicos), talvez a forma de algumas pessoas enxergarem o evangelismo mude. Resumindo: sugiro que continue escrevendo sobre todos esses temas.

  61. Raoni Dos Santos comentou:

    Se a maioria dos evangélicos pensassem assim, talvez não sofressem esse tipo de preconceito.
    Mas basta uma passada rápida de olho nos comentários pra ver que você está sendo execrado, por outros evangélicos, por defender uma postura mais aberta.
    A impressão que dá, é que a maioria é de fanáticos religiosos, apesar da leviandade de falar isso sem ver estatísticas

  62. Emanuelle Faria comentou:

    Li esse texto e passei horas nos comentários. Admito que foi divertido. Concordo de discordo do texto ao mesmo tempo, talvez por não ter ficado tão explicito em algumas partes. Sou evangélica desde que nasci. Não consigo me imaginar sem Deus, mas cresci na palavra e recebi zilhões de diferentes interpretações da Biblia nesse tempo. É bem verdade que boa parte dos cristãos não sabem interpretar a palavra de Deus. Sou um desses que aceita a evolução ( existem provas muito claras e irrefutáveis, e em nenhum momento em genêsis é citado que um dia tem 24 horas. Ou que a descrição – que é o que a biblia é, um relato inspirado por Deus sobre a passagem humana na Terra – comece depois que um meteoro, ou Lúcifer tenha atingido a terra e a deixado sem forma e vazia, e matado os dinossauros). Aceito aborto, assim como o homoafetismo, pratica de outras religiões e etc. ELES SÃO DIREITOS CIVIS E VIVEMOS EM UM ESTADO LAICO. Boa parte dos cristãos tem dificuldade de separar direito civil e religião. Não concordo com as práticas, mas o direito das pessoas sobre o próprio corpo não deve ser questionado. Aceitar é diferente de compactuar. Jesus aceita a todos como eles vêm, mas os instrui a seguir pelo caminho de Deus uma vez que conhecem a verdade. Mesmo aqueles que não o fazem não devem ser julgados, pois é escolha humana seguir a Jesus ou não. De nada adianta seguir a Jesus sem mudança de vida. Novamente com relação ao julgamento: a biblia nos instrui a não julgar. Mas fazemos isso o tempo todo e não significa pecar. Jesus nos instrui a não julgar de forma ignorante ou intolerante. Devemos julgar a fim de ajudar nossos irmãos no caminho da fé, para instruir, para a conselhar e acompanhar, mas tudo baseado nos ensinamentos de Jesus, por amor ao nosso irmão, seja ele evangélico ou não.

    • William comentou:

      Emanuelle,

      Eu sou um dos comentaristas provavelmente caracterizado como “fundamentalista”. Já que eu fui rotulado assim, me permita comentar sobre algumas afirmações suas:

      1) “Sou evangélica desde que nasci.” – Pode até ser “evangélica” no sentido de fazer parte de uma igreja evangélica, mas o verdadeiro “evangélico” é aquele que teve uma conversão genuína como resultado do novo nascimento (Jo 3.3-5; 2 Co 5.17). Por isso sua afirmação é, do ponto de vista da sociedade, correta. Do ponto de vista divina, porém, é errada, porque ninguém nasce “filho de Deus” (Jo 1.12).

      2) “Sou um desses que aceita a evolução ( existem provas muito claras e irrefutáveis, e em nenhum momento em genêsis é citado que um dia tem 24 horas.” – Existem “provas” muito claras? Como, por exemplo, o elo perdido provando a evolução darwiniana entre duas espécies distintas? Cadê? Sim, há bastante prova da “micro” evolução (adaptações ao ambiente DENTRO da espécie, que o criacionismo e o design inteligente apoiam), mas da “macro” evolução? Claro que não! Sobre os “dias” de gênesis, sim, significam períodos de 24 horas. Se não, porque os judeus organizavam sua semana em torno do sétimo dia – o sábado – de descanso? Sim, a palavra “yom” no hebraico significa “um dia de 24 horas”, e os judeus entenderam muito bem Gênesis 1 e 2.

      3) “Aceito aborto, assim como o homoafetismo, pratica de outras religiões e etc. ELES SÃO DIREITOS CIVIS E VIVEMOS EM UM ESTADO LAICO.” – Talvez você aceite essas coisas por essa razão, mas usando a mesma lógica, então você não faria or falaria nada diante do Holocausto de Hitler, do Apartheid da África do Sul, da escravidão da Inglaterra (graças a Deus William Wilberforce foi eleito ao parlamento em vez de você), dos EUA (graças a Deus pelos abolicionistas, a maioria motivada por sua fé cristã) e do Brasil? Talvez você aceite essas coisas, mas Deus não. Mesmo tendo um estado laico, os cidadãos que não concordam com certas coisas – independentemente do motivo – têm o direito de se opinar e tentar mudar as coisas. Aliás, vivemos numa democracia e não numa ditadura, né? Por que os cristãos deveriam ficar calados diante do assassinato de bebês pré-nascidos ou da distorção da definição LÓGICA do casamento (que Deus vai cobrar de todos os seres humanos, sim, indepentemente da sua crença, no Dia do Grande Juízo). Eu digo “lógica” porque é óbvio que o homem foi feito para a mulher e vice-versa. Por que ficar calado diante desses pecados enquanto esse estado laico permite que levantemos a voz? Deus vai nos cobrar por não levantar a voz nesse estado laico.

      4) “Não concordo com as práticas, mas o direito das pessoas sobre o próprio corpo não deve ser questionado.” – Que bom você não concorda com as práticas, mas que diferença isto fará se ficar calada? E, como “evangélica”, você deve saber que ninguém é dono de nada diante de Deus. Deus, por ser Criador, é. Portanto, ninguém pode fazer o que bem quiser com seu corpo, especialmente quando isto envolve um outro ser humano com DNA próprio – o nenê pré-nascido.

      5) “Jesus aceita a todos como eles vêm…” – É a verdade? Hummmmm… Eu me lembro Jesus dizendo em Mc 1.15: “O tempo está cumprido, e é chegado o reino de Deus. Arrependei-vos, e crede no evangelho”. Aliás, arrependimento implica em mudança – de mente para com o pecado e para com Deus. Exigir uma mudança x aceitar “a todos com eles vêm” são coisas diferentes, né?

      6) “Novamente com relação ao julgamento: a biblia nos instrui a não julgar.” – Não, a Bíblia nos instrui não fazer julgamentos hipócritas – apontar para o cisco no olho do outro enquanto você tem trave no seu (Mt 7.1-5). Tirando a trave através da conversão permite julgar, sim. Inclusive, foi por isso que Jesus disse em Mt 7.6 para “julgar” o destinatário do evangelho.

      7) “Devemos julgar a fim de ajudar nossos irmãos no caminho da fé, para instruir, para a conselhar e acompanhar, mas tudo baseado nos ensinamentos de Jesus, por amor ao nosso irmão, seja ele evangélico ou não.” – Pelo menos você permite um tipo de “julgamento amoroso”, e eu concordo. Mas o não-evangélico, segundo a definição divina (nascido de novo) não seria meu “irmão”, Emanuelle. O pai dele é o diabo (1 Jo 3.10), que eu sei é forte, mas verdadeiro. Ninguém nasce “filho de Deus”, mas se torna filho de Deus (Jo 1.12). Portanto, filho de Deus e filho do diabo não são irmãos, não.

      OK, terminei. Baseado em tudo que você escreveu, Emanuelle, eu recomendo que você faça um “check-up” espiritual, porque sua cosmovisão é longe de ser bíblica: “Examinai-vos a vós mesmos se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados” (2 Co 13.5). Abraço!

  63. Willian comentou:

    Precisa-se deixar algo bem claro.Evangélico são todos os que acreditam que o Evangelho, ou Boas Novas, Boas Noticias, são reais, possuem verdadeira efetividade. O seguidor do Evangelho pode-se chamar cristão, por sentir-se, ou espera-se sentir como seu Mestre, Jesus, O Cristo, palavra que significa o “Ungido” em grego, “Messias” transliterado para o portugues do hebraico. Mas temos as lentes históricas de interpretação, chamada catolicismo e sua contra-parte protestantismo. Cristão em primeiro lugar, o restante é rótulo disciplinar… O termo mais adequado é o antigo “Seguidor do Caminho” originada da fala de Jesus, registrado no livro de João 14:06.

    • Sávio comentou:

      William, fiquei na duvida se você é Cristão Apostolico Romano ou se você é do Protenstantismo ( ao meu ver, evangelicos são protestantes, mas é uma visão pessoal mesmo).

  64. Adelaide Souza comentou:

    Seguir a Jesus não é uma religião, não é ser evangélico. É se submeter a autoridade de Cristo, tê-lo como único e suficiente salvador e a bíblia como única regra de fé e prática. Sem isso cairemos no liberalismo teológico e nos perderemos, como muitos…

  65. Roberto Junior' comentou:

    Meus parabéns Marco. Dos últimos textos que tenho lido este foi o mais claro e coerente. Sou pastor auxiliar de uma igreja evangélica e concordo 100% contigo. Queria muito ter a oportunidade de conversar mais com você.

  66. Chell comentou:

    Primeira pessoa que me faz acreditar que evangélicos podem ser gente como a gente. Ótimo.

  67. Carlos Vieira comentou:

    Não existe casamento gay a luz das escrituras, Marco. Casamento, como o conhecemos na cultura ocidental, é a benção de Deus para um casal e como sabemos, Deus não abençoa pecado. Sobre a UNIÃO CIVIL, que preserva seus direitos, de acordo.

    • Hugo Saraiva comentou:

      Olá Carlos,

      Você sabe que o casamento atual (monogâmico) também não é o das escrituras, certo. Na bíblia era comum o homem ter várias esposas (poligamia). Alem disso, havia a obrigação do parente mais próximo assumir a mulher do parente falecido, caso essa não tenha tido filhos. Ou seja, nossa noção de casamento não é bíblica!

      • Maicon Cardoso comentou:

        Me desculpe mas você erra ou trazer as leis que foram estabelecidas para judeus. O velho testamento é exclusivamente para judeus, nos o utilizamos para nos lembrar de como Deus agia no tempo da lei com os homens, mas quando Cristo se faz presente ele quebra tudo isso, e a lei se torna a Graça, então quando dizemos que somos cristãos estamos dizendo que vivemos de acordo com o novo testamento e ele inclui ser monogâmico.

        • Hugo Saraiva comentou:

          Olá Maicon,

          Primeiramente, diga isso ao William, com quem eu debati por tanto tempo.
          Sobre sua alegação, duas citações:
          Mateus 25:1-12 Jesus faz uma parábola citando dez virgens que se casariam com um homem apenas. Se ele fosse contra isso, jamais teria usado de exemplo, não acha?
          Marcos 12:18-25 Um sacerdote cita a lei de Moisés de assumir a mulher do irmão morto a Jesus e ele não contrapõe.

          • William comentou:

            Fala, Hugo!

            Na passagem de Mt 25, as 10 virgens não eram “noivas”, mas padrinhas, e a festa/bodas foi a festa depois do casamento, não a cerimônia em si. Pôxa, Hugo. Use, pelo menos, argumentos baseados numa boa pesquisa antes de levantá-los!

            Sobre Marcos 12, a lei exigia que o próximo irmão na ordem de nascimento assuma a viúva do irmão mas velho. Essa lei veio de Dt 25.5-10. Versículo 5 diz: “Se irmãos morarem juntos, e um deles morrer sem deixar filho, a mulher do falecido não se casará com homem estranho, de fora; seu cunhado estará com ela, e a tomará por mulher, fazendo a obrigação de cunhado para com ela”. Onde, nessa lei, é subentendido que o irmão ainda vivo era casado?

            Por enquanto, é só isso?

          • Hugo Saraiva comentou:

            Fala William,

            Como vai meu irmão? Espero que bem!
            Esses versículos eu não citei para você, porque para você toda a escritura vale, então a lei de Moisés (poligâmica) ainda está valendo. O fato de Jesus ter citado ou não dez noivas é irrelevante, certo? Ou você nega que a lei de Moisés é poligâmica? Eu citei essa passagem para o Maicon porque ele discorda de você quanto a validade DA BÍBLIA TODA, entendeu?
            Sobre a lei de herdar a mulher do irmão FALECIDO, isso não tem nada a ver com poligamia. É uma outra obrigação que o casamento trazia que eu citei e que não está inclusa em nossos casamentos atuais, certo?

          • William comentou:

            Hugo, estou bem, graças a Deus! A Lei de Moisés é poligâmica? Onde você tirou isto? É claro que havia poligamia no AT, mas o plano original foi a monogamia, né? Mas, como Jesus explicou em Lc 19, por causa da dureza do coração do povo, Moisés permitia divórcio. Será que, por esse motivo (ou outro) havia poligamia? De novo, não eram dez “noivas”, né? Eram dez “virgens” (padrinhas)!

            Sobre a exigência do irmão se casar e gerar um herdeiro para seu irmão falecido, tudo bem. Acho que estamos de acordo que não tem nada a ver com a poligamia e que não faz parte do casamento atual, nem do casamento neo-testamentário.

            Abraço.

          • Hugo Saraiva comentou:

            Olá William,

            De onde eu tirei? Da bíblia oras. A lei (Deuteronômio 17:17) dizia que não os reis não deveriam (o restante do povo podia, então, certo?) acumular muitas esposas. Se não poderia acumular muitas, obviamente poderia ter mais de uma. Se tiver dúvidas disso. Leia os versículos anterior e posterior também e verá que a mesma recomendação é dada a cavalos e a ouro. Se o rei só poderia ter uma esposa, então só poderia ter um cavalo e uma peça de ouro? Claro que não, né?

            Sobre a parábola, não entendi o que seria uma padrinha (você escreveu assim duas vezes). Seria madrinha do noivo? Onde você leu isso? Na bíblia não tem essa informação, apenas virgens que se encontrariam com o noivo.

            Abraços e paz, meu irmão!

          • William comentou:

            Hugo,

            Primeiro, desculpa pela confusão. Quis dizer “madrinha”, e não “padrinha”, mesmo. As dez virgens não iam entrar para casar-se com o noivo, mas estavam esperando entrar na festa pós-casamento.

            Sobre Dt 17.17, seu argumento acaba falhando no seguinte sentido. Comparar “cavalos” e “ouro” (onde não há proibição à quantia de cada) a “esposas” (onde há um limite estipulado) é comparar “apples to oranges” (maças a laranjas). A propósito, a razão dada a essas “multiplicações” tem a ver com o efeito nas afeições desses reis e seu povo: Egito e falsos deuses. Veja Dt 7.3-4, onde a Bíblia relata esse resultado na vida do Rei Salomão.

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Madrinha, foi o que pensei. Porém, de qualquer forma, sua interpretação não é bíblica certo?
            Sobre a lei de Deuteronômio, eu não comparo mulher com cavalos ou ouro. Eu disse que “a mesma recomendação”. E não, em Deuteronômio não há estipulação de limites (eu olhei todas as traduções da bíblia que encontrei). Só é dito para não ter muitas(NVI).
            Por fim, não foi somente Salomão que teve mais de uma mulher e, sim, ele teve muitas. Davi (seu pai), por exemplo, teve poucas.

          • William comentou:

            Hugo, é claro que essas dez virgens não eram dez “noivas”. Você está distorcendo a Palavra de Deus para tentar sustentar sua interpretação equivocada. Tanto os povos que habitavam a Terra Prometida quanto os povos ao redor dela praticavam a poligamia, mas Deus autorizou a monogamia só (Gn 2.24 – como um homem poderia ser “uma só carne” com múltiplas esposas? Como ele vai se juntar às suas esposas quando o versículo fala em UMA só?). E o fato que Jesus se referiu a essa passagem em Gênesis significa que Ele concordava com a monogamia. Além do mais, ser um homem de uma só mulher era um dos critérios para ser líder numa igreja local, segundo 1 Tm 3.2 e Tito 1.6.

            Hugo, só porque havia poligamia praticada no AT não significa que Deus aprovava disto. Pelo contrário, Dt 17 serve como um aviso… para não praticar o que as nações pagãs praticava nesse sentido.

            Hugo, a Bíblia “descreve” muitos comportamentos pecaminosos (o adultério e assassinato do rei Davi), mas “descrever” não significa “prescrever”, né?

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Você gosta muito de acusar, cara. Isso não ajuda na discussão.
            Você me acusa de “distorcer a palavra de Deus”, porque minhas palavras se baseiam apenas no que está escrito. Onde você leu a palavra madrinha? Isso está escrito onde? Me passe o versículo e a gente discute, ok? Sem isso, são dogmas seus.
            Como poderiam ser uma só carne com múltiplas esposas? Do mesmo modo que duas pessoas são “uma só carne”. Essa é uma frase que, levando no sentido físico/material, não faz sentido. Um homem e uma mulher casados não são “uma só carne” no sentido literal. Se entendermos que Deus os torna uma só carne espiritualmente, por que não poderia fazer o mesmo em todas as uniões? Não vejo impedimento algum e na lei de Moisés também não há. Novamente, se houver um trecho da lei de Moisés que proíba a poligamia, me indique e discutiremos. Caso não haja, novamente serão dogmas seus.
            Você adora dizer que segue a Bíblia, mas usa termos como “É claro que”. Só é claro por causa dos seus dogmas. Caso você seja capaz de abrir seu coração e examinar o livro sagrado, verá que muito do que você prega são regras e interpretações da sua denominação, não da Bíblia.
            Veja bem, não estou dizendo que as regras da sua denominação estejam erradas. Só estou te mostrando que todas as vertentes completam as lacunas com entendimentos próprios e, antes de afirmar que “a minha interpretação é a correta”, é preciso entender que há outras, tão validas quanto as suas.

            Abraços e paz, irmão.

          • William comentou:

            Hugo, na realidade, eu não queria debater você de novo, porque não dá em nada. É um desperdício de tempo para os dois lados. Por isso este comentário será meu último para você. Vamos lá:

            Sobre “madrinhas”, é claro que não está no contexto. Mas na hermenéutica o intérprete tem que levar em conta o contexto histórico e cultural, né? Por isso afirmo que essas virgens eram madrinhas e não noivas. Não existia cerimônias de casamentos poligâmicos em Israel.

            “Uma só carne”, no sentido espiritual e emocional, não se faz com mais de uma pessoa. Por isso Deus estabeleceu o limite de uma mulher e um homem em Gênesis, porque ter dois cônjuges significa ter que dividir “a carne” em dois “pedaços”, né (ou 3, 4, 5, 6, etc.)? Por isso Jesus disse em Mt 19.6: “Assim já não são mais dois, mas um só carne. Portanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem”. Ele não falou “Assim já não são mais três, quatro ou cinco…”, né?

            Monogomia na Lei de Moisés? Você mesmo citou o versículo principal: Dt 17.17. Além do mais, o NT, que o cristão segue, deixa claro que é para ter um cônjuge só: 1 Co 7.2; Tito 1.6; Ef 5.31-32.

            Pode parecer que eu esteja “completando as lacunas” com dogmas meus, mas outro princípio de hermenéutica, Hugo, é chamado de “analogia da fé”, tá? Aliás, as Escrituras devem interpretar as Escrituras. O que uma passagem ensina claramente será sempre preferível na interpretação de passagens menos claras. Também, a Bíblia não pode se contradizer. Porque o padrão de Deus para casamento foi claramente etabelecido em Gênesis, quando utilizamos a analogia da fé, entendemos que os relatos de poligamia no AT eram aberrações e não normativos. Outro princípio é a existência da “revelação progressiva”. Aliás, os “pré -Cristo” leitores das Escrituras não tinham os esclarecimentos que Cristo trouxe (por exemplo, Mt 5.27-28). Por isso o NT interpreta o AT, e o NT voltou ao padrão divino para o casamento de Gênesis tanto nos versículos já citados como em Mt 19.

            OK, Hugo, vou parar por aqui. Abraço.

          • Hugo Saraiva comentou:

            William,

            Cara, a gente está divagando muito. Vamos simplificar?
            A lei de Moisés PERMITIA a poligamia? E a brasileira, permite?
            A lei de Moisés obrigava o parente mais próximo se casar com a viúva? A brasileira exige?
            Se as suas respostas forem iguais as minhas, concordaremos que o casamento atual não é o das escrituras. Simples assim!

  68. Claudio Domingos comentou:

    Bem, sou Católico e minha única bronca contra os senhores evangélicos, e isso desde criança é com a falta de respeito que a maioria dos seguidores dessa doutrina, seita, religião, ou sei lá o que, possuem contra os católicos, com a mania estúpida e insistência de nos chamarem de idólatras por causa de nossa veneração aos Santos. A maioria não sabe nem o que é uma canonização, o que é um Santo católico, o porque das imagens sacras e ficam iguais papagaios repetindo versículos da bíblia onde Deus condena Ídolos, deuses dos povos que eram adorados pelos vizinhos de Israel, mas que não tem nada a ver com os santos católicos. Mas colocar isso na cabeça de um evangélico….é tarefa quase impossível.

    • William comentou:

      Claudio Domingos,

      De certa maneira eu concordo contigo. Muitos evangélicos criticam a ICAR por se envolver em idolatria, mas os problemas da ICAR são bem mais profundos. A maioria dos evangélicos não sabem nada da história da Reforma Protestante. Duas coisas são mais problemáticas, segundo a visão de Martinho Lutero. Primeiro, o fato que sua Igreja colocava/coloca a tradição da Igreja e os ensinos dos papas no mesmo patamar abriram/abrem o caminho para, entre outras coisas, sua idolatria. Afinal, apesar do que a Bíblia fala, os santos sempre foram “venerados” em nosso meio. Por isso o grito da Reforma foi “Sola Scriptura”, que abriu o caminho para as outras “solas”: Sola Gratia, Sola Fide, Sola Christus, Soli Deo Gloria. Outro problema foi com Romanos 1.17: ” Porque no evangelho é revelada, de fé em fé, a justiça de Deus, como está escrito: Mas o justo viverá da fé”. Aliás, o católico “ganha” sua justiça pelas suas obras, enquanto o protestante “recebe” a justiça de Deus (e, como resultado, a salvação), creditada à sua conta”, pela graça mediante a fé (Ef 2.8-9). Mas você tem razão. A maioria dos evangélicos ficam implicando com sintomas de um problema bem mais profundo… a suposta salvação através de obras de justiça, que acaba jogando por terra o Deus “incorrompível” da Bíblia e a obra – terminada – do Seu Filho na cruz. Porém, não se engane. Enquanto você achava que conseguia lidar com esse argumento dos evangélicos, há muitas outras armas apontadas na sua direção, pelas quais vocês, católicos, nunca tiveram e nunca terão solução diante de um grupo de pessoas que valoriza a Bíblia bem mais do que vocês.

  69. ninguém comentou:

    “O sal é bom, mas se ele perder o sabor, como restaurá-lo?
    Não serve nem para o solo nem para adubo; é jogado fora. “Aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça”

    Lucas 14:34-35

    Evangélicos que se adequam aos ditos da sociedade são como sal que não salga, e que não serve para nada, e é pior que adubo (merda), CONCORDO EM PARTE com o texto onde os evangélicos midiatizados não representam a todos os evangélicos porém da forma com que foi exposto o texto mostra como se o evangélico “Bom” é aquele que “Aceita tudo, e não se opõe a nada, que acha tudo normal e bom”. Jesus é amor e aceitação, mas aceitação de pessoas não de doutrinas ou leis que amordace, sufoque e deturpe os valores cristãos. Se ser fundamentalista é não concordar com os princípios e ditames da sociedade e ciência moderna, então sou fundamentalista sim, e como muito orgulho.

  70. Joana comentou:

    Maravilhoso texto! Muito inteligente e claro! Resumidamente ele diz: cada um tem direito de escolha e é responsável por ela!

  71. Décio comentou:

    ALGUM DE VCS EVANGELICOS, MATARIAM EM NOME DEUS.

  72. Fabrícia da Rocha comentou:

    Belo texto.

  73. Beth comentou:

    Arrependimento: Ez 18:31 O Senhor Deus dos exércitos nos exorta ao arrependimento e para termos um coração novo. Ez 33:11, todos somos pecadores, a palavra de Deus nos ensina a amar nosso próximo, independente de como ele esta. Jl 2:12; Mt3:2; Lc13:2:3; At3:19; At8:22; 2Cr7:14; Is55:7; Ez18:21; At28:27;

  74. Sávio comentou:

    Marcos, primeiramente parabéns pelo seu texto. Lendo ele, pude ver que você realmente tem uma visão do mundo que em tese, todos deveriam ter: a de respeitar os outros e suas decisões sem julgar, por mais que não se concorde com ela. ( Por exemplo, eu mesmo acho que ser homossexual é ERRADO, mas mesmo assim eu respeito quem é por ser uma outra pessoa ali e que essa pessoa merece sim ser respeitada pelos outros, mesmo que suas escolhas não estejam de acordo com as minhas e que ela também me respeite enquanto um ser humano).
    Durante toda minha vida eu pude perceber que Deus deu a todos o livre arbítrio para tomar as decisões que bem entender e assim ditar o seu próprio destino, podendo muda-lo (ou não), para melhor ou para pior. Por mais que eu acredite em Deus e que Jesus seja o caminho para a salvação ( Jesus não é o próprio Deus, ele ser o representante não faz dele o próprio), ninguém precisa e nem é obrigado a acreditar nisso (olha o livre arbítrio ai) pois todos são julgados pelas suas ações (sou um adepto do espiritismo, por experiencias pessoais pude comprovar que algumas coisas são verdade, como por exemplo que existe vida depois da morte, mas isso não vem ao caso). No mais, parabéns pelo seu texto, é algo que eu sempre quis escrever e também, de ler.

  75. Weslei comentou:

    Para mim a “comunidade evangélica” é só um fragmento da sociedade brasileira.
    Há, como há em qualquer lugar, pessoas boas, de bem, educadas, que amam o próximo, e há também os “casca de fumo” (como dizemos aqui no norte de minas). Há tolerantes, há intolerantes, há todo tipo de gente, e dizer que pastor A ou pastor B comanda a vida das pessoas é praticar aquilo de que nos acusam – preconceito. Aliás, existem evangélicos preconceituosos sim, mas não é porque são evangélicos, é por terem nascidos neste país, neste tempo e filhos desta multicultural forma de vida que temos. Acho que Weber e Durkhein ajudam a entender o fato social e como o indivíduo pode se levantar contra aquilo que é uma “verdade” em seu tempo.
    Claro, o evangélico tem sim um forma de vida diferente, mas assim como sou Flamengo e você pode ser São Paulo, Cruzeiro, Grêmio ou qualquer outro, o que nos separa ou nos une são apenas detalhes de uma vida complexa, cheia de diversidade, e por isso tão bela…

  76. Gabriel comentou:

    O Marco Gomes se queima sozinho, pqp…

  77. WhiteRabbit comentou:

    Concordo com alguns pedaços do texto. Existe evangélico de todo tipo. Porém, o Estado não tem deixado nem os evangélicos pensarem muito diferente dos outros. O Estado (partidos de esquerda atualmente no poder), dia e noite, bombardeia todos os públicos com ideias a favor do aborto, casamento gay, legalização das drogas e outras coisas. Portanto, é natural que, mesmo não querendo apoiar essas coisas, os evangélicos se veem num beco sem saída. Eles imaginam que essas ideias são meras coisas da “modernidade” e que essas ideias se tratam da “evolução natural das coisas” e que não temos como segurar isso. Sendo que na verdade se trata de algo que vem sendo plantado na mente das pessoas há muito tempo. Portanto, não é espontâneo. É programação marxista, inclusive bem desenvolvida por Engles na intuição que Marx teve quando escreveu sobre a origem da família e da propriedade privada.

  78. Bruno comentou:

    Infelizmente, Marco Gomes, apesar de a bancada evangélica não ser a totalidade dos evangélicos, como citaste no último parágrafo, ela não chegou lá sozinha. Se há Felicianos, é porque muitos “alguéns” os colocaram lá, e certamente foram evangélicos, acreditando terem maior representatividade política. A bancada é forte e isso preocupa, porque quem está no Congresso, mal ou bem, representa a sociedade.
    Você, ainda bem, é CRISTÃO, um verdadeiro cristão, não evangélico. Através dessa passagem “Há os evangélicos que enxergam na história e nos ensinamentos de Jesus o caminho para aceitar e amar a pessoa independente do que ela fez ou faz” mostra que vc segue os ensinamentos de cristo. O evangélico, assim como o católico, são pessoas ligadas a uma instituição, uma igreja, e estas possuem dogmas e regras, e se a pessoa não concorda com algumas delas, então não é evangélico ou católico. Há premissas religiosas básicas, como a vida está acima de tudo, então não dá pra ser evangélico e a favor do aborto, por exemplo….

  79. Asuerio Silva comentou:

    Parabéns Marco pelo texto.
    Já era fã seu, mas pelos comentários, entendo porque o Nerdcast não fala de religião..rs!
    Esse William representa os evangélicos chatos e ignorantes(no bom sentido)… paciência!
    Sou evangélico mas não sou membro de nenhuma igreja, mas simpatizo com o Ed Kivitz e escuto o bibotalk, podcast do nosso amigo Alexander Stahlhoefer.
    Minha opinião é que para seguir(acreditar) na Bíblia, o primeiro passo é relativizar tudo e remover o que ela não diz.
    Todos lêem a bíblia baseado no que lhe foi ensinado, então a interpretação feita dos textos é comprometida o que nos leva a uma infinidade de igrejas, doutrinas e pensamentos diferentes. Por isso eu concordo com você, com o Ed Rene Kivitz e com o Alexander Stahlhoefer. Também discordo de vc, do Ed Rene Kivitz e do Alexander Stahlhoefer.
    Já o William, só pela misericórdia mesmo. Abs!

  80. maria das dores soares de carvalho comentou:

    Bonito o que você fala, mas não condiz com o que Jesus ensinou. Jesus ensinou a gente amar ao próximo como a nós mesmos, mas sempre que Ele curava alguém ou defendia como no caso da adúltera Ele aconselhava vai e não peques mais. O amor de Deus é transformador. A Bíblia nos ensina a buscar a santificação sem a qual ninguém entrará no céu. Não sou santa e nem me julgo tal. Choro muito nas minhas contrições quando olho para a minha miserável condição de pecadora, mas eu sei que em qualquer relação de amor tem que existir respeito, confiança e fidelidade. Na nossa relação com Deus não é diferente. A Bíblia me diz que o meu corpo é templo do Espírito Santo, como então usar esse templo para a prostituição? Não sou radical, nem fundamentalista. Não culpe pessoas, culpe a Bíblia que diz em Romanos que os homens deixando o contato natural da mulher se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homem com homem.E finalmente, olhe o que diz Romanos 1:32. Ora, conhecendo eles a sentença de Deus de que são passíveis de morte os que tais coisas praticam não somente as fazem, mas também aprovam os que assim procedem.
    Esse cristianismo do oba-oba, onde tudo é permitido, não me representa. Eu conheço da luta; carne X espírito. O pendor da carne dar para a morte. Portanto os que estão na carne não podem agradar a Deus.

  81. Kallyanderson comentou:

    Concordo com seu argumento. Seu fundamento argumentativo também não é a totalidade do pensamento evangélico. E a filosofica radical de Jesus Cristo também não é a totalidade do pensamento evangélico. Finalmente, a comunidade evangélica hoje é uma mistura do samba criola com a nega maluca, sem fundamento, sem critérios, sem coerência, sem identidade. Ninguém sabe mais o que o quê.

  82. Adjalbas Pereira comentou:

    Este texto não tem nada a haver com os evangélicos.Os evangélicos amam a todos sem distinção,porém,como a democracia prevê,manifesta livremente seu modo de pensar,e discorda das práticas homossexuais,como discorda do homicídio através do aborto e da liberação das drogas.Ou alguém vai me dizer que somos obrigados a concordar? Os que concordam com a evolução,aborto(homicídio),drogas,sexo ensinado nas escolas infantis,sexo a céu aberto nas paradas gays e outros absurdos mais,com certeza não são evangélicos.O governo vermelho,pelos ensinamentos de Gramsci,quer instituir tudo isso no Brasil,bem como desencadear uma “guerra” entre classes;negros contra “brancos”,gays contra evangélicos,pobres contra ricos e aí vai,tocando o kaos e enfraquecendo a sociedade.É preciso mais cuidado e respeito quando se falar em evangélicos.Não confundam aproveitadores do evangelho com evangélicos.Os evangélicos tratam dos drogados,acolhem homossexuais,cuida de mendigos,visita doentes(que nem conhece)nos hospitais e ensina valores sociais às crianças.Estes somos nós,evangélicos.

  83. Aline comentou:

    Acho que você ainda está perdido, precisa orar mais , você ainda não teve revelação do que é seguir o evangelho. Não se denomine como um , pois não está sendo

  84. Manoel comentou:

    Pena que esses evangélicos que você descreveu, assim como os alemães que não eram nazistas e os Árabes que não querem destruir Israel, não fazem nada! Quem faz é que movimenta o mundo…fácil depois vir e dizer que “nem todos são assim” mas os que são é que estão agindo e fazendo a diferença, quer mudar a imagem dos evangélicos, se mexam , tirem essas maçãs podres, apareçam!

    • Paulo comentou:

      O autor americano Sam Harris defende em seus livros exatamente esse ponto de vista, de que o maior perigo para a sociedade atual são os religiosos “moderados” e não os extremistas. Segundo ele, os moderados são os grandes responsáveis por abrir caminho para que os extremistas cometam barbáries baseadas em suas escrituras sagradas, sob a alegação de tolerância e respeito à prática religiosa.
      Procure os livros “Carta A Uma Nação Cristã” e “A Morte Da Fé”. Em ambos ele versa sobre o tema e explica com clareza esta tese.

    • Marco Gomes comentou:

      Lei de Godwin, você predeu a discussão.

  85. Bom das Ideias comentou:

    artigo sem proveito nem um, parece que existe uma outra religiao no Brasil, essa de evangelistas, em que Deus professam a fe’?, pelo que me parece e’ em Jesus mas os que professam a sua fe’ em Deus atraves do seu filho Jesus Cristo esses sao os Cristao

  86. Paulo comentou:

    O autor foi muito feliz ao usar termo “evangélico” ao invés de “cristão”. Ser “evangélico”, semanticamente falando, é apenas propagar o evangelho de Jesus. Enquanto ser “cristão” significa seguir a uma série de preceitos bíblicos e dogmas pertinentes ao CRISTIANISMO. E aí é que está o problema! Um dos dogmas mais primordiais do Cristianismo consiste em tomar a bíblia como a verdadeira e única palavra de Deus. Assim sendo, o “bom cristão” não deve jamais pô-la em dúvida ou questionar seus escritos. Apesar das diversas incoerências e contradições (inclusive a própria de não duvidar da “Palavra”), o cristão-modelo é aquele que acredita e segue fielmente os preceitos bíblicos. Porém, com a enormidade de ramificações pertinentes ao “cristianismo moderno” e justamente pelo fato de o evangelismo não ter uma comando centralizado, fica muito fácil para qualquer membro de qualquer igreja tratar a bíblia como uma espécie de self-service e literalmente escolher o que se quer acreditar e seguir e o que se quer descartar ou entender de forma meramente alegórica. Em resumo: É fácil ser evangélico e relativizar a gênese ou não apedrejar gays pelas ruas. Difícil mesmo é ser um verdadeiro e ativo adepto do cristianismo e aceitar todas esses poréns.

  87. Renata Andrade comentou:

    Nem todos, certamente. Graças a Deus! Tenho amigos evangélicos que respeitam as diferenças. Pena que estes, tanto no meu círculo de amizade quanto fora, representam a minoria. Infelizmente, a intolerância impera.

  88. anadi comentou:

    creio na biblia e gosto muito do que diz Romanos 9 :15 ‘TEREI MISERICÓRDIA DE QUEM ME APROUVER TER MISERICÓRDIA, E COMPADECER-ME -EI DE QUEM ME APROUVER TER COMPAIXÃO !¨16 ;assim,pois, não depende de quem quer ou de quem corre ……..

  89. Camila Carvalho comentou:

    Muito boa reflexão, discordo de algumas coisas, mas realmente é muito bom abrir os olhos e ver que não se pode generalizar coisa alguma.

  90. Gabriel comentou:

    Ainda bem que voce diz que os “evangélicos” não são um grupo homogênio. Porque eu não quero ser classificado como um cristão sem fé como você! A palavra de Deus NÃO É SUBJETIVA a sua opinião. Por favor, fale só por si mesmo e não por todos nós! Obrigado!

  91. Marcos Ferreira comentou:

    Perfeito !

  92. fernando comentou:

    Esse evangelicalismo hiper de paz e amor, de palestrantes tipo René Kivitz,caio fabio etc, não me representa ;)

    • Marco Gomes comentou:

      Essa é a beleza de viver em uma nação democrática e livre, você escolhe por quem quer ser representado e deixa as outras pessoas livres para escolherem os representantes delas :) Bem vindo ao século XXI.

    • asuerio comentou:

      A mim eles represetam! São os escolhidos por Deus, contra o fundamentalismo. Estão a frente do seu tempo, e eu ainda estou a frente deles. Viva a democracia divina e abaixo a ditadura dos pastores que se acham senhores da palavra .

  93. Quenani Leal comentou:

    Os comentários abaixo comprovam toda essa diversidade. Do mais boçal ao liberal, do bíblico ao relativista. Do piedoso ao intolerante. Impressionado como a comprovação vem de forma tão veemente! Muito bom o texto Marco!

  94. Francis Emanuel comentou:

    Marcos, não estou questionando nada do seu texto, até porque sou Católico e não tenho que me meter em algo que vocês que são Protestantes que têm que resolver. Só dá uma olhada no que significa Estado Laico, acho que você pode está se confundindo sobre o significado.
    Grande Abraço!

  95. Vi lá no bibotalk podcast, uma história de vida.

  96. orlando comentou:

    Brilhante este texto, com algumas verdades profundas….so que vou levantar uma bola aqui: a maioria dos teologos brasileiros que falam sobre politica em seus blogs e um desastre,metem o pau na esquerda, misturam nazismo com socialismo, stalinismo com socialismo e vice-versa para dizer a seus pares que esse regime de governo e um horror, fazem um terrorismo psicologico, mas se esquecem de dizer ou omitem descaradamente que o capitalismo libertário, que eles tanto defendem, por debaixo do pano, e o que cria desigualdades sociais, e que esta levando este mundo para o buraco.Queria atentar para este assunto, pois ninguem fala sobre isso e quando voce faz um comentario contrario ao que estes caras escrevem em seus blogs, eles nem publicam a sua opnião….Pois é, se dizem a favor da democracia, mas são sensiveis a opnião contrarias, vai entender, este mundo esta cheio de hipocrisia….

  97. Diego comentou:

    Me desculpa meu amigo, mas nem tudo que você exemplifica no texto acima faz parte da nossa realidade, eu já fui evangélico, e ainda respeito e convivo com pessoas dessa religião, mas em toda a minha vida eu nunca vi um evangélico que aceite o homossexualismo, a teoria da evolução, e o uso de drogas, ao contrário, todos os “cristãos” que já conheci pregam a ideia de que quaisquer outra religião é adoração ao capeta, que ser gay é decretar a própria condenação, e que o evolucionismo é uma teoria pagã, sendo que nem se dão conta que nós passamos por este processo todos os dias, nós seres humanos fomos formados a partir de uma única célula que foi evoluindo até dar origem ao ser que somos hoje, ou seja a prova está na nossa frente, e ainda assim os Cristãos julgam os que acreditam na ciência como se fossem hipócritas e que afrontam o deus deles com suas idéias. me desculpe se fui um poco rude nas minhas palavras, mas foi necessário utilizá-las deste modo, pois onde eu vivi e cresci as coisas acontecem desta forma, e ao contrário do que muitos podem pensar ao ler meu comentário, não eu não sou ateu, só não sou adepto dessa ideologia cristã que é imposta à sociedade a séculos.

  98. leandro comentou:

    Colocações baseado em questões presentes. Quando na verdade a questão da homosexualidade você tem que pensar a longo prazo. Se tudo que vier até nós, e tudo aceitarmos, reze para que isso não interfira de alguma maneira na sua vida daqui a uns 30 ou 40 anos. Seus filhos podem ser influenciados por isso. Derrepente você não veja muito isso nos lugares que você frequenta. Mas a questão é daqui a algum tempo. Pensar de forma momentânea; posso dizer que sou contextualizado, e que isso não tem nada a ver. Pense mais a frente nas questões a serem abordadas. Abraços!

  99. asuerio comentou:

    Com esse texto, se tu virar pastor eu vou pra tua igreja ouvindo jovem nerd! Deus seja louvado por pensamentos diferentes. Que bom que vivi pra isso.

  100. Diana comentou:

    Muito bom, rapaz!
    Que Deus te abençoe.

  101. Carlos Eduardo comentou:

    E ai Marco, tudo bem? Muito bom o texto, mas é uma pena que quem aparece na TV são os pastores radicais, ou um Levy Fidelix da vida (que é católico como eu, mas não representa o que eu penso) e não pessoas como você. O problema não é com “ser evangélico”, ou “ser católico”, “ou ser umbandista”, o problema são as pessoas que aparecem na mídia e são formadores de opinião e usam isso ao seu favor, seja para extorquir (como infelizmente acontece), seja para gerar ódio entre raças ou gerar o ódio com as escolhas das pessoas de bem e que só querem viver suas vidas.

    Continue postando o texto e fazendo os vídeos, você está fazendo um grande trabalho.

  102. Sabrina Barbosa comentou:

    Os comentários refletem muito o que o Marco Gomes disse no texto. A generalização de “evangélico” é tão forte a ponto de ser um cúmulo. Só olhar pelos comentários, na maioria deles sem verdadeiras criticas construtivas. Ou inolerancia de opinião alheia.

  103. Nalcyman Loud comentou:

    A Paz do Senhor. O Manah Celeste é um blog que ainda está em construção.
    Quando estiver concluído irei eleger 4 blogs para fazer parte dos espaços no rodapé do Manah.

    Nos meu Artigos irei colar um link das melhores matérias de quaisquer blogs Evangélicos.

    Atenciosamente,

    Nalcyman Loud

    Recife, 02 de novembro de 2014

  104. Ricardo Pacheco comentou:

    É a partir de textos assim que nos comentários fica evidente quem é quem no mundo gospel. Parabéns pelo texto Marco

  105. Thulio comentou:

    entra no site da minha Igreja e vamos Desfrutar da Gloria de Deus :D

  106. Daniel Sieg comentou:

    olá tenho um canal no youtube de conteúdo cristão, gostaria de esta fazendo uma parceria onde vcs colocassem o nosso conteúdo gratuitamente no seu blog, temos um video novo a cada semana.
    youtube.com/pueraofilmes
    entre no canal, conheça nosso conteúdo, seu site pode enriquecer ainda mais com esse conteúdo. O nosso objetivo é levar Cristo as pessoas. Obrigado.

    Daniel Sieg
    61-95707515
    [email protected]

  107. joilson comentou:

    Queridos algumas das vezes nós erramos mas é tão bom viver na presença de Deus

  108. moreira comentou:

    nada de ser crente,,isso ate o diabo é e.cre, mas nao obedece, jesus quer que vc seja fiel ale.deixe o mundo.amem seu proximo.e se santifique porque ,ninguem vera aDeus sem santificaçao. se alguem ama este mundo.e tudo que nele esta, o amor de Deus nao esta nele mas a ira de Deus sobre ele permanece.amar os gays sim ou qualquer,pessoa. mas compactuar com o seus pecados nao. por isso deixara o homem a casa de seu pai e se unira a sua mulher. jesus esta voltando. prepararem-se

  109. ][ Capelão]ObdenigoP.nascimento comentou:

    As conjecturas expostas pelos leitores não é muito explicita, parecendo-me mais uma auto-defeza algo afirmativo, exdoqueplicar??.Ok…..Desde tempos imemoriais que sabemos das ações do Caido.. Lançar dúvidas sobre td que é Verdadeiro…..Muitos livros foram escritos…muitas seitas formadas durante estes Dois milenios…muitos livros….seforam Entretanto ANossa Biblia Sagrada, apezar de muitas vezes espezinhada….Ppermanece.. Incólume mostrando a todos que Jesus.. é o mesmo ..ontem.. hoje eternnamente….Não importam as teorias Dwarvim..Da Vinncci eoutros que tentam… diminuir osacrificio Vicário do Deus Homem eVice-versa…Certas coisas são somente para quem Crer……Sem Fé.. é impossivel agradar aDeus…Sou Pr. a2o anos…Sei que muitas coisas não foram contadas..mas…Aminha certeza È que me mantem..sobre meus Pés…Conhecereis a Verdadee averdade vos libertará….

  110. Luciana comentou:

    O que cada um faz quanto à própria sexualidade realmente não deve interessar ao verdadeiro cristão. Cada um dará conta de si perante Deus. O grande problema é quando essa sexualidade passa a ser intermitentemente glamourizada pela mídia, vira material didático para crianças da educação infantil e dos primeiros anos do ensino fundamental, ameaça a liberdade de expressão e credo dos que pensam diferente.. tudo a pretexto de fomentar uma sociedade menos preconceituosa. Vivemos a ditadura da diversidade. Seu discurso faz coro a ela…

  111. Felipe comentou:

    o mais impressionante é que tem muita gente que os considera como ídolos, como artistas e cantores. Os verdadeiros crentes são anônimos, eles são os pequenos, os humildes e humilhados. os verdadeiros adoradores não são os que estão la em cima com um microfone na mão cantando músicas pra animar o povo; eles não são vistos, eçes são pobres de Mamom mas são poderodos do Espirito Santo.
    agora, sempre que você um irmãozinho de Deus, pequeno, excluído do mundo, considera-o Grande no Reino de Deus! pois muitos Dos ” grande” são os verdadeiros pequenos.

  112. Felipe comentou:

    o mais impressionante é que tem muita gente que os considera como ídolos, como artistas e cantores. Os verdadeiros crentes são anônimos, eles são os pequenos, os humildes e humilhados. os verdadeiros adoradores não são os que estão la em cima com um microfone na mão cantando músicas pra animar o povo; eles não são vistos, eçes são pobres de Mamom mas são poderodos do Espirito Santo.
    agora, sempre que você um irmãozinho de Deus, pequeno, excluído do mundo, considera-o Grande no Reino de Deus! pois muitos Dos ” grande” são os verdadeiros pequenos. abraços

  113. Junio Silva comentou:

    Empreendedor, cristão, viajante, marido, ciclista e nerd… Cristão pero no mucho né! Tá mais pra cristianismo de wikipédia…

  114. joilson comentou:

    Não devemos discutir quando se fala de Deus , apenas obedeça a vontade do Pai!!!
    Seu artigo tá de Parabéns!! Nem todos reinaram o reino do céus.

  115. Rafael Dias comentou:

    1º Todo cristão sabe q nosso corpo e templo de Deus aonde o espirito santo faz morada temos q tratar ele da melhor Forma.
    Trabalho na rede publica de saudade sabe umas das coisa q mais vejo e gays com câncer na prosta acho q nao preciso falar o motivo.
    2º gay nao e uma evoluçao Humana sempre existiu mais antigamente sofria mais preconceito e nao saia do armario mais eu nunca vi casal gay de dos velinhos e casal gay q esta junto a 50 anos comemorando boldas de ouro posso esta errado mais acho q nao agrada a Deus .. e só minha opinião sem prconceito.

  116. joilson comentou:

    O homem de Deus ele não ver a soberania de Deus mas sim do Homem.

  117. sandra comentou:

    primeiro rm 1;18em diante.JESUS veio cumprir a lei não revogar.muitas pessoas atacam os evangélicos por tentarem seguir o que CRISTO nos ordenou,e por isso somos chamados e criticados .JESUS não condena nimguem ,se o fizesse teria condenado a prostituta e outros q na bíblia estão . O nosso problema e q queremos sempre fazer o que e errado diante de DEUS mas já nos justificando perante a sociedade. SE você e gay ,lesbica,etc o problema e so seu,lembre se porque Sodoma e Gomorra foram destruídos , o q diz apocalipse sobre os q ficaram de fora.Se vcs não aceitam as escrituras como ela e então por q a seguem .Livre arbítrio nos garante DEUS ,não somos santos pis so DEUS O E .Conhecereis a verdade e ela t libertara, EU sou o q SOU diz JESUS ,morrer para omundo ,quem esta no MUNDO NAO ESTA EM MIM .O MAIS triste e q vc se diz crente, isso ate o diabo e .Lembra quando ele tentou JESUS.

  118. EVANDRO comentou:

    OLA MARCOS EU GOSTARIA DE SABER A SUA POSIÇAO SOBRE OS ASSUNTOS MENCIONADOS , POIS AI ESTA ESCRITO EVANGELICOS , MAS NAO CRISTAOS , NEM TODO QUE ME DIZ SENHOR SENHOR , E FILHO DE DEUS VC SABE DISTO . MAS A QUESTAO QUE ME FEZ POSTAR AQUI FOI PARA TE PEDIR PARA FAZER UMA COMO ESTA QUE VC FEZ AI MAS PARA CRISTAO . POIS NAO EXISTE CRISTAO QUE ACEITE CASAMENTO GAY , MESMO PORQUE JESUS JA DECLARA EM APOCALIPSE QUE NAO ERDARA O REINO DE DEUS. SOBRE EVOLUÇAO DE ESPECIES NEM SE FALA POIS NAO EXISTE , VC PODE CONFERIR NOS VIDEOS DO DOUTOR JAMES WAILD UM DOS POUCOS CIENTISTAS DO MUNDO A SER PHD EM TRES AREAS DISTINTAS DA CIENCIA . MATEMATICA , FISICA , E BIOQUIMICA , VOCE ENCONTRA UM DOS VIDEOS DA SERIE ORIGENS ONDE ELE MOSTRA QUE A TERRA E UM PLANETA JOVEN NAO TEM MAIS DO QUE 14 MIL ANOS , ISTO E MEDIDO PELA DEOMPOCIÇAO DE PO NA LUA E PELO ARCO DO SOL QUE POR MES E REDUZIDO A UMA MEDIDA DE APROXIMADAMENTE UNS 58 CEMTIMETROS NAO ESTOU BEM CERTO AGORA E NOS ULTIMOS 450 ANOS TEM SIDO MEDIDO E NAO VARIA NEM UM MILIMETRO , DESTA FORMA SE VOLTARMOS ATRAS OU SEJA RGREDIRMOS O SOL A APENAS UM MILHAO DE ANOS ELE ESTARIA ENGOLINDO O SISTEMA SOLAR . EU PODERIA TE FALAR MUITO SEBRE TODOS ESTES ASSUTOS , MAS O IMPORTANTE PARA MIM E VER COMO SERIA UM CRISTAO NO ENTENDIMENTO DE TODAS ESTAS COISAS QUE VC CITOU OUTRA ORA EU COMENTO MAIS

    • William comentou:

      Parabéns, Evandro, por expor suas convicções e cosmovisão bíblica! Pretendo pesquisar mais esse Dr. James Waild! Que legal achar cientistas confirmando o que está escrita na Bíblia! Creio eu que todos chegarão a mesma conclusão sobre a origem da vida ou nesta vida ou na eternidade. Valeu!

    • William comentou:

      Evandro, não achei o cientista que você mencionou – James Waild. Será que você errou o nome dele?

  119. Pott comentou:

    Ah se todos os evangélicos fossem assim. Mas, como pode se perceber nos comentários aqui, pra cada 1 evangélico parabenizando pelo texto, tem uns 10 dizendo que você não é evangélico. Tem uns raivosos aqui nos comments que, tenho certeza, se tivessem nascido em um país islâmico, fariam parte de um Estado Islâmico da vida.

    • William comentou:

      Pott, você escreveu: “Ah se todos os evangélicos fossem assim. Mas, como pode se perceber nos comentários aqui, pra cada 1 evangélico parabenizando pelo texto, tem uns 10 dizendo que você não é evangélico. Tem uns raivosos aqui nos comments que, tenho certeza, se tivessem nascido em um país islâmico, fariam parte de um Estado Islâmico da vida.”

      Fica claro que você entende NADA do cristianismo, nem da Bíblia. Tanta ignorância, sem falar em intolerância da parte daqueles que insistem que os cristãos sejam tolerantes das suas aberrações morais, intelectuais e religiosas. Impressionante!

      • Pott comentou:

        Gostei, vou usar seu estilo.

        William, você escreveu: “Fica claro que você entende NADA do cristianismo, nem da Bíblia. Tanta ignorância, sem falar em intolerância da parte daqueles que insistem que os cristãos sejam tolerantes das suas aberrações morais, intelectuais e religiosas. Impressionante!”

        Então o intolerante é quem que não aceita que o cristão seja intolerante? Incrível como você inverteu o sentido de intolerância, parabéns.

        Você dizer que não entendo NADA do cristianismo nem da Bíblia não me ofende. Se você dissesse o que eu acho de você, aí me ofenderia: pelo tanto que você só cita escritura, fica claro que você não entende NADA de biologia, geologia, química, física, geologia, paleontologia e nenhuma outra ciência.

        O meu comentário sobre Estado Islâmico foi pensando exatamente em você (se só tiver um William comentando aqui). Se você tivesse nascido lá, certamente não teria lido a bíblia, mas o corão. Estaria lá cortando o pescoço dos infiéis. Você considera que o que você aprendeu é o certo e é inquestionável. Se acha superior moralmente aos outros, acha que tem mais fé que os outros, por isso tem o direito de ser intolerante e os outros não. Sinto muito, você é fanático, não se orgulhe disso.

        • William comentou:

          Pott, Inverti nada. Sua falta de lógica é gritante. “Tolerância” que não tolera todos, inclusive os “intolerantes”, não pode ser chamado de “tolerância”. Eu cito a Bíblia porque o autor desta postagem afirma ser evangélico. Estou no lugar certo para isto; você, porém, está fora do contexto. Você não entende a Bíblia e apóia o que você não entende por ignorância… só porque um “evangélico” fala o que você quer ouvir. Garanto que este “evangélico”, Marco, fala o que você quer ouvir porque ele também é um “analfabeto bíblico” e, provavelmente, nem cristão de verdade é. Um “crente de verdade” jamais defenderia tantas coisas anti-bíblicas (homossexualismo, aborto, evolução darwiniana, etc.).

          Agora, você escreveu: “Se você tivesse nascido lá, certamente não teria lido a bíblia, mas o corão. Estaria lá cortando o pescoço dos infiéis. Você considera que o que você aprendeu é o certo e é inquestionável. Se acha superior moralmente aos outros, acha que tem mais fé que os outros, por isso tem o direito de ser intolerante e os outros não. Sinto muito, você é fanático, não se orgulhe disso.

          Não, eu não teria trocado a Bíblia pelo Alcorão, pelo menos não para sempre. Porque Efésios 1.4 me diz que Deus me escolheu antes da fundação do mundo. Aliás, eu teria renunciado o islã e me tornado cristãõ, que não manda matar ninguém. Eu preciso refletir a “intolerância” de Deus em Cristo, que afirmou em João 14.6: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim”. Também Atos 4.12 diz: “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”. 1 Timóteo 2.5 diz: “Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem”. Pode me/nos chamar de “intolerantes”, mas estamos só refletindo o que o cristianismo verdadeiro sempre ensinou.

          Porém, como justifica SUA intolerância dos cristãos de verdade quando você se chama de “tolerante”?

          • Hugo Saraiva comentou:

            “Aliás, eu teria renunciado o islã e me tornado cristãõ, que não manda matar ninguém.”
            Aparentemente alguém nunca leu o livro de Levítico:
            “Se o povo deliberadamente fechar os olhos quando alguém entregar um dos seus filhos a Moloque, e deixar de executá-lo, voltarei o meu rosto contra aquele homem e contra o seu clã…”
            Levítico 20:4-5

  120. DANIEL comentou:

    VC ESTÁ CERTO, MAIS ESTÁ ERRADO.

  121. DANIEL comentou:

    VOCÊ ESTÁ CERTO MAS ESTÁ ERRADO.

  122. Anna Vlis comentou:

    Artigo corajoso e interessante, acredito que o respeito é extremamente importante na vida de qualquer pessoa. Acredito que alguém que quer realmente evangelizar irá conseguir melhor resultado com seu testemunho(vivendo exatamente o que prega) do que com condenações. Parabéns pela coragem.

  123. MrRotv comentou:

    Concordei com este texto em partes… Mas em sua totalidade, muito bem escrito e realmente interessante

  124. Thaynara Alves comentou:

    Disse tudo!

  125. Danilo dos Santos comentou:

    Bom ,não me considero cristã ,nem também ateo creio que existe o bem e o mau ,e aprendi que se agente viver ou seja aplicar os ensinamentos do mestre Jesus em nossa vida viveremos bem melhor e não creio que somos dignos de fazer milagres expulsar demônios ,pois o mundo que vivemos as coisa que nossas mentes vê presencia hoje nos impedi da divindade de Deus até acredito em espirito santo mas não purificação do nosso espirito de hoje , a salvação é a única coisa que importa pra nossa alma que quando morremos fica na memoria de Deus até o dia de nosso juízo ,a igreja pra mim é representada pelo nosso corpo adquirido de conhecimentos de coisas boas por isso é difício termos o espirito santo.

  126. warlen rodrigues comentou:

    sou evangelico a pouco tempo mais ja sei que o espirito santo mudo e muda msm… depois de ver alguns comentarios vi q pessoas depositao a fe na religiao nao no nosso salvador jesus cristo… no que fala mais a biblia em jesus ou em religiao ? … nao vi para descuti so vim fala um pouco do que ja aprendi quando vo pra igreja nao vo aprende sobre a religiao e sim sobre jesus e Deus…

    • fernando comentou:

      Quem quer a salvação, entregue sua vida a Jesus Cristo. Ele te mostrará o caminho com relação a sua vida, incluindo a área sexual. Após esta entrega, o Espírito Santo poderá te orientar em como vencer seus pecados. Será uma looonga batalha, mas a vitória é certa.
      Não se engane com blogs como o atual, que prometem o céu para todos, pois o caminho da salvação é estreito.

  127. jose comentou:

    Irmão em Cristo, as vossas palavras estão certas, mas lembre-se de que estamos nos ultimos dias. A profecia de Daniel, acerca da estatua que viu em sonho, Hoje a humanidade esta na posição da ultima perna que representa que a segunda perna vai ser abatida pela pedra sem mão. Compreende esta profecia? Sabe que o imperio romano era constituido pelas pernas da estatua, a 1.ª já se realizou. A 2.ª perna é novamente Roma a governar o mundo Daniel está em relação com o Apocalipse, está a aproximar-se a pedra sem mão para derruba-lo e implementar o Reino de Cristo. Agradecido pela sua atenção, que o Senhor vos abençoe.

  128. Victor L. Marques comentou:

    -kkk. Como assim? Como não ligar para a realidade? Como é possível não se interessar por aquilo que me rodeia, aquilo que é maior do que eu? Qual a vantagem em achar que o mundo deve se moldar aos meus preconceitos e não as minhas crenças se moldarem ao mundo? Porque ad passiones? É tão insignificante, tão… ignóbil.

    Aparentemente sua fé é baseada em ad passiones, um conforto mental, mas eu tenho uma curiosidade em saber se essa fé repele as críticas à mitologia cristã (escritura), se ela faz você ignorar as incoerências na relação entre um ser perfeito a sua criação (que não está a altura de um deus, aliás até seres humanos fariam melhor, tanto que existe a medicina -kk.). A não ser que você acredite que esse criador não seja perfeito, onisciente, onipotente… essas coisas, mas apenas um demiurgo.

    • fernando comentou:

      Vítor,
      Deus está em posição de se defender melhor que ninguém. Porque você não abre uma pequena brecha em sua incredulidade e desafia Deus a se revelar a você, caso Ele realmente exista?

      • Victor L. Marques comentou:

        A questão de Deus não poder se defender mesmo a frente de barbaridades que fazem em nome dele, é uma das incoerências de que menciono.
        Quanto a abrir uma brecha em minha incredulidade, você primeiro precisa entender o que é ceticismo. Ao contrário do que a maioria pensa, céticos não acreditam na inexistência de divindades. Mas apenas não acreditam na existência. O que você propõe é impossível porque eu não acredito não porque quero, mas por falta de evidências, por falta de motivos para crer. Eu estou em busca de chegar a uma compreensão do mundo o mais próximo da real possível, para isso, é preciso utilizar do método científico, pois foi o que se mostrou mais eficiente. Na verdade, isso que você propõe, já foi feito por cada cientista, cada instituição de pesquisa, cada curioso sobre o Universo. Porque nós, queromos saber sobre tudo que existe, tudo que é real, e isso inclui divindades também, se essas entidades existem eu quero saber, quero estudá-las. Porém, sempre com precaução, pois somos limitados, e podemos nos enganar facilmente, atribuindo fenômenos explicáveis a divindades. Isso se chama viés confirmatório e é um erro crasso.

  129. Neiri Almeida comentou:

    Cada um é cada um, então pastores e lideres que prega contra casamento gay tem a escolha de pregar sobre isso, vendo que isso está na bíblia. O certo msm é passar mais hora orando tento intimidade com Deus, do que ficar discutindo se pastores que pregam contra isso ou aquilo tá certo ou errado. Todos nós vamos prestar contas de tudo diante de Deus.

  130. vanderlei campaner comentou:

    Sinto muito dizer isto, mas você tem uma errônea interpretação das escritura. A Bíblia toda é divinamente inspirada por Deus.

  131. Nivia comentou:

    Parabéns! Muito bacana e bom saber disso!

  132. Miguel comentou:

    Porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a
    vida, e são poucos os que a encontram. (Mateus 7.14.)

    • FERNANDO comentou:

      Na linha do autor do blog, podem existir muitos evangélicos, católicos, etc… que aceitam o casamento gay, evolução das espécies, vida extraterrestre, aborto e uso de drogas.
      Por outro lado, é impossível alguém que entregou sua vida a Jesus Cristo aceitar o aborto e uso de drogas, pois o verdadeiro cristão ama realmente o próximo, sem querer bajulá-lo (como o autor). Pelo contrário, Quer apóntar o erro para que o próximo seja liberto ou não caia em armadilhas demoníacas.

  133. pedro comentou:

    as pessoas religiosas me assustam com seus radicalismos, tenho visto muito evangelico perdido sem saber no que acreditar, nao sei para onde essa coisa caminha, estivee em varias igrejas evangelicas e me deparei com muita hipocrisia religiosa e abandonei tudo, sinceramente nao sei como vcs dao conta de tanta mentiras e falsidades pois nessa loucura de encontrar a salvação se fingem de puros e nao é o que encontrei em religiosos

  134. carolina comentou:

    devemos ssim amar a todos,mas não concorda com os seus atos errados e proibidos pela própria palavra de Deus.o fim é temei a Deus e obedecei os seus ensinos.Deus ama o pecador,e não o seu pecado.

  135. Raquel comentou:

    aff fala dos evangelicos mas é tudo igual quer ficar falando merda da religião dos outros me poupe vai fazer alguma coisa de bom me filho a gente tem que amar a Deus independente da religião amando a Deus ta tudo OK

  136. thiago comentou:

    bom quero diser que esse site e uma merda desculpa a palavras mas qum fez presisa se converter tem oq fazer nao kkkk falar dos evangelicos cuidaddo que a vinda do senhor esta proxima vao lenbra de tudo que falaram e diser os crentes estavao certos

    • Amaral comentou:

      SER CRENTE É ABANDONAR O MUNDO. E NUNCA ACREDITAR EM ESPIRITISMO. ESPIRITISMO DEUS CONDENA NA SUA PRÓPRIA PALAVRA. SER CRENTE É SER DIFERENTE. NEM UM GAY ENTRARÁ NO REINO DE DEUS. A VERDADE TEM QUE SER DITA DOA A QUEM DOER. TEM DUVIDA?
      LEIA A BÍBLIA SAGRADA

  137. Fabio Oliveira comentou:

    Prezado Marco.
    Acredite, você não é evangelico.
    Necessita ainda que viva a verdadeira conversão.
    Mas não se condene e nem se axalte para tentar provar o contrário.
    Tudo no tempo de Deus.
    E quando esse dia chegar, com certeza, você publicará um artigo com o conteúdo completamente diferente deste.
    Deus te abençoe.
    Fabio

    • Marco Gomes comentou:

      Por que você não me considera evangélico?

      Por que você tem autoridade p/ decidir quem seria ou quem não seria evangélico?

      • Fabio Oliveira comentou:

        Marco,
        Não teno autoridade para decidir nada na sua vida, mas conhecimento bíblico e uma longa caminhada com Deus para observar os fatos e chegar a uma conclusão.
        O que voce escreveu já é o suficiente para chegar a conclusão de que você ainda nao é evangélico.
        O dia que eu ver uma pessoa que se declara ateu ajoelhado e clamando ao Senhor, eu poderei concluir que ele nao é ateu.
        Mas nada do que eu disser vai convencê-lo da verdade. Isso só acontecerá no tempo de Deus.
        Você está na caminhada entre o Aceitar Jesus e a Verdadeira Conversão. Quando esse dia chegar (e vai chegar) terei a alegria de ler um atigo seu com o conteúdo completamente diferente deste.
        Deus te abençoe.
        Fabio

  138. marlos silva comentou:

    SO TEM UMA MANEIRA DE O HOMEM VIVER EM ARMONIA COM DEUS QUE O NOSSO UNIVERSO NAO UM VELHO OU UM SANTO A ENERGIA DO UNIVERSO E TUDO QUE EXISTE ESSE CONJUNTO DO COSMO PODEMOS CHAMAR DE DEUS NAO UM VELHO QUE FALAVA COM ABRAO E MOISES QUE CHEGOU A MANDAR OS SOLDADOS DE MOISES CARREGAR PA NA BAGAGAGEM PARA QUANDO FOSSE DAR UMA CAGADA ENTERRAR A BOSTA E TAMBEM MANDOU BUSCAR UMA NAVALHA COM UM REI DO OUTRO LADO DO RIO EMPRESTADA PARA RAPAR O SACO DOS SOLDADOS ISSO FOI A MAIOR SACANAGEM INVENTADADA ATE OHJE O PAPA FRANCISCO DEVE SER UM CARA BEM ESTUDADO NA AREA CIENTIFICA E ARQUIOLOGICA E RESOLVEL ABRIR O BICO ESSE PADRE FICA VEIACO QUE A MAFIA DO VATICANO PASSA O SEROU NELE IMAGINE SE ENTRAR UM PAPA DO JAPAP OU AMEICANO QUE JAMAIS VAI ENGOLIR ESSE NEGOÇIO DE DEUS JESUS JARDIM DO EDEM DILUVIO ARCA DE NOE AI A IGREJA CATOLICA VAI VIRAR MUNHA COMO FISERAO COM OS ILUMINATIS NA ANTIGUIDADE EU NUNCA ACREDITEI EM NADA ANAO SER QUE AMANHA E SEXTA PRIMEIRO DE MAIO

    • Fabio Oliveira comentou:

      Marcos Silva.
      A linguagem chula, agresiva e desrrespeitosa com as escrituras que para muitos são sagradas (obviamente não para você) fazen com que a sua opinião nao seja nem levada em consideração.
      Respeito e educação são elenentos fundamentais para um bom debate, seja qual for o tema.
      Que Deus te abençoe.
      Fabio

    • Igor Alves comentou:

      Quanta crendice e ignorância! Evolua. Você simplesmente reproduz o que sua mente vaga e desinformada processa mas, como o principal pecado é não amar o próximo como a nós mesmos, espero que Deus releve o seu comentário impróprio e agressivo em razão do seu nível de inteligência.

  139. Roberto Takata comentou:

    Conhece pesquisas de opinião que destrinche a fração dos evangélicos no Brasil que possamos chamar de liberais?

    []s,

    Roberto Takata

  140. Taina Vieira comentou:

    Só posso dizer que Não fomos nõs quem escolhemos a Cristo, mas sim Ele que nos escolheu. Ele nos dá muitas maneiras de o conhcer-mos e o aceitarmos.O problema é que a religiosidade está matando os filhos de Deus.. Acredito que religiosidade não leva ninguém a algum lugar concreto, Leva-nos apenas a becos sem saídas, discussões sem sentido e preconceitos desenfreados, Eu acredito em um Deus que morreu para que tivéssemos a oportunidade de sermos agraciados com a misericórdia e a Salvação. E que nosso único dever é amar e pregar a palavra para quem não conhece. Mas não podemos negar as verdades que a Bíblia nos revela e aceitar o pecado como algo natural.

  141. Igor Alves comentou:

    Se Deus deixou o direito de escolher o certo ou o errado, quem é o homem para dizer que a atitude alheia é incorreta? Quando vocês forem realmente “evangélicos” e seguir a Deus – seja lá qual for o seu -, vai perceber o quanto está sendo discursivo e ignorante.

  142. arcanjo comentou:

    Olá, não sei quando escreveu isso mas me desculpe falar que o senhor está totalmente ERRADO pois evangélicos nunca pensariam nisto sou evangélico e já fui em muitas igrejas nenhuma era da forma descrevia no texto!!!
    Sei que existe o livre arbítrio mais so uma dica de que não nnunca aconteceria isso

  143. Renato comentou:

    Como não!!! Há um líder central sim, é o próprio senhor Jesus!!! Deus criou homem e mulher Deus os criou para que sejam uma só carne! Não temos nada contra o pecador, pois todos somos pecadores, mas não podemos aceitar o pecado, assim como Deus não aceita o pecado, mas ama o pecador! Agora, casamento gay, isso é uma abominação ao próprio Deus!!! Sei que hoje existe muitas denominações, e como diz a palavra, haverá lobos em pele de cordeiro no meio do próprio povo de Deus!!! Há igrejas hoje que não pregam mais a salvação e sim a prosperidade, e outras pregam esse tipo de coisa. Mas será que quem prega o casamento gay, e.t’s, será que são ovelhas, ou são lobos disfarçados, dragando quem esteja em seus caminhos!!!

  144. Izabel comentou:

    Ser evangélico aceitando os costumes e politicas do mundo é fácil…Difícil é ser salvo.

  145. André Luiz comentou:

    Gostaria de dizer que sempre tive muitas dúvidas com relação a Religião mas depois que encontrei o Pastor Adélio minha vida mudou completamente, minhas dúvidas sumiram e hoje me sinto realmente salvo. Segue o link de suas pregações são maravilhosas e esclarecedoras.

    • FERNANDO comentou:

      “Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; ao contrário, sentindo coceira nos ouvidos, juntarão mestres para si mesmos, segundo os seus próprios desejos.” 2 Tm 4.3

  146. David Fernandes comentou:

    Onde é que curte? Parabéns!

  147. Maugham Zaze comentou:

    entendi… e não entendi a intenção… o Marco falou… falou… falou… e só disse o óbvio… somos diferentes… cada um tem sua visão de mundo… de religião… da sociedade… e deixa nas entrelinhas, que só o que importa é o amor, seja da forma que for… e a Bíblia não é bem assim… ela propõe princípios… valores… usos e costumes… agente goste ou não… concorde ou não…

  148. Rodrigo comentou:

    Mais importante do que a opinião de um “evangélico” é o que diz o EVANGELHO. Deus julgará de acordo com as Suas leis, as opiniões passaram e quem não segue o que a bíblia diz deve ficar bem preocupado ;)

  149. Frank comentou:

    Sou agnóstico e AMEI o texto. Eu não tenho crença específica porque nenhuma me convenceu, mas eu respeito a todas, entendo os motivos de cada um crer. O que eu não suporto é o que fanáticos (geralmente… quase sempre… evangélicos) fazem com o que dizem crer. Eles selecionam as partes escolhidas pelos seus líderes religiosos ou por si mesmos para espalhar preconceito e ódio, usando seu deus como escudo. Quando eu sou mais agressivo sobre tal assunto não é para impor o ateísmo (até porque não posso dizer que eu seja), mas sim para mostrar para essas pessoas que elas não creem de verdade, apenas seguem algumas regras para fugir dos seus problemas ou justificar seus erros. Se acreditassem de verdade, seguiriram as regras de bondade e se questioanriam sobre o que está escrito, só depois do questionamento existe a verdadeira fé (mesmo que não religiosa).

    É uma pena que tanto evangélico famoso e ganancioso distorça os ideias da crença. Para escrever este texto você com certeza refletiu sobre como os evangélicos são vistos e encontrou os inúmeros motivos pelos quais tem a imagem tão ruim. Existe a possibilidade da frente evangélica sensata ganhar espaço e quebrar esses paradígmas? Isso seria muito importante e acabaria tirando a força desses políticos fundamentalistas que ganham votos incansáveis dos fanáticos, mesmo quando tem provessos e evidências de que serão péssimos políticos inclusive para quem crê.

  150. SILVIO ARAUJO comentou:

    Marco Gomes,
    Após ler este seu texto, passei a descrer um pouco menos da consciência coletiva da nossa sociedade, que, ultimamente, resolveu demonstrar seu lado mais tacanho, retrógrado, intimidador e preconceituoso. Não sou evangélico, tive educação católica baseada na Teologia da libertação e venho reconhecendo todos os adjetivos que relacionei acima desde o surgimento das ideologias excludentes da Renovação carismática, da Opus Dei e de outros vertentes mais “xiitas” dentro de minha própria religião, desde os anos 90. Isso me entristecia muito, pois acho que, por mais que acredite em algo, nunca posso discordar do que quer que seja a ponto de constranger ou pior, censurar quem pense diferente de mim, e isso virou rotina dentro da Igreja Católica. Pior ficou quando começamos a ver essa mesma intolerância aflorar nas neo religiões ( as que sofreram os piores acintes durante a Inquisição…) e se espalhar por quase toda a vertente de nossa sociedade. Seu texto me fez ver que, não importa o quanto bradem seus cântigos excludentes e sectaristas, o quanto queiram reeditar a censura prévia a tudo aquilo que não seja espelho, ainda há crentes (= aqueles que crêem em alguma coisa) que levantam vozes da coerência e do convívio da diversidade. Obrigado.

  151. Marcelo comentou:

    No entanto a omissão desses evangélicos q não concordam c/ a visão de pastores oportunistas, e não disposição de denunciar os charlatões e falsos profetas acaba por deixar uma grande leva de fieis seguindo o pensamento dessas pessoas de pouca luz (própria), q precisam tão desesperadamente de chamar pra si os holofotes da mídia, mesmo q ao custo de discurso de ódio e polêmicas vazias, e discussões sobre o “sexo dos anjos”.

    É o mesmo q vejo no movimento feminista q se omite em relação às radicais q já não são mais feministas e sim femistas. Não denunciar, não se separar claramente daqueles q por vaidade, oportunismo, ou por um simples equívoco estão na contra mão, é ser no fim das contas coniventes e cúmplices de todos os malfeitos dessas pessoas e grupos.

    “Pra q o mal triunfe, baste q os bons se calem!”

  152. servo de Deus. comentou:

    Quer ver , qualquer ser humano reconhecer Deus e deixar tudo que tem e seguir a Jesus. Deixa perder tudo que tem e passar pelo vale da sombra da morte vamos ver se ainda vai ser ateu,gay,matador,etc….a morte é que refresca a memória. Sejam santos porque eu também sou santo disse Jesus. Sem santidade é impossível ver a Deus.

  153. Benedito comentou:

    Religião x Cristianismo
    Religiões são criadas pelos homens. Caminhos criados para chegar a Deus. Cada líder com seu jeito ou crença.
    Cristianismo, criação de Deus. Caminho criado por Deus para trazer vida divina ao homem pecador e salvá-lo.

    • FERNANDO MARTINS comentou:

      Apenas para complementar, Benedito. Jesus é claro ao afirmar que Ele é o caminho e que ninguém, absolutamente ninguém alcançará ao Pai a não ser através Dele (Jesus) (Evangelho de João, capítulo 14, versículo 6). Portanto, todos os demais caminhos criados pelos homens para alcançar a Deus podem parecer direitos, mas, no final das contas, dão em morte (Provérbios 14.12).

      • Hugo Saraiva comentou:

        O engraçado é que a maior parte dos preceitos cristãos não vem diretamente de Cristo, mas de outros profetas e homens de fé. Se fôssemos nos ater apenas aos ensinamentos de Jesus, o cristianismo seria muito diferente.

        • fernando comentou:

          Se fôssemos nos ater aos ensinos de Jesus, o cristianismo seria o mesmo, pois o próprio Jesus afirmou ser o filho de Deus que veio morrer pelos nossos pecados.Tomé, o discípulo, declarou a respeito de Jesus: “Senhor meu, e Deus meu!” (João 20:28) e Jesus não o repreendeu por estar adorando-o e chamando a Jesus de Deus.

          • Hugo Saraiva comentou:

            O seu argumento é falho porque o fato de Jesus não repreender, não significa que ele exigiu. Há coisas que ele instruiu (irar-se contra seu irmão ou mentir, por exemplo [Mateus 5]) e nem por isso deixa de ser considerado cristão. Cristão, para mim, é quem se autodenomina assim. De contrário, se fôssemos avaliar quem segue o que ele disse a risca, ninguém poderia ostentar esse nome.

          • Hugo Saraiva comentou:

            Usando somente os ensinamentos de Jesus, o pecado não leva a morte, os ricos não entram no reino dos céus, ninguém oraria em igrejas, etc. Não vemos nada disso na religião hoje em dia.

  154. PAULO comentou:

    Existem Cristãos que nao são cristãos, e existem ateus que são cristãos

    • FERNANDO MARTINS comentou:

      Deus amou o mundo de tal maneira que enviou o seu filho amado para que todo aquele que Nele CRÊ não pereça mas tenha a vida eterna (Jo 3.16) O ATEU É AQUELE QUE NÃO CRÊ EM DEUS, QUANTO MAIS EM JESUS

      • Hugo Saraiva comentou:

        Seguir a Jesus e crer em Deus não são necessariamente a mesma coisa. Se alguém, embora não acredite na divindade de Cristo, seguir seus ensinamentos, não pode se considerar cristão?

        • FERNANDO MARTINS comentou:

          Não, porque cristão é aquele que crê que Deus veio encarnado, para derramar seu sangue como única forma de abrir o caminho da salvação.

          • Hugo Saraiva comentou:

            Ou seja, testemunhas de Jeová não são cristãos?
            Se você, que é autoridade para decidir isso diz, quem sou eu para discordar.

        • fernando comentou:

          Quem não aceita Jesus como Deus não segue seus ensinamentos.
          Não é possível que Cristo tenha sido simplesmente “bom”, já que Ele mesmo manifestava, em seus discursos, a consciência de ser Deus encarnado. Não só o disse explicitamente, por exemplo, aos fariseus: “Antes que Abraão existisse, eu sou”, como os próprios judeus tinham entendido aonde Ele queria chegar: “Não queremos te apedrejar por causa de uma obra boa, mas por causa da blasfêmia. Tu, sendo apenas um homem, pretendes ser Deus!
          Em Apocalipse, um anjo instruiu o Apóstolo João para que adorasse somente a Deus (Apocalipse 19:10). Nas Escrituras, várias vezes Jesus recebe adoração (Mateus 2:11; 14:33; 28:9,17; Lucas 24:52; João 9:38). Ele nunca reprova as pessoas quando recebe adoração. Se Jesus não é Deus, Ele teria dito às pessoas para não ser adorado, assim como fez o anjo em Apocalipse. Há muitos outros versículos e passagens das Escrituras que atestam a favor da divindade de Jesus.

          A razão mais importante para Jesus ser Deus é que se Ele não o fosse, Sua morte não teria sido suficiente para pagar a pena pelos pecados do mundo inteiro. A bíblia fala que somente Jesus pode pagar o preço de sangue pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.(I João 2:2). Somente Deus poderia pagar preço tão infinito. Somente Deus poderia carregar os pecados do mundo , morrer e ressuscitar, provando Sua vitória sobre o pecado e a morte.

  155. uanderson comentou:

    irmãos, a bíblia nos informa que aquele que é cristão de verdade passará por aflições nesta terra, mas nela se encontra uma promessa de Deus para com nossas vidas. Aquele que resistir estas tribulações não negando ao Senhor Deus como seu salvador. Receberá uma coroa de Glória, viverá para sempre. A nossa luta não é contra os humanos e sim, contra o diabo que veio para matar , destruir e roubar. Não deixe Satanás roubar a sua coroa. Fique atento, não desanime por causa de críticas destrutivas, pois o verdadeiro caminho se encontra com Deus. Que Deus te abençoe de uma forma incomparável. Amém!

  156. Yuri comentou:

    Boa noite!!!
    Caro autor desse tópico….
    Primeiramente gostaria de te parabenizar por esse tópico!!!
    Parabéns parceiro!!!
    Muito bem feito! Bem escrito!!!
    Você conseguiu expressar perfeitamente seu ponto de vista.

    No entanto, você está enganado a respeito de diversos pontos.
    Mas o maior problema com o qual me preocupo e foi o grande motivo que fez eu comentar aqui, não é o fato de você se enganar. O que me preocupa é o fato de você ter 100% DE CERTEZA ABSOLUTA que é detentor DA VERDADE sendo que na verdade não o é!
    Isso não pode não parceiro!
    Considere que TALVEZ você esteja enganado, pois algumas bases suas para a verdade na verdade não são bases concretas, são bases que elas mesmas não dizem serem CERTAS, como a ciência por exemplo.

    Mas enfim, parabéns pelo tópico e continue nessa pegada, sendo quente, Deus vomita os mornos!

    Por fim, gostaria de te convidar para o fórum:
    [link suprimido, porque travesti não é bagunça e eu não vou deixar fazer spam aqui]

    Poste lá sua teoria sobre o mundo, você vai ver como o Espírito Santo de Deus vai fazer cair por terra todas heresias que você tem enraizado dentro de ti! É fantástico!

    Que Deus te abençoe!

    • Marco Gomes comentou:

      A única verdade que eu publiquei no texto é que há evangélicos de vários tipos. Eu tenho certeza absoluta que existem evangélicos de todo tipo. Leia com mais calma, atenção e carinho que você vai entender o que eu quis dizer.

      • Yuri comentou:

        Sua frase:
        “Os fatos da evolução das espécies existem.”

        Eu te pergunto:
        1-Você acredita em Deus?
        2-Você acredita que Deus não mente? Que Deus é fiel?
        3-Você acredita que TUDO que está na Bíblia é verdade?
        4-Você acredita na criação em 6 dias de 24 horas? Lembre-se, está escrito que houve manhã e houve noite.

        Calma ok Marco? Só estou fazendo tais perguntas para ver em qual grupo você se encaixa. Sei perfeitamente que existem cristãos que acreditam no evolucionismo, mas quero identificá-lo para levá-lo a uma reflexão sobre as verdades que estão enraizadas em ti.

        Que Deus o abençoe!

        • Marco Gomes comentou:

          Vou repetir porque tem gente que precisa de repetição:
          Os fatos da evolução das espécies existem, as múltiplas galáxias existem, os diferentes sóis e planetas existem, e muitos evangélicos aceitam isso perfeitamente bem.

          Sim, os fatos da evolução das espécies existem, fósseis, registros históricos, experiências de laboratório… Tudo isso existe.

          O que eu disse está dito, e escrito. E não vou responder as suas perguntinhas, obrg.

  157. Jorge Andrade comentou:

    Como evangélico, por iniciativa própria de conversão, não posso concordar com seu raciocínio. Mas, respeito.

  158. Simplesmente Sensacional. Bravo! Pela primeira vez em minha vida, eu leio uma pregação que realmente valha à pena, em sua totalidade. Como compreender que a minha vida sexual seja da importância de alguém. O que as pessoas, afinal, têm a ver comigo, com as minhas escolhas, ou com a minha forma de ler e interpretar a Palavra de Deus. Discutir sexualidade, religiosamente falando, eu já acho um absurdo. Até porque o meu corpo é problema meu e não dos membros da Religião que eu possa praticar. Se sou virgem ou não, se me masturbo ou não… Se sou ou não fiel ao meu parceiro (a)..É entre Deus e eu! Pela primeira vez, um Pastor completo, absorvido pela razão do amor e da lógica mutuamente. Eu sou exatamente assim. Assim fui, enquanto Evangélico… E, me afastei, por não ter dentro do ambiente que frequentava com fervor, essa prática tão óbvia e correta. Se eu tivesse uma Igreja, assim pregaria. E, certamente, convidaria essa magnânimo Pastor, para Palestras e Pregações, continuamente. – Casé Soares.

  159. Eu aplaudo de pé!
    A Verdade de Deus é o amor. Sempre.

    LEIAM E REFLITAM, SOB A LUZ DA RAZÃO!

    Simplesmente Sensacional. Bravo! Pela primeira vez em minha vida, eu leio uma pregação que realmente valha à pena, em sua totalidade. Como compreender que a minha vida sexual seja da importância de alguém. O que as pessoas, afinal, têm a ver comigo, com as minhas escolhas, ou com a minha forma de ler e interpretar a Palavra de Deus. Discutir sexualidade, religiosamente falando, eu já acho um absurdo. Até porque o meu corpo é problema meu e não dos membros da Religião que eu possa praticar. Se sou virgem ou não, se me masturbo ou não… Se sou ou não fiel ao meu parceiro (a)..É entre Deus e eu! Pela primeira vez, um Pastor completo, absorvido pela razão do amor e da lógica mutuamente. Eu sou exatamente assim. Assim fui, enquanto Evangélico… E, me afastei, por não ter dentro do ambiente que frequentava com fervor, essa prática tão óbvia e correta. Se eu tivesse uma Igreja, assim pregaria. E, certamente, convidaria essa magnânimo Pastor, para Palestras e Pregações, continuamente. – Casé Soares.

  160. Marcelo comentou:

    Valeu, Marco.
    Não é nem um pouco inteligente pensar que todos os evangélicos são iguais, que todos os católicos são iguais, que todos os espíritas são iguais, que todos os muçulmanos são iguais…
    O conhecimento serve para nos livrar da ignorância e da exaltação dos nossos próprios valores. Muitos ainda não descobriram que a idade média acabou há “alguns anos”. Se a patrulha ideológica e a hipocrisia são invencíveis, não é obrigatório aderir a elas. No final das contas, colhemos exatamente o que plantamos.

    Segue link com um texto da excelente Dra. Fátima (médica), publicado no jornal O TEMPO em 30.06.2015:

    http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/f%C3%A1tima-oliveira/a-cara-fascista-da-intoler%C3%A2ncia-religiosa-de-matriz-crist%C3%A3-1.1061839

  161. Danilo comentou:

    O q vc falou se aplica pra nós católicos tb. Na vdd se aplica a qq religião, pois vc falou de pessoas e pessoas discordam entre si, e tem ideias novas, diferentes. Esse é um bom texto sobre como as pessoas são diferentes, independentemente de serem evangélicos ou não.

  162. Alex comentou:

    Marco Gomes. Continue fazendo críticas sobre cinema, viagens, bike… pois como teólogo / sociólo, você está falando somente por si próprio. Hoje você me pareceu aqueles profissionais que fazem tudo, mas conhecem muito pouco de muita coisa. ABS.

  163. Aleister comentou:

    Sou um evangélico super moderno, e por isso acredito que posso me matar, afinal o corpo é meu. Afinal, suicídio está na moda.

  164. Aleister comentou:

    Sou um evangélico super moderno, e por isso acredito que posso me matar, afinal, eu tenho o total controle sobre o meu próprio corpo. O Auto-extermínio ou eutanásia é uma solução bem plausível para casos de doenças degenerativa, e outras que a medicina não possui recursos, pessoas estão sofrendo, por uma sociedade que não aceita e coloca o “inferno” para impor o medo. Cada um interpreta a bíblia de uma forma, afinal ela é cheia de figuras de linguagens mesmo antes de existir a escrita.

  165. DAVID RODRIGUES DE SOUZA comentou:

    Olá internautas.

    Seus comentários são ótimos… estarei orando à DEUS por vocês…

  166. evandro comentou:

    Nao pdemos condenar as pessoas mas podemmos condenar seus erros

  167. Cleia Taciana comentou:

    Áh…se as pessoas fossem convertidas de verdade,realmente amariam assim como você cara…
    Vi alguns comentários aqui tão iguais e ignorantes como sempre…Mas você não…és um dos poucos adoradores que Deus está a procura.Não desista .Nós taxados de não evangélicos amamos
    e somos mal compreendidos pela maioria assim como Jesus também foi.

  168. Jorge Cardoso comentou:

    . Há anos que digo que os evangélicos são perigosos, e sempre me dizem que sou paranoico. Eu só vejo os evangélicos cada vez mais poderosos no país. Já dominam parcialmente o congresso. Já têm o poder executivo em grande número de municípios. Destilam o ódio, o preconceito e seus seguidores cegos fazem tudo que seus líderes ordenam. O jogador de futebol evangélico, através de sua popularidade ajuda a propagar o preconceito de seus líderes. O mesmo faz a celebridade da TV. Esse tipo de descaso com os evangélicos, me lembra a apatia de Roosevelt e Churchil diante do crescimento nazista na Alemanha. “Não podemos interferir na soberania nacional da Alemanha”, diziam eles, enquanto judeus eram perseguidos antes do início da guerra. “Não podemos julgar toda população alemã a despeito de seus líderes políticos”, diziam, assim como ouço hoje dizerem que não se pode julgar toda comunidade evangélica apenas por seus líderes. “Não podemos interferir na liberdade religiosa dos evangélicos” é outro argumento sempre presente, e eles crescem de forma pujante e belicosa por todo território nacional, perseguem membros de outras religiões, homossexuais, ateus e outras minorias. Líderes são minoria, não fazem grandes estragos. Quem o faz é a massa de manobra que eles controlam. Sem ela não são nada. Mas, infelizmente, sabemos que o ser humano em geral age como gado. Fazem o que o outro ao seu lado está fazendo, sem parar para analisar os fatos. A maioria das pessoas vive pela consciência coletiva, e não pela sua própria. É assim acontecem as grandes merdas. Porem, a religião evangélica não é homogênea. As igrejas mais antigas realmente não representam nenhum mal. O problema são as chamadas neo-pentecostais. Aquelas cujos líderes estão no congresso e acreditam sim, que a religião deve sobrepujar o estado. E caso consigam seu intento, minorias estão perdidas.

  169. Jhulia comentou:

    1 Tessalonicenses: 5. 20. não desprezeis as profecias, 21. mas ponde tudo à prova. Retende o que é bom; – Bíblia JFA Offline

    PROFECIAS! E NAO ESCRITURAS.
    ;)

  170. Edmundo comentou:

    EU ODEIO ESSA PUTARIA…PORQUE NÃO VÃO CONGREGAR NUMA IGREJA BATISTA, ADVENDISTA, OU UMA CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL??? LA NÃO O TEM PASTOR E NEM ESSA PUTARIA NÉ? O ANCIÃO COLOCA NO BANCO NÉ? LA NÃO DA PARA VIRAR PASTOR, NÃO DA PARA VIRAR CANTOR(A) E VENDER CD NÉ?
    EVANGÉLICOS DE HOJE, OS HOMENS,A NOITE DE TERNO E GRAVATA,COM A BÍBLIA EM BAIXO DO BRAÇO E DURANTE O DIA BATENDO NAS ESPOSAS,TOMANDO CERVEJA,FUMANDO MACONHA E CHEIRANDO COCAÍNA. AS MULHERES A NOITE DE SAIA, BÍBLIA EM BAIXO DO BRAÇO, E DURANTE O DIA…HUM NEM VOU FALAR NADA……AGORA EU NÃO ENTENDO, SE NÃO COLA COMIGO PQ ESSE POVO ACHA QUE VAI COLAR COM DEUS?
    HOJE NOS TEMOS OS SEGUINTES EVANGÉLICOS
    EVANGÉLICOS GAYS – pastores Marcos Gladstone e Fábio Inácio
    EVANGÉLICOS DOS SURFISTAS – Profeta Tiago, e um tal de Pastor DUDA
    EVANGÉLICOS RADICAIS E VIOLENTOS – Pastor Lúcio Barreto Júnior-conhecido como Pastor Lucinho
    EVANGELICOS ROK AND ROLL – pastor Enok Galvão de Lima.
    E logo estará inaugurando as seguintes igrejas evangélica
    EVANGÉLICOS- AS PROSTITUTAS ABENÇOADAS
    EVANGÉLICOS- OS TRAFICANTES DO PARAÍSO
    EVANGELICOS- ARTISTAS PORNO NO GOZO DOS CEUS
    EVANGÉLICOS – AS PIRI GUETES DO SENHOR
    Em qual o seu perfil se encaixa???….É só escolher e aproveitar no maximo

  171. Paulo Robert Alves Tavares comentou:

    ESTUDE A BÍBLIA , NÃO LEIA COMO ESTIVESSE LENDO UM JORNAL , E ANTES DE LER ORE , POIS ELA TEM A RESPOSTAS PARA SUAS DUVIDAS , POIS DEUS E AMOR , MAIS TAMBÉM E FOGO CONSUMIDOR , POR CONTA DO PECADO A IRA DO SENHOR CAIRA SOBRE A TERRA , QUEM VIVER VERA ,E AI DAQUELE QUE TENTA MUDAR AS ESCRITURA PARA SE BENEFICIAR , PAGARA O PREÇO , E O SALARIO DO PECADO E A MORTE

    • DIRCEU RUY DE LIMA comentou:

      O mais interessante de tudo isso é que DEUS um dia disse em algum lugas nas escrituras que como o SENHOR ELE não foi inteiramente conhecido, e em outros trechos diz que o povo DELE perece por falta de conhecimento.
      Tenho lido muitos comentários que merecem mui respeito, outros se desprezam asi mesmos com suas próprias palavras.
      Mas a grandiosidade deste DEUS que tanto me assusta, é quando ELE próprio define o seu estilo e até perecendo com raiva quando que querendo explicar a grandiosidade de suas leis e modos de agir, DEUS DIZ mais ou menos assim em isaias: porque é mandamento sobre mandamento, mandamento sobre mandamento, é regra sobre regra regra sobre regra, um pouco aqui e um pouco ali e depois de mais algumas palavras DEUS DIZ para que vão caiam e se elassem e se percam.
      e por isso eu temo muito certos julgamentos, pois este texto bíblico me traz à memória o perigo de classificar os outros, pois dá se a entender que o certo muitas vezes está errado, e o errado muitas vezes está certo, e tudo depende da pessoa, da circunstancia, da razão, da intenção, do modo de sentir e de agir, e DEUS está olhando para tudo isso buscando exatamente o mas profundo sentimento e intenção de cada palavra e de cada ação de cada um e só DEUS sabe a verdadeira razão de cada um quando escreve, quando lê, ou quando interpreta cada palavra.
      Na verdade eu só quero viver como um eterno aprendiz que sou e como um bom aluno não ser reprovado por tolices que eu venha a cometer, mas sim lutar eternamente contra os meus erros, buscando sempre alcançar com este DEUS coração sábio.

  172. Irene Gomes comentou:

    Gostei muito. Pena que, nesses 14 anos, depois de passar por 3 igrejas, não encontrei um irmão com as características citadas. Bom saber que existem. Tudo de melhor pra você! Abração

  173. maria helena comentou:

    A tradição é importante.

    Como declaração sobre as bases da doutrina da Igreja, este comentário pode não soar muito surpreendente. Aliás, ele é bastante óbvio para os fiéis católicos e ortodoxos. Mas ele também evoca um grande paradoxo que existe no pensamento de uma numerosa e influente parcela dos cristãos do mundo inteiro: os evangélicos. Por mais surpresos e até chocados que eles possam ficar ao ouvir ou ler isto, o fato é que os evangélicos são muito mais católicos do que eles imaginam.

    Os evangélicos se orgulham do alicerçar a sua fé somente na Bíblia. Este, afinal, é o núcleo da doutrina da “sola scriptura”, proposta pela reforma protestante. Se você acompanhar um debate evangélico, verá que esta questão não demora quase nada para surgir: “Onde é que esta afirmação consta na Bíblia? Indique o capítulo e o versículo”.

    E aí é que está o problema. Os evangélicos acreditam de modo irrenunciável em doutrinas centrais da fé que não podem se basear simplesmente na escritura, pois se desenvolveram na tradição da Igreja. Depois de formulada uma crença, caso se queira, é possível pinçar versículos bíblicos para ampará-la, mas nunca se chegaria a essas posições doutrinárias por meio das escrituras sozinhas.

    O exemplo mais óbvio é a própria Trindade, que os evangélicos consideram uma crença fundamental para qualquer cristão. No entanto, ela não aparece explicitamente na Bíblia. A sua única base bíblica é aquilo que ficou conhecido como “os parênteses joaninos”, uma menção abertamente trinitária feita em 1 Jo 5, 7-8, passagem consagrada no texto da Bíblia do rei James, de 1611. Mas os estudiosos sabem há séculos que aquelas palavras foram inseridas muito tardiamente no texto original. Nenhum escritor sério as cita hoje como autênticas.

    Deixar esses parênteses de lado não gera dificuldade alguma para quem acredita na Trindade, que é uma doutrina muito arraigada na tradição da Igreja. A doutrina foi abraçada pelos cristãos no segundo século, em especial por padres apostólicos como Inácio e Justino Mártir. Falar de tradição da Igreja não significa, é claro, que tais figuras inventaram doutrinas para satisfazer os seus próprios propósitos obscuros. Ao contrário, como os teólogos católicos e ortodoxos sempre destacaram, a Igreja foi e é guiada pelo Espírito Santo. Sem essa crença no poder da tradição contínua, porém, como é que se poderia justificar a própria doutrina da Trindade?

    Sem tradição da Igreja, sem Trindade.

    Também é fundamental para os evangélicos a crença na encarnação de Cristo. O Novo Testamento nos permite formar ideias, é claro, sobre a divindade de Cristo e sobre o fato de Ele ter se tornado homem. No entanto, basear-se nesses textos bíblicos deu aos primeiros crentes uma enorme margem de manobra no tocante ao entendimento de qual seria a relação entre o humano e o divino. Cristo era literalmente Deus caminhando sobre a terra em forma humana? Ou será que a divindade “desceu” sobre Jesus em algum momento da sua vida terrena, presumivelmente no batismo, para depois abandoná-lo na hora da crucificação? Os cristãos discutiram sobre essas doutrinas complexas ao longo de séculos e só as estabeleceram no Concílio de Calcedônia, no ano de 451. Em outras palavras, trata-se uma doutrina definida por meio do debate no seio da Igreja, com base na escritura e na tradição, sob a orientação do Espírito Santo.

    Sem tradição da Igreja, sem doutrina da Encarnação.

    Os protestantes sempre tiveram a Igreja primitiva em alta estima. Ilustres estudiosos evangélicos publicaram obras sobre os primeiros padres. Em língua inglesa, por exemplo, a editora evangélica IVP apresentou uma série maravilhosa de volumes sob o título “Ancient Christian Commentary on Scripture” [“Comentários do cristianismo primitivo sobre as escrituras”]. Dito isso, os evangélicos ainda rejeitam o uso da sabedoria da Igreja dos primeiros séculos para estabelecer a doutrina.

    1 – 212»

  174. Adelaide comentou:

    Sim, há evangélicos que são “liberais”, progressistas e há outros que se firmam na palavra de Deus como regra de fé e prática. Graças a D
    eus eu faço parte desse segundo grupo…

  175. Adriano Magalhães comentou:

    E Jesus, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos;
    E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo:
    Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;
    Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;
    Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;
    Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;
    Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;
    Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
    Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
    Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;
    Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.
    Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.
    Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.
    Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;
    Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.
    Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.
    Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim abrogar, mas cumprir.
    Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais passará da lei, sem que tudo seja cumprido.
    Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.
    Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.
    Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; mas qualquer que matar será réu de juízo.
    Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e qualquer que disser a seu irmão: Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno.
    Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,
    Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta.
    Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão.
    Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil.
    Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério.
    Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.
    Portanto, se o teu olho direito te escandalizar, arranca-o e atira-o para longe de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.
    E, se a tua mão direita te escandalizar, corta-a e atira-a para longe de ti, porque te é melhor que um dos teus membros se perca do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.
    Também foi dito: Qualquer que deixar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio.
    Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de fornicação, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério.
    Outrossim, ouvistes que foi dito aos antigos: Não perjurarás, mas cumprirás os teus juramentos ao Senhor.
    Eu, porém, vos digo que de maneira nenhuma jureis; nem pelo céu, porque é o trono de Deus;
    Nem pela terra, porque é o escabelo de seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei;
    Nem jurarás pela tua cabeça, porque não podes tornar um cabelo branco ou preto.
    Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna.
    Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente.
    Eu, porém, vos digo que não resistais ao mau; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra;
    E, ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa;
    E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas.
    Dá a quem te pedir, e não te desvies daquele que quiser que lhe emprestes.
    Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo.
    Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;
    Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
    Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?
    E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim?
    Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.
    Mateus 5:1-48

  176. Mozart comentou:

    Ótimo texto, a prova que existe vida inteligente e CRISTÃ entre os evangélicos.

  177. Náy comentou:

    Parabéns pelo texto!Quem dera se todos os evangélicos fossem como você!Mas, infelizmente, são excessões.O que mais vemos por aí são fundamentalismo, distorções.Por isso me afastei da igreja.Mas não é fácil.Falto ser apedrejada para voltar.É uma tristeza.

    • DIRCEU RUY DE LIMA comentou:

      Confirmo e confesso que desde que apliquei meu coração a entender e apor em prática a vontade DEUS e não a prática ensinada em todas as igrejas, tenho padecido muito e até mesmo fui expulso da igreja evangélica que frequentei, e por isso voltei a ser católico, mas o desprezo e e o pouco caso de lutar e por em prática o reino de DEUS aqui neste inferno é quase impossível, mas poderoso é aquele que me ajuda, e me escondo de todos quanto posso, e nem mesmo gosto de sair de casa, pois a vida complica demais, sou autônomo, e mesmo sendo um trabalhador solitário, assim mesmo sofro os desprezos, mas até hoje não encontrei alguém que pudesse me afirmar que meu caminho está errado, porém só quero ter a certeza de que no fim da minha carreira eu não seja reprovado como um inútil. perdoem me se a minha escrita não é um Best seler, mas eu só escrevo isso porque se existir alguém que aceite o sofrimento assim como eu, o que quero é só confortar o irmão que de todo coração queira servir o reino de DEUS no reino do inferno aqui, pois viver o inferno no céu, é o maior de todos os desafios, e na verdade é desfio para verdadeiros campeões, DEUS VOS ABENÇOE…

  178. Manoel.s.cruz comentou:

    OLÁ AMADO DE CRISTO SER EVANGÉLICO É AQUELE QUE EVANGELIZA E SER CRISTÃO É SER IMITADOR DE CRISTO A DOIS TIPOS DE PERSONALIDADE UM É FALAR O QUE ESTÁ ESCRITO E OUTRO É VIVER O QUE ESCRITO ESTÁ. VAMOS COMEÇAR COM O QUE ESCRITO ESTÁ! (1)JOÃO CAPITULO 1 VERSOS 1 DIZ NO PRINCIPIO ERA O VERBO E O VERBO ESTAVA COM DEUS E O VERBO ERA DEUS, VERSOS 2 DIZ ELE ESTAVA NO PRINCIPIO COM DEUS VERSOS 3 DIZ TODAS AS COISAS FORAM FEITAS POR ELE E SEM ELE NADA DO QUE FOI FEITO SE FEZ; ENTÃO QUEM ERA O VERBO OU MELHOR DIZER QUEM ERA A PALAVRA COM CERTEZA FOI CRISTO.E QUANDO A BIBLIA DIZ QUE PERECEMOS POR FALTA DE CONHECER A PALAVRA E TI PERGUNTO QUEM É APALAVRA? JESUS DISSE QUE ELE NÃO VEIO PARA DESFAZER A LEI MAIS SEM PARA COMPRILA NO LIVRO DO GÊNESIS CAPITULO 1 VERSOS 27 DEUS CRIOU O HOMEM CONFORME A SUA IMAGEM O CRIOU MACHO E FÊMEA TALVEZ QUEM SABE AGUEM INTERPRETE DIFERENTE MAIS ESTÁ BEM CLARO NO VERSO 28 QUE SE FALA HOMEM E MULHER E DEUS OS ABENÇOOU E DEUS LI DISSE FRUTIFICAI E ENCHEI A TERRA SEM MUITAS DELONGAS VAMOS LÁ BARA APOCALIPSE 22 VERSO 13 DIZ EU SOU O ALFA E O ÔMEGA O PRINCIPIO E O FIM O PRIMEIRO E O DERRADEIRO. OLHE AQUI FALANDO DE NOVO DO PRINCIPIO COMO FALA EM 1 JOÃO,AGORA VAMOS LÁ FALAR DOS GAY OU MELHOR DIZER AFEMINADO CORINTIO (6) VERSOS 10 NÃO ERREIS: NEM OS DEVASSOS,NEM IDÓLATRAS,NEM OS ADÚTEROS,OS EFEMINADOS,NEM OS SODOMITAS,NEM OS LADROES,NEM OS AVARENTOS,NEM BÊBADOS,NEM OS MALDIZENTES,NEM OS ROUBADORES HERDARÃO O REINO DE DEUS.JESUS DISSE QUE VEIO PARA OS DOENTES NÃO ESTO CHAMANDO OS GAY DE DOENTES NÃO O QUE QUERO DIZER É QUE JESUS VEIO PARA AQUELES QUE PRECISA DELE ATE ELE MESMO DISSE QUE O CONHECER NÃO E PARA TODOS EM LUCAS (8) VERSO 10 DIZ A VÓS É DADO O CONHECER OS MINISTÉRIO DO REINO MEU AMADO FALAR DO EVANGÉLIO TODOS NOS FALAMOS MAIS VIVER O EVANGÉLIO É SÓ PARA QUEM É CRISTÃO QUERER SABER MAIS COMPRE UMLIVRO POR NOME CHAVE BIBLICA

  179. ALTAIR comentou:

    Levítico 18:22 “Não te deitarás com varão, como se fosse mulher; é abominação”.

    Romanos 1:26-28, “Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural no que é contrário à natureza; semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para como os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro. E assim como eles rejeitaram o conhecimento de Deus, Deus, por sua vez, os entregou a um sentimento depravado, para fazerem coisas que não convêm”.

    Levítico 20:13, “Se um homem se deitar com outro homem, como se fosse com mulher, ambos terão praticado abominação; certamente serão mortos; o seu sangue será sobre eles”.

    • DIRCEU RUY DE LIMA comentou:

      colar texto bíblico é muito fácil…eu quero ver é viver , praticar, e ensinar a própria experiência de vida que é exatamente o que JESUS viveu e praticou, e por isso foi colocado na cruz, porisso por favor se não sabem falar da experiência de vida, escrevam só uma linha e eu entenderei…

      • MANOEL CRUZ comentou:

        suas respostas está escritas no livro de tiago cap.(1)versos:22 e sede cumpridores da da palavra,não somente,ouvinte enganando-vos com falsos discursos falo o que vivo pois não quero ser pego de surpreza na quele
        grande dia

        • DIRCEU RUY DE LIMA comentou:

          fico feliz por saber que alguém me entende, pois estou farto do desprezo dos insensatos, pois ELE (DEUS) disse: aquele que fez o olho não verá?, e o que fez o ouvido não ouvirá?, e o que fez a boca não se calará?, e ao que deu ao homem o entendimento entende todas as coisas…agradecido.

  180. Luzia Rodrigues de Paiva comentou:

    É uma pergunta, toda pessoa antes de aceitar a cristo como salvador. Tem demônios? Baseado no texto que fala quando o crente deixa Cristo volta sete demônios, encontra a casa vazia. Eu tenho dúvidas. E preciso de uma resposta. Aguardo.

    • DIRCEU RUY DE LIMA comentou:

      nem sempre existe demônios em quem não está com cristo, mas a possibilidade de ter demônio se torna maior a cada dia que passa, pois basta o demônio encontrar a possibilidade de iniciar uma obra na vida deste ou desta, mas nesse meio tempo se buscares a DEUS O TEU CRIADOR E SENHOR, então com certeza estarás livre de ser uma presa do demônio, mas lembre-se que o diabo anda furioso buscando a todo instante quem ele possa tragar, e o que digo JESUS disse vigiai sempre.

  181. Diony Mcfly comentou:

    Fazer juízo de valores não é julgar meu caro… Nada a ver seu texto. Acontece que há valores inegociáveis. Só isso. Isso tudo.

  182. Muriel comentou:

    Assegurou-lhes Jesus: “Eu Sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim.” Só devo “explicações” para Jesus, meu Senhor e Salvador, acho uma vergonha esses “crentes” que ficam apontando o dedo um pro outro… Se eu estiver errado o problema é meu, eu me entendo com Deus. Ele não nos deu o livre arbítrio atoa, se Ele quisesse que todo mundo fosse igual, não teria feito isso. Cabe a nós, todos pecadores, abraçar as nossas diferenças e buscar ao Senhor, lembrando que a salvação é individual, não dá pra levar ninguém na marra.

    • DIRCEU RUY DE LIMA comentou:

      concordo piamente e assino em baixo que essa liberdade pertence a todos de igual maneira e modo, e que cada um prestará a conta de si mesmo ao criador e Senhor nosso, desejo a ti e a tua família muita paz e bênção, e eu cuido que essa minha liberdade nunca seja motivo de vergonha, e por isso vigio, mas às vezes sou mau interpretado, mas o que interessa é que eu prestarei conta de mim mesmo e não de outrem.. DEUS TE ABENÇOE MEU IRMÃO…

      • Muriel comentou:

        Amém irmão, pra você também que Deus te abençoe muito, é difícil viver em tempos onde qualquer passo em falso o mundo cai nas nossas costas nos acusando e dizendo que iremos queimar no inferno, que Deus tenha misericórdia de nós e nos dê sabedoria para agir com cautela. Um abraço!

  183. Cícero do nascimento comentou:

    Na moral mais as escrituras falam o que Deus revelou aqueles homens lá e eles relatam.Isso quer dizer que o tempo que os cientistas estimam que a terra surgiu é o mesmo…Deus é o cientista.

    • DIRCEU RUY DE LIMA comentou:

      apesar de não entender o que o irmão quis dizer, mas eu aprovo de que o grande cientista e senhor de toda vida de todo ser que respira é o único criador do céu e da terra; porém eu gosto muito de suas palavras quando ELE DISSE aquele que fés o olho não verá?, e aquele que fés o ouvido não ouvirá? e aquele que deu entendimento ao homem não conhece todas as coisas? e aquele que fez a boca por acaso se calará?, assim eu o respeito, não por isso, mas por causa de SUA SANTIDADE, e no temor DELE é que eu vivo, e assim que DEUS TE ABENÇOE MUITO E SEMPRE, amém…

  184. Luiz Pereira comentou:

    Parabéns meu irmão.
    Seus relatos são bem diferentes e muito convincentes de que você não é um Protestante bitolado como muitos que nós conhecemos. Que fazem dos templos um meio de vida e pouco praticam dos verdadeiros ensinamentos do Cristo. Daqueles que a procura de bens materiais “pagam a Deus” para obterem retorno financeiro. A famosa Teoria da Prosperidade e sabemos que não é assim que funciona pois caixão não tem gavetas e o que levamos daqui é o bem praticado ao nosso próximo. Este sim é o verdadeiro tesouro
    Não sou protestante. Sigo a Doutrina Espírita por me sentir bem e é assim que devemos ser pois Deus é nosso único Pai independente de que religião professe não existe um Deus que tenha criado o homem e outro que tenha criado o universo e, portanto, temos um único criador. Responsável por tudo que conhecemos.
    Abraços fraternos.

  185. BELARMINO GONCALVES comentou:

    A CRISTAOS QUE NASCERAM DE NOVO ATRAVES DE JESUS CRISTO…
    HA CRISTAOS QUE NAO NASCERAM DE NOVO E NAO ENTENDEM NADA DA BIBLIA.
    SEM DISCUÇÃO.

    • DIRCEU RUY DE LIMA comentou:

      entre um e outro eu respeito os dois, porém acredito que o Criador e Juiz de tudo vai trazer a juízo todas as coisas, até mesmo as mais ocultas, porisso temo muito pela vida em que vivo hoje, pois penso que eu prestarei conta de mim e não de outrém, mas o pior de tudo que eu sei, é que se eu der um modelo errado de existência, e outros me seguirem, eu serei culpado pelos meus erros e o pior é que eu levarei outros à perdição, PORISSO TEMO MUITO, e não quero andar errado, e que DEUS VOS ABENÇOE SEMPRE…

    • Luiz Pereira comentou:

      Primeiramente percebe-se ser pessoa totalmente sem condições de diálogo por não ter discernimento e muito menos ser conhecedor da Bíblia como tal se intitula. Percebe-se também ser BITOLADO, diferente do autor do texto.
      É lamentável ver pessoas que não sabem dialogar sobre o que acreditam pois seguem somente o que leem e não procuram se aprofundar no significado da leitura.
      Lamentável também é ver pessoas comprando toalhinhas com suor do pastor, meias que o pastor calçou, ver pessoas acreditando que Deus cobra pelo que nos dá e principalmente, ver pessoas que frequentam igrejas e não praticam nada de bom. Não exercem a caridade e o amor ao próximo. Lamentável ver pessoas como você.
      Quer discutir a Bíblia comigo? Quer criar um canal em que possamos passar a limpo a Bíblia?
      Estou a disposição.
      Passar bem.

    • Luiz Pereira comentou:

      Amigo, boa noite.
      Primeiramente percebe-se ser pessoa totalmente sem condições de diálogo por não ter discernimento e muito menos ser conhecedor da Bíblia como tal se intitula. Percebe-se também ser BITOLADO, diferente do autor do texto.
      É lamentável ver pessoas que não sabem dialogar sobre o que acreditam pois seguem somente o que leem e não procuram se aprofundar no significado da leitura.
      Lamentável também é ver pessoas comprando toalhinhas com suor do pastor, meias que o pastor calçou, ver pessoas acreditando que Deus cobra pelo que nos dá e principalmente, ver pessoas que frequentam igrejas e não praticam nada de bom. Não exercem a caridade e o amor ao próximo. Lamentável ver pessoas como você.
      Quer discutir a Bíblia comigo? Quer criar um canal em que possamos passar a limpo a Bíblia?
      Estou a disposição.
      Passar bem.

      • DIRCEU RUY DE LIMA comentou:

        puxa vida cara percebo que é homem muito sábio e grande entendedor da vida e de DEUS, FICO FELIZ POR SABER QUE EXISTE GENTE SANTA ASSIM NO MUNDO EM MEIO A TANTAS MALDIÇÕES, PARABÉNS E QUE deus TE ABENÇOE SEMPRE…

        • Luiz Pereira comentou:

          Sr. Dirceu, bom dia.
          Lamento o inconveniente mas reporto que as mensagens enviadas foram direcionadas ao outro Sr.Belarmino que comentou um post meu de maneira pouco educada. Não leve em consideração os meus comentários em seu perfil pois cometi o erro de encaminhar as respostas indevidamente para você.
          Peço perdão pelas palavras mas tenha a certeza de que não destinadas a sua pessoa que, como vi no comentário trata-se de uma pessoa centrada e educada.
          Mais uma vez te peço perdão.

          Grato.

          • DIRCEU RUY DE LIMA comentou:

            entendi e fico mais satisfeito, pois vejo agora que é honesto, sem mais agradeço e desejo as bênçãos de DEUS O SENHOR E CRIADOR do céu e da terra.

  186. André comentou:

    Eu não sou evangélico sou Cristão que aceitei a Jesus como meu Salvador e sou moldado pelo Espirito Santo a cada dia.nesse Mundo de horror.

    • PSCHONROCK comentou:

      A PALAVRA CORRETA NÃO É RESPONDER E SIM COMENTAR O BLOG, ONDE ESTÁ? Primeiramente eu não aprovo nada que a Bíblia Sagrada (que é a fiel palavra de Deus)não aprova, e que também o SENHOR NOSSO DEUS não aprova; tudo o que é abominável a Deus eu não aceito e não aprovo (Romanos 1:32).OUTRO COMENTÁRIO GERAL: A pior situação de um ser humano não é ele ser pobre e humilde, trabalhador sincero e honesto, sofredor na necessidade de leite e pão, sofredor na necessidade de roupas e agasalhos, sofredor na necessidade de dinheiro para comprar a casa própria; e sofredor na necessidade de dinheiro para cobrir despesas, taxas e impostos governamentais. Isso tudo é óbvio que aconteça. Mas não somente digo como afirmo que a pior situação mesmo é: Ser tudo isso que citei acima, mais ainda debaixo da injustiça dos homens; porque eu os vejo e exergo, escuto e os ouço, “cheiro o mal” deles e os percebo. Porque fazem leis pesadas com fardos pesados, que nem mesmo eles com os seus dedos as consigam tocar, quem dirá carregá-las. Fazem-se doutores na lei dos homens, não as cumprindo e devorando os que as cumprem; ignorando as leis de Deus, pisando naqueles que seguem, não somente as leis como também os caminhos desses; procurando ser moralistas, sem um só pingo de moral, sem darem glórias a Deus em tudo. Porque vivem devassos nas próprias leis, usufruindo do salário do pobre assalariado o parasitando, certamente que Deus abriu a porta do inferno a todos esses. Enquanto o trabalhador pobre e humilde trabalha oito horas ao dia em todos os dias, vezes também trabalhando nos sábados, vezes também trabalhando nos domingos, vezes também procurando “fazer bicos” a noite para dar vida melhor aos seus filhos; os injustos trabalham somente em meio expediente, nem aparecem para trabalhar e já saem na sexta feira em direção às praias, ganham salários altíssimos de campanhas eleitorais e cumprimento de eleição, salários de nomeações injustas de “cabide de emprego”, “salário de confiança”; enfim: as vezes somente “batem pontos”; e não sabem que estão sendo filmados e carimbados por Deus e já condenados ao inferno. Tais injustos vivem debaixo de privilégios, mordomias, folgas, e férias, além do que é necessário; além do que é a lei, mesmo a lei sendo lei de homens.Quando um trabalhador que é mais humilde, ou um simples coitado assalariado solicita um favor, tipo assim: – Eu preciso de quatro dias para ir ver meus pais; (ou) eu preciso de quatro dias para ir a um congresso de oração a Deus; pois estou precisando que Ele me socorra nas minhas aflições, por causa das injustiças que estou sofrendo, também para que eu não caia em tentação e fique depressivo (a) e desfaleça. Conclusão: o favor é descontado das férias, e se não paga nas férias leva falta sem piedade. Injustos vivem nos deleites desse mundo pecador, são amantes de si mesmos; com carros, casas, casas na praia, tudo com avareza e luxo; esquecendo o amor de Deus e nem se importando em lhe dar glória, pois sabem que são desonestos perante Ele, sabem que pelas suas consciências não tem parte com Deus, e vão para o inferno se não se arrependerem dos seus pecados. Falo a verdade do que “vê meu nariz”. Está escrito: – Ai daquele que tocar num só fio de cabelo de um ungido do Senhor, porque foi profetizado que sou o Atalaia (profeta), portanto sou obrigado a avisá-los, tanto ao ímpio e pecador como também ao justo que tropeça e cai (Ezequiel 3: 17-21). Assim diz o Senhor: Não admitirás falso boato, e não porás a tua mão com o ímpio, para seres testemunha falsa; não seguirás a multidão para fazeres o mal; nem numa demanda falarás, tomando parte com a maioria para torcer o direito (Êxodo 23: 1-2). Não perverterás o direito do teu pobre na sua demanda; de palavras de falsidade te afastarás, e não matarás o inocente e o justo; porque não justificarei o ímpio. Também suborno não tomarás; porque o suborno cega os que têm vista, e perverte as palavras dos justos (Êxodo23:6-8). Pois não deixarás a minha alma no inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção (Salmos 16:10). Eia, pois, agora vós, ricos, chorai e pranteai, por vossas misérias, que sobre vós hão de vir. As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão comidas de traça. O vosso ouro e a vossa prata se enferrujaram; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós, e comerá como fogo a vossa carne. Entesourastes para os últimos dias. Eis que o jornal dos trabalhadores que ceifaram as vossas terras, e que por vós foi diminuído, clama; e os clamores dos que ceifaram entraram nos ouvidos do Senhor dos exércitos. Deliciosamente vivestes sobre a terra, e vos deleitastes; cevastes os vossos corações, como num dia de matança. Condenastes e matastes o justo; ele não vos resistiu. Assim diz o Senhor: Ai daquele que edifica a sua casa com injustiça, e os seus aposentos sem direito, que se serve do serviço do seu próximo sem remunerá-lo, e não lhe dá o salário do seu trabalho (Jeremias 22:13). Mas os teus olhos e o teu coração não atentam senão para a tua avareza, e para derramar sangue inocente, e para praticar a opressão, e a violência (Jeremias 22:17). Ai daqueles que nas suas camas intentam a iniqüidade, e maquinam o mal; à luz da alva o praticam, porque está no poder da sua mão! E cobiçam campos, e cobiçam casas, e arrebatam-nas; assim fazem violência a um homem e à sua casa, a uma pessoa e à sua herança (Miquéias 2:1-2). Eu os vejo e os percebo tudo perante os meus olhos. Portanto, assim diz o SENHOR: Eis que projeto um mal contra esta família, do qual não tirareis os vossos pescoços, e não andareis tão altivos, porque o tempo será mau. Naquele dia se levantará sobre vós um provérbio, e se lamentará pranto lastimoso, dizendo: Nós estamos inteiramente desolados; a porção do meu povo ele a troca; como me despoja! Tira os nossos campos e os reparte (Miquéias 2:3-4)! Jesus Cristo disse aos seus discípulos: É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem (Lucas 17:1)! Jesus Cristo continua aconselhando, dizendo e afirmando: Todas as coisas, pois, que vos disserem que observeis, observai-as e fazei-as; mas não procedais em conformidade com as suas obras, porque dizem e não fazem (Mateus 23:3); Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem aos ombros dos homens; eles, porém, nem com o dedo querem movê-los (Mateus 23:4); Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que fechais aos homens o reino dos céus; e nem vós entrais nem deixais entrar aos que estão entrando (Mateus 23:13); por isso sofrereis mais rigoroso juízo. Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós (Mateus 23:15);Condutores cegos! que coais um mosquito e engolis um camelo (Mateus 23:24); Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que limpais o exterior do copo e do prato, mas o interior está cheio de rapina e de iniqüidade(Mateus 23:25). Fariseu cego! limpa primeiro o interior do copo e do prato, para que também o exterior fique limpo(Mateus 23:26). Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda a imundícia(Mateus 23:27). Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas interiormente estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade (Mateus 23:28). Serpentes, raça de víboras! como escapareis da condenação do inferno (Mateus 23:33)? Portanto, eis que eu vos envio profetas, sábios e escribas; a uns deles matareis e crucificareis; e a outros deles açoitareis nas vossas sinagogas e os perseguireis de cidade em cidade (Mateus 23:34). Fiquei sabendo que um empresário que conseguiu casa de luxo na capital, casa de luxo no litoral, carros de luxo; enfim se deleitava no dinheiro. Um dia esse resolveu freqüentar uma grande igreja em São Paulo, conhecida internacionalmente (não vou citar o nome dela), “dando o dízimo do que possuía”, e também ofertas, conclusão: perdeu tudo e ficou na miséria. Então inconformado foi falar pessoalmente com o pastor e disse: Eis que freqüento essa igreja, mas ao invés de progredir mais, eu perdi e perdi tudo, o que está acontecendo? O pastor respondeu que iria orar e entrar em contato com Deus para obter uma resposta verdadeira a respeito do “suposto fiel servo” de Deus. Quando então o indivíduo foi novamente ter com o pastor, o mesmo o chamou para uma conversa em particular e disse: O teu dinheiro e tudo o que possuías era fruto de corrupção! – Quero que me confirmes sim ou não? Porque Deus tudo vê e tudo sabe. O ex empresário confirmou que era mesmo fruto de corrupção e roubo; visto que não podia mais esconder; o pastor por vez então o aconselhou a se arrepender, porque Deus não é brincadeira e não se deixa escarnecer, e muito menos com dinheiro indevido que é fruto de roubo e corrupção. Para conseguires novamente ser empresário, terá que devolver quadruplicado tudo o que de teu próximo tiraste. Eu senti em meu coração a pergunta e resposta de Jesus Cristo para aquele que sofre muito debaixo de falsos, injustos e corruptos. – És tu falso? – Não?! Então não entres na questão e conselho dos falsos, evites o caminho dos falsos, e tomes cuidado para não te assentar na roda deles! És tu injusto? – Não?! – Então não entres na questão e conselho dos injustos, evites o caminho dos injustos, e tomes cuidado para não te assentar na roda deles! – És tu corrupto? Não?! – Então não entres na questão e conselho dos corruptos, evites o caminho dos corruptos, e tomes cuidado para não te assentar na roda deles! – Porque todos esses se espalharão e não subsistirão, e não herdarão a vida eterna! Porque também o caminho desses perecerá! O LIVRO CONTINUARÁ…….

      • DIRCEU RUY DE LIMA comentou:

        cara você escreveu muito, mas muito mesmo e o mais importante é que é a mais pura realidade, e nenhuma mentira, respeito e assino em baixo, mas é como dar murro em ponta de faca…DEUS TE ABENÇOE…

  187. PSCHONROCK comentou:

    Marco Gomes é um visionário da tecnologia (há 20 anos, já sofri muitos preconceitos).Preconceitos do que mesmo??? Não entendi, explique melhor.
    Então vamos lá: Por que o SENHOR NOSSO DEUS destruiu Sodoma e Gomorra? Destruiu porque o homem mantinha relação sexual com o homem, e a mulher mantinha relação sexual com a mulher (eu nunca vi esses falarem que são evangélicos e ou cristãos). Leiam todo o primeiro capítulo de Romanos, principalmente o de Romanos 1:32 e entenderão. Não te deitarás com varão, como se fosse mulher; é abominação (Levítico 18:22). Se um homem se deitar com outro homem, como se fosse com mulher, ambos terão praticado abominação; certamente serão mortos; o seu sangue será sobre eles (Levítico 20:13). Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os EFEMINADOS, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus (1 Coríntios 6:10). E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que PODE FAZER PERECER NO INFERNO a alma e o corpo. Leiam sobre choro e ranger de dentes (tormento eterno). E, se a tua mão te escandalizar, corta-a; melhor é para ti entrares na vida aleijado do que, tendo duas mãos, ires PARA O INFERNO, para o fogo que nunca se apaga, Onde o seu bicho não morre, e o fogo nunca se apaga. E, se o teu pé te escandalizar, corta-o; melhor é para ti entrares coxo na vida do que, tendo dois pés, seres LANÇADO NO INFERNO, no fogo que nunca se apaga; Onde o seu bicho não morre, e o fogo nunca se apaga. E, se o teu olho te escandalizar, lança-o fora; melhor é para ti entrares no reino de Deus com um só olho do que, tendo dois olhos, seres lançado no FOGO DO INFERNO, Onde o seu bicho não morre, e o fogo nunca se apaga (Marcos 9: 43-48. AÍ ESTÁ O ALERTA!!!

    • DIRCEU RUY DE LIMA comentou:

      respeito muito o teu comentário, mas temo muito entrar nesse assunto, pois há um dito popular que diz nem tudo é o que parece, porisso penso muito nesse terrível perigo de classificação, mas respeito, pois assim como o lobo se disfarça de cordeiro, o cordeiro também pode parecer um lobo de-repente, te desejo muita paz e a bênção de DEUS…

    • Leo Natura comentou:

      Então, você quer usar duas cidades míticas como justificativa pra impor regras a toda a Humanidade?
      Bom, se alguém é judeu, cristão ou muçulmano e segue a linha fundamentalista dessas religiões (como é o seu caso), entende-se que ele pense assim. Mas, pra você não importa se a pessoa é judia, cristã, muçulmana ou praticante de outra religião: ela simplesmente TEM que acreditar cegamente numa passagem mítica mencionada pela Bíblia.
      Isso vale pros ateus também? Aliás, sabia que pros ateus a Bíblia é só um livro de mitologia?
      Acho que você não consegueria entender isso. Afinal, você não consegue nem sequer entender que a Humanidade não é composta só por judeus, cristãos e muçulmanos!

      Obs.: Não sou ateu!

  188. Sonia comentou:

    Sou espírita kardecista, quero te parabenizar pela atitude raciocinada, tem todo o meu respeito! Paz e Luz!

  189. Cawan comentou:

    👏👏👏👏👏
    Obj, por abrir minha mente…escreveu muito bem

  190. Lulu Silva comentou:

    Seu texto foi excelente. Exceto o último parágrafo!

  191. LINDA OLIVEIRA comentou:

    Não entendi,” chuveu no molhado”. Eu antes de me converter frequentei várias religiões, e nelas há quem aprova aborto e as que não aprovam, a quem aprova sexo fora do casamento e as que não aprovam, etc… Como Cristãos Evangélicos, tem aqueles que estão à margem do que a Bíblia diz, mas tem os que, como eu, buscam segui-la o máximo possível, pois somos falhos; Nós não temos preconceito contra gays e etc…, já vi gays dentro de igreja evangélicas, e eles são tratados muito bem, já vi prostitutas que se converteram e hoje tem uma vida abençoada; porque ele são seres humanos, seguindo por caminhos que Deus abomina, não somos nós que falamos isto; é Deus. Apenas queremos que eles entendam isto, que eles estão fazendo mal a eles mesmos. TUDO que o homem faz, seja bom ou mau geram consequências. Deus é o criador de todas as coisas, e Ele nos deixou regras para sermos felizes. Eu tenho experiências incríveis com Jesus, como eu gostaria que os gays, os adúlteros, os fornicadoras, as prostitutas, os alcoólatras. os viciados em drogas, etc… vivessem estas experiências também, mas para isto há regras, condicionamentos, primeiro é aceitar Jesus como seu ÚNICO e SUFICIENTE SALVADOR; deixar Jesus transformar a sua vida, colocar tudo no lugar certo, e ELE é poderoso para fazer quando alguém decidi entregar completamente a sua vida nas mãos Dele. Deus ama o pecador mas não negocia com o pecado. Entendeu. Abç

    • Casé Soares comentou:

      Não há o que discutir. O Texto é perfeito. Adorei. A Opção pelo preconceito é asquerosa. Em um mundinho, vivem os Evangélicos fundamentalistas. Que usam Deus, para justificar as nojeiras dos seus preconceitos ridículos e asquerosos… Ser Evangélico é entender, amar, perdoar, unir e não separar… Ser Evangélico é amar ao próximo, independente de quem seja ou como seja… Ser Evangélico é Amar a Deus sobre todas as coisas. E, é impossível se amar a Deus, sem amar incondicionalmente ao próximo. Quem é preconceituoso não tem amor. E, se não há amor. Não há Deus Graças a Deus, o nosso irmão está certo. O que achariam certos os Fundamentalistas? A pregação do ódio? A introdução de uma Nova Inquisição… E, depois, quem se acha no direito de julgar e condenar, se o próprio Jesus, mandou que não fizessem tal barbárie. Mas, enfim, o mundo continua podre. Por isso, eu prefiro, então, os tais “mundinhos”… Eles são bem mais Cristãos, que esses Evangélicos que batem no peito, com orgulho de sua Fé, com a mesma facilidade que apontam uma arma, nem que seja psicológica, para o seu semelhante. Não se mistura Deus com Política. Não é possível ter preocupação como o outro usa suas genitálias.. Sinceramente! Parece um bando de tarados, em busca de como o outro desenvolve o seu prazer. Na minha casa, manda Deus… E, na minha cama, mando eu. No meu coração, está o amor que estiver, porque eu sei que Deus me sonda, e me conhece como nenhum ser humano, que se diz ou não Evangélico, é capaz de conhecer. Eu creio em um Deus de amor, liberdade, respeito e direitos… Até porque se eu pago os meus impostos, e como Cidadão, tenho milhares de deveres… Eu tenho, então, da mesma forma o direito de levar para minha vida, e para a minha cama, quem eu bem quiser e entender. Se cada um cuidar da sua vida, fica ótimo! Se sou eu que tenho que trabalhar para pagar o meu “aluguel”, por exemplo… Sou eu que tenho que escolher com quem me casar. Simples assim! E, quanto a diversidade religiosa, tem que ser respeitada sim! Porque mesmo na Religião Evangélica, existem várias Igrejas… Não fosse assim, não haveria tantas interpretações sobre a Bíblia… Tantas Teologias, enfim! E, o mais interessante… É que cada um se acha o mais certo, o mais perfeito, e vai por aí… Eu entro e saio de qualquer Templo, Igreja… Porque sou Livre, como Filho de Deus, o Altíssimo!

      Casé Soares.
      http://www.facebook.com/casesoares

  192. um só Deus, uma só fé, um só batismo um só rebanho um só pastor. Essa é a proposta de Jesus Cristo. Porque onde ha divisão não ha Deus. Porque o demônio é o divisor. O Espirito Santo é o unificador. Por que devemos estar todos unificado no único corpo de Cristo que é a Igreja.

  193. um só Deus, uma só fé, um só batismo, um só rebanho um só pastor.Esta é a proposta de Jesus,de que
    todos nós devemos estar ligados ao seu único corpo que é a Igreja. O Espirito Santo é o unificador
    Por isso é que Jesus disse que todo reino dividido se auto-destruirá.Porque o demônio é o divisor
    e veio para matar, roubar e destruir.Pense.

    • Casé Soares comentou:

      Jesus não pregaria o ódio e o preconceito. Quem faz isso é o homem, podre e asqueroso!
      Por isso, Deus mandou seu Filho. Para nos Salvar, não da morte ou da destruição… Mas, da ignorância que naquela época. E, que o homem insiste em alimentar com a possessividade. Pena! Ele veio há Dois Mil e Dezesseis Anos, e até agora poucos aprenderam… O Amor ninguém prega! Mas, o ódio, a vingança, o fim, a desgraça,,, Não há quem não tenha orgulho de pregar.
      Grato

      A Opção pelo preconceito é asquerosa. Em um mundinho, vivem os Evangélicos fundamentalistas. Que usam Deus, para justificar as nojeiras dos seus preconceitos ridículos e asquerosos… Ser Evangélico é entender, amar, perdoar, unir e não separar… Ser Evangélico é amar ao próximo, independente de quem seja ou como seja… Ser Evangélico é Amar a Deus sobre todas as coisas. E, é impossível se amar a Deus, sem amar incondicionalmente ao próximo. Quem é preconceituoso não tem amor. E, se não há amor. Não há Deus Graças a Deus, o nosso irmão está certo. O que achariam certos os Fundamentalistas? A pregação do ódio? A introdução de uma Nova Inquisição… E, depois, quem se acha no direito de julgar e condenar, se o próprio Jesus, mandou que não fizessem tal barbárie. Mas, enfim, o mundo continua podre. Por isso, eu prefiro, então, os tais “mundinhos”… Eles são bem mais Cristãos, que esses Evangélicos que batem no peito, com orgulho de sua Fé, com a mesma facilidade que apontam uma arma, nem que seja psicológica, para o seu semelhante. Não se mistura Deus com Política. Não é possível ter preocupação como o outro usa suas genitálias.. Sinceramente! Parece um bando de tarados, em busca de como o outro desenvolve o seu prazer. Na minha casa, manda Deus… E, na minha cama, mando eu. No meu coração, está o amor que estiver, porque eu sei que Deus me sonda, e me conhece como nenhum ser humano, que se diz ou não Evangélico, é capaz de conhecer. Eu creio em um Deus de amor, liberdade, respeito e direitos… Até porque se eu pago os meus impostos, e como Cidadão, tenho milhares de deveres… Eu tenho, então, da mesma forma o direito de levar para minha vida, e para a minha cama, quem eu bem quiser e entender. Se cada um cuidar da sua vida, fica ótimo! Se sou eu que tenho que trabalhar para pagar o meu “aluguel”, por exemplo… Sou eu que tenho que escolher com quem me casar. Simples assim! E, quanto a diversidade religiosa, tem que ser respeitada sim! Porque mesmo na Religião Evangélica, existem várias Igrejas… Não fosse assim, não haveria tantas interpretações sobre a Bíblia… Tantas Teologias, enfim! E, o mais interessante… É que cada um se acha o mais certo, o mais perfeito, e vai por aí… Eu entro e saio de qualquer Templo, Igreja… Porque sou Livre, como Filho de Deus, o Altíssimo!

      Casé Soares.
      http://www.facebook.com/casesoares

  194. Nadine comentou:

    Ir há igreja é uma coisa Ser á Igreja é totalmente outra .

  195. Andre Bengky comentou:

    Mais qual a sua opinião?

  196. Casé Soares comentou:

    Perfeito! Texto Invejável… Perfeito.
    Casé.

  197. Jacilene Maria Santiago comentou:

    – Oi ! Grata pelas informações contidas no seu documento descrito. Amo você 💎.

  198. Felipe Galiotto comentou:

    como e ser um cristão de verdade e a religião que vc deve seguir(verdadeira)

  199. Bruno comentou:

    Muito interessante, bom saber que alguns pré-conceitos que eu tenho saíram com esse texto, mas discordo da parte dos católicos. Apesar de ter esse líder e tudo mais, também há católicos que tem o pensamento aberto como o seu. Assim como a bancada evangélica, suponho que não há ninguem digno de dizer o que os outros devem ou não acreditar incluindo o papa.

  200. Luiz Carlos P. Oliveira comentou:

    Faltou esclarecer no texto que esses evangélicos são minoria – eu diria 1 em cada 10.000 evangélicos.

    • Andre Luis comentou:

      Evangélico é quem transmite a boa nova ,que passou pelo novo nascimento,que foi conquistada pela boa nova,nem todos que dissem evangélico são evangélico ,como nem todos que nasceram de Abraao são Israelita!Os que alguns que se dissem Cristão ,acreditam em Cristo,mais não conhecem a Cristo,como Jó que conhecia a Deus ,mais nunca tinha um conhecimento de Deus,Pelos atos sabemos que uma pessoa é Cristão ,não apenas pelo disser.Se uma pessoa conhecer a Deus ,deve andar como Jesus andou e amar seus inimigos,não somente aqueles que querem bem.

  201. Giselda comentou:

    Amei . É isso q precisamos.

  202. PAULO ROBERTO DOS SANTOS comentou:

    Passei muitos anos na religião catolica, evangelica, testemunha de jeova aprendir muito com a biblia lendo sozinho e triando minhas duvidas e meditando sobre as pregações dos lideres religiosos que acham que são deuses.
    Pois bem me afastei de todas e leio a minha biblia na minha casa e quando quero falar com deus e jesus entro dentro de meu quarto em secreto e converso com eles os meus problemas pois hoje não tenho nemhum depois que deixe as religiões vivo feliz pois quando eu descer a sepultura para prestar contas de meus atos não vou levar comigo nenhum pastor

  203. Raimundo Bernardino de Oliveira comentou:

    É o seguinte: Jesus segundo a bíblia, viveu entre nós não foi, pois bem, será que só tinha gente ignorante que não desenhavam, que não faziam monumentos de madeira ,de barros em fim,faziam nada que pudesse usar jesus cristo nessas artes.hoje não se tem uma ideia de como era jesus cristo, que vergonha.

  204. Dieldson Valença comentou:

    Gostei da sua exposição. Ah, se todo mundo, não só sobre religião, pensasse e falasse tão lucidamente como você.

    Sempre tive para mim que as pessoas intolerantes, doutrinadoras, “donas da verdade”, fanáticas…não se tornaram assim por causa de qualquer ideologia política, cultural ou religiosa. Essas pessoas SEMPRE foram e serão assim, apenas buscam e escolhem um sistema de crenças que supostamente e indiscutivalmente legitime as suas taras para de odiar, perseguir e destruir – ainda que seja só com palavras – tudo e todos os que se apresentam como diferentes e estranhos na forma de ver e viver a vida.

    Quando eu quero conviver com alguém que apenas seja, pense e se comporta como eu mesmo, eu não procuro uma relacionamento, mas um espelho. Se alguém para obter o meu respeito tem de ser igual a mim, então… para que o outro?

    Valeu pelas palavras!

  205. Vantuir Augusto Ribeiro comentou:

    Sou crente desde quando nasci.Pertenço a igreja Assembleia de Deus.Falando de mim e por mim,quero dizer que a igreja nunca deixou de receber gays em seu seus templos.O ser humano tem o livre arbítrio de fazer do seu corpo o que quiser.Mas impor condições(leis)a uma determinada organização,para pessoas homossexuais fazer da igreja o que quiser é uma afronta.Pois a própria palavra de DEUS,diz que efeminados é uma ABOMINAÇÃO a Deus e não herdarão o Reino dos céus e isto é fato.A Bíblia Sagrada tem que ser interpretada de forma genuína e não em partes como muitos fazem.Nós evangélicos natos amamos a todos os seres humanos,pois é um mandamento Bíblico.Mas rejeitamos atitudes RADICAIS de pessoas querendo impor a igreja,costumes de gêneros incompatíveis com o termo família.Jamais a ciência provará que dois seres masculinos ou femininos,irão procriar.Você precisa aceitar a JESUS DE CORPO E ALMA.Saiba que só JESUS SALVA,CURA E BATIZA COM O ESPÍRITO SANTO.Nós e DEUS te amamos de coração!!!UM ABRAÇO !!!

  206. Cris comentou:

    “E a bancada evangélica no Congresso, meus amigos, graças a Deus, não é a totalidade dos evangélicos”.
    Então parem de eleger esses fundamentalistas! Pelo que li, o evangélico racional e respeitador das diferenças é a exceção, não a regra!

  207. armando comentou:

    A Paz a todos! Gostaria de indicar um curso de teologia gratuito e online para quem deseja aprender a Palavra de Deus:

  208. MARIANA COSTA comentou:

    Obrigada por existir e escrever esse post. Vinha muito entristecida com a igreja que passei a frequentar por achar inaceitáveis e antiéticas as posturas preconceituosas e intolerantes de alguns líderes e irmãos. Seu texto me deu coragem para continuar investindo na minha fé, manter minhas convicções e compartilhar o amor que Cristo ensinou.

  209. Mary comentou:

    Esse evangélico que você relata não ter preconceito, não ver demônios em outras religiões, aceitar os homossexuais como pessoas normais…
    já deve ter sido extinto do planeta Terra.

  210. Alberto Ribeiro comentou:

    Sou do Candomblé e adorei o seu texto. Pena que a maioria se coloca no centro do universo e quer impor aos outros aquilo que acredita ser verdade absoluta.

  211. Selma comentou:

    Mas o povo perece por falta de conhecimento, so vi vc escrevendo Deus com letra maiuscula! estao pregando rosas e esquecendo o espinhos! Deus e amor e tambem é justiça!
    Deus e amor, e misericordia, vivemos debaixo da Graça, e a misericordia de Deus e a causa de nao sermos consumidos! Esqueceram os motivos pelos quais foram destruidos sodoma!
    Esqueceram de ler Leviticos 18:22 a 24, Nao leram Leviticos 20:13, Nao leram 1 CO 6:9,10.SE DIZEM EVANGELICOS, POREM NAO SEGUEM O EVANGELHO, antes de dizer que sao e dizer que os evangelicos, julgam olhem oque a biblia diz:2 Crônicas 7
    …13Se Eu fechar o céu para que não derrame a chuva, ou ainda se ordenar aos gafanhotos que devorem a terra, ou mesmo enviar a praga sobre a minha própria gente; 14e se esse meu povo, que se chama pelo meu Nome, se humilhar, orar e buscar a minha face, e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e seus erros e curarei a sua terra. 15De hoje em diante os meus olhos estarão observando e os meus ouvidos atentos às orações que serão realizadas neste lugar.…traducao atualizadissima! Quando eu disser ao ímpio: Certamente morrerás; e tu não o avisares, nem falares para avisar o ímpio acerca do seu mau caminho, para salvar a sua vida, aquele ímpio morrerá na sua iniqüidade, mas o seu sangue, da tua mão o requererei.
    Ezequiel 3:
    POR FAVOR, PAREM DE DIAZER QUE SAO EVANGELICOS SEM CONHECER O EVANGELIO! DEUS DEIXOU O LIVRE ARBITRIO, O HOMEM ESCOLHE ENTRE O BEM E O MAL,VIVER OU MORRER,POREM UMA DE SUAS ESCOLHAS TERA CONSEQUENCIAS TERRIVEIS, Nao impedimos ninguem de praticar seus erros e delitos, amamos nosso proximo e nossos inmigos, que e o mais dificil, porem nao devemos concordar com suas atitudes caso queiram nossas opinioes! Deus ama o pecador, mas abomina seu pecado, suas atitudes erroneas! TODOS ESTAOSUJEITOS A PECAR, MAS DEUS DIZ: ARREPENDEI VOS, ENONAODEVEMOSJULGAR A QUEM QUER QUE SEJA!

  212. LEONIDAS comentou:

    Um ponto de vista individual que não reflete a opinião da maioria, foi muito bem elaborado mais deixou brechas e pontos não cocomitantes de pensamento e posicionamento… mas é valida a manifestação de opinião. não vou me referir aos pontos discodantes mais a luz das escrituras deixa alguns pontos da manifestação a desejar… grato…

  213. Cartlos Daconti comentou:

    Os evangélicos são burros, hipócritas, mal-intencionados e fanáticos.Querem fazer das mitologias egípicia, greco-latinas e até das nórdicas coisas do diabo. Eles que falam tanto no fuinha, já parecem irmanados a ele. v
    Vossa senhoria é burra! Inventa outra. Faz vídeo at[é pra dizer que celebridades são ateus e atéias. Vão te catar. Vocês ernvergonha a humanidade, as letras e a ciência. `Porcos!

  214. Liza comentou:

    Que porcaria !!!!

  215. Liza comentou:

    Que Porcaria !!!

  216. Stela Dias comentou:

    Nossa!!! Muito esclarecimento!
    Na verdade ótimo artigo.
    Parabéns.
    Deus maravilhoso tenha piedade nós.
    Fiquem com Ele !!!
    Bjs ❤

  217. SILNEY comentou:

    E qual sua posição? Pois Deus é claro sobre estar em cima do muro, não se decidir, não tomar partido quanto as coisas de Deus e do inimigo.

    Devemos amar o próximo, segundo mandamento de Deus entregue por Cristo, mas devemos abominar o pecado nosso e do outro, como é dito em toda a bíblia e no primeiro mandamento diz ame a Deus sobre todas as coisas e não adore a nenhum outro “deus” e ainda nos ordena que, obedeçamos a tudo que nos tem mandado e por último nos direciona no trabalho Cristão, vá (ordem), faça (ordem) discípulos de todas as nações, batizando-os (ordem) em nome da trindade (Pai, Filho e Espírito Santo), ensinando-os (ordem) a obedecer a tudo que Eles tem mandado, Estarei (promessa) com vocês até o fim dos tempos.

    Amar o próximo não é aceitar o seu pecado, mas mostrar-lhe que está em pecado e o ajudar a sair dele, se assim ele desejar (livre arbítrio)! Pois até a omissão de não mostrar e/ou de ajudar, é pecado!

    Quer saber como agir? Imite o coração de Cristo! Estude o livro de João de forma profunda e prática. Não terá dúvidas!

    Temos um Deus Bondoso, amoroso e justo! Está disposto a perdoar, esquecer tudo, inclusive deu Seu filho em sacrifício por nós, para que nos arrependêssemos, par[assemos de pecar, e nos voltássemos para Ele, imitando o coração de Seu filho, Jesus Cristo e assim perseverando, com paciência, carregando nossa cruz, todos os dias, até o fim junto com Eles, recebêssemos a tão maravilhosa promessa de estarmos ao seu lado por toda a eternidade.

    E para isso precisamos ser verdadeiros, sinceros e honestos conosco em primeiro lugar e depois com o próximo, pois foi isto que Cristo fez, nos deu E X E M P L O e disse sempre, a quem estava no pecado, vá e não peque mais!

    Quanto as escrituras, que não mencionei, o Espírito Santo as revelará ao começar a estudar o livro de João.