Marco Gomes

Geek, imigrante, nerd, cristão, biker. Founder da boo-box (vendida) e do Heartbit. Consigliere do JovemNerd

Organizando informação no tempo e no espaço

Publicado em 2008-11-27

O objetivo de uma interface é auxiliar o usuário a completar algum trabalho. Pra que o trabalho seja executado, a interface deve apresentar informação, normalmente na forma de dados, ferramentas e elementos de interação. Parte do trabalho do designer de interfaces é organizar a informação que será apresentada ao usuário.

Informação pode ser posicionada no espaço ou colocada em fila no tempo.

Organizando informação no tempo

Painel de preferências do aplicativo Mail.app Nas telas de definição de preferências de aplicativos do Mac OS X[bb], a informação é organizada no tempo.

No aplicativo Mail, você pode definir suas preferências de SPAM em uma tela, e, em outra tela, define as preferências de tamanho e tipo de letra pra escrever as mensagens.

Os conjuntos de preferências são agrupados por similaridade em telas que são divididas no tempo, e você precisa trocar de tela (clicando) pra ver as outras preferências. Caso o designer preferisse, todas as preferências poderiam estar na mesma tela, organizadas no espaço.

Ao organizar a informação numa fila temporal o designer pode explicar melhor o que está acontecendo, facilita a interação do usuário que não precisa lidar com vários elementos de interface numa mesma tela, mas a tarefa vai levar mais tempo pra ser executada.

Organizar informação no tempo é recomendado em tarefas não repetitivas, que não podem exigir um “treinamento” do usuário, como processos de instalação de software (wizards), configuração de aplicativos, criação de documentos que sigam um modelo rígido.

Organizando informação no espaço

Tela de edição de post no aplicativo Blogo Na tela de edição de post do aplicativo Blogo, da Brain Juice, a informação é organizada no espaço.

Quando o usuário cria ou edita um post, toda a informação que ele precisa inserir está organizada no espaço de uma única tela. Caso o designer preferisse, o processo de postagem poderia ser um wizard, que primeiro te perguntaria o título do post, numa segunda tela perguntaria o texto do post, na terceira tela pediria as tags, e assim por diante, até conseguir todas as informações para criar um post completo.

Ao organizar a informação no espaço o designer permite que usuários terminem a tarefa mais rapidamente e sem exigir uma ordem correta para interação com elementos, diminuindo a sensação de estar fazendo uma tarefa repetitiva.

Organizar a informação no espaco é recomendado em tarefas repetitivas, que precisem ser completadas rapidamente e permitam uma curva de aprendizado para usar a interface, como criação de “tarefas” em aplicativos de controle de projetos, criação de posts em blogs, inserção de indivíduos em agendas telefônicas, criação de e-mails.

fikdik rsrsrs

Quando projetar suas interfaces, julgue com cuidado que tipo de informação precisa estar organizada no tempo e no espaço, uma falha neste planejamento pode afastar usuários da sua aplicação.

Para saber mais, veja Learning from “bad” UI.

Textos relacionados:

Deixe sua opinião

4 comentários

  1. Fernando Mafra comentou:

    Eu vi esse causo da 37signals. É sensacional. Bom lembrar, inclusive, vou colocar isso na minha apresentação.

  2. Nandico comentou:

    Oi Marco! A vantagem de ser teu amigo que é possível de demonstrar discordância sem parecer flame! =) Achei o texto muito bem intencionado, contudo bastante confuso.

    Acho a metáfora de tempo e espaço um pouco rasa para o mundo real. A presença do espaço é óbvia (x,y) na interface, isso se não considerarmos interfaces 3D (x,y,z). Mas não é só o espaço: hoje em dia o tempo já está presente nas interfaces de maneira cada vez mais direta, o que faz a tua comparação ficar meio difusa.

    Existe tempo de verdade passando em tarefas cíclicas (refreshs, game-loops), em timers, em recursos multimídia como timelines de audio e vídeo, etc. E esse tempo pode estar diretamente ligado à tarefa principal da interface, vamos citar por exemplo a interface do YouTube – sem o tempo de verdade passando, ali nada faz sentido. E não há aplicabilidade decente do teu conceito nela.

    Não gosto de considerar “Tempo” apenas um momento de interação, como a distância entre uma tab e outra na montagem de um wizard.

    Além do mais, se eu considerar válida a sua metáfora, na maioria das vezes o projetista não vai optar dualisticamente por organizar “no tempo” ou “no espaço”. Os problemas reais vão pedir soluções que normalmente vão estar num gradiente entre essas duas opções.

    Que merda isso, hein? É a primeira vez que eu discordo mais bizarramente de algo que você escreve aqui.

    Abs, valeu!

  3. MarcoGomes comentou:

    Shi(f)t happens, acho que eu também nao gostei muito desse meu texto ¬¬

    Não se pode ganhar sempre…

  4. Nandico comentou:

    O que não quer dizer que eu esteja certo também. Talvez o texto seja bom. =) Como você chegou nessa metáfora de tempo x espaço?