Marco Gomes

Fundador da boo-box; Co-fundador do Mova Mais e Consigliere do Jovem Nerd. Empreendedor, cristão, viajante, marido, ciclista e nerd.

Como criar uma startup que presta serviço pela Internet

Publicado em 2011-03-24

Meu aprendizado após 4 anos participando da construção de uma empresa com 30 pessoas, investimentos da Intel Capital e Monashees Capital (e muitos desafios pela frente).

Antes de mais nada, eu não sou um guru e não me classifico como um empreendedor provado[bb], ainda falta muito chão pra eu considerar meu trabalho “pronto e bem feito”, nossa história está só começando :)

Resolvi compartilhar com vocês algumas das conclusões que tive ao longo dos últimos 4 anos de construção da boo-box, empresa de tecnologia de publicidade e mídia social fundada por mim. Hoje com 30 pessoas, exibimos 2 bilhões de anúncios em 50 mil sites para 34 milhões de pessoas no Brasil, cobrindo 42% dos usuários de Internet do país.

Como se tornar um empreendedor

Mesmo que você não tenha idéia original.

Não faça só pelo Dinheiro

Não faça só pelo Dinheiro

Há maneiras mais rápidas e fáceis pra ganhar dinheiro. Como empreendedor você precisa de motivação constante, diária. Caso seu objetivo seja apenas ficar rico, você vai se desmotivar rapidamente ao perceber que a recompensa financeira demora normalmente 10 anos pra acontecer.

Você precisa se motivar pelo trabalho, pela missão, pela conquista diária de ter mais um cliente, mais um usuário satisfeito ou mais um desafio para superar. E desafio, já te adianto, você vai ter vários, não vai ser por falta de desafios que você vai se desmotivar :)

Como ter uma idéia para empreender

… e como descobrir sua paixão S2 S2 S2

Ache um mercado que te inspire, desperte paixão

Saúde? Comunicação? Relacionamento? Finanças?

Ache um mercado que te inspire, desperte paixão

Pra se manter motivado, é preciso que você descubra o que te inspira, qual é o assunto que vai te fazer levantar todos os dias cheio de energia pra superar qualquer desafio.

Você sempre curtiu ler sobre finanças? Cultura pop? Música? Nessa etapa qualquer assunto pode ser fonte de inspiração.

Veja o tamanho do mercado que você pode atender

Estado? País? Mundo? Quanto dinheiro este mercado movimenta por ano?

Veja o tamanho do mercado que você pode atender

Mercado, produto ou time? Qual o fator mais importante pra o sucesso de uma startup? Marc Andreseen escreveu um artigo em que defende que o tamanho do mercado é o mais importante pro sucesso de uma startup.

Segundo Marc, uma equipe minimamente competente com um produto medíocre pode ter muito sucesso se o mercado for grande. Já cenários com mercados pequenos tendem a não ser favoráveis mesmo pra equipes e produtos incríves.

Se o mercado for grande (mais de U$1Bi), descubra que tipo de problema as empresas enfrentam no dia-a-dia e que você consegue resolver

Se o mercado for grande (mais de U$1Bi), descubra que tipo de problema este mercado tem no dia-a-dia e que você consegue resolver

Há caminhos óbvios que podem te ajudar a pensar: reduzir custos, adicionar valor, otimizar processos, melhorar rotina, diminuir horas de trabalho…

Todos os dias as pessoas e empresas enfrentam inúmeros desafios pra cumprir seus objetivos, você pode descobrir quais são esses desafios, como pode resolvê-los e quanto os clientes estão dispostos a pagar por seu serviço.

Agora que você já tem uma idéia

Faça um protótipo da sua proposta de solução do problema e apresente pros clientes

Faça um protótipo da sua proposta de solução do problema e apresente pros clientes

boo-box, Peixe Urbano, Facebook, BuscaPé, Google, Apple, sabe o que essas empresas têm em comum? A proposta de produto surgiu antes do Business Plan.

Não se preocupe em fazer um Plano de Negócios antes de ter um protótipo pra mostrar pra alguém e coletar os primeiros números. Seu Business Plan vai ser muito mais preciso caso você possa usar dados reais que coletou com seu próprio trabalho.

Receba feedback do mercado e altere seu protótipo

Receba feedback do mercado e altere seu protótipo

É comum empreendedores se prenderem apaixonadamente à sua idéia e não arredarem o pé, chamando de “princípios” o que não passa de temosia. Não seja um desses, flexibilize suas idéias e entenda o que o mercado quer.

Nem sempre o cliente sabe o que quer, mas ele sempre sabe o que não quer. Se você mostra um botão vermelho e seu cliente diz “eu preferia verde”, pode ser que verde não seja a melhor opção, mas com certeza você errou no vermelho, sacou?

Repita o passo acima, até seu protótipo se tornar um produto que preste um serviço

Repita o passo acima, até seu protótipo virar um serviço

Iteração é a palavra chave aqui. Colete feedback do mercado; altere seu protótipo; analize todas as métricas; colete feedback do mercado; altere seu protótipo; analize todas as métricas…

Seu protótipo vai virar um produto quando ele gerar receita, agregando valor ao dia-a-dia de um cliente disposto a pagar pelo serviço prestado.

Agora sim, faça um Plano de Negócios

Agora sim, faça um Plano de Negócios

Quando você já tem clientes dispostos a pagar pelo seu serviço, uma taxa de crescimento e boa quantidade de números pra analisar, é hora de fazer seu plano de negócios. O Business Plan é um importante estudo de mercado e um bom guia pra te dar segurança quando você tiver dúvidas do que fazer.

Procure investimento se achar necessário, mas somente após colocar o produto no mercado e gerar (alguma) receita

Procure investimento se achar necessário, mas somente após colocar o produto no mercado e gerar (alguma) receita

Na prática um negócio sem faturamento não tem valor, então só procure investimento quando você tiver mais segurança do potencial do seu negócio. O investimento deve sempre ser um caminho para seu objetivo, não o objetivo em si.

Só receba investimento caso seu negócio realmente vá se beneficiar de uma injeção de crescimento instantâneo, e esteja disposto a assumir as responsabilidades por tomar tal decisão.

A execução é mais importante que a idéia original

A execução é mais importante que a idéia original

O aprendizado, adaptação e execução diária são muito mais importantes pra um negócio que a idéia original. Uma idéia não-original bem executada pode gerar empresas incríveis.

Faça seu próprio caminho

As dicas não estão “escritas na pedra”, existem muitas exceções pra cada uma delas. Faça seu caminho e compartilhe conosco (abaixo nos comentários ou em seu blog) suas próprias lições aprendidas :)

Textos relacionados:

Deixe sua opinião

49 comentários

  1. Antenor comentou:

    Mto bom!
    legal e parabéns ao Marco Gomes e a equipe!
    Só quem tem no sangue o empreendedorismo, essa coisa que querer mudar o mundo com uma idéia, movimentar pessoas, formar uma tropa, sabe que é bem por ai mesmo!

    Rules Boo-Box!

  2. Mike comentou:

    Foi inspirador… apesar de não acreditar em fórmulas (E sei que não é a proposta) é muito bom conhecer um pouco mais de alguém que está dando certo no mercado.

  3. Danilo Lima Dutra comentou:

    A algum tempo venho acompanhando a boobox e de tabela você Marco Gomes. Sou empreendedor, possuo uma startupi e aprendo muito com suas dicas e com a história da sua empresa.

    Parabéns, o artigo foi inspirador e me ajudou a perceber alguns detalhes a mais que com certeza irão me ajudar.

  4. Thiago Vitorino comentou:

    Tenho obtido sucesso indo pelo mesmo caminho e garanto que compartilho dos mesmos pensamentos expostos pelo @marcogomes nesse post.

    Recomendo, especialmente para quem queira investir em tecnologia/software/”economia criativa”, que esse artigo seja analisado com bastante carinho.

    Parabéns pelo post.

  5. Lucia Freitas comentou:

    Melhor que qualquer apresentação do slideshare a respeito. parabéns, Marco.

  6. Bruno Braga comentou:

    Genial o artigo, fico muito feliz em ler este tipo de coisa pois sou programador e estou com algumas idéias por vir..

    Ajudou muito.

  7. Rodrigo Lima comentou:

    Caro Marco,

    Bom mesmo é presenciar sua explanação de todo este conteúdo com o brilho nos olhos que apenas nós, empreendedores que acreditam poder mudar nossas realidades através de nossas idéias, possuímos.

    Muito obrigado mais uma vez por ter-nos dado a oportunidade de conhecê-lo vindo ao Piauí, tanto para incentivar nossos jovens empreendedores como para ensinar aos “mais velhos” que o empreendedorismo digital é a solução para uma vida pessoal e profissional mais rica em termos de conhecimento, sabedoria e, claro, financeiros.

    Grande Abraço

  8. Além de inspirar a matéria ainda nos ajuda a focar no prioridade do negócio.

    Ótimo material. Limpo, objetivo e claro.

  9. Leo Silveira comentou:

    Direto ao ponto com precisão.
    Parabéns pelo post Marco.

  10. Marcelo comentou:

    Fala Marco!

    Parabéns, muito bom teu artigo. Me ajudou bastante com algumas dúvidas.

    Abraço!

  11. Thiago comentou:

    Marcos,

    Parabéns pelos textos com certeza não ajudou apenas eu mais muitos ..

    []’s e sucesso a você e a boo-box

    Thiago.

  12. Leonardo comentou:

    Também penso muito por esse lado de que sem um protótipo funcional é impossível você querer algo ou proporcionar o interesse de alguém para que esse projeto receba um investimento.

    Uma ideia é somente uma ideia. Agora uma ideia na qual se possa “tocar”, aí sim…

  13. Pablo Höfke comentou:

    Muito bom e muito pertinente nesse momento em que muitos empreendedores estão tendo que definir modelos de negócios viáveis. Parabéns!!!

  14. Charleno Pires comentou:

    Opa Marcos,

    Uma vez estive no escritório da BooBox, ainda na antiga casa, em Sampa e conheci uns Ninjas, cerca de 4 devs e 1 designer, uns caras hiper-super legais e muito competentes no qe faziam e na época vc disse que ainda haviam vc e seu sócio, a empresa ainda estava pequena.

    Então me veio uma curiosidade, quando foi o momento em que você percebeu que deveria contratar mais? Quais os critérios que vc usou pra isso, tipo, preciso de mais designers por isso, isso e aquilo, foi algo assim?

    Essa curiosidade vem por conta do fato de perceber Startups começando geralmente, em média, pelo qe vejo, com 4 a 6 pessoas e dai muitas quando chega a necessidade de aumentar a equipe pra dar conta da escalabilidade, de forma geral, ou sabem como lidar com isso, ou as vezes se perdem nas intenções.

    Um abraço, td de bão, agradeço ter vindo dar uma luz aqui no estado do PI, e ter-nos ajudado com mais motivação para continuar-mos na estrada sem medo. Infelizmente, num pude estar presente, mas pelo qe acompanhei foi muito bom. :D

  15. Thomas Lopes comentou:

    Excelente! Parabéns Marco, conteúdo muito legal, limpo, sem frescuras e ao mesmo tempo animado!

  16. Ciro Feitosa comentou:

    Muito bacana o texto.
    Uma das principais questões levantadas, num primeiro contato com investidores, realmente é o fato do projeto já gerar uma receita inicial.

  17. Eli Moura comentou:

    Gostei cara, mais ainda pelo fato de que você coloca de forma fácil o que muita gente tenta e não consegue: Faça, refaça, mostre o que fez e busque retorno… só então chame de negócio.

    Depois de assistir tu contando tua história lá na Campus Party fiquei fã e ainda mais por entender que pelo jeito tu num vai deixar a fama subir a cabeça e ser mais um medíocre que enricou e esqueceu as origens.

    Legal a forma como coloca seus conhecimentos/experiências para que cada um possa ter sua própria conclusão sobre o tema. Quando eu crescer quero ser igual o @marcogomes bauuhauhauh

  18. Valder Zacarkim comentou:

    Sensacional!
    É muito bom aprender com a experiência dos outros tanto de sucesso quanto de fracasso.

    Aqui vai a minha experiência de como não empreender.
    http://ocomeco.com/2010/06/14/treinamento-como-nao-empreender/

    Parabéns!

  19. ana fontes comentou:

    Puxa, muito bacana e inspirador. Claro não é uma fórmula até pq não existe uma fórmula, mas sem dúvida ajuda nas reflexões e dúvidas do dia a dia.

    Como empreendedora, fico feliz e vou compartilhar no http://www.redemulheremprendedora.com.br

  20. Kimura comentou:

    Muito bom e inspirador!

  21. Ramon Durães comentou:

    Muito bom!!! Todo empreendedor iniciante tem um monte de dúvidas em como iniciar uma Startup e nada melhor que escutar quem já passou por isso!!!

  22. Sandro Santos comentou:

    Ótimo post curto, objetivo me lembra muito os ensinamentos do Guy Kawasaki pode não parecer mais muitos empreendedores por ai precisam ler isso.
    Parabéns

  23. Emerson Broga comentou:

    Sempre me surpreendo com os posts do @marcogomes…

    Parabéns…

  24. Excelente artigo! Estou nos primeiros passos e evoluindo!

  25. JuanHB comentou:

    Depois de muito tempo achei um twitter bom de verdade pra seguir…
    E sua matéria foi motivadora pra mim! Lembrei de uma idéia antiga que estava no fundo gaveta… ja estou programando ela!

  26. Juan Maia comentou:

    Genial Marco.

    Parabéns pelo post, as idéias estão muito bem apresentadas.

    Em relação ao BP, você acha legal consultar um especialista no assunto para fazer um, ou meter as caras e fazer?

    Tb sou um programador de Brasília morando em Sampa e estou em busca de abrir meu negócio próprio.

    Abração!

  27. Fernando Valente comentou:

    Ótimo e animador post. Abri minha empresa no inicio desse ano (2011) e venho lendo muito sobre o assunto! Eu fico muito animado e feliz quando vejo uma empresa criada por nós, jovens, dando certo!

  28. Ótima dia Marco, há muito tempo que venho pensando em trabalhar por conta própria pois percebo alguma deficiência aqui na baixada santista que com idéias simples podem ser sanadas e otimizadas.

    Não querendo paracer balujador, mas já parecendo, você é uma das pessoas que inspiram, que prova que nós jovem podemos fazer muito mais que viver a vida animadamente. Podemos trazer soluções para o cotidiano.

    Parabéns pelo blog, parabéns pelo Boo-box!

    Continue assim!

    :)

  29. Rafael Felipe Santos comentou:

    Parabéns pelo texto e dicas, excelente.

  30. Tiago Brandes comentou:

    Muito legal o post Marco!
    Só queria ainda lembrar que ainda existem mercados onde é possível inovar na execução, mesmo que não se tenha uma proposta totalmente inovadora. Como você mesmo citou o Marc Andressen existem muitas “equipes minimamente competentes com um produto medíocre” que deixam margem para produtos incríveis!

    Abraço

  31. Luiz Fernando Dias comentou:

    Leitura muito interessante! Só consegui passar por aqui agora!
    Fico contente em poder aprender aqui algumas das lições que você teve durante o desenvolvimento da sua startup. Imagino também que daqui algum tempo você poderá encontrar com empresários que iniciaram seus negócios inspirados pelos textos que você deixou aqui.

    Parabéns.

    Abraços!

  32. William comentou:

    Ótimo Post,

    Primeiramente sou seu Fã, acho que tenho uma ideia diferente sobre criar e creio que o termo deveria ser trocado por Adaptar, em todos os sentidos.

    Parabéns.

    Senti falta da metáfora do Trem …

  33. Edson comentou:

    Ah, esse post me lembrou a palestra que você deu na UnB neste ano.

    E fiz até um Prezi, dá uma olhada: http://prezi.com/qo69bphecc0q/boo-box-publicidade-em-midias-sociais/

  34. Geraldina Ramos comentou:

    Marco Gomes, tenha voce a certeza de que aprendi muito, mas muio mais
    nos poucos minutos em que me propus a ler suas explanações sobre a
    criação de novos negócios pela internet ou não pela internet – do que
    em relação ao que aprendi com alguns consultores renomados daqui de
    São Paulo?SAMPA. Aqui tem de “tudo” – muita conversa e pouco conteúdo.
    Voce iluminou o caminho que devo caminhar na direção do meu sonho pro-
    fissional. Vou caminhar com fé e ação e não estou aqui falando de religião. Muitissimo obrigada.

  35. bruna silva costa comentou:

    quero virar enportante na imternete

  36. bruna silva costa comentou:

    quero virar enportante na internete

  37. deka comentou:

    amei,amei,amei me maguei,me maguei nuca mais quero amar e nem amar nigue

  38. deka comentou:

    amei,amei,amei me maguei,me maguei nuca mais quero amar e nem amar niguem

  39. Fabricio comentou:

    Moço, parabéns e obrigado! Você acaba de colocar mais lenha na fogueira das minhas inspirações! Prometo daqui a algum tempo voltar no seu blog e postar que a ideia deu certo! Muita luz pra ti