Marco Gomes

Geek, imigrante, nerd, periférico, biker. Founder da boo-box (vendida) e do Heartbit. Consigliere do JovemNerd.

Mano Brown no programa Roda Viva

Publicado em 2007-09-21

A próxima segunda-feira (24/09) se transformará num marco dentro da história da TV Brasileira.

Mano Brown (Racionais MCs[bb]) estará no centro do Roda Viva, da TV Cultura a partir das 22h40.

Fonte: Bocada Forte

Mano Brown é o maior representante do rap[bb] no Brasil. Ele é líder dos Racionais MC’s, um dos grupos mais ouvidos nas periferias.

Formado em São Paulo, em 1988, o grupo já vendeu mais de um milhão de CDs e tem, além de Mano Brown; Ice Blue, Edy Rock e o DJ KL Jay.

O vocalista do Grupo Racionais MC’s diz que a consciência de raça do líder negro americano Malcom X[bb][bb]“>Malcom X o fez compreender coisas que estavam ao seu lado e que ele não entendia.

Fonte: Roda Viva na TV Cultura

Vídeo do programa

Mano Brown – RODA VIVA – Parte 01

Mano Brown – RODA VIVA – Parte 02

Ouça o áudio do programa

Infelizmente tem algumas falhas no meio, desculpe.

Agora em novembro o álbum Sobrevivendo no Inferno está fazendo 10 anos, é uma pena que soe tão atual…

Atualmente, com a estagnação do pop/rock nacional (aburguesado e inofensivo) e a praga pagode/axé, os Racionais representam um raro grito rebelde na música popular brasileira […]. Além disso, a banda prega o evangelho e combate o álcool e as drogas. A sua imagem radical se desfaz no palco. O que fica é mais uma mensagem de esperança.

Tom Leão. Dezembro de 1998. (O Globo)

Textos relacionados:

Deixe sua opinião

17 comentários

  1. Aguinelo Pedroso comentou:

    Essa eu não perco, valew pela dica… ra..tatá

  2. gasper comentou:

    Racionais é mais que rap: é poesia, é arte tirada de pedra. Basta ouvir certos trechos de ‘Jesus chorou’, que se irá concluir assim…
    A classe média não tem essa noção, porque o preconceito contra gírias e palavrões lhe impede acessar essa arte. É pena.
    Basta ouvir certos trechos de ‘Jesus chorou’, que se irá concluir assim…

  3. Carlos comentou:

    Relamente foi um marco!!!Um marco da ignorância!!!Uma total decepção esse rapaz….mais alienado do que os playboys que ele critica!

  4. Tadeu comentou:

    Ufa…até que fim esse rapaz deu uma entrevista, não gostava desse tal de Mano Brown mas foi ele começar a falar percebi que esse rapaz é muito inteligênte.
    Passou ter um grande admirador apartir dessa entrevista.
    Parabéns Roda Viva pela iniciativa de convidar a esse programa.

  5. marco comentou:

    Gostei da entrevista. Apenas achei que os jornalistas acharam que iriam estar diante de um lider da juventude que vive nas periferias, e o que se viu e que mano brown fez questão de salientar é que ele é apenas uma pessoa comum, que não tem intenção de ser referência pra ninguém, apenas passando sua mensagem através das músicas que retratam a realidade vivida pelo próprio.

  6. Thiago Carneiro comentou:

    A entrevista foi ótima. O cara passa uma sinceridade no que fala acima do normal. Já era fã… agora sou mais ainda.

  7. NEGRO DRAMA comentou:

    Isso ae mano brow saca de mais…e esses reporter ficam querendo tirar ele di tempo…mais nao dao conta nao o cara eh cabeca e saca d maissss…eh noixxx msm vagabundo!!!!!!!!!!NEGO DAMA DE ESTILO… LIDA LOKAAAAAA

  8. André Fávero comentou:

    Beócio!ele diz que não é referência,que é uma pessoa normal!…imagina um adolecente que ainda está formando uma personalidade vendo esse alienado.
    Ele age com racismo com os brancos e classe média e alta,um cara que fala que traficante é comerciante….”Pelo amor de Deus”…..a policia que bate!…a policia só acaba com a baderna que ele chama de show!
    Os jornalistas na minha opinião pipocaram ao fazer perguntas.

  9. Elenice comentou:

    A esperada entrevista de Mano Brown, mostrou que ele é um fenomeno de mídia, é um artista que escolhe a quem deve dar entrevista, que foi amplamente divulgada e o programa teve audiência elevada.Faltou DIVERSIDADE no quadro de entrevistadores, por esta razão não rendeu melhor, quando ele afirma que traficante é comerciante não concordo, mas também não concordo quando vejo contrabandistas algemados por PRATICA DE CRIMES e a mídia afirma serem empresários.Brown tem 20 anos de carreira e com suas músicas conscientizou jovens da periferia de grandes centros urbanos do Brasil, seu estilo é uma força cultural que mobilizou e deu visibilidade a juventude excluída.Quando respondeu não ser ídolo, foi correto em não aceitar rótulos que a midia impõe, ele é um artista que mobiliza, e talvez não tenha dimensão do alcance do que representa.Quando afirmou que de suas denúncias musicadas, a situação mudou um grão de areia, todos nós sabemos o que ele afirmou.E Mano Brown continua sendo uma voz respeitada.O que queriam que ele afirmasse!Todos nós sabemos qual é a realidade do povo negro e pobre no Brasil, esta é a hipocrisia das análises, queriam que ele afirmasse o que todos nós sabemos e que os dados do IBGE hoje novamente declara o racismo continua sendo a causa da desigualdade neste país.E Brown afirmou em 20 anos mudou um grão de areia.Se a entrevista não foi o que algumas pessoas esperavam é porque os entrevistadores não conseguiram o melhor, exceção a Paulo Lins.E Brown afirmou hoje estão light comigo.Nunca vi perguntarem a muitos artistas que falam errado e cometem gafes qual o nível de educação deles.Chorar ele chora todos os dias quando ve que sua gente é vitima de injustiça.Portanto a entrevista foi de nosso mano Brown, que deveria ter explicado porque não gostou de voltar estudar, teria colaborado com propostas para motivar os jovens a voltar para a escola.Ele sabe que a educação é o caminho para o jovem.A duas diferenças sobre pessoas que falam de racismo, uns sentem na pele e relatam esperiências de injustiças outros imaginam o que seja e escrevem sómente o que acham.Mano Brown esperei que voce falasse sobre o DVD 1000 trutas e 1000 tretas e sobre o belo documentário, não faltará oportunidade.

  10. Elenice comentou:

    DESCULPEM O ERRO DE GRAFIA – EXPERIENCIA E NÃO ES…

  11. JE comentou:

    Pedro Paulo o Mano Brown estava no centro de uma roda de entrevistadores que não tinham nada a ver com o entrevistado, faltou como entrevistador Ferrez, Hapin Hood, e jornalistas que entendem do estilo, ter como entrevistador repórter policial, psicanalista é no minimo inusitado.O grau de consciencia política dele é o mesmo da maioria da população que sequer sabe cantar o hino nacional, não gosta de política (porque não entende).Se o ensino público é um fracasso, se a televisão que é um veículo de comunicação de massa, não colabora com informação para consciência política, o que é que temos como informação?Evidentemente que Mano Brown poderia e estaria colaborando como referência aos que lhe admiram estudar, até porque posicionou-se a favor das cotas.E 20 nos de carreira é tempo suficiente para conscientizar que estudar é necessário para o desenvolvimento humano, e, como artista o conhecimento a educação aprimora seu trabalho, mas a maioria dos artistas não priorizam o estudar, nem incentivam seus admiradores.Sobre Lula e MST foi uma escorregada, a resposta.Sobre a classe média que ouve suas músicas gostei da resposta.E sobre seu idolo maior,na música é estranho porque o citado cantor nunca se posicionou politicamente sobre questões sociais pode estar neste fato a origem de alguns tropeços na entrevista.Todo artista é um pouco (por questões profissionais) ausente da casa, esta pergunta eu considero que foi uma armadilha, já ouvi atletas profissionais afirmarem que ficam ausentes de casa por longos períodos pela profissão.Enfim a roda, rodou.

  12. léo comentou:

    Podes cré manos os racionais é realmente o melhor grupo
    de rap então eles estão de parabens tá ligado !

  13. André comentou:

    Adimiro muito a personalidade do Brown, o cara tem ideais, principios, e os defendes, e ñ deixa que o sistema supere suas crenças,outra coisa, é dele ñ se render aos mecanismos do capitalismo,… enfim, suas letras são fortes aliados a trecos poéticos, uma mistura que resulta num som curioso e interessante, onde as vezes é preciso tá interados dos problemas socias para que assim possamos entender o que eles querem passar através de suas letras…além do mais os caras tem uma visão mais amplas dos problemas sociopolitico q estão envolvidos as classes menos favorecidas do nosso país… afinal tem que existir alguém que expôe esses problemas e o racionais de uma forma impolgante demonstra isso, através das suas melodias intrigantes… é isso aí, isso sim que é literalmente a MPB… abraço

  14. greycy comentou:

    a musica dos msm racionais so fala mono a realidade o repe nAo e apologia ao crime seus cusao.

  15. greycy comentou:

    o comentario de mono brow meu ele ja falou tudo mono por riso que o mundo ta ia tenebrozo deixa o repe mono vao cuidar de sua vida se vocêis nAô gosta mono tem quem goste seus cuzÃo o repe aindo vai crecer muito mono agente que e mais quero vre e sua alma seus cuzÃo.falo mono brow.

  16. letícia mariano comentou:

    o rap pelo meu ponto de vista não significa só sofrimento e sim o meio de quem está no fundo do poço procurar leventar a cabeça que não é só ele que sofre e não é porq vc escuta rap vc é um sofredor na vida e sim alguém que tem umildade otimismo faz as coisas valerem a pena e o rap está cada vez mais crescendo no mundo todo pq isso é realidade então irmão não abaixe a cabeça para o seu desafeto.
    E o mano brown cada vez mais na mente dos vilões que temos por aí nas ruas de são paulo vagabundo!!!!
    admiro todos or irmão e irmãs q curte rap é assim mesmo.
    “QUE DEUS ABENÇOE VOCÊS”

  17. flavio comentou:

    essas pessoas que criticam o Brow…não se atemtam que a vida e dura para a mioria…alienados são vcs que não veem a vida como ela é…