Marco Gomes

Interneteiro, imigrante, nerd, cristão, biker. Founder da boo-box (vendida) e do Heartbit. Consigliere do JovemNerd

O lobby das telecoms está usando a palavra “Liberdade” para sequestrar a nossa Internet

Publicado em 2014-02-20

Homem fazendo sinal de "calado" com nota de 1 dólar sobre a boca

Empresas de telecom querem colocar “liberdade de modelos de negócios” no Projeto de Lei do #marcocivil, ameaçando a neutralidade da redetransformando nossa Internet em uma TV a cabo, onde acessar o YouTube seria mais caro que mandar e-mail.

Com a “liberdade de modelos de negócios” e sem a neutralidade de rede, poderemos ter o seguinte cenário: para assinar o pacote “internet com email e nosso portal com conteúdo de educação exclusivo para seus filhos” você paga R$19,90/mês; para ter “internet completa com pacote youtube” você paga R$199/mês.

No Brasil a neutralidade da rede já não existe em algumas operadoras de celular. Usar Facebook e Twitter é de graça, mas acessar os outros sites consome plano de dados (custa dinheiro), criando, portanto, uma competição desleal das grandes redes sociais, acessíveis gratuitamente, contra as pequenas e inovadoras, cujo uso depende de contratação de um dos planos de dados mais caros do mundo.

O nome “Liberdade de Modelo de Negócios” não é por acaso, ninguém é contra “a liberdade”. Você se levantaria contra a “liberdade” de alguém? Eles travestem as algemas com o nome “liberdade” para desacreditar os que se levantarem contra essa medida absurda. Resta à sociedade não aceitar que o #marcocivil seja transformado no #marcodasteles.

Faça sua parte, divulgue o assunto para seus amigos e fale com seu deputado sobre a importância da redação original do #marcocivil! Você deve ter votado em alguém, fale com ele e com quantos mais puder alcançar.

Imagem via Shutterstock.

Textos relacionados:

Deixe sua opinião

13 comentários

  1. Felipe Machado comentou:

    Marco,

    sua luta pela liberdade é válida, mas tome cuidado para não ser usado como peça do jogo inimigo porque quem está por trás do Marco Civil da Internet é tão somente o governo. Essa conversa comunista de lucro de empresa privada é tão falaciosa quanto dizer que Cuba sofre por causa dos EUA. O controle da internet não é obra de empresários, é obra do governo e com certeza, como em todo governo estatista, alguns amiguinhos do estado vão ganhar grana com isso. O governo está reativando a Telebrás que irá controlar o fluxo de dados no país. Essa medida de controle estatal da internet já foi tomada pela China (comunista), Cuba (comunista), Venezuela (semi-comunista) e vai ser tomada pelo Brasil (a gente um dia chega nessa praga vermelha). Colocar a culpa nos “malditos capitalistas opressores” só te faz dar mais apoio a esse maldito sistema da foice e martelo.

    • Marco Gomes comentou:

      Respeito sua opinião, mas discordo completamente. A versão “boa” do Marco Civil mantém nossa internet livre e longe das mãos de ditadores, sejam eles capitalistas ou socialistas.

      Você se concentrou em criticar o governo, trazendo China, Cuba e Venezuela p/ a discussão, mas não fez um só comentário sobre o assunto do post: a quebra de neutralidade da rede proposta pelas telcos.

      Assim parece que é você que está tentando desviar o foco da conversa :)

      • Jean Martins comentou:

        “Parte ‘boa'”? E a parte ruim? O que você sacrificaria pra danificar os lucros do grande mito do “imperialismo” que esquerda tanto prega? Não adianta, como você fez, jogar a conversa apenas para um lado e ignorar o que o Felipe Machado comentou. Você está sendo um peão nesse tabuleiro perigoso, Marco. Eu sempre fui seu fã e não posso acreditar que você é a favor disso. O Marco Civil, apesar de ter sido criado com ajuda de um projeto social, não passa de uma máscara para um controle de conteúdo (isso pode ser traduzido como CENSURA). A internet sem intervenção estatal pode ser observada como um grande parceiro do progresso em vários países desenvolvidos do mundo (ou melhor, em todos). À partir do momento que o Estado começa a regularizar o tráfego de informações é óbvio que ele vai exercer seus interesses! Essa pressa da presidente (depois de anos) de aprovar esse texto, justo em época de vazão dos maiores escândalos (corrupção, petrobrás, imunidade, infiltração em protestos) é exatamente para poder barrar o que lhes interessa! Não é o caso, como você disse, de o Felipe estar desviando o foco! É o fato de VOCÊ estar sendo muito inocente para ver que isso é muito maior do que seus interesses puderam observar!
        E, me desculpe, mas claramente você está mal informado sobre o governo atual. Não é preciso muito: leia apenas sobre o Foro de São Paulo. Observe que a presidente COMPROU mais da metade do STF. Eles estão fechando o cerco há tempos, cara, não seja inocente. Isso é apenas mais um passo para a evolução do PT, o Partido Totalitário.

    • Luís B. comentou:

      O ‘maldito sistema da foice e martelo’ não deve ser muito diferente do sistema ‘Civita & Marinho’, que pretende obrigar-nos a comer aquilo que nos querem servir. Engolir em silêncio e sem comentar, porque eles é que sabem o que convém ao consumidor! Defenda o seu neoliberalismo (se é que sabe o que isso é, ou se isso financeiramente lhe interessa), mas não exponha publicamente a sua ignorância em matéria de controlo das tecnologias de informação.

      • Jean Martins comentou:

        Exato! Como é possível um desenvolvedor e empresário não ver que isso ameaça os fatores de desenvolvimento do país: a propriedade privada e o desenvolvimento empresarial!? A Dilma, em pouco tempo, assustou empreededores, fez o país decair em índices de desenvolvimento e empreendimento, acabou com a petrobrás, desviou dinheiro para Cuba em meio à grandes construções de Estádios! Isso é mostrado livremente hoje e muita gente prefere não enxergar! Agora imagina isso com os filtros de conteúdos que eles planejam há anos…

  2. Jean Martins comentou:

    Só mais uma coisa. Isso é feito até para leigos entenderem. Me diz como ESSE governo, tão preocupado que descubram suas coligações com instituições terroristas e partidos comunistas, tem a vontade de agir em prol do povo alegando controle de conteúdo?
    PROVAS? Ok.

    Link para vídeo no YouTube.

  3. Thadeu Melo comentou:

    Triste ver o Marco Gomes sendo massa de manobra do PT e seus lacaios.

    Triste ainda mais a oposição e as mentes livres se acovardarem e apoiarem esse atraso tecnológico.

    Eu queria realmente entender o que há de errado em uma empresa cobrar mais ou menos para entregar um tipo de “pacote” ou outro.

    Ou será que o Correio está errado em cobrar mais para entregar no mesmo dia ou taxar as remeças pelo peso dos pacotes?

    Eu prefiro muito mais o mercado das “demoniacas” telecoms disputando para entregar o melhor e mais barato serviço do que o Governo decidir o que pode o que não pode fazer.

    • Marco Gomes comentou:

      Nem vou responder suas hipóteses de eu ser “massa de manobra”, não vale a pena entrar nessa discussão.

      Continuando, você diz:

      Eu queria realmente entender o que há de errado em uma empresa cobrar mais ou menos para entregar um tipo de “pacote” ou outro.

      Ou será que o Correio está errado em cobrar mais para entregar no mesmo dia ou taxar as remeças pelo peso dos pacotes?

      O Correio cobra de acordo com o “peso” dos pacotes, não de acordo com o “conteúdo” deles. Os Correios não abrem seus pacotes p/ ver o que tem dentro e entregar estes mais rápido que aqueles, quem define a velocidade de entrega é o preço que vc paga, independente do conteúdo. Entregar um pacote com areia ou com ração p/ gatos (desde que tenham o mesmo peso e volume) custa o mesmo valor e leva o mesmo tempo.

      Na Internet os pacotes têm todos o mesmíssimo “peso” (alguns bytes), o que as telcos queriam fazer era priorizar os pacotes de acordo com o “conteúdo” deles. Agora não podem mais, o Marco Civil foi aprovado e sancionado.

      A propósito, se me permite, recomendo que pare de fazer este tipo de comparação da Internet com Correios, estradas, etc. Na supersimplificação você acaba ignorando aspectos muito importantes da infraestrutura da Internet inexistentes nestes outros meios.

      • Thadeu Melo comentou:

        Talvez eu esteja um pouco por fora de todas as camadas dos protocolos TCP/UTP e afins.

        Mas tenho quase certeza que nem todos os pacotes tem o mesmo tamanho e são processados na mesma velocidade por cada roteador. Que eu saiba os grandes roteadores tem até cache de endereçamento de pacotes ou streamings para serviços muito demandados.

        E mais, é possível sim diferenciar o tipo de um pacote ou stream sem ter que abrir e ler o seu conteúdo (o que seria computacionalmente custoso), são os famosos “metadados” que a NSA diz ter feito uso na espionagem domestica dos EUA.

        E voltando um pouco a analogia com o sistema postal, crio que cargas especiais como material biológico, hospitalar, produtos químicos, documentos legais, etc… precisam ser declaradas e recebem tratamento diferenciado.

        Além de que, você não acha que a Amazon tem contratos especiais de entrega prioritária com UPS, Fedex e outros?

        Mas eu não estou pessimista, como diria Ian Malcon : O mercado encontra um caminho.

  4. Vito Fontenelle comentou:

    Como um empreendedor de sucesso como vc pode defender uma proposta ditatorial desse nível?
    Quando o PT começar a regular severamente sua área? E aí?
    E o artigo que permite o presidente regular através de decreto, vc concorda com ele?
    Pensei que vc, como grande parte dos empreendedores, fosse um liberal.

    • Marco Gomes comentou:

      O que eu acho (e o que você acha) não interessa, a Lei já foi aprovada e entra em vigor nas próximas semanas. Mas sim, eu ajudei a criar o #marcocivil de 2009 a 2011, e depois o defendi em algumas ocasiões formais, inclusive na ONU em NYC e na Câmara dos Deputados. Infelizmente o projeto de Lei foi aprovado com alguns pontos negativos, mas, em minha opinião, os positivos superam os negativos e a Lei é positiva.

      • Vito Fontenelle comentou:

        Obrigado pela resposta, sei que é um cara ocupado.

        Enfim, está tudo aprovado, marco civil, decreto 8243 e etc. Leis que minam a liberdade no Brasil. Seria bom ter um cara do seu nível defendendo a liberdade. Depois, quando vc tiver tempo, entre no site do liberzone ou o do IMB, leia o outro lado, uma visão mais libertária a respeito dessa lei e desse decreto.

        Um abraço e fique com Deus.