Marco Gomes

Geek, imigrante, nerd, cristão, biker. Founder da boo-box (vendida) e do Heartbit. Consigliere do JovemNerd

Música rap do Brasil

Publicado em 2006-09-14

Nos últimos 10 anos a música rap nacional amadureceu saindo do batidão clássico e enveredando-se nos caminhos do samba, funk, soul, jazz, rock.

Alguns DJs destacaram-se pela qualidade do instrumental produzido, surgiram bandas de rap com instrumental feito ao vivo. MC’s destacaram-se pelo jeito diferente de rimar, fugindo do lugar-comum que são os relatos da convivência com a criminalidade (não que isso seja ruim ou tenha desaparecido, muito pelo contrário).

Você ainda acha que rap é música de bandido? Então leia e aprenda um pouco mais sobre o movimento hip-hop.

Os quatro elementos

Pra começar, esqueça essa divisão criada pelos playboys que “hip-hop” é rap norte-americano e “rap” é rap brasileiro. Tudo errado, a divisão não é essa.

O movimento, ou cultura, hip-hop divide-se em quatro elementos:

Grafiteiro
Domina os sprays, canetões, rolinhos e outros métodos de pintura pra fazer sua arte, o grafite (graffiti).
MC
Domina as rimas feitas antes ou na hora do show, este último conhecido como freestyle ou improvisação.
B-Boy
Domina a dança, foot works, movimentos de chão, acrobacias, poping and locking, e tudo mais pra se expressar com o break.
DJ
Domina os toca-discos, pra ser respeitado na banca tem que tocar com vinil até aceita-se o uso parafernálias modernas como laptops e MD’s, mas têm que ser aliados dos vinis. Como diz o De Leve: ir pra boite ouvir DJ de CD que toca Ja Rule me enoja.

Pronto, a divisão clássica é essa, mas se você quiser, podemos definir uma festa hip-hop como:

O DJ toca um som bem loco, o MC rima sobre a base (tendo letra pronta ou não), com isso temos a música rap. O B-Boy dança na roda de break no meio da galera e o grafiteiro faz sua arte nos muros, nas paredes do local da festa ou em cima do palco mesmo, em painéis colocados especialmente pra isso.

Pronto, agora que você já sabe que rap é a música do movimento hip-hop, em qualquer idioma, vamos ao:

Vindo do funk: Rap nacional

Música:
Kabaluere
Artista:
Antonio Carlos e Jocafi
Álbum:
Black Rio: Brazil Soul Power 1971-1980

mais informações no ODEO

Música:
Ela Partiu (Bonus)
Artista:
Tim Maia
Álbum:
Racional

mais informações no ODEO

Como nos Estados Unidos, o rap nacional surgiu do funk tocado por aqui, Gerson King Combo, Nelson Triunfo, Nino Brown e a Funk CIA, Toni Tornado.

Porém, por ter surgido em uma sociedade bastante diferente da norte-americana, o rap nacional tem características próprias desde seu início. Para produção das bases, eram usados não só instrumentais de funk, mas também Jorge Ben, Tim Maia, entre outros.

Mesmo com essa influência desde o início de ritmos latinos, o “modo de fazer” o rap nacional pode ser dividido em duas vertentes principais:

A velha-escola

Música:
Homem na estrada
Artista:
Racionais MC’s
Álbum:
Raio X do Brasil

mais informações no ODEO

É assim chamada por ser o rap clássico, batidão da base funk com uma enorme letra quase falada.

As letras normalmente falam da convivência próxima com o crime (sem apologia à criminalidade, isso é outra coisa), a vida difícil na periferia, denúncias do descaso do governo com áreas marginais, mensagens de paz e otimismo para os favelados, instruções para que as pessoas mantenham-se fora da criminalidade.

É amado por muitos, mas é fortemente reprovado pelos eruditos (e pseudo-eruditos) da música, principais responsáveis pelo preconceito que prega: rap não é música, é recital.

É bastante forte até hoje, é o mais ouvido em comunidades periféricas e festas hip-hop em geral.

Alguns representantes:

  • Racionais MC’s
  • Realidade Cruel
  • Consciência Humana
  • Alibi
  • Provérbio X

A nova-escola

Música:
Um ser Assim
Artista:
Pentagono
Álbum:
Microfonicamente Dizendo

mais informações no ODEO

Música:
Relaxa
Artista:
Slim Rimografia
Álbum:
Introspectivo, Amor Vida e Música

mais informações no ODEO

É o novo rap, que evidencia ainda mais influências de outros ritmos musicais, como samba, funk, soul, MPB, maracatu, rock, jazz, reggae, ragga, dancehall. Tem musicalidade bem mais requintada e qualidade instrumental invejável. Pode ser tocado por bandas completas ou apenas por um DJ.

São encontrados recortes óbvios de clássicos da música brasileira, como Antônio Carlos e Jocafi, Nara Leão, Lenine, Roberto Carlos, Bezerra da Silva, João Nogueira, Sérgio Mendes, Jorge Ben, Gilberto Gil.

As letras falam de temas extremamente variados, além dos temas pregados pela velha-escola, encontramos descrições da felicidade de se viver na periferia, histórias e declarações de amor, protestos contra os gozolândia (MC’s que só querem fama e dinheiro), louvores e agradecimentos à Deus (mesmo não sendo rap de evangélico).

É pouco conhecido pela mídia mainstream (ainda bem!), mantendo a forte ideologia do estilo e ajudando a manter o preconceito de quem acha que hip-hop é só velha-escola.

Alguns representantes:

  • Slim Rimografia
  • SP Funk
  • Pentágono
  • De Leve
  • Marcelo D2
  • Parteum
  • Z’África Brasil
  • Kamau
  • Max B.O.
  • Hadda e DJ A.

Os “meio termo” (nem cá, nem lá)

Música:
O preto em movimento
Artista:
MV Bill
Álbum:
Falcao: O Bagulho é Doido

mais informações no ODEO

Assim como em qualquer divisão musical, existem os que encontram-se transitando entre os dois estilos (acho que é por isso que nenhum músico gosta de rotular-se sob um estilo apenas).

Normalmente, os artistas que ficam no meio termo são os criadores da nova-escola, grupos antigos que começaram esse negócio de abrir a mente dos rappers.

Alguns representantes:

  • Thaíde e DJ Hum
  • Rappin’ Hood
  • Apocalipse 16
  • Faces do Subúrbio
  • MV Bill
  • Ao Cubo
  • Viela 17
  • G.O.G.

Mas tem mais…

Música:
Prioridades
Artista:
B. Negao e os Seletores de Frequencia
Álbum:
Enxugando Gelo

mais informações no ODEO

Obviamente, o Universo é complexo demais para caber apenas nestas divisões, tem gente que faz rap tão misturado com outro estilo que acaba ficando difícil classificar aqui ou ali, como:

B. Negão e Os Seletores de Frequência
Fazem um som tão soul-funk, com atitude tão hip-hop que não dá pra cadastrar em lugar algum.
Planet Hemp
Era rap ou hardcore?
Pavilhão 9
E esses? Rapcore é rap ou hardcore?
Black Alien
O ragga mais rap do mundo.

Como já citado, existem também os gozolândia, caras que não representam nada, só querem fama e dinheiro, sem ideologia, sem mensagem, produzidos em laboratórios de grandes gravadoras.

Antigamente eram exclusividade do mercado americano, porém, aos poucos os carrões, músculos bombados, cordões de prata, músicas “mexe a sua bunda” e gostosonas semi-nuas têm aparecido aqui e ali no mercado brasileiro.

_O mercado brasileiro pode ficar parecido com o norte-americano?

Pode, e infelizmente, provavelmente vai ficar uma cópia. Pra nossa felicidade os gozolândia aparecem, somem e os firmeza continuam, quem representa não cai, Jurassic 5, Pete Rock, B. Negão, Pavilhão 9 que o digam.

Videoclipe:
O Preto em Movimento
Artista:
MV Bill
Álbum:
Falcão – O Bagulho é Doido

Textos relacionados:

Deixe sua opinião

59 comentários

  1. Estevão Lucas comentou:

    E aew Marco!
    de boa?

    Gostei muito desse post…eu q tmb curto rap e tmb soh de Brasília..!
    So não gostei de uma divisao, onde vc fala q Apocalipse 16,
    MV Bill,Ao Cubo e Viela 17 estão encima do muro!????

    Abraços
    Flw

  2. Marco Gomes comentou:

    Qual o problema em dizer que estes grupos transitam entre a velha e a nova escola?

  3. Leandro Ferreira comentou:

    “mas é fortemente reprovado pelos eruditos (e pseudo-eruditos) da música”

    deixa o Fábio Sena ler isso não que ele morre de amores pelo Miles Davis

  4. Marco Gomes comentou:

    Falando em Miles Davis, estou ouvindo agora :-) Baixei um álbum de 1949 feríssimo

  5. Fábio Sena comentou:

    Olha, tem música boa e tem música ruim.
    Eu costumo distinguir o que é boa musica e o meu gosto. Tem música boa que eu não gosto, isso é outra coisa.
    Proverbio X e Apocalipse 16 eu gosto, mas tem muito rap que rola por aí que nem é música. Recital não, recital é musica. Um movimento cultural pode ser.

  6. marcello sagaz comentou:

    po mano gostei pra caramba da pagina ai tudo q vc diz e a mais pura verdade mais espero q o rap brasileiro continue do jeito brasileiro pq tem alguns rappers que tem amania de copiar os nortes americanos assim nao da e sem citar nomes mano mas mesmo assaim a cultura hip hop um dia vai ficar conhecida como o samba o rock e entre outros e e so valeu mano

  7. marcelo comentou:

    va trabalhar vagabundo !

  8. Fabrício Sousa comentou:

    Legal o post. Importante falar do Hip Hop e mostrar que o mesmo não é sinônimo de bandidagem.

    PS: Uma correção no texto: Não existe “banda de rap”, mas sim grupo de rap;

    []’s
    Fabrício Sousa
    http://www.CULTURAHIPHOP.com.br

  9. vinicius comentou:

    o hi hop e uma arte que prepara as pessos para vida não pra elas aparece como um cantor mais para u, enprego melhor as musicas do rap são palavras que abrem os olhos dos muleques para ficarem longe das drogas mais acima de tudo deus governa e nois um abraço para todos

  10. cristiano comentou:

    No final dos anos 90 mais precisamente em 1997 começamos como 100% Farina, grupo que arrastou multidões com vários show’s em Escolas, EMEI’s, Grandes Salões, Praças e foi o único grupo de rap de São Bernardo do Campo a se apresentar no Complexo Carcerário Carandiru, hoje desativado, por vários motivos precisamos mudar de nome.
    Precisávamos de um nome que causa-se tanto impacto quanto o 100% Farina, depois de pensar em vários nomes daí então ascende uma luz nesse país onde quase tudo é baseado em leis e ordem que aqueles que a fazem não cumprem, então por que você que é favelado que passa mó veneno, que passa nas ruas e vê seu semelhante ser pisoteado por aqueles que fazem as leis e as ordens, mano por que você não ter a sua ORDEM PRÓPRIA.
    Em 2001 o 100% Farina vira ORDEM PRÓPRIA continuando com a mesma pegada letras de forte expressão e forte impacto e na humildade vem fazendo sua caminhada.
    Hoje é um dos grupos mais divulgados do ABC, já se apresentou em muitos lugares de São Paulo e interior Guarulhos, Ribeirão Pires, Zona Leste Oeste Norte Sul da Grande São Paulo e do Brasil, que também tem vários HIP HOP NA VEIA no seu tempo de caminhada.
    Nesse ano de 2006 já ta em faze de gravação do seu CD que conta com a presença de varias participações grandes ícones no rap nacional e a produção de ERICK 12.
    Logo mais ai nas lojas o Primeiro cd do ORDEM PRÓPRIA.

  11. Jaime Bierkler comentou:

    O MELHOR DO RAP BRASILEIRO E DO RAP MUNDIAL VOCÊ OUVE AQUI

    OS ANTIGOS DO FUNK, OS RAROS CANTORES DE SOUL, E MUITO MAIS.

    Acesse agora!
    http://www.radiojb.com

  12. Marcio Mello comentou:

    Gosstaria se possivel que me mandassem a letra do ultimo album do MV Bill a musica chamada preto em movimento

    grato marcio mello

  13. Salomão comentou:

    Bom é isso ae,,,

    pra quem curti rap hip hop aqui tem um prato cheio!!

    mas gostaria d reivindicar uma coisa que eu naum curti aki

    o APC 16 , AO CUBO naum estaum encima do murao naum ok?

    me desculpa ae mas ja que vai passar informação passe a correta ok?

    mas fora isso mandou bem, pagina completa!!

  14. Allan Pierre (Onesto) comentou:

    Bacana…
    legal a parada de deixar claro que é o hip hop
    enjoa ver neguinho dizer que hip hop é rap gringo
    pequenas falhas ali…
    mas ninguém é perfeito
    por sinal devia ter citado os pioneiros do rap nacilnal não?!
    ficaria legal ;)

  15. PatyMorenti comentou:

    E ai..nao curtia rap de jeito nenhum.Por causa do meu ex,aprendi a gostar.Curto demais as letras do raps..Valeu…Bjss. PatyMorenti

  16. slim rimografia comentou:

    muito bom o post fico feliz por pessoas que gostam da verdadeira cultura, e tambem estou a favor da identidade do nosso hip hop,e farei o possivel para que isso aconteça mesmo que seja um trabalho de formiguinhaaaaaaaaaaa…
    viva a boa musica

  17. Marina comentou:

    da hoora!
    mais axo que a musica poderia ser trocada por uma do
    KAMAU. que ficaria mais stayle ;)
    abraçoo ;@

  18. Marina comentou:

    ou uma do slim rimografia também ia fica da hoora ;)
    o som dele por você ou poeticamente a viida!
    ia fiica massa também ;)
    ;@

  19. João Marcos Salgado do Amaral comentou:

    ei manu curto muito Rap e acho q as suas ideias batem com as minhas cara vc concerteza sabe dizer pra quem esta chegando oq eo rap cara legal as sua definições ao rap
    mas ai venhu de uma cidade no interior de sao paulo
    e montei um grupo de rap e oque eu falar e alertar a rapazeada mais nova de que ocrime naum conpensa ai todos meus amigos q andavam comigo cairam nessa no 12
    e eu naum quis isso pra mim mas ai como eu tenho contato sei eu preferi contar isso ai e pedir para q os mais novos naum dessem sequencia a isso semana passada rodou 8 moleques aqui todos camarada meu e isso q me incentiva a fazer minhas musicas
    mas ai manu vc acha certo essa ideias minhas
    flw lwgal o seu trabalho cara

  20. alessandra comentou:

    eu curtor muito o rap pois ele agora esta em minha
    vida

  21. comentou:

    Depois dessa aula sobre o movimento hip hop nem tem muito o que dizer, parecia apostila de professor de história falando das tendências contemporâneas, mas daquelas tipo que a gente leva escondido pra colar no banheiro xD brincadeiras às parte adooro hip hop,soul black geral, mó atitude e conteúdo ao mesmo tempo, fora as possibilidades musicais eu acho que hoje é que tem de mais legal rolando :)

  22. jessica comentou:

    salve rapa..

    então esse post ficou ooko msm..
    e na minha opinião o apocalipce 16 ta em cima do muro msm.
    eu q sou uma mc tambem tenho amor ao barato..
    rap minha vida só lamento p/ quem desacredita.

    saca só essa..

    ideologia ñ esta na cara nem nos olhos
    de ninguem.ideologia esta na mente .pq a mente
    vai mais alem..

    eae Marco Gomes o q achou?

  23. Dani>>dimyplayer comentou:

    MUito lok o post!!!
    flando ai as music maluk o povo fanatic por rap afinal brasileiro tenque curtir um rap moro??!?!!
    agora como assim em cima do muro A.P.C 16,Viela 17,Ao cubo e MV Bill!!
    os manuss tem personalidade e foi deles que eu aprede a curtir um rap maluk ai!!
    Nao queru descepcionar ninguem mais issu foi falho moro?!?!?!
    Mais foi mtu show(nota 11)>> tirando o erro dessas bandas em cima do muru

  24. Dani>>dimyplayer comentou:

    ok!!
    descurpe….
    maluk!!
    sooh veii!!
    ………..

  25. Esther tetezinh@ comentou:

    Oi..
    galerinha eu adollo..rap..

    flw..
    tÔ indúh..ai…

    xauzz

    fikem cum GOD.! e ate+++++..

  26. luciade fatima comentou:

    queria sabera letra da musica do cxa contos do crime que o refraodiz o caminho da luz e vc jesus ou so otitulo ja tentei e nao encontrei

  27. B. Boy "HULK" comentou:

    ae gostei do site
    danço e represento o hip hop
    mas acho esssa historia de misturar rap com outros estilos
    mo zoolandia vei
    o bom msm é o rap original flw!!!!!!!!

  28. cassio comentou:

    Aífmz memo o post
    queria dize q eu não concordo
    muito quando o nósso amigo
    diz esperamos que um dia
    o hip hop seja reconhecido
    como o samba e outros.
    nós do hip hop não precisamos
    o hip hop já conquisto o seu espaço
    qué mais do que ter 4 elementos em 1 movimento
    e não são qualquér elementos
    só da gente t o graffiti,b boy,dj,mc e run dmc já ótimo
    um abraço rapaziada.

  29. Mano FT (Impacto Da Rima) comentou:

    Grupo linha de frente representante das periferias do Brasil, com idéias contundentes, conscientes, de auto estima, falando a realidade do dia a dia da periferia. Na ativa desde 2005 o Impacto Da Rima vem crescendo bastante e mostrando que vem pra diferenciar no Rap Nacional, com letras fortes, como as destacadas Não Desista, O fim é trágico, Frutos Do Sistema, entre outras que protestam pro uma melhoria de vida pra todos e tentam levar uma solução, uma idéia de paz a cada sofredor Conheça um pouco mais o Impacto Da Rima: http://www.myspace.com/impactodarima
    PAZ!

  30. mauricio( porto ALEGRE comentou:

    eu gostaria de saber como vc definiria o som do facção central. só para ver uma ópinião de fora.valeu abraços. eles mesclão essa parada se usar o som dos caras da antiga com ass basses estrumentais , mais com um discursso forte e contundente

  31. Rap comentou:

    Putz cara, bom texto, dificilmente vemos o pessoal se interessando por escrever sobre um ritmo que venho sendo descriminado por bastante tempo e que agora alcançou uma certa banalização fruto de influência norte-americana…

    Deixo alguns outros nomes de grupos de rap que não devem ser esquecidos no meu ponto de vista:

    Liberdade Condicional
    Cirurgia Moral
    Ao Cubo
    Criolo Doido
    Facção Central (com todo o ‘problema’ gerado por suas músicas)
    Gabriel, o Pensador (mesmo sendo muito lado A)
    João Xavi (apesar de novo no cenário)
    Parte Um (irmão do Rappin Hood, rap com letras um tanto quanto densas)

    Provérbio X deixou de ser old school nesses últimos cd’s não tem mais optado pela batida original do funk…

    APC 16 descambou para somente o Pregador Luo, as letras cairam bastante de qualidade

    Pavilhão 9 assim como 10Zer04 de Brasília fazem um rapcore (sic) muito bom mesmo…

    Vale lembrar alguns outros que provavelmente entrariam na categoria não-classificados:

    Beatchoro (chorinho com rap)
    José James (norte-americano que faz jazz cru com um vocal de rap)

    E ainda aqui em Brasília, existe um projeto entre rappers da Ceilândia com o pessoal da Casa do Cantador (repente)

    Comentário meio grande hehe.

    Há algum tempo atrás escrevi um texto sobre a questão do rap…

  32. leonardo comentou:

    isso é um lixo credo eu nem li de tao chato.

  33. Dani>>Dimy Player comentou:

    aehh sooh
    moh firmeza
    podiii crerrr
    xauuuuuuuuu
    maneru

  34. mk=love comentou:

    Olha eh o seguinte
    essas culturas
    deu tipo uma mistura mutho loka
    valew pessoal

    bY:fã n°1 racionais mcs

  35. angelica comentou:

    ñ gosto de rap mas é uma musica maneira!!!!!!!!

  36. Mano Urso comentou:

    Salve Rapaziada!
    Quero agradecer por esse site estar no ar,
    e dizer oquanto é importante valorizar o que gostamos etemos
    amor pelo que fazemos!
    Um Abraço a todos grupos de Rap do Brasil!

    Deus Abençõe, Paz a todos

    Por: Mano Urso zona sul

  37. Renan comentou:

    Fla rapaziada !!!!
    Eu estou procurando uma escola de hip hop no abc …. de preferencia em Santo André … alguem conhece …. por favor me avise ….
    vlw ..

  38. Roberto comentou:

    Mano, firmezera esse post, precisamos descrever tudo sobre o rap mas nunca deixar cair, mostrar a letra certa pelo caminho certo levantar valores de amizade, família, paz e humildade, Deus no coração não pode faltar porque foi onde tudo começou,paz!

  39. paiapasta comentou:

    e nos manuh………
    um salve para as gatas do entroncamento . deus seja louvado
    a vida e louka mano ?????????……?
    [paiapasta ]100% jesus mano . so deus pode me jugar.
    aprecie com moderação . so os + forte sobrevive ?
    o sol nasceu para todos + sombra e pra quem pode.100 comentario , fui ki fui.????????????????????????????????

  40. ricardo comentou:

    galera eu moro em são paulo no bairro da penha quem conhecer alguem q ´q um b boy e q quer ensinar eu quero aprender e quero ser um b boy

  41. Dhanny>>Djimmy Player comentou:

    Mtu bacana o Post,sou raper tbm compositora e vocalista,to nu começo da carreira mais estou pegandu o jeitu, mais eu nao axei q bati rock com rap issu fikou dessandado eu sei lah… flantou alguma coisa pra fikr da hora… QUE DEUS ABENÇOE AH TODOS,FIKA NA PAZ FLW?!!?!

  42. altiere comentou:

    ai eu gostei da ideia e um bagulho muito serio esse meio rap da antiga e rap de hoje eles colocam uns contra os outros e vice verssa eu acho que tem espaço pra todos e todos deveriam]
    se unir orap de qualidade pra mim e o que fala sobre os acontecimentos do catidiano mais nao tenho nada contra quem
    gosta de fazer um som de boua e nois mano ta de parabens marcos abraçao…

  43. homem bomba comentou:

    um salve pros meus colega de malhação…

  44. GuTo comentou:


    O Melhor Rapper
    Do Brasil
    Sempre Foi,
    e Sempre Vai Se o

    Cabal

    PROHIPHOP C4

  45. danizynha comentou:

    oi meu nome é daniele …meu sonho (ser cantora de rap)
    um dia ainda vo realizar meu sonho eu componho tbm umas letrAS… EU AMO RAP SO LOKA POR RAP ,PRA MIN O RAP É A BATIDA PERFEITA .RAP É O SOM É O HINO QUE ME MANTEM VIVA

  46. Yuri comentou:

    Eu gosto de rap so q so escuto rap americano
    isso pode me dificulta a fazer um rap brasileiro?

  47. jose relsi comentou:

    PRa min o melhor rapper do brasil sempre vai ser mano brow

  48. dj michel comentou:

    eai rapaziada to querendo arrumar essa musica o rap do brasileirinho. um trecho ,eu estou cantando na festa de um vizinho trago o cavaquinho o toque do brasileirinho. e mais ou menos isso alguem pode me dizer onde entrar. dj michel abrços!!!!!!!!!

  49. Joao comentou:

    Vai estudar um pouco sobre rap, existiram outros que apanharam, e vc não pode falar tanta besteira, assim, o rap tem outra ramificações, pessoas que fizeram historias, na mesma epoca que esses manos, meu vai pesquizar, vou te dar uma dica, Mc Jorge, Mister Teo, Geração Rap, Black In The Hood, enfim parem de falar besteira, o Rap tb tem suas raizes, Só pra lembrar mais, Os Metralhas, Black Juniors, Catito, enfim tem muita gente boa da antiga, se não sabe não fale besteira.

  50. DJ michel comentou:

    http://www.4shared.com/audio/As1r4KSh/rap_do_brasileirinho.html

    esse eo link de dowloader do rap do brasileirinho ……..valeu

  51. Rity comentou:

    EU AMO O HIP HOP E REP …. EVANGELICO E CLARO
    PELAS HISTORIAS QUE E UM EXEMPLO DE VIDAS
    PARA MUITAS PESSOAS…….
    MAS O ULTIMAMENTE O HIP HOP
    COMO APC 16 – PROVERBIO X CAIU MUITO
    E REP OU FANK OU MUSICA ELETRONICA
    VC’S ESTÃO SEM CRIATIVIDADE EU AMO DEMAIS VC’S MAS
    ESTÃO SEM GRAÇA FAZ UMA COISA NOVA USA A BATIDA
    QUE A MUSICA MERECE SEJA VC’S QUE VC’S VÃO VER SE NAUM VAI MUDAR
    FIQUE NA PAZ DE CRISTO AMO VC’S……..